1. ArchDaily
  2. Artigos

Artigos

“As pessoas buscam uma nova proximidade com a natureza”: entrevista com Stefano Boeri

"Projetando uma casa para as árvores", como ele diz, Stefano Boeri está trabalhando em todo o planeta, exportando sua abordagem com as árvores do México para Shenzhen. Construindo todo um ecossistema, ao invés de apenas uma fachada verde, o arquiteto compreende a necessidade de redefinir nossa relação com a natureza, especialmente nas cidades.

Christele Harrouk, do ArchDaily, teve a oportunidade de entrevistar o arquiteto em Eindhoven, durante a inauguração da Trudo Tower, o primeiro projeto de habitação social de Stefano Boeri, em colaboração com Francesca Cesa Bianchi, sua sócia no Stefano Boeri Architetti, Laura Gatti, botânica e consultora, e Paolo Russo, responsável pelo projeto. Discutindo principalmente sua abordagem com a natureza, a qualidade ambiental e sua perspectiva aplicada ao redor do mundo, a conversa também abordou às quatro florestas verticais em andamento na Europa Ocidental: a primeira que acaba de iniciar em Utrecht, uma segunda em Bruxelas, um edifício em Eindhoven, e uma última em Antuérpia.

Trudo Tower. Imagem © Stefano Boeri ArchitettiPalazzo Verde . Imagem © Stefano Boeri ArchitettiPalazzo Verde . Imagem © Stefano Boeri ArchitettiTrudo Tower. Imagem © Stefano Boeri Architetti+ 22

Conselhos para escolher a cor da sua piscina

Pode-se dizer que um dos principais aspectos a serem levados em conta ao projetar uma piscina é a escolha da cor de seu revestimento. A luz, as sombras, a profundidade, o ambiente e os elementos que a envolvem são variáveis que afetam diretamente a tonalidade final da água. Os efeitos da iluminação artificial e/ou natural também são determinantes de sua estética final, portanto, se ela estiver em um espaço externo refletindo o céu, produzirá um efeito diferente do que se ficar em um espaço interno, onde o teto influenciará sua cor.

O potencial da cartografia nos jogos de computador

Nesta nova colaboração titulada originalmente Cartografias do Metaverso, os arquitetos espanhóis Enrique Parra e Manuel Saga - fundadores do blog MetaSpace- exploram o potencial da cartografia nos jogos de computador, uma ferramenta que às vezes sobrepassa o papel de mero orientador, como na sequencia Diablo e torna-se um elemento gravitante dos jogos, como em Civilization e World of Warcraft.

A linguagem cartográfica e planimétrica próprias da arquitetura é comum também no mundo dos videogames. Muitos deles baseiam grande parte da sua experiência na interação com um ou vários mapas sobre os quais nos orientamos, descobrimos em que ponto nos encontramos e para onde se supõe que devemos nos dirigir. 

Exemplo disto é a saga Civilization, uma série de jogos de gestão de impérios publicados desde 1991 até hoje. Todas suas versões se desenvolvem sobre um mapa, uma visão geográfica do mundo que representa suas distintas áreas, os recursos disponíveis, o equilíbrio geopolítico e outros fatores. Estas variantes constituem as regras a seguir. a situação a enfrentar; o mapa converte-se em um tecido dinâmico, ou seja, a interface que permite o jogo.

"A forma segue todas as funções": leitores opinam sobre adaptabilidade na arquitetura

Devido à necessidade, diferentes tipos de edifícios mudaram seu uso. Igrejas que hoje são bibliotecas, armazéns abandonados que hoje são centros culturais - e embora muito tenha sido escrito sobre o assunto, desde o conceito Open Building de N. John Habraken nos anos 70, até o contemporâneo From Mixed-Use to Diff-Use de Adamo Faiden, hoje temos mais do que nunca um interessante debate global em torno da adaptabilidade em habitação. É necessário ter tantos metros quadrados dedicados a escritórios quando durante a pandemia percebemos que muito do trabalho pode ser feito remotamente? Esta foi uma das principais questões durante a quarentena dos últimos anos.

As cidades podem prosperar em tempos de crise? 3 perguntas para as cidades em 2022

Surtos de doenças contagiosas podem exercer uma influência de longo prazo no desenho urbano – muitos moldaram de forma inegável a maneira como as cidades modernas são e operam. Parques, ruas largas e até mesmo os banheiros de nossas casas são um legado importante de surtos de cólera no passado. Hoje estão tão incorporados em nosso dia a dia que são considerados elementos básicos das cidades modernas. Ao longo de gerações, as cidades se recuperaram do choque inicial do contágio e reconstruíram a confiança das pessoas depois de períodos de incerteza.

De hotéis a salas de concertos: 8 projetos com banheiros originais

Existindo como um lugar que todos precisam visitar, mais cedo ou mais tarde, não importa qual seja sua posição social, os banheiros podem ser uma das melhores maneiras de adicionar personalidade a um projeto. Utilizado em momentos mais vulneráveis, os banheiros são arenas calmas e solitárias que proporcionam alguns minutos de paz em um ambiente agitado. Portanto, a originalidade da experiência do usuário pode realmente se destacar.

Quer tragam relaxamento e hospitalidade, individualidade ou drama e cultura ao espaço público, os banheiros podem surpreender e encantar os usuários, ao mesmo tempo que permitem que eles descansem. Aqui estão oito projetos em que um banheiro é parte integrante da arquitetura de interiores.

Arquitetura no México: projetos para entender o território de Puerto Vallarta

The Jazz Foundation / em-estudio . Imagem © Iván Esqueda MartínezMalecón Puerto Vallarta / Trama Arquitectos. Imagem © Alejandro CartagenaHotel Grand Park Royal Vallarta / Lucio Muniain. Imagem © Marcos BetanzosFarmacia Del río / güey studio. Imagem © Eduardo Mendoza+ 8

Puerto Vallarta é uma cidade localizada dentro do estado de Jalisco, na região oeste do México, de frente para o Oceano Pacífico. Tem 1.301 km² e junto com o município de Bahía de Banderas, no estado de Nayarit, forma a Zona Metropolitana de Puerto Vallarta, sendo a segunda cidade mais populoso de ambos os estados. Há várias razões pelas quais Puerto Vallarta é um dos portos mais importantes do México, sendo uma delas o turismo de classe mundial que o levou a ter um dos oito aeroportos internacionais do país.

Cozinhas para lofts e estúdios: integração e flexibilidade

Ao longo dos séculos as cozinhas passaram por um interessante processo de modificação que ditou tanto o seu uso – antes frequentada apenas pelos empregados, hoje é um espaço essencial de socialização – como seu tamanho – de maior cômodo da casa para um dos menores. Entretanto, independentemente das suas dimensões, a cozinha representa cada vez mais o coração da casa. Um espaço essencial que, nos dias atuais, transcende o simples ato de preparar os alimentos, tornando-se um local associado também ao lazer e a união. Para tanto, este ambiente precisa estar apto a responder uma série de particularidades que exige funcionalidade e eficiência mas, ao mesmo tempo, conforto e bem-estar.

Loft Buiksloterham / Heren 5 Architects. © Leonard FaustleEstúdio Lapinha / plano livre. © Henrique QueirogaLoft Cosmopolitan / Mariana Pesca Arquitetura. © Rafael RibeiroLoft Refúgio / Consuelo Jorge Arquitetos. © Fran Parente+ 16

Arquitetura do metaverso: o que é, quem construirá e por que é importante?

Você deve ter ouvido que Mark Zuckerberg quer que o Facebook se torne uma Metaverse Company, e que no início deste ano a Epic Games, empresa que desenvolve a Unreal Engine, anunciou ter concluído uma rodada de financiamento de US$1 bilhão para apoiar o plano de longo prazo para o metaverso. Metaverso é, definitivamente, a palavra da moda mais quente no mundo da tecnologia atualmente. Neste artigo, discutiremos brevemente o que é o metaverso, quem o construirá e, mais importante, por que ele é importante para os arquitetos e como os designers podem desempenhar um papel significativo na economia digital que está por vir?

Cortesia de Mars HouseCortesia de Refik Anadol installationCortesia de User interface of City EngineCortesia de Townscraper, desenvolvido por Oskar Stålberg+ 10

São Paulo precisa de mais espaço

Verticalização e adensamento populacional são fatores pouco compreendidos das nossas cidades. Diferentemente do que se imagina, nem sempre quanto mais verticalizada a cidade, mais densa ela é. No Brasil, favelas ou residências semiformais compõem algumas das áreas urbanas mais densas. São residências pequenas, com pouco espaço entre elas, e muitas vezes habitadas por mais de uma família. Por outro lado, há bairros com muitos prédios e pouca gente. Prédios podem ser comerciais, sem moradores, ou ter apartamentos grandes, famílias pequenas e áreas livres ao seu redor. Poucos sabem que Cidade Ademar, distrito de casas na zona sul de São Paulo, tem o dobro da densidade da selva de prédios do Itaim Bibi.

Redescobrindo os Andes: a transformação dos banhos termais de San Pedro, Chile

Aninhadas na cordilheira que divide o Chile da Argentina, as Termas de San Pedro são um lugar de pausa e contemplação que interrompe a rota de trânsito para introduzir a escala humana e assim dar uma melhor condição de habitabilidade às extensas paisagens das altas montanhas. Embora estas piscinas naturais tenham se estabelecido por um período como um marco e destino público dentro da rota e da memória coletiva que envolve a região de Romeral, com o tempo elas caíram em um estado de abandono e deterioração como resultado de movimentos sísmicos constantes.

Em resposta a esta situação, o projeto de graduação da estudante de arquitetura da Universidade de Talca, Pía Montero, busca materializar a pesquisa realizada sobre a identidade territorial da Região do Maule e consolidar um marco de potencial turístico. O projeto também é um chamado para redescobrir e resgatar o valor do patrimônio natural e cultural da região do gradual abandono em que ela caiu ao longo dos anos.

© Edgard Torres© Edgard TorresCortesía de Pía Montero© Gustavo Burgos+ 8

Impressão 4D? A união de fabricação aditiva e materiais inteligentes

Enquanto ainda estamos tentando entender sobre as possibilidades e limites da impressão tridimensional e a manufatura aditiva, mais um termo chega para o nosso vocabulário. A impressão 4D nada mais é que uma tecnologia de fabricação digital, de impressão 3D, onde se inclui uma nova dimensão: a temporal. Isso quer dizer que o material impresso, após pronto, poderá se modificar, transformar ou se movimentar autonomamente por conta de suas propriedades intrínsecas que respondem aos estímulos do ambiente.

O conceito foi popularizado pelo pesquisador Skylar Tibbits, que dirige o Self-Assembly Lab do Massachusetts Institute of Technology (MIT), em colaboração com as empresas Stratasys e Autodesk. A tecnologia ainda é bastante nova, mas espera-se que ela seja utilizada em muitos campos, desde a construção civil, infraestrutura, indústria automobilística e aeronáutica e até mesmo para a saúde, combinado com a bioimpressão.

Exposição em Nova Iorque celebra o legado modernista no Egito e alerta sobre seu futuro

Em exibição no Center for Architecture na cidade de Nova Iorque, a exposição intitulada Cairo Modern apresenta uma lista de 20 projetos de arquitetura moderna realizados, nunca construídos e também demolidos no Cairo, lançando um alerta sobre o futuro incerto do legado modernista no Egito.

Cairo Modern, a mais nova exposição organizada pelo Center for Architecture de Nova Iorque, apresenta 20 importantes projetos de arquitetura moderna realizados no Cairo entre 1930 e 1970, entre os quais projetos nunca construídos e também outros que já não existem mais—destacando a crescente ameaça ao patrimônio moderno construído no Egito e em outros países.

Como reformar sem estourar o orçamento?

Quando falamos em reformar, e talvez isso já não seja mais nenhuma surpresa pra ninguém, a primeira coisa que nos dizem é que a obra “vai custar o dobro do que a gente quer e demorar o dobro do que a gente gostaria”. Uma reforma, independentemente de sua escala ou natureza, costuma doer tanto na cabeça quanto no bolso, especialmente depois que a poeira começa a subir. Ainda assim, mesmo cientes de todos os desafios, muitas vezes não há como evitar aquela tão terrível e aguardada reforma.

Mas nem toda reforma deve nos levar à falência ou à loucura, e buscar soluções mais econômicas nem sempre significa abrir mão da qualidade. Desde gerir a própria obra, a meter a mão na massa ou restaurar os móveis que você já tem em casa, aqui vão algumas dicas para não estourar o orçamento com o seu projeto de reforma.

Louveira Apartment / Ana Sawaia Arquitetura. Image © Carolina LacazRenovation of Joan Blanques apartment / Allaround Lab. Image © José HeviaLouveira Apartment / Ana Sawaia Arquitetura. Image © Carolina LacazMessico&Nuvole Flat / Davide Beretta Studio. Image © Daniel Pavesi+ 27

O edifício que se moveu: como transportaram uma central telefônica sem suspender suas operações?

Em novembro de 1930, em Indiana, Estados Unidos, uma das grandes façanhas da engenharia moderna foi realizada: uma equipe de arquitetos e engenheiros transportou uma central telefônica de 11.000 toneladas sem nunca suspender as operações e suprimentos básicos para os 600 funcionários que trabalhavam no interior.

Transporte elétrico: nossas cidades estão prontas para a micromobilidade?

Ao longo dos últimos anos, testemunhamos um crescimento exponencial da frota de patinetes elétricos circulando no centro das grandes cidades, os quais muito rapidamente passaram a fazer parte do nosso dia-a-dia. Ao facilitar os deslocamentos urbanos de forma um tanto divertida, os patinetes elétricos caíram nas graças das novas gerações, conquistando uma infinidade de novos adeptos e orgulhando-se de seu caráter sustentável. Primeiramente implementados na costa oeste dos Estados Unidos, os patinetes rapidamente migraram para o leste do país, eventualmente tornando-se muito populares nas principais cidades da Europa e Ásia. Embora sejam rápidos e convenientes para quase todo tipo de deslocamento urbano, precisamos nos perguntar: as nossas cidades estão prontas para este aumento exponencial na frota de patinetes elétricos e outras formas de micromobilidade?

O potencial do bambu e da madeira engenheirada para a indústria da construção: entrevista com Pablo van der Lugt

© Woodify
© Woodify

Pablo van der Lugt é arquiteto, autor de livros e palestrante. Sua pesquisa enfoca o potencial de materiais como bambu e madeira engenheirada para o setor da construção civil e seus impactos positivos no mundo. “Ao longo de minha carreira profissional na universidade (incluindo minha pesquisa de doutorado sobre a pegada de carbono de bambu e madeira engenheirada) e na indústria, nos últimos 15 anos, descobri que há muitos conceitos errôneos sobre esses materiais que dificultam sua adoção em larga escala. Por esta razão, eu ‘traduzi’ minhas descobertas de pesquisa em dois livros contemporâneos para designers e arquitetos sobre o potencial do bambu: Booming Bamboo e madeira projetada: Tomorrow’s Timber. Eles visam dissipar esses mitos e mostrar o incrível potencial da última geração de materiais de construção de base biológica na necessária transição para um ambiente de construção circular, saudável e neutro em carbono. ” Recentemente, tivemos a oportunidade de conversar com ele sobre esses temas. Leia mais abaixo.

O urbanismo subversivo dos filmes da Pixar

Este artigo foi publicado originalmente em Common Edge.

Para todas aquelas famílias que passaram a pandemia trancadas em casa com um filho pequeno, apenas gostaria de dizer que sei bem o que vocês passaram nestes últimos anos. Lá em casa, os brinquedos que antes encontravam-se organizados por tipo e tamanho agora estão jogados nos cantos, enterrados sob outros tantos objetos da vida cotidiana de uma jovem família. Ainda assim, apesar da enorme saudade de nossa antiga vida no Brooklyn, encontramos consolo em nossa nova rotina suburbana, com nosso pequeno quintal, a nossa horta, a área de serviço e a bagunça de todo dia ... tanto que decidimos encomendar um outro filho para completar a festa! Enquanto abríamos as caixas da mudança em nossa nova casa com quintal, pensando já em como seria a vida durante a pandemia com um filho pequeno, a primeira ideia que nos veio à mente foi fazer a assinatura do canal da Disney. E, embora eu já tivesse visto muitos dos filmes da Pixar, assistí-los novamente neste novo contexto foi algo que me fez refletir muito sobre toda a situação que estávamos vivendo.

Explorando o brise-soleil na França: exemplos aplicados em projetos

A relação entre o envelope do edifício e sua estrutura continua a ser uma peça central da arquitetura. A casca é o que torna os projetos abertos ou fechados, controlando as condições ambientais, a iluminação natural e as vistas. Quer sejam perfurados, ranhurados ou modulares, os brise-soleils são envelopes elegantes, que criam novas condições espaciais. Tal fato é especialmente verdadeiro na França, onde os arquitetos estão repensando a tradição para dar vida a novas estruturas teladas.

© Atelier Arcau© David Romero-Uzeda© Sergio Grazia© Michel Denancé+ 7

Território contestado: relações entre a crise climática e a propriedade da terra

A arquitetura é um ofício ou prática que, na maioria dos casos, envolve a construção de estruturas físicas e materiais. A arquitetura procura dar forma a edifícios destinados a servirem diferentes propósitos como trabalho, moradia, convivência, oração entre outros tantos. Estruturas construídas e intervenções arquitetônicas, no entanto, necessitam de um espaço físico para materializar-se. Dito isso, a melhor compreensão a relação intrínseca entre espaço e arquitetura, pode ser a chave para estabelecermos práticas mais sustentáveis nos campos da arquitetura, engenharia e construção civil.

Como usar pisos drenantes?

São muitas alternativas para quem quer trazer mais verde para sua casa e cidade: árvores que atraem pássaros, hortas, plantas medicinais, entre outros. Mas, existem partes das áreas externas que são usadas como passagem, espaço de lazer, estacionamento ou outras funções. E para estes lugares o piso drenante é uma boa alternativa.

Quartos de bebês e crianças: 20 exemplos para inspirar a imaginação

Casa Jardim / asdesign. Foto: © Rafael Renzo
Casa Jardim / asdesign. Foto: © Rafael Renzo

Apartamento Blue and Glue / HAO Design. Foto: © Hey! CheeseLugar Feliz / studio architecture & design O.M.SHUMELDA. Foto: © Helen RossFlinders Lane Apartment / Clare Cousins. Foto: © Lisbeth GrosmannApartamento Taquinho / Lez Arquitetura. Foto: © Júlia Tótoli+ 27

O quarto para bebês ou crianças é um espaço imaginado não apenas para a hora do descanso e sono, mas também para incentivar a imaginação, trazer símbolos que ajudem a construir uma percepção de mundo e, sem esquecer, brindar diversão aos pequenos. Além de abrigar a infância, trazer funcionalidade para este ambiente e adequar tantas funções na mesma área exigem muitas vezes uma criatividade imensa por parte das mães e pais, por isso, a busca por um profissional de arquitetura pode ser mais do que bem-vinda. 

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.