Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Artigos

Artigos

Conjunto habitacional na Hungria vira inspiração para instalações urbanas

O bairro residencial Haszkovó, na cidade de Veszprém, na Hungria, foi visto como um projeto fracassado: "cinza, triste e sem alma". No entanto, essa estrutura fria conseguiu abrigar 20 mil habitantes, funcionando como uma "cidade" dentro da cidade

Por ocasião da Veszprém Design Week, um projeto colaborativo assinado por Edward Crooks, Point Supreme, Supervoid, MAIO e Paradigma Ariadné, convidou os visitantes a mudar a percepção e o estado atual de Haszkovó, criando cinco propostas de mobiliário urbano, que fossem vibrantes, portáveis e duráveis.

© Balázs Danyi © Balázs Danyi © Balázs Danyi © Balázs Danyi + 57

Casas brasileiras: 9 residências com jardim interno

O paisagismo é um componente fundamental em diversos tipos de projeto, sobretudo para pensar a integração das edificações com seus entornos e estabelecer articulações entre ambientes. O uso da vegetação confere diversas qualidades aos espaços, e apesar de figurar mais usualmente nas partes externas, o uso de jardins internos pode ser um fator de transformação total na atmosfera dos projetos.

Construindo uma nova linguagem: a arquitetura contemporânea paquistanesa

Se existe uma palavra para definir a arquitetura paquistanesa, esta palavra é multiplicidade. Profundamente enraizada nas tradições locais e ao mesmo tempo, rompendo com todas ela, os projetos de arquitetura contemporânea que estão sendo construídos no Paquistão procuram dar voz a esta pluralidade de narrativas. Estes projetos, dos quais selecionamos alguns notáveis exemplos, refletem a coexistência de duas condições urbanas características de cidades paquistanesas como Karachi e Islamabad, onde a cidade formal e informal se sobrepõe para construir um intricado e complexo enredo urbano. Os projetos que apresentamos à seguir representam um reflexo direto deste conturbado e vibrante contexto sócio-espacial, exemplos que procuram explorar novas possibilidades e transpor os limites espaciais e formais da própria arquitetura.

© Shabih Haider Construindo uma nova linguagem: a arquitetura contemporânea paquistanesa © Mustafa Mehdi © Shabih Haider + 11

Os 125 melhores livros de arquitetura

Preparamos uma lista abrangente com 125 livros de arquitetura e temas relacionados que consideramos interessantes para ampliar seus conhecimentos sobre a disciplina.

Buscamos títulos de diferentes partes do mundo com o objetivo de apresentar visões que dizem respeito a contextos culturais distintos. De compilações de ensaios e teorias sobre o crescimento das cidades a romances que flertam com a arquitetura e séries de ilustrações e gravuras.

Veja, a seguir, nossas sugestões acompanhadas por uma breve descrição.

Angola contemporânea: tecnologia e identidade em 4 obras de arquitetura

Angola, como muitos países da África, apresenta acelerado processo de urbanização. Um processo em grande medida desregulado que está conformando grandes cidades repletas de espaços que não atendem aos níveis mínimos de qualidade de vida para sua população. Não obstante, é notável a qualidade da arquitetura contemporânea produzida no segundo maior país de língua portuguesa, onde projetos de inspiração vernacular e forte identidade local coexistem com materiais e tecnologias atuais.

A seguir, reunimos quatro projetos contemporâneos construídos em Angola. Trata-se de uma pequena amostra da produção recente não apenas de Luanda, mas de localidades menores, que confirma a riqueza da arquitetura local - uma arquitetura que merece amplo reconhecimento internacional.

Sem luz natural não há boa arquitetura: como desenvolver projetos moldados e nutridos pela luz?

Os habitantes do planeta Terra passam quase 90% do tempo em espaços internos; aproximadamente 20 horas por dia em salas fechadas e 9 horas por dia em nossos próprios quartos. As configurações arquitetônicas desses espaços não são aleatórias, ou seja, foram projetadas ou pensadas por alguém, ou pelo menos um pouco "guiadas" pelas condições de seus habitantes e seus entornos. Alguns, com sorte, habitam espaços especialmente criados de acordo com suas necessidades e gostos, enquanto outros adaptam e se apropriam do design projetado para outra pessoa, talvez desenvolvido décadas antes de nascerem. Em ambos os casos, a qualidade de vida pode ser melhor ou pior, dependendo das decisões tomadas. 

Entender a importância de projetar cuidadosamente nossos interiores, priorizando o acesso e o aproveitamento da luz natural, foi o objetivo do 8º Simpósio VELUX Daylight, realizado entre 9 e 10 de outubro de 2019 em Paris. Desta vez, mais de 600 pesquisadores e profissionais reafirmaram sua importância, apresentando uma série de ferramentas concretas que podem nos ajudar a quantificar e qualificar a luz, projetando sua entrada, gerenciamento e controle com maior profundidade e responsabilidade.

Trailer / Invisible Studio. Image © Jim Stephenson Cortesía de Ruetemple NOKKEN Kindergarten / Christensen & Co Architects. Image © Bo Bolther © Jackie Meiring + 25

Arranha-céu em Deli propõe purificar a atmosfera da capital Indiana

De acordo com um relatório da OMS de novembro de 2019, os residentes de Deli, capital da Índia, respiram cerca de 25 vezes mais ar tóxico que o limite permitido, diminuindo suas taxas de expectativa de vida. Despoluir a atmosfera se tornou um desafio na maioria dos países com economias em crescimento. Um estudo realizado pelo estúdio de arquitetura Studio Symbiosis analisou várias soluções para enfrentar essa ameaça aos moradores da capital indiana.

Aũra, a solução de projeto do estúdio, é uma torre de "purificação do ar" que tem como objetivo oferecer às pessoas uma atmosfera pura e respirável usando princípios da aerodinâmica.

© Studio Symbiosis Architects © Studio Symbiosis Architects © Studio Symbiosis Architects © Studio Symbiosis Architects + 18

Materiais e novas tecnologias de construção: os 10 artigos mais lidos em 2019

Estar atualizado com as novas tecnologias, entender quais as melhores soluções e detalhes para determinados projetos, ter o conhecimento de quais produtos há no mercado e o que está por vir nos próximos anos. Temos observado que esses temas despertam grande interesse em arquitetos, estudantes e os amantes de arquitetura que entram no site todos os dias. 2019 foi o ano em que o ArchDaily começou a focar mais fortemente na parte de Materials, que abrange produtos, técnicas construtivas e materiais em geral. Com o ano chegando ao fim, selecionamos os artigos da seção mais vistos em cada mês, para tentar entender o que os une e o que devemos continuar investindo nos próximos anos. Veja mais a seguir!

A Guy, his Bulldog, a Vegetable Garden, and the Home they Share / HUSOS. Image © José Hevia Courtesy of Kast © Artek via Shutterstock + 15

Tendências em projetos inovadores de escritórios

Durante o último ano foram construídos 6.900 milhões de metros quadrados destinados a espaços de escritório, consolidando um aumento de 12% em relação ao ano anterior, segundo um estudo realizado pela Avison Young que pesquisa o mercado imobiliário de escritórios a América do Norte, Europa e Ásia.

Arquitetos projetam o primeiro teatro do mundo em estrutura de madeira laminada cruzada

Há não muito tempo atrás, o concreto e o aço predominavam em absoluto nos canteiros de obra ao redor do mundo, principalmente quando se tratava de construir grandes estruturas. Mas à medida que avançamos no século XXI, esta tendência tem começado a mudar principalmente devido ao surgimento de novas tecnologias que por sua vez, tem provocado uma profunda mudança de paradigma na disciplina da arquitetura, apontando para uma maior eficiência, economia e sustentabilidade na industria da construção civil.

Os arquitetos Gilles Retsin e Stephan Markus Albrecht foram recentemente escolhidos como os grandes vencedores do concurso internacional de arquitetura para a ampliação do Meistersingerhalle, localizado na cidade de Nuremberg, na Alemanha. Trabalhando em colaboração com os engenheiros da Bollinger-Grohmann, os especialistas em meio ambiente da Transsolar e os especialistas em acústica da Theater Projects, Gilles Retsin e Staphan Markus Albrecht apresentaram a proposta daquela que será a primeira sala de espetáculos do mundo construída em estrutura de madeira laminada cruzada (CLT).

Fachadismo: quando as paredes falam... e mentem

Paredes não podem falar. Pelo menos, ainda não. Isso não quer dizer que elas não possam mentir. Como o ArchDaily relatou recentemente, uma nova tendência urbana está surgindo na qual a totalidade de um edifício histórico é demolido, com exceção da fachada externa, e um novo edifício é construído por trás dele. Este procedimento tem um nome: fachadismo. Embora o ato de construir uma nova estrutura atrás de uma fachada histórica possa parecer na melhor das hipóteses altruísta, ou na pior trivial, o fachadismo oferece uma visão de como as forças políticas e o mercado imobiliário moldam nossas cidades.

UCL acomodação para estudantes, London. Imagem © Flickr User Matt Brown licensed under CC BY 2.0 A Hearst Tower de 46 andares em Manhattan ergue-se de uma fachada de pedra fundida construída como os andares inferiores de um arranha-céu nunca concluído dos anos 20. Imagem © Alex Maisuradze, Wikimedia Commons A fachada da 48 Leicester Square fica isolada em janeiro de 2015, após a demolição do prédio atrás dela. Originalmente Fanum House, projetado por Andrew Mather e construído em três fases: 1923-26, 1936-37 e 1956-59. Image © Sam Blacketer, Wikimedia Commons Fachadismo na Fruit and Wool Exchange em Londres. Imagem © Flickr User Matt Brown licensed under CC BY 2.0 + 8

Qual a culpa dos planejadores pelo espraiamento urbano?

Embora seja sabido que o urbanismo convencional americano leva ao espraiamento excessivo, vale a pena lembrar que, no fim das contas, a extensão real da expansão horizontal das cidades está muito além do alcance do controle do planejamento urbano.

Bloco de apartamentos da Interbau, de Oscar Niemeyer, pelas lentes de Bahaa Ghoussainy

Para a Feira Internacional dos Construtores de 1957, que ocorreu em Berlim, Oscar Niemeyer projetou o bloco de apartamentos da Interbau, um edifício modernista apoiado sobre uma série de pilares em forma de V. Apresentando as típicas janelas em fita da arquitetura da época, a fachada é interrompida por duas passarelas que conectam o bloco à torre de circulação vertical.

O fotógrafo de arquitetura libanês Bahaa Ghoussainy explorou o edifício em sua mais recente série de fotografias, destacando a relação entre a uniformidade do bloco e a natureza dinâmica da geometria dos apoios. Veja, a seguir:

© Bahaa Ghoussainy © Bahaa Ghoussainy © Bahaa Ghoussainy © Bahaa Ghoussainy + 16

O que é urbanismo tático?

O urbanismo tático, prática que vem ganhando destaque nos últimos anos, tem se mostrado uma estratégia atrativa para coletivos ativistas, arquitetos, urbanistas e designers ao redor do mundo por propor, a baixo custo e numa micro-escala, intervenções urbanas pontuais na intenção de promover o direito à cidade. Essa maneira de se pensar espaços públicos na cidade busca atuar por uma lógica não-hierárquica, na qual a sociedade civil (em colaboração ou não com o Estado e/ou empresas privadas) propõe alternativas ao processo tradicional de projeto na esfera urbana.

Dez arquitetas desprestigiadas pela história

Buscando na história da arquitetura, você poderia ser perdoado por pensar que as mulheres eram uma invenção da década de 1950 no ramo, mas isso isso está longe de ser verdade. Grandes nomes como Le Corbusier, Mies, Wright e Kahn, muitas vezes tinha igualmente inspiradores pares femininos, mas a estrutura rígida da sociedade fez com que suas contribuições fossem esquecidas. 

Lina Bo Bardi: uma seleção de artigos para entender a obra da arquiteta

Lina Bo Bardi foi, sem dúvidas, uma das arquitetas de maior expressividade que já atuou no Brasil. Nascida na capital italiana, tornou-se uma das figuras mais importantes a sintetizar a cultura brasileira ao mundo, unindo arquitetura e política a partir do rompimento de barreiras entre o erudito e o popular.

Durante os últimos anos, o ArchDaily Brasil publicou uma série de artigos e reflexões acerca de sua produção material e imaterial. A partir disso, compilamos um conjunto desses textos que pode servir de base para uma compreensão mais profunda sobre a arquiteta:

Como economizar espaço nas cozinhas: móveis eficientes e transformáveis

Na última década, casas pequenas e micro-apartamentos ganharam imensa popularidade como opções acessíveis e sustentáveis para a vida moderna. Com essa arquitetura compacta, o design de móveis com consciência espacial também se torna cada vez mais relevante. Uma das áreas mais críticas para economizar espaço é a cozinha, onde a multiplicidade de funções e a necessidade de armazenamento podem dificultar o uso eficiente do espaço. Abaixo, descrevemos vários exemplos de projetos de móveis que economizam espaço para fazer o melhor uso de uma pequena cozinha.

Courtesy of Hettich Courtesy of Hettich Courtesy of Hettich Courtesy of Hettich + 20

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.