O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos

Sustentabilidade

9 Projetos inovadores que exploram as profundezas do mar e a vastidão do espaço

15:00 - 7 Fevereiro, 2018
9 Projetos inovadores que exploram as profundezas do mar e a vastidão do espaço, Platinum City, Primeira Cidade Pós-Humana / Sean Thomas Allen; Reino Unido. Imagem Cortesia de Jacques Rougerie Foundation
Platinum City, Primeira Cidade Pós-Humana / Sean Thomas Allen; Reino Unido. Imagem Cortesia de Jacques Rougerie Foundation

Nove projetos visionários focados na vida em lugares inexplorados do mar e do espaço sideral foram anunciados como vencedores da competição Jacques Rougerie de 2017.

Fundada em 2011, a competição visa promover a criatividade dos jovens arquitetos, desafiando-os a concluir "projetos inovadores, audaciosos e promissores" que imaginem novos métodos de desenvolvimento sustentável dentro dos domínios do mar e do espaço sideral.

As apresentações arquitetônicas foram concedidas este ano dentro de três categorias: Inovação e Arquitetura para o Mar, Inovação e Arquitetura para o Espaço, e Arquitetura e Aumento do Nível do Mar. Nessas categorias, os projetos foram selecionados em três disciplinas: o grande prêmio geral, o prêmio "Foco" e o Coup de Coeur.

Confira os projetos vencedores abaixo.

SOLAR SPORE, Um fotobiorreator de algas no espaço /  Pierre-Jacques Truyman, Alexandre Brassart, Sylve Truyman; França. Imagem Cortesia de Jacques Rougerie Foundation Refúgio: Plataforma Habitável de Sal Marinho / Lambert David, França. Imagem Cortesia de Jacques Rougerie Foundation BIOLUM_REEF : um recife habitável sustentável / Olivier Bocquet, Lisa Tanet, Laurence Casalot, François Desruelles, Christian Tamburini; França. Imagem Cortesia de Jacques Rougerie Foundation Currents for Currents, Azul é o novo verde / Deo Alrashid T. Alam, Robert Andrew P. Galano, Pierre Michael Monjardin; Filipinas. Imagem Cortesia de Jacques Rougerie Foundation + 10

Aprendendo com a natureza: conheça o projeto do Votu Hotel

14:00 - 30 Janeiro, 2018
Aprendendo com a natureza: conheça o projeto do Votu Hotel, Cortesia de GCP Arquitetura & Urbanismo
Cortesia de GCP Arquitetura & Urbanismo

Através da biomimética, GCP Arquitetura & Urbanismo, criou o projeto de um hotel no sul da Bahia que se inspira em soluções da fauna e flora para promover melhor conforto térmico nos edifícios e menor impacto ambiental para sua operação.

Ruas para pessoas, fim dos estacionamentos e ônibus movidos a café: Londres combate a poluição

08:00 - 28 Janeiro, 2018
Ruas para pessoas, fim dos estacionamentos e ônibus movidos a café: Londres combate a poluição, Futura identidade visual da Oxford Street pedestrianizada ainda não está pronta. Imagem: TfL. Image via TheCityFix Brasil
Futura identidade visual da Oxford Street pedestrianizada ainda não está pronta. Imagem: TfL. Image via TheCityFix Brasil

O prefeito de Londres, Sadiq Khan, lançou esse mês o esboço do novo plano para a cidade que, segundo ele, marca uma ruptura com os planos anteriores. E ele não está exagerando, já que entre as novas metas a serem perseguidas até 2029 estão a quase completa proibição de estacionamentos para carros e a construção de 650 mil novas habitações. Enquanto o plano ainda está em sua versão inicial, os esforços da capital inglesa para conter a poluição do ar fazem avançar o processo de pedestrianização de uma de suas principais avenidas centrais, a Oxford Street, e até a apostar em biocombustível derivado do café para mover os ônibus pela terra da Rainha.

SDG Academy lança série de cursos online gratuitos sobre desenvolvimento sustentável, urbanização e recursos naturais

10:00 - 30 Novembro, 2017
SDG Academy lança série de cursos online gratuitos sobre desenvolvimento sustentável, urbanização e recursos naturais, Foto por <a href="https://visualhunt.com/author/88a5c3">NYCDOT</a> on <a href="https://visualhunt.com/re/710a7d">VisualHunt</a> / <a href="http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/2.0/"> CC BY-NC-ND</a>
Foto por NYCDOT on VisualHunt / CC BY-NC-ND

A plataforma de ensino online SDG Academy lançou recentemente uma série de cursos online gratuitos sobre temas que abrangem desde desenvolvimento sustentável e urbanização até mudança climática e uso de recursos naturais. Segundo a descrição em sua página, a SDG Academy "cria e faz a curadoria de cursos gratuitos de nível superior sobre desenvolvimento sustentável, voltados para estudantes de todo o mundo."

Seis cidades e suas grandes ideias sustentáveis

10:00 - 27 Novembro, 2017
Seis cidades e suas grandes ideias sustentáveis, Bogotá. Foto: WRI Brasil Cidades Sustentáveis
Bogotá. Foto: WRI Brasil Cidades Sustentáveis

As cidades concentram, atualmente, mais da metade da população mundial. Segundo dados da ONU, 54% da população vive em áreas urbanas, e esse número pode passar para 66% até 2050. A distribuição desse contingente, na maioria dos casos, ocorre de forma desigual, lotando as grandes cidades. Até 2014, 453 milhões de pessoas viviam nas 28 megacidades mundiais. Entre essas, 16 são asiáticas, quatro são latino-americanas, três são europeias, três são africanas e duas são norte-americanas. Fica claro, portanto, que as cidades possuem vital importância para as causas ambientais. Iniciativas criadas nos grandes centros urbanos podem ser replicadas mundialmente.

O jornal inglês The Guardian formou uma lista de sete cidades do mundo que colocaram em prática grandes iniciativas na busca pelo desenvolvimento urbano sustentável.

Paris quer sediar os Jogos Olímpicos de 2024 sem carros nas ruas

10:00 - 13 Novembro, 2017
Paris quer sediar os Jogos Olímpicos de 2024 sem carros nas ruas, Último Dia sem Carro em Paris proibiu a circulação de veículos em toda a cidade. Foto: Laura Azeredo, via TheCityFix Brasil
Último Dia sem Carro em Paris proibiu a circulação de veículos em toda a cidade. Foto: Laura Azeredo, via TheCityFix Brasil

O futuro de uma nova Paris já vem sendo noticiado há alguns meses. Desde que a atual prefeita, Anne Hidalgo, assumiu o cargo, seu desejo de uma cidade com cada vez menos carros vem se realizando em pequenas (ou nem tão pequenas) ações. No entanto, parece que esse objetivo ganhou uma data perfeita para ser alcançado: os Jogos Olímpicos de 2024.

Projeto de hortas comunitárias da prefeitura de Teresina recebe prêmio internacional do BID

19:00 - 10 Novembro, 2017
Projeto de hortas comunitárias da prefeitura de Teresina recebe prêmio internacional do BID, Cortesia de Prefeitura Municipal de Teresina
Cortesia de Prefeitura Municipal de Teresina

O Projeto Urbanístico das Hortas do Direceu, da Prefeitura Municipal de Teresina, elaborado pelos arquitetos urbanistas Gabriela Uchoa, Valério Araújo, Cíntia Bartz e Lívia Macêdo, recebeu o Prêmio "Ciudad para las Personas" do Banco Interamericano de Desenvolvimento - BID, na categoria Mobilidade sustentável. Os finalistas apresentaram os projetos durante o Congreso Internacional de Urbanismo y Movilidad, em Buenos Aires, onde um júri elegeu os projetos vencedores.  Uma equipe multidisciplinar composta pela Secretaria Municipal de Planejamento e Coordenação, a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito e a Superintendência de Desenvolvimento Urbano Leste envolveu-se ativamente no projeto.

Barcelona planeja uma transformação verde para tratar problemas climáticos

10:00 - 8 Novembro, 2017
Barcelona planeja uma transformação verde para tratar problemas climáticos, Barcelona quer trazer as áreas verdes para próximo de toda a população. Foto: Jamison Wieser/Flickr-CC. Image Cortesia de TheCityFix Brasil
Barcelona quer trazer as áreas verdes para próximo de toda a população. Foto: Jamison Wieser/Flickr-CC. Image Cortesia de TheCityFix Brasil

Barcelona, a segunda maior cidade espanhola, já virou referência em muitos aspectos devido ao planejamento urbano voltado às altas densidades, às medidas de redesenho urbano e a ações pela qualidade de vida da população. Grande parte das iniciativas fazem parte dos esforços para combater a poluição do ar e seus consequentes problemas. Agora, ao observar a distribuição dos espaços verdes, Barcelona traçou um plano que deverá transformar a cidade.

Nova Iorque é a primeira cidade a exigir que edifícios reduzam emissões de gases de efeito estufa

07:00 - 27 Outubro, 2017
Nova Iorque é a primeira cidade a exigir que edifícios reduzam emissões de gases de efeito estufa, © iStock por Getty Images. Via CicloVivo
© iStock por Getty Images. Via CicloVivo

Recentemente, o prefeito de Nova Iorque, Bill de Blasio, anunciou novas regras para reduzir drasticamente as emissões de gases de efeito estufa da cidade. A ideia é fazer com que os proprietários dos edifícios modernizem seus prédios com projetos que visem a redução do impacto ambiental.

A queima de combustíveis fósseis utilizados para disponibilizar calefação e água quente em edifícios é a maior fonte de emissão de gases de efeito estufa da cidade de Nova Iorque. Em breve, espera-se que haja melhorias em aquecedores de água quente, telhados e janelas, caldeiras e sistemas de distribuição de calor.

Quando telhados tornam-se ruas: vila histórica de Masuleh, no Irã

12:00 - 12 Outubro, 2017
Quando telhados tornam-se ruas: vila histórica de Masuleh, no Irã, © <a href='http://www.panoramio.com/photo/54025349'>Panoramio user علی علوی</a> licensed under <a href='http://creativecommons.org/licenses/by/3.0/'>CC BY 3.0</a>
© Panoramio user علی علوی licensed under CC BY 3.0

Mais de mil metros acima do nível do mar nas encostas da serra de Alborz em Gilan, no norte do Irã, uma vila que remonta a 1006 DC agita-se com a vida. As estruturas castanho-ocre de Masuleh seguem o declive da montanha em que a vila se implanta - ou melhor, brota - dando à aldeia a sua qualidade mais incomum: os telhados de muitas casas se conectam diretamente ou formam parte da rua servindo às casas acima.

© <a href='http://www.panoramio.com/photo/106899133'>Panoramio user alireza javaheri</a> licensed under <a href='https://creativecommons.org/licenses/by/3.0/deed.en'>CC BY 3.0</a> © <a href='https://www.flickr.com/photos/mehrab1131/5793306272/'>Wikimedia user Mehrab Pourfaraj</a> licensed under <a href='https://creativecommons.org/licenses/by-sa/2.0/deed.en'>CC BY-SA 2.0</a> © <a href='https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Masouleh.jpg'>Wikimedia user Hoomanb</a> licensed under <a href='https://creativecommons.org/licenses/by/2.5/deed.en'>CC BY 2.5</a> © <a href='https://www.flickr.com/photos/sunriseodyssey/16441070029/'>Flickr user sunriseodyssey</a> licensed under <a href='https://creativecommons.org/licenses/by-sa/2.0/'>CC BY-SA 2.0</a> + 13

What Design Can Do São Paulo aponta saídas para a bolha climática

18:00 - 10 Outubro, 2017
What Design Can Do São Paulo aponta saídas para a bolha climática, Terceira edição do evento internacional em São Paulo está marcada para dias 22 e 23 de novembro, na FAAP, com a presença de importantes nomes como Patricia Espinosa, Naresh Ramchandani, Guto Requena e Marcelo Ebrard
Terceira edição do evento internacional em São Paulo está marcada para dias 22 e 23 de novembro, na FAAP, com a presença de importantes nomes como Patricia Espinosa, Naresh Ramchandani, Guto Requena e Marcelo Ebrard

O What Design Can Do São Paulo – WDCD SP volta ao Brasil destacando o impacto social do design. A conferência anual se dedicará à questão mais importante de nosso tempo: as mudanças climáticas. Palestrantes de renome de todas as disciplinas do design farão parte do evento e irão explorar o papel que o design pode cumprir. Em paralelo, a Violência contra a Mulher segue sendo tema de pesquisa do evento.

Neste ano, a conferência será mais dinâmica do que nunca, com um expressivo conjunto de palestrantes do Brasil e do mundo. Incluindo o designer de comunicação Naresh Ramchandani (Pentagram

Medidas de eficiência para edificações podem ajudar o país a cumprir metas de sustentabilidade

10:00 - 3 Outubro, 2017
Medidas de eficiência para edificações podem ajudar o país a cumprir metas de sustentabilidade, Edifícios são responsáveis por um quarto das emissões globais de CO2 induzido por seres humanos. Image © Ruocaled, via Flickr. Licença CC BY 2.0. Via TheCityFix Brasil
Edifícios são responsáveis por um quarto das emissões globais de CO2 induzido por seres humanos. Image © Ruocaled, via Flickr. Licença CC BY 2.0. Via TheCityFix Brasil

Pensar em metas climáticas remete geralmente à busca por soluções no transporte das grandes cidades ou na queima de carvão nas indústrias, por exemplo. Mas resultados muito importantes no processo de combate ao aquecimento global podem vir de uma área ainda pouco explorada: a eficiência em edificações. A relevância deste setor se comprova em números. De acordo com dados do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (UNEP), as construções respondem por 30% das emissões globais de CO2 induzidas por seres humanos. Sendo a redução de gases de efeito estufa (GEE) a principal meta de tratados internacionais, como o Acordo de Paris, medidas que promovam a sustentabilidade em edificações podem ter um peso muito importante para o Brasil cumprir suas metas.

Ministério Público proibirá Prefeitura de São Paulo de usar jardins verticais como compensação ambiental

10:00 - 24 Setembro, 2017
Ministério Público proibirá Prefeitura de São Paulo de usar jardins verticais como compensação ambiental, via revistaqualimovel.com.br
via revistaqualimovel.com.br

ATUALIZAÇÃO: A Justiça negou o pedido do Ministério Público para barrar a construção de jardins verticais em São Paulo como forma de compensação ambiental. Para o juiz Luis Manuel Fonseca Pires, "há muitos critérios técnicos, não abordados amplamente na inicial [do Ministério Público], que devem ser considerados; igualmente, há diversas situações fáticas que podem ora autorizar a compensação ambiental, ora desaprová-la, mas o pedido não faz distinção alguma e pretende a difusa e irrestrita suspensão de sua aplicação".

O Ministério Público e a 1ª Promotoria de Justiça de Meio Ambiente de São Paulo ajuizaram uma ação pública que visa proibir a Prefeitura de SP de autorizar a construção de jardins verticais como forma de compensação ambiental. Para o promotor Marcos Stefani, autor da ação, estes jardins deixam a cidade mais verde, entretanto, "mas não como uma forma aceitável para a remoção de espécies arbóreos."

São Paulo through the looking-glass [seis cenários impossíveis para sp]

18:00 - 20 Setembro, 2017
São Paulo through the looking-glass [seis cenários impossíveis para sp], SAO PAULO THROUGH THE LOOKING-GLASS [seis cenários impossíveis para sp], com Eduardo Pimentel Pizarro
SAO PAULO THROUGH THE LOOKING-GLASS [seis cenários impossíveis para sp], com Eduardo Pimentel Pizarro

“Alice laughed. […] ‘One can’t believe impossible things.’ ‘I daresay you haven’t had much practice,’ said the Queen. ‘When I was your age, I always did it for half-an-hour a day. Why, sometimes I’ve believed as many as six impossible things before breakfast.”

A partir deste trecho do livro “Through the Looking-Glass”, de Lewis Carroll, e à contrapelo da realidade, o objetivo do curso é experimentar, teórica e projetualmente, a proposição de seis cenários “impossíveis” para a cidade de São Paulo, direcionados por seis eixos temáticos: edifícios;

Debate sobre o Plano Estratégico de Transformação para o Rio Comprido no Rio de Janeiro

18:00 - 20 Setembro, 2017
Debate sobre o Plano Estratégico de Transformação para o Rio Comprido no Rio de Janeiro, Cartaz com Informações do Evento Divulgado pelo IAB - Arte: Guto Santos
Cartaz com Informações do Evento Divulgado pelo IAB - Arte: Guto Santos

O Baixo Rio é um coletivo multidisciplinar que se propõe a elaborar estratégias para transformar o espaço urbano, em toda a sua abrangência. Temos como premissa a participação ativa dos diversos agentes: população, a iniciativa pública, privada e acadêmica.

Temos como objetivo transformar nossa cidade em um lugar melhor, mais sustentável e seguro. Sendo assim, temos que começar a repensar as ruas, os parques, as praças e a paisagem urbana, fazendo com que seja possível humanizar o espaço público e experimentar o encontro entre as diversas “tribos” que vivem na mesma comunidade.

Vamos criar um debate sobre estratégias sustentáveis que se apliquem

Solar Squared: um bloco de vidro que gera energia elétrica

10:00 - 10 Setembro, 2017
Solar Squared: um bloco de vidro que gera energia elétrica, © Build Solar. Divulgação
© Build Solar. Divulgação

Especialistas em energia renovável da Universidade de Exeter, na Inglaterra, desenvolveram um bloco de vidro com células solares embutidas. A ideia é que, com a disseminação da tecnologia, seja possível construir uma casa ou edifício inteiro usando blocos que geram energia na fachada.

O produto recebeu o nome de Solar Squared, e testes feitos na universidade demonstraram que eles garantem isolamento térmico e permitem que a luz natural entre nos edifícios.

Vincent Callebaut propõe uma floresta suspensa sobre rio em Seul

19:00 - 30 Agosto, 2017

Vincent Callebaut Architectures desenvolveram um projeto que reimagina a margem do rio Yeouhido Park, Seul. O parque é concebido como um espaço urbano experimental dedicado ao desenvolvimento sustentável através de uma série de intervenções - incluindo um terminal de ferry. Nomeado "Manta Ray", a ambição da proposta é transformar o parque em uma floresta, aumentando a irrigação natural e fortalecendo os bancos contra inundações. O "paisagismo permeável" busca reduzir inundações e reabilitar os ecossistemas urbanos que se fragmentaram através da expansão rápida de Seul. A estratégia dominada pela vegetação também busca reduzir o efeito urbano da "ilha de calor" que Seul tem experimentado devido às mudanças climáticas nas últimas décadas.

© Vincent Callebaut Architectures © Vincent Callebaut Architectures © Vincent Callebaut Architectures © Vincent Callebaut Architectures + 32

Vento, sol e chuva: como e por que trazer o clima para dentro dos edifícios

07:00 - 24 Agosto, 2017
Vento, sol e chuva: como e por que trazer o clima para dentro dos edifícios

Trazer o clima para dentro é geralmente o oposto do que se deseja de um edifício, mas uma nova pesquisa da Universidade de Oregon, descrita em um artigo do Washington Post, visa mostrar os benefícios físicos e psicológicos de trazer a natureza para os espaços internos. Natureza e alterações climáticas são duas coisas benéficas para o nosso bem-estar, que nem sempre são acessíveis no interior dos edifícios, onde os seres-humanos atualmente passam 90% de suas vidas. Entretanto, mesmo em um ambiente urbano, onde é difícil encontrar espaços naturais, não há como escapar do clima. Quando os pesquisadores descobriram maneiras de trazer as mudanças climáticas para dentro - coisas como a luz solar e o vento - descobriram também que a exposição a esses tipos de mudanças naturais tendem a diminuir as frequências cardíacas e causam menos distrações que movimentos artificiais semelhantes.

© Hiroyuki Oki © Carlos Chen © Alex de Rijke © Alejandro Arango © K. M. Lee © Alejandro Arango + 7