Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Mudancas Climaticas

Mudancas Climaticas: O mais recente de arquitetura e notícia

Utrecht cria 300 pontos de ônibus para pessoas e abelhas

07:00 - 3 Agosto, 2019
Utrecht cria 300 pontos de ônibus para pessoas e abelhas, © Barbra Verbij / Clear Channel
© Barbra Verbij / Clear Channel

O Conselho Municipal de Utrecht, nos Países Baixos, em colaboração com a agência de publicidade Clear Channel, transformou 316 pontos de ônibus em toda a cidade em “pontos de abelhas”. A adaptação envolveu a instalação de coberturas verdes nas estruturas, criando espaços adequados para as espécies vegetais ameaçadas.

© Barbra Verbij / Clear Channel © Barbra Verbij / Clear Channel © Barbra Verbij / Clear Channel © Barbra Verbij / Clear Channel + 6

GLV Gossamer mescla urbanismo e resiliência para a cidade de Xi'an na China

21:00 - 20 Julho, 2019
GLV Gossamer mescla urbanismo e resiliência para a cidade de Xi'an na China, © GVL Gossamer
© GVL Gossamer

A GLV Gossamer divulgou imagens do seu projeto de "urbanismo resiliente". A proposta foi desenvolvida para um concurso de arquitetura com a intenção de ser implantada ao longo do Rio Jing, em Xi'an, China. Celebrando a história de Xi'an como como o berço da Rota da Seda, o projeto faz uma reinterpretação dos sistemas construtivos tradicionais locais para construir uma arquitetura sensível e adaptada ao clima e a geografia de Xi'an. Memórias do passado são reveladas ao longo dos 19 quilômetros de extensão do projeto, onde a arquitetura contemporâneas está à serviço da preservação e da sustentabilidade do meio ambiente.

© GVL Gossamer © GVL Gossamer © GVL Gossamer © GVL Gossamer + 14

Veja o aumento da temperatura nas maiores cidades do mundo até 2050

07:00 - 17 Julho, 2019
Veja o aumento da temperatura nas maiores cidades do mundo até 2050, Mapa: Crowther Lab, Fuente: Bastin et al. 2019 Plos One, Creado con Datawrapper
Mapa: Crowther Lab, Fuente: Bastin et al. 2019 Plos One, Creado con Datawrapper

Em 2050, o clima em Madri será muito semelhante ao atual clima de Marrakech no Marrocos. Estocolmo será mais parecida com Budapeste, Londres a Barcelona, ​​Moscou com Sofia, o clima em Seattle será como em San Francisco enquanto que Tóquio, apresentará condições climáticas como aquelas da cidade de Changsha, na China.

A pesquisa "entendendo as mudanças climáticas a partir de uma análise global entre cidades" publicada na revista científica PLOS ONE pelo The Crowther Lab da ETH Zurich, nos apresenta uma visão de futuro bastante preocupante.

Por que mitigar ao invés de reconstruir? O exemplo da resiliência chilena

15:00 - 9 Julho, 2019
Por que mitigar ao invés de reconstruir? O exemplo da resiliência chilena, © Carolina Barría Kemp, licença <a href="https://creativecommons.org/licenses/by-sa/2.0">CC BY-SA 2.0</a>. Imagem A erupção do vulcão Calbuco (2015) visto de Puerto Montt
© Carolina Barría Kemp, licença CC BY-SA 2.0. Imagem A erupção do vulcão Calbuco (2015) visto de Puerto Montt

O Chile é um país acostumado tanto com desastres naturais quanto com processos de reconstrução. No entanto, a frequência desses ciclos tem aumentado ao longo dos anos. De acordo com o Ministério do Interior, 43% de todos os desastres naturais registrados no Chile desde 1960 ocorreram entre 2014 e 2017. Inclusive o governo já está envolvido em vários processos de reconstrução em todo o país.

Projetado por Teodoro Fernández Arquitectos, o Parque Urbano Kaukari transformou o canal do Rio Copiapó em um espaço verde urbano acessível, capaz de controlar as enchentes em potencial, assim como aconteceu em 2015. Imagem © Rodrigo Opazo Projetado por Sebastian Irarrázaval, A Biblioteca Pública Constitución fez parte de uma iniciativa público-privada para reconstruir a cidade de Constitución após o terremoto de 2010 no Chile. Imagem © Felipe Díaz Contardo Projetado por PLAN Arquitectos, a Câmara Municipal de Constitución fez parte da reconstrução da cidade após o terremoto de 2010 no Chile. Imagem © Pablo Blanco Villa Verde / ELEMENTAL. Imagem © Suyin Chia + 7

TED Talk com Bjarke Ingels sobre cidades flutuantes e a LEGO House

21:00 - 6 Junho, 2019
TED Talk com Bjarke Ingels sobre cidades flutuantes e a LEGO House, © TED
© TED

O fundador do BIG, Bjarke Ingels, participou de um TED Talk sobre em cidades flutuantes, a LEGO House e outras soluções arquitetônicas do futuro. Mostrando um panorama dos projetos da empresa, Ingels também comenta sobre sua usina de resíduos que é também uma pista de esqui e sua proposta de infraestrutura de resiliência para a cidade de Nova Iorque.

Arquitetos britânicos exigem atenção para as mudanças climáticas e a biodiversidade

13:00 - 2 Junho, 2019
Arquitetos britânicos exigem atenção para as mudanças climáticas e a biodiversidade , © Shutterstock
© Shutterstock

Alguns dos arquitetos britânicos de maior influência no cenário mundial se uniram para exigir das indústrias medidas contra as mudanças climáticas e a redução da biodiversidade. O grupo intitulado Architects Declare, que inclui escritórios como Foster + Partners, David Chipperfield Architects e Zaha Hadid Architects, já conta com quase 70 membros, 17 dos quais reconhecidos com o RIBA Stirling Prize.

Frank Lloyd Wright Foundation usa o projeto Taliesin West para educar sobre como viver na natureza

15:00 - 28 Abril, 2019
Frank Lloyd Wright Foundation usa o projeto Taliesin West para educar sobre como viver na natureza, © Andrew Pielage
© Andrew Pielage

A Frank Lloyd Wright Foundation aproveitou o Dia da Terra, 22 de abril, para lançar uma iniciativa voltada a educar o público sobre como práticas sustentáveis são usadas na conservação de locais históricos nacionais, incluindo os famosos projetos Taliesin (Wisconsin) e Taliesin. West (Arizona) de Wright. Programada para ocorrer ao longo do ano, a iniciativa tem como objetivo mostrar como essas práticas podem servir de exemplo para outras áreas da sociedade.

Prefeito de Nova Iorque pretende proibir novos arranha-céus de vidro

13:00 - 27 Abril, 2019
Prefeito de Nova Iorque pretende proibir novos arranha-céus de vidro, © Bizzi & Partners
© Bizzi & Partners

O prefeito da cidade de Nova Iorque, Bill de Blasio, anunciou planos para apresentar um projeto de lei que proíbe a construção de arranha-céus de vidro, fazendo parte dos esforços para reduzir as emissões de gases do efeito estufa em 30%. Revelando os planos, ele descreveu os arranha-céus de fachada de vidro como "incrivelmente ineficientes" por causa da perda de calor, segundo a NBC New York.

Nova Iorque pretende construir aterros para combater o aumento do nível das marés

13:00 - 31 Março, 2019
Nova Iorque pretende construir aterros para combater o aumento do nível das marés, via NYCEDC
via NYCEDC

Considerando os mais recentes estudos e análises sobre os impactos do aquecimento global e do consequente aumento de nível das marés na cidade de Nova Iorque, o prefeito Bill de Blasio, anunciou um investimento de mais de US$ 10 bilhões para o desenvolvimento de projetos destinados a encontrar soluções para as previsíveis inundações da parte baixa de Manhattan. Em uma entrevista publicada recentemente pela New York Magazine, o prefeito de Blasio deu pistas sobre o ambicioso projeto de transformação da orla do Distrito Financeiro de Manhattan: a construção de infra-estruturas de controle de inundações no centro da grande maçã, avançando até 150 metros dentro do East River.

Referindo-se ao Estudo de Resiliência Climática da Baixa Manhattan, concebido em estreita colaboração com especialistas em mudanças climáticas e escritórios de arquitetura da cidade, o prefeito de Nova Iorque descreve o projeto como “um dos mais complexos desafios ambientais e de engenharia já empreendidos na cidade de Nova Iorque, algo que mais cedo ou mais tarde, irá alterar definitivamente as formas da nossa ilha como a conhecemos hoje.” O projeto de cifras exorbitantes é uma estratégia para resguardar a ilha de Manhattan pelo menos até o ano 2100.

As tendências da arquitetura em 2019

07:50 - 4 Fevereiro, 2019
As tendências da arquitetura em 2019, © Alberto Cosi. ImageBamboo Sports Hall for Panyaden International School / Chiangmai Life Construction
© Alberto Cosi. ImageBamboo Sports Hall for Panyaden International School / Chiangmai Life Construction

Este é o momento no qual nos projetamos ao futuro para definir as metas e focos de nossa carreira ao longo do ano que começa. Com o objetivo de ajudar os arquitetos que consultam o ArchDaily diariamente, realizamos a seguinte lista com as ideias que mais ecoaram durante 2018 e que, portanto, serão os temas que devem seguir desenvolvendo-se durante 2019.

Apenas no ano passado, mais de 130 milhões de usuários descobriram no ArchDaily novas referências, materiais e ferramentas que permitem aprimorar o desenvolvimento da arquitetura e melhorar a qualidade de vida de nossas cidades e entornos construídos. Quando nossos usuários começam a coincidir em suas buscas de informação ou demonstram maior interesse por um tema em relação a outros, estes tópicos passam a ser uma tendência.

Como um bom projeto urbano pode minimizar os efeitos das mudanças climáticas

16:00 - 19 Janeiro, 2019
Como um bom projeto urbano pode minimizar os efeitos das mudanças climáticas, Hong Kong is one of the most densely populated cities on earth. Image via Shutterstock
Hong Kong is one of the most densely populated cities on earth. Image via Shutterstock

Centros urbanos geralmente acumulam mais calor do que regiões periféricas e menos povoadas, este é um fenômeno climático mais conhecido como ilha de calor urbano (UHI). Embora este não seja um fenômeno recente, o qual vem sendo analisado por décadas, recentes descobertas indicam que a maneira como construímos nossas cidades é um dos principais fatores para o agravamento deste fenômeno histórico. Considerando isso, a descoberta destes novos dados deverá transformar decisivamente a maneira como planejamos e construímos nossas cidades no futuro.

Qual o custo ambiental da produção de cimento e o que podemos fazer sobre isso?

10:00 - 15 Janeiro, 2019
Qual o custo ambiental da produção de cimento e o que podemos fazer sobre isso?, Sesc Pompeia / Lina Bo Bardi. Imagem © Fernando Pires
Sesc Pompeia / Lina Bo Bardi. Imagem © Fernando Pires

Por milhares de anos, o concreto tem sido o elemento base da construção civil: o material mais amplamente utilizado ao longo da história da humanidade. No entanto, à medida que os arquitetos e o público em geral tornam-se cada dia mais conscientes à respeito das causas e efeitos das mudanças climáticas, o impacto ambiental causado pela indústria do cimento torna-se uma das principais questões a ser debatida.

Como bem colocado por Lucy Rodgers em um recente artigo para a BBC News, a produção de cimento é responsável por cerca de 8% das emissões globais de CO2. A alarmante notícia, que muitos já sabiam de antemão, foi publicada paralelamente à realização da conferência das mudanças climáticas COP24 da ONU na Polônia. Isso significa que para cumprir os requisitos do Acordo Climático de Paris de 2015, as emissões anuais resultantes da produção de cimento deverão ser reduzidas em 16% até 2030.

Cortina desenvolvida pelo ecoLogicStudio utiliza CO2 para produzir bioplástico

10:00 - 20 Novembro, 2018
Cortina desenvolvida pelo ecoLogicStudio utiliza CO2 para produzir bioplástico, © NAARO
© NAARO

O escritório de arquitetura e urbanismo com sede em Londres, ecoLogicStudio, acaba de inaugurar uma instalação em forma de “cortina urbana”, uma estrutura para filtrar o ar e atenuar os impactos do efeito estufa. Chamada de “Photo.Synth.Etica”, a estrutura foi desenvolvida em colaboração com a Climate-KIC, uma das principais iniciativas lançadas pela União Europeia para melhorar a qualidade do ar nas grandes cidades e minimizar os efeitos do aquecimento global.

A primeira versão da Photo.Synth.Etica, atualmente em operação no Castelo de Dublin, na Irlanda, é capaz de fixar e armazenar até um quilo de CO2 por dia, algo equivalente à capacidade de fixação de CO2 de pelo menos vinte árvores de grande porte.

© NAARO © NAARO © NAARO © NAARO + 9

Boston anuncia grande proposta de renovação urbana em resposta às mudanças climáticas

15:00 - 4 Novembro, 2018
Boston anuncia grande proposta de renovação urbana em resposta às mudanças climáticas, Downtown Boston Vision. Imagem © SCAPE / City of Boston
Downtown Boston Vision. Imagem © SCAPE / City of Boston

Considerando as mudanças climáticas atualmente em curso, a cidade de Boston acaba de apresentar um enorme projeto de renovação urbana desenvolvido em parceria com os arquitetos da SCAPE. O projeto apresenta estratégias que devem “ampliar o acesso às praias da cidade, abrindo espaço ao longo da orla, protegendo a cidade de futuros eventos de inundação”.

O projeto faz parte da iniciativa Imagine Boston 2030, partindo de um estudo dos mapas de inundação "Climate Ready Boston 2070", desenvolvidos pelas autoridades do município. O objetivo principal da proposta é preparar à cidade para o futuro, construindo infraestruturas ao longo dos eixos de inundação mais vulneráveis da cidade de Boston.

South Boston vision. Imagem © SCAPE / City of Boston Boston Harbor Vision. Imagem © SCAPE / City of Boston Dorchester Vision. Imagem © SCAPE / City of Boston East Boston Vision. Imagem © SCAPE / City of Boston + 5

Cidades são mais vulneráveis às mudanças climáticas, mas têm o poder para combatê-las

10:00 - 25 Dezembro, 2017
Cidades são mais vulneráveis às mudanças climáticas, mas têm o poder para combatê-las, Combate ao aquecimento global pode ser vencido ou perdido nas cidades. Foto: vincent desjardins/Flickr-CC
Combate ao aquecimento global pode ser vencido ou perdido nas cidades. Foto: vincent desjardins/Flickr-CC

Ainda que ocupem apenas 2% da superfície do planeta, ninguém questiona a importância das cidades. Elas concentram mais da metade da população mundial, produzem 80% do produto mundial bruto (PMB), são responsáveis por 78% do consumo mundial de energia e produzem 70% do total de emissões globais de gases de efeito estufa. Além disso, estão crescendo e, em pouco mais de 30 anos, devem abrigar 66% da população. Como contestar, então, que as áreas urbanas carregam a força do combate ao aquecimento global nas mãos?

Projeto pretende criar centro de aprendizagem flutuante na Amazônia

12:00 - 23 Outubro, 2017
Projeto pretende criar centro de aprendizagem flutuante na Amazônia, Amazon Climate Change Learning Centre. Image © Mamori Team
Amazon Climate Change Learning Centre. Image © Mamori Team

No final de agosto deste ano ocorreu a terceira edição da AA Visiting School Amazon. Após oito dias de imersão na floresta amazônica, estudando sua natureza e compreendendo conceitos de biomimética, os professores Marko Brajovic, Nacho Martí e Alessandra Araujo, juntos de um grupo internacional de arquitetos e estudantes, projetaram um centro para educar as pessoas do Lago Mamori e ajudá-los a imaginar as mudanças que precisam fazer em suas vidas para se adaptarem às mudanças climáticas e possíveis desastres ambientais decorrentes delas.

What Design Can Do São Paulo aponta saídas para a bolha climática

18:00 - 10 Outubro, 2017
What Design Can Do São Paulo aponta saídas para a bolha climática, Terceira edição do evento internacional em São Paulo está marcada para dias 22 e 23 de novembro, na FAAP, com a presença de importantes nomes como Patricia Espinosa, Naresh Ramchandani, Guto Requena e Marcelo Ebrard
Terceira edição do evento internacional em São Paulo está marcada para dias 22 e 23 de novembro, na FAAP, com a presença de importantes nomes como Patricia Espinosa, Naresh Ramchandani, Guto Requena e Marcelo Ebrard

O What Design Can Do São Paulo – WDCD SP volta ao Brasil destacando o impacto social do design. A conferência anual se dedicará à questão mais importante de nosso tempo: as mudanças climáticas. Palestrantes de renome de todas as disciplinas do design farão parte do evento e irão explorar o papel que o design pode cumprir. Em paralelo, a Violência contra a Mulher segue sendo tema de pesquisa do evento.

Neste ano, a conferência será mais dinâmica do que nunca, com um expressivo conjunto de palestrantes do Brasil e do mundo. Incluindo o designer de comunicação Naresh Ramchandani (Pentagram