Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos

Cortina desenvolvida pelo ecoLogicStudio utiliza CO2 para produzir bioplástico

Cortina desenvolvida pelo ecoLogicStudio utiliza CO2 para produzir bioplástico

O escritório de arquitetura e urbanismo com sede em Londres, ecoLogicStudio, acaba de inaugurar uma instalação em forma de “cortina urbana”, uma estrutura para filtrar o ar e atenuar os impactos do efeito estufa. Chamada de “Photo.Synth.Etica”, a estrutura foi desenvolvida em colaboração com a Climate-KIC, uma das principais iniciativas lançadas pela União Europeia para melhorar a qualidade do ar nas grandes cidades e minimizar os efeitos do aquecimento global.

A primeira versão da Photo.Synth.Etica, atualmente em operação no Castelo de Dublin, na Irlanda, é capaz de fixar e armazenar até um quilo de CO2 por dia, algo equivalente à capacidade de fixação de CO2 de pelo menos vinte árvores de grande porte.

© NAARO © NAARO © NAARO © NAARO + 9

© NAARO
© NAARO

O protótipo é composto por 16 módulos medindo 2 x 7 metros cada, os quais encontram-se instalados nas fachadas do primeiro e segundo pavimento do histórico edifício em Dublin - que foi recentemente apresentado em nosso guia de arquitetura da cidade. Cada módulo funciona como um "fotobiorreator": “um compartimento de bioplástico projetado e desenvolvido sob medida para alimentar culturas de microalgas durante o dia, as quais produzem uma espécie de brilho durante à noite.”

© NAARO
© NAARO

O processo de filtragem começa com a introdução do ar na parte posterior da cortina, fazendo com que ele circule por dentro deste meio aquoso constituído pelas colônias de microalgas vivas dentro do bioplástico. O gás carbônico e outros gases nocivos são capturados e fixados pelas algas que crescem. Sua biomassa pode ser aproveitada para a produção de bioplástico, que por sua vez é o principal elemento dos próprios fotobiorreatores. O processo culmina com o oxigênio recentemente filtrado que é então liberado do topo de cada módulo da cortina.

© NAARO
© NAARO

A mensagem que desejamos transmitir encontra-se na convergência entre algo que pode ser comercializado para contribuir com a qualidade do ar das nossas cidades.
- Claudia Pasquero e Marco Poletto, Fundadores do ecoLogicStudio

© NAARO
© NAARO

O inovador sistema proposto pelos arquitetos é uma espécie de brise solar que é capaz de filtragem e qualificar a qualidade do ar junto à edifícios existentes ou recém-construídos, assumindo um novo e importante papel para o futuro da arquitetura e cidades inteligentes.

© NAARO
© NAARO

O Photo.Synth.Etica sugere que, na era em que estamos vivendo, ou Antropoceno, nossos projetos de arquitetura devem incorporar, quase que obrigatoriamente, as mais novas tecnologias de modo a estimular nossa sensibilidade coletiva para com as questões latentes do nosso meio ambiente.
- Claudia Pasquero e Marco Poletto, Fundadores do ecoLogicStudio

© NAARO
© NAARO

Via: ecoLogicStudio

Arquiteto: ecoLogicStudio (Claudia Pasquero e Marco Poletto)
Equipe de projeto: Konstantinos Alexopoulos, Nico Aulitzky, Shlok Soni, Robert Staples, Chrysi Vrantsi, Chia Wei Yang
Engenharia estrutural: Manja van de Worp (Nous Engineering, USA)
Bioplástico e instalação: James Woollard (Polythene, UK)
Cultura de microalgas: Dr. Fiona Moejes (Bantry Marine Research Station, Ireland)

Galeria do Projeto

Ver tudo Mostrar menos
Sobre este autor
Cita: Walsh, Niall. "Cortina desenvolvida pelo ecoLogicStudio utiliza CO2 para produzir bioplástico" [ecoLogicStudio's Bio-Digital Curtain Fights Climate Change by Filtering Air and Creating Bioplastic] 20 Nov 2018. ArchDaily Brasil. (Trad. Libardoni, Vinicius) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/905711/cortina-desenvolvida-pelo-ecologicstudio-utiliza-co2-para-produzir-bioplastico> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.