1. ArchDaily
  2. Noticias de Arquitetura

Noticias de Arquitetura

Adjaye Associates divulga projeto para a Biblioteca Presidencial Thabo Mbeki em Joanesburgo

A Adjaye Associates acaba de divulgar o seu projeto para a Biblioteca Presidencial Thabo Mbeki em Joanesburgo, África do Sul. Nomeada em homenagem e memória do antigo presidente sul-africano, o projeto é uma oportunidade de concretizar um dos maiores sonhos de Thabo Mbeki, segundo palavras do arquiteto recipiente da RIBA Royal Gold Medal de 2021, Sir David Adjaye.

Cortesia de Adjaye AssociatesCortesia de Adjaye AssociatesCortesia de Adjaye AssociatesCortesia de Adjaye Associates+ 11

Pode existir boa arquitetura sem modulação?

Presente na narrativa do Dilúvio no livro do Gênesis, Noé teria construído uma arca após um chamado de Deus, que decidiu inundar e destruir toda a vida na Terra por conta do mau comportamento da Humanidade. Apenas a família de Noé e um casal de cada espécie de animais poderia entrar na enorme embarcação e se salvar. Na bíblia, a arca é descrita com as medidas exatas de 300 côvados de comprimento por 50 de largura e 30 de altura. Esta era uma unidade utilizada na época, baseada no comprimento do antebraço, desde a ponta do dedo médio até o cotovelo. Um holandês que tem se dedicado a construir uma réplica da Arca de Noé, sem sucesso em encontrar um valor correspondente preciso no sistema métrico, utilizou as medidas do seu próprio corpo como o módulo. Modulação na arquitetura quer dizer adaptar o projeto a um módulo definido, geralmente uma medida base ou um material. Seja um metro, um tijolo, um azulejo ou um container, ela serve para facilitar o processo de projeto e torná-lo mais eficiente e sustentável.

Memorial aos mortos por Covid-19 em Wuhan usa cabines telefônicas e smartphones das vítimas

Liu Yihuan, Zhang Xingwang e Lin Zichun, do Harbin Institute of Technology de Shenzhen, venceram o concurso de projeto para um memorial em homenagem à comunidade afetada pela Covid-19 em Wuhan, organizado pela plataforma DesignClass. Participaram 145 profissionais da arquitetura e design de dezenas de países.

Casas brasileiras: 30 projetos com concreto em planta e corte

O concreto talvez seja o material mais facilmente associado à arquitetura moderna brasileira; de alta resistência à compressão e, quando armado, capaz de assumir variadas formas, sua plasticidade fez com que se tornasse o material favorito de alguns dos mais expressivos arquitetos brasileiros do século passado. 

Hoje, ainda é bastante explorado na arquitetura produzida no Brasil, seja por sua robustez estrutural, facilidade de manutenção ou valor estético. 

© Fernando Guerra | FG+SG© Nelson Kon© Nelson Kon© Cristiano Bauce+ 63

Como economizar espaço nas cozinhas: móveis eficientes e transformáveis

Na última década, casas pequenas e micro-apartamentos ganharam imensa popularidade como opções acessíveis e sustentáveis para a vida moderna. Com essa arquitetura compacta, o design de móveis com consciência espacial também se torna cada vez mais relevante. Uma das áreas mais críticas para economizar espaço é a cozinha, onde a multiplicidade de funções e a necessidade de armazenamento podem dificultar o uso eficiente do espaço. Abaixo, descrevemos vários exemplos de projetos de móveis que economizam espaço para fazer o melhor uso de uma pequena cozinha.

Courtesy of HettichCourtesy of HettichCourtesy of HettichCourtesy of Hettich+ 20

O que podemos (e não podemos) aprender com Copenhague

Este artigo foi publicado originalmente em Common Edge

Quando tive a oportunidade de visitar a cidade de Copenhague por primeira vez, alguns anos atrás, saí de lá deslumbrado e com um caso crônico de inveja urbana. (Eu pensei comigo mesmo: é como a melhor das cidades que eu sou capaz de imaginar, só que melhor). Por que não fazemos cidades como esta nos Estados Unidos? Esse é o tipo de pergunta que um arquiteto e urbanista norteamericano se faz enquanto passeia pelas encantadoras ruas às margens dos belos canais de Copenhague—ao mesmo tempo que tenta evitar de ser atropelados pela horda de ciclistas dinamarqueses que passa à toda velocidade ao seu lado o tempo todo.

Por que devemos integrar superfícies táteis na arquitetura

© zlikovec / Shutterstock© Sutthi Chuvichit / Shutterstock© Sutthi Chuvichit / Shutterstock© love pattern / Shutterstock+ 17

Acessibilidade é uma das considerações mais importantes na arquitetura, que é o de garantir que o ambiente construído atenda a pessoas de todas as capacidades. No entanto, as concepções populares sobre a deficiência e acessibilidade permanecem limitadas e, frequentemente, abrangem apenas pessoas com deficiência física, como os usuários de cadeiras de rodas. Principalmente entre os projetistas arquitetônicos, é comum abordar a acessibilidade como adição de rampas, corredores largos e elevadores. No entanto, a deficiência pode assumir diversas formas, algumas menos visíveis do que outras. Para os deficientes visuais, a incorporação de elementos táteis específicos na arquitetura e no desenho urbano pode melhorar muito a navegabilidade de um espaço desconhecido. Neste artigo, falamos especificamente sobre os pisos podotáteis, incluindo suas diferentes formas, sua história e suas formas de implementação.

Espírito Santo lança programa de incentivo à geração de energia solar

O governo do Espírito Santo anunciou, na última semana, o lançamento do Programa GERAR, que prevê triplicar os investimentos em geração distribuída solar fotovoltaica e ampliar incentivos para as fontes renováveis. O programa tem o apoio da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR) e mostra comprometimento com as metas assumidas pelo estado para reduzir suas emissões de poluentes, contribuindo para o combate à crise climática.

Embaixada da Áustria em Bangkok / HOLODECK architects. Imagem © Ketsiree WongwanCortesia de Flickr / LillyAndersen via University of British ColumbiaHackney Backhouse / Guttfield Architecture. Imagem © Will ScottCourtesy of AEC Daily+ 5

Snøhetta projeta complexo de uso misto no antigo aeroporto de Hong Kong

O escritório Snøhetta divulgou seu primeiro projeto em Hong Kong: Airside, um edifício de uso misto de 176 mil metros quadrados. Localizado no terreno do antigo aeroporto Kai Tak, o projeto encomendado pelo Nan Fung Group compreende uma torre de 200 metros de altura e um embasamento com programas variados.

© Snøhetta/Brick Visual© Snøhetta/Brick Visual© Snøhetta/Brick Visual© Snøhetta/Brick Visual+ 15

Muros, empenas e penhascos: a arquitetura das escaladas

Alpinistas gozam de um estilo de arquitetura próprio. Entre estruturas industriais abandonadas, paredes verticais e arenas multifuncionais, a prática do bouldering se apropria de uma enorme variedade de diferentes espaços e materiais. Com a popularização da escalada como um esporte tanto indoor  quanto outdoor, centros e instalações esportivas estão incluindo em seus projetos e espaços estruturas escaláveis para atender este crescente interesse pelo esporte. Seja como um esporte ou por divertimento, as academias de escalada podem assumir as mais diferentes formas, apropriando-se das mais variadas estruturas para criar ambientes criativos e inspiradores para os adeptos deste tipo de atividade física.

© Ralph Kämena© Stephane Brugger© Ed Wonsek© John J. Macaulay+ 17

Marrocos Moderno: uma nova arquitetura vernacular

© Fernando Guerra, FG+SG© Luc Boegly© Fernando Guerra, FG+SG© Doublespace Photography+ 12

A arquitetura moderna do Marrocos, a qual tem se desenvolvido rapidamente ao longo das últimas décadas devido ao recente desenvolvimento econômico do país, encontra-se profundamente enraizada nas tradições construtivas locais. Tendo o vernacular como principal fonte de inspiração, a arquitetura moderna marroquina assume a origem de seu próprio nome árabe al-maġhrib, ou seja “lugar onde o sol se põe; o oeste”. O Marrocos é um estado soberano com uma rica cultura arquitetônica e uma vasta história, contando com inúmeros e excepcionais exemplos de arquitetura tradicional islâmica.

O retorno do Superstudio e da ideologia anti-arquitetura

Nos anos 1960, Cristiano Toraldo di Francia e Adolfo Natalini, então estudantes de arquitetura da Universidade de Florença, assumiram um posicionamento pungente e questionador em relação à disciplina da arquitetura, despertando uma onda revolucionária que viria a se espalhar rapidamente por toda a Europa. Inspirados em histórias de fantasia e ficção científica e buscando encontrar respostas para os principais problemas de sua época, a dupla que se autodenominava Superstudio, buscou continuamente reinventar o próprio significado do que é ser um arquiteto. Os projetos desenvolvidos pelos dois logo chamaram a atenção da comunidade internacional de arquitetos, uma abordagem que ficaria conhecida como “anti-arquitetura”, uma estratégia concebida para direcionar as atenções não para o conteúdo formal dos projetos em si, mas para o campo do debate político, elaborando críticas ferrenhas ao capitalismo e ao idealismo modernista. Em suas propostas, o Superstudio propunha edifícios e cidades onde os seres humanos parecem se desconectar do tempo, do lugar onde vivem e principalmente, das necessidades impostas por uma sociedade baseada em consumo de massa.

ONG leva banheiros secos ao nordeste brasileiro

De acordo com a Sistema Nacional de Informações sobre o Saneamento de 2018, 25,8% da população nordestina não têm acesso à água e 72% dos nordestinos não têm acesso à rede de esgoto. “Agora me diz, como eu faço pra ter um banheiro em casa nessas condições?”. Essa era a pergunta que tirava o sono e a tranquilidade de Vera.

Vera mora na pequena comunidade de Riacho das Almas (PE) e sua história se assemelha a de milhares de famílias que vivem na zona rural do semiárido nordestino. Onde o acesso a água é escasso e o esgotamento sanitário é praticamente inexistente, o uso de banheiros tradicionais, com torneira, chuveiro e descarga d’água, é incomum na região. Por conta disso, famílias como a de Vera e tantas outras utilizam espaços improvisados ao ar livre para suas necessidades: o banheiro de aveloz.

Conheça os vencedores do Prêmio de Visualização de Arquitetura do ArchDaily 2020

Após três semanas de votação, os resultados finalmente foram computados. Os vencedores da primeira edição do Prêmio de Visualização de Arquitetura do ArchDaily foram selecionados. De mais de 750 imagens enviadas por participantes de todas as regiões do globo, seis visualizações vencedoras foram escolhidas, duas para cada categoria: Exterior, Interior e Conceitual.

Apresentado por IPEVO, Cove.tool e Concepts, e tendo recebido mais de 10 mil votos de nossas leitoras e leitores, o concurso teve como objetivo encontrar os profissionais mais talentosos que nos inspiram e nos ajudam a visualizar o futuro de nossas cidades e edifícios.

Oito exemplos históricos de habitação coletiva em São Paulo

Edifícios Guarapirá e Hicatu. Image Cortesia de PC3 - Pensamento Crítico e Cidade ContemporâneaConjunto Residencial Vila Guiomar. Image Cortesia de PC3 - Pensamento Crítico e Cidade ContemporâneaConjunto Residencial da Móoca. Image Cortesia de PC3 - Pensamento Crítico e Cidade ContemporâneaConjunto Residencial da Várzea do Carmo. Image Cortesia de PC3 - Pensamento Crítico e Cidade Contemporânea+ 9

A história da habitação coletiva tem sido o tema de interesse do grupo de pesquisa PC3 - Pensamento Crítico e Cidade Contemporânea, da FAUUSP, coordenado pelos professores Leandro Medrano e Luiz Recamán. Através dos Cadernos de Habitação Coletiva – desenvolvidos a partir de um acordo de cooperação entre pesquisadores da FAUUSP e da ETSAM-UPM de Madri – o grupo explora os exemplares mais relevantes deste tipo de programa no Brasil.

Segundo a plataforma do grupo, "o objetivo principal dos Cadernos de Habitação Coletiva tem sido realizar uma base completa de dados organizada por décadas que inclui os edifícios de habitação coletiva brasileiros mais relevantes, tanto projetados quanto construídos." A seguir, reunimos oito experimentos de habitação coletiva construídos em São Paulo entre as décadas de 1930 e 1960, estudados em detalhes nos CHC e disponibilizados em artigos individuais aqui no ArchDaily.

Arquitetura especulativa: quais são as versões contemporâneas do pensamento radical dos anos 60?

Na medida em que as forças que moldam nosso ambiente construído mudam, envolvendo, nesta mudança, tecnologia, redes e sistemas complexos, profissionais da arquitetura precisam visualizar mais do que o espaço físico; precisam produzir narrativas sobre como operar melhor dentro dessa nova paisagem social. Nesse contexto, a arquitetura especulativa parece nunca ter sido tão crítica. Este artigo examina os meios que atualmente questionam as condições do ambiente construído e explora novas possibilidades arquitetônicas.

States of Disassembly. Cortesia de Lateral OfficeThe City in the Sea. Cortesia de Liam YoungBankgkok Domestic Tastes . Imagem © Antonio Bernacchi and Alicia LazzaroniSurface Ex-Tension by Jonathan Craig, Luis Arjona, Marco Nieto & Philip Elmore. Cortesia de Arch Out Loud. Image Courtesy of Arch Out Loud+ 8

Favela do Moinho: processo de abandono e interesses econômicos no centro de São Paulo

São Paulo teve sua estruturação urbana conforme o seu relevo. De maioria acidentado, foi nas áreas planas das várzeas dos rios e terraços fluviais que foram instaladas as ferrovias, onde podiam se desenvolver em um traçado mais adequado às suas limitações. 

O trem, máquina de cortar cidades atravessando os obstáculos naturais da paisagem numa velocidade de sessenta quilômetros por hora, foi a invenção capaz de abreviar fronteiras. Esse instrumento de fazer conexões originado durante a Revolução Industrial, viabilizou o estabelecimento de uma cadeia produtiva entre as suas várias paradas, ao transportar as manufaturas das fábricas em suas toneladas de maquinário em locomoção.

Silo do Moinho Central. Produção gráfica por Breno FelisbinoEvolução da ocupação. Produção gráfica por Breno FelisbinoMoinho Central e a cicatriz deixada pela ferrovia. Produção gráfica por Breno FelisbinoAproximação da área ocupada. Produção gráfica por Breno Felisbino+ 12

Práticas sustentáveis: 4 projetos com soluções inovadoras

A sustentabilidade em arquitetura pode apresentar conceitos e aplicações muito abrangentes e no que diz respeito a adotar práticas no processo de projeto, muitas podem ser as possibilidades. Estratégias sustentáveis são fundamentais para que o desenvolvimento projetual concilie os pilares econômico, ecológico, e sobretudo, do impacto de bem-estar para aqueles que utiizarão o espaço materializado. Pensando nisso, realizamos um compilado de quatro projetos em diferentes tipologias que apropriam-se de métodos inovadores para a concepção de construções que destacam-se por suas práticas sustentáveis. Confira a seguir:

Cortesia de Earthship Biotecture / TagmaMaíra AcayabaCortesia de Earthship Biotecture / Tagma© Tim Griffith+ 8

Rachaduras ameaçam a Biblioteca Nacional de Oscar Niemeyer: "Risco muito grande"

Projetada por Oscar Niemeyer, a Biblioteca Nacional Leonel Brizola – edifício que integra o Complexo Cultural da República em Brasília – está tomada por rachaduras. A falta de manutenção preventiva ocasinou uma série de fissuras por toda a edificação, informa matéria publicada no jornal Metrópoles.

Identificadas por brigadistas locais no último dia 19, as rachaduras se espalham por todo o edfifício, em especial nas paredes situadas na casa de máquinas dos elevadores e na cobertura. O problema foi alertado à administração do edifício, que recebe, em média, 102 mil visitantes por ano. Uma vistoria foi realizada com o intuito de avaliar os possíveis danos estruturais à edificação. 

Conheça os vencedores da Bienal Pan-Americana de Arquitetura de Quito 2020

Estudio Iturbide – Taller Mauricio Rocha + Gabriela Carrillo, Rafael Carrillo, Gerson Huerto, Pavel Escobedo, Esterlina Campuzano, Elizabeth Waites, Enrique Ibarra, México.. Image © Rafael Gamo
Estudio Iturbide – Taller Mauricio Rocha + Gabriela Carrillo, Rafael Carrillo, Gerson Huerto, Pavel Escobedo, Esterlina Campuzano, Elizabeth Waites, Enrique Ibarra, México.. Image © Rafael Gamo

A XXI Bienal Pan-Americana de Arquitetura de Quito (BAQ2020) anunciou os projetos vencedores desta edição durante a transmissão online de encerramento do evento.

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.