Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Noticias

Noticias

Framlab propõe um sistema modular de fazendas urbanas para Nova Iorque

Concebido pelo Framlab, um estúdio de arquitetura e design com sede em Bergen (Noruega) e Nova Iorque, o Glasir é um sistema modular de agricultura urbana. A estrutura comunitária funcionaria através de um sistema aeropônico para a produção de legumes e vegetais em plena centro da cidade de Nova Iorque.

Cortesia de Framlab Cortesia de Framlab Cortesia de Framlab Cortesia de Framlab + 20

Campanha de arrecadação de materiais para estudantes de arquitetura. Participe!

O escritório de arquitetura Superlimão, em parceria com o BOOMSPDESIGN e a marca de design BoConcept, promove uma ação de arrecadação de materiais para estudantes de Arquitetura. Cada vez mais alto, o custo dos materiais tem impactado a permanência de jovens com baixa renda nos cursos, motivo que levou o grupo a se juntar para organizar a ação. O material arrecadado vai se transformar em kits individuais que serão distribuídos junto a diretórios acadêmicos de faculdades da cidade de São Paulo.

Bienal de Veneza divulga os participantes da 17ª Exposição Internacional de Arquitetura

A 17ª Exposição Internacional de Arquitetura, organizada por La Biennale di Venezia, será inaugurada no dia 23 de maio e permanecerá aberta ao público até 29 de novembro. Intitulada Como viveremos juntos? e com curadoria de Hashim Sarkis, a pré-abertura da exposição ocorrerá nos dias 21 e 22 de maio e a cerimônia de premiação acontece no dia seguinte, 23 de maio.

Osbourne Macharia, "GIKOSH: Example of Photographic art projects involving the creative Millenial within the informal settlements in Nairobi," Keja," 2019. Courtesy Osbourne Macharia. Image Courtesy of La Biennale di Venezia TUMO Center for Creative Technologies,  TUMO Paris, 2018. © Forum des Images. Image Courtesy of La Biennale di Venezia SOM, "Moon Village Earth Rise," Life Beyond Earth, 2020. Courtesy SOM | Slashcube GmbH. Image Courtesy of La Biennale di Venezia PRÁCTICA, "River Somes, Urban Beach," River Somes: Across Communities and Ecosystems, 2017-ongoing. Courtesy PRÁCTICA. Image Courtesy of La Biennale di Venezia + 16

Como é feito o Concreto Preto e sua aplicação em 7 projetos

Por mais clichê que a frase possa parecer, há duas coisas que agradam muito os arquitetos: concreto aparente e a cor preta. Enquanto que o concreto oferece uma estética bruta aos espaços, salientando as tonalidades, as texturas e as superfícies que moldam a mistura, a sobriedade que a cor preta proporciona permite evidenciar justamente as características que o arquiteto busca. Combinar os dois parece natural. Mas o concreto pigmentado de preto não é tão comum como poderíamos imaginar. A seguir falamos um pouco do processo de produção do concreto negro e alguns projetos que o utilizam.

© Giorgio Marafioti © Leonardo Finotti © Giorgio Marafioti © Giorgio Marafioti + 11

Henning Larsen propõe transformação urbana para o centro de Bruxelas

Henning Larsen apresentou seu desenho para Brouck´R, um projeto de transformação da cidade que está em frente à movimentada Place de Brouckère em Bruxelas. Inspirada na herança tradicional e contemporânea, a proposta gera um destino vibrante e de uso misto do século XXI no centro da cidade.

Cortesia de Henning Larsen Cortesia de Henning Larsen Cortesia de Henning Larsen Cortesia de Henning Larsen + 12

12 Projetos que mostram que arquitetura não é só para humanos

A arquitetura até pode ter suas raízes em nossa constante busca por abrigo e proteção, mas isso não significa que ela esteja apenas à serviço dos homens. Atualmente, contamos com inúmeros exemplos de projetos de arquitetura concebidos para outras espécies. Alguns podem até parecer meio over, como a exposição Dogchitecture desenvolvida em parceria por dez escritórios de arquitetura mexicanos em 2013 ou a série de casas para cachorro BowWow Haus, projetadas por mais de 80 escritórios de arquitetura em 2017, incluindo o Zaha Hadid Architects.

De pavilhões eqüinos a santuários, de abrigos para grilos a cafeterias para gatos, arquitetos do mundo todo estão sendo cada vez mais requisitados para criar espaços voltados ao bem estar dos animais. A seguir, compilamos uma lista de doze projetos para que vocês possam ter uma ideia do que já foi feito neste sentido.

Jiyan Healing Garden / ZRS Architekten Ingenieure. Image© ZRS Architekten Ingenieure Cat Café TRYST / Parallect Dedign. Image© Qingling Zheng, Shijie Zhang Petaholic Hotel / sms design. ImageCourtesy of SMS Design Unleashed Dog Spa / Square One Interiors. Image © Ihor Pona + 13

Projeto de escolas: a arquitetura como ferramenta educacional

Dentro do conjunto de debates no campo da arquitetura, a relação entre o desenvolvimento projetual e a educação – especialmente infantil – tem ganhado destaque. A relação entre o campo da arquitetura junto à sociologia e filosofia, por exemplo, é notória. Muitas vezes, ao desenvolver um projeto, discussões entre estes campos são imbuídas projetualmente como instrumento potencializante das relações entre espaço e usuário. Quando pensamos especificamente na tipologia educacional dedicada a crianças, tomamos mecanismos que vão muito além de questões físicas de ergonomia, mas pensamos na arquitetura como ferramenta educacional.

7 Obras de arquitetura que mostram as diferenças do brutalismo no Brasil

O período entre as décadas de 50 e 70 no Brasil se caracterizou, sobretudo, pela produção e difusão da arquitetura brutalista. Apesar da falta de uma definição unânime que caracterize o que pode ser entendido como um desdobramento da arquitetura moderna, o termo “brutalismo” é utilizado de forma geral para denotar edifícios da época que têm um denominador comum: o uso aparente dos materiais construtivos, em especial o concreto.

Vernizes, Stains, Óleos, Ceras: Quais são os acabamentos mais adequados para madeira?

Nos últimos anos muita atenção tem sido dada a construções em madeira. Tratando-se de um material sustentável, renovável e por capturar uma enorme quantidade de carbono durante o seu crescimento, as inovações envolvendo o material têm sido constantes, permitindo construções mais altas e mesmo unindo-se com outros materiais. No entanto, ao falarmos de madeira, abordamos uma variedade imensa de espécies, com diferentes resistências, tonalidades, potencialidades, limitações e usos recomendados. Enquanto há madeiras extremamente duras, pesadas e com resistências comparáveis ao concreto, há outras bastante moles e leves que são mais propícias para outras finalidades.

© TwilightArtPictures / Shutterstock © Kelly Marken / Shutterstock © Anyman7205 / Shutterstock © Taiga / Shutterstock + 8

Rino Levi é tema da 49ª edição do programa Ocupação do Itaú Cultural

O Itaú Cultural promove, a partir do próximo sábado, 29 de fevereiro, a 49ª edição do programa Ocupação, que desta vez homenageia o arquiteto Rino Levi. A instituição convida o público para um percurso pela vida e pela obra do arquiteto e urbanista que atuou no processo de modernização de São Paulo, marcando a paisagem da cidade a partir do final da década de 1920.

Estudante propõe habitações temporárias para imigrantes venezuelanos

Desenvolvido para o concurso estudantil Habitação temporária para refugiados, o projeto a seguir - de autoria de Rodolfo Cavalcanti e premiado com o segundo lugar no certame - busca oferecer uma solução para os problemas oriundos do fluxo migratório entre Brasil e Venezuela através de uma proposta baseada em modularidade, reprodutibilidade e economia.

Saiba mais sobre o projeto e leia o memorial descritivo enviado pelo autor, a seguir:

Casas brasileiras: 9 residências com viga invertida

As vigas invertidas, como o próprio nome sugere, se diferem das usuais por um deslocamento de posição, invertendo a ordem geral da estrutura convencional que tem a viga abaixo da laje, passando, então, a ter aquela acima desta. Dito de outro modo, sua base, que usualmente fica abaixo do nível da laje, fica neste caso alinhada à sua face inferior. Formalmente, a estratégia cria a ilusão de um vão contínuo sem vigas quando visto dos ambientes internos do edifício.

Como são construídas as paredes de taipa

A terra batida tem sido usada na construção há milhares de anos, com evidências de seu uso que datam do período neolítico. Comumente usada especialmente na China, a técnica era aplicada aos monumentos antigos e à arquitetura vernacular, com a Grande Muralha da China utilizando a técnica. Embora o interesse em taipa tenha diminuído no século 20, alguns continuam a defender seu uso hoje, citando sua sustentabilidade em comparação com os métodos de construção mais modernos. Notavelmente, as estruturas de terra batida usam materiais locais, o que significa que possuem pouca energia incorporada e produzem pouco desperdício. Abaixo, descrevemos como construir com este material.

Concreto reforçado com fibras: resistência e leveza

A história do concreto remonta à Roma Antiga, há aproximadamente 2000 anos atrás. A mistura de pedra calcária, cinza vulcânica e água do mar, conhecida como “Concreto Romano”, possibilitou a construção de aquedutos, estradas e templos, muitos deles ainda de pé. Algum tempo atrás descobriu-se que essa mistura original forma um mineral chamado tobermorita aluminosa, que se torna mais forte com o passar do tempo.

Centro Heydar Aliyev / Zaha Hadid Architects. Image © Hélène Binet © Samuel McGuire © Samuel McGuire Fibras. Image Cortesia de Swisspearl + 10

Como incorporar jardins e hortas em projetos residenciais

Os jardins internos podem contribuir com importantes benefícios para a vida doméstica, variando da beleza estética à melhoria da saúde e da produtividade. Pesquisas mostraram que plantas nos interiores das edificações ajudam a eliminar os poluentes do ar, os chamados de compostos orgânicos voláteis (COV), liberados de colas, móveis, roupas e solventes, conhecidos por causar doenças. Eles também aumentam as percepções subjetivas de concentração e satisfação, bem como medidas objetivas de produtividade. Jardins internos podem até reduzir o uso de energia e os custos devido à menor necessidade de circulação de ar. Esses benefícios complementam as óbvias vantagens estéticas de um jardim bem projetado, tornando o jardim interno um recurso residencial atraente em várias frentes.

Courtesy of TAA DESIGN © BK © Rafael Gamo Hydroponic gardening. Image © Needpix user naidokdin + 42

Quem já ganhou o Prêmio Pritzker?

O Prêmio Pritzker é o reconhecimento mais importante que um arquiteto(a) pode receber em vida. A honraria é outorgada todos os anos a arquitetos e arquitetas cuja obra construída "tenha produzido significativas contribuições para a humanidade ao longo dos anos", segundo explica a própria organização responsável pela premiação. Por esta razão, o júri presta homenagem a pessoas e não a escritórios, como já aconteceu em 2000 (Rem Koolhaas ao invés do OMA), 2001 (Herzog & de Meuron), 2010 (SANAA), 2016 (Elemental) e 2017 (RCR Arquitectes), premiando seus fundadores (como no caso do SANAA), o então, um deles (Elemental).

O prêmio surgiu de uma iniciativa criada por Jay Pritzker através da Fundação Hyatt, organização associada a empresa hoteleira que o mesmo fundou em conjunto com seu irmão Donald em 1957. A primera edição do prêmio foi realizada em 1979, quando Philip Johnson se tornou o primeiro arquiteto a ser homenageado. Estadunidense, Johnson é autor de importantes obras da história da arquitetura moderna, como a Glass House (1949).

O Prêmio Pritzker já conta com quarenta edições anuais ininterruptas, galardoando arquitetos e arquitetas de 18 nacionalidades diferentes. Metade dos premiados são europeus; América, Ásia e Oceania dividem as outras vinte edições, e até hoje nenhum arquiteto o arquiteta africano(a) teve a chance de receber o prêmio, sendo o único continente do globo a não possuir representantes no hall da fama da arquitetura.

Minimalismo contemporâneo: a arquitetura dos retiros rurais

O minimalismo molda a arquitetura há mais de um século, abraçando novos materiais e rejeitando ornamentos, o movimento modernista fundamentou a arquitetura minimalista através da forma e função racionais. Ao longo do século XX, os arquitetos retomaram o minimalismo ao trabalhar com vidro, aço e concreto armado, porém com o tempo, tornaram-se condicionados também ao custo e estética dessas construções.

© Doublespace Photography © Marc Goodwin © Torfi Agnarsson © Jose Campos + 14

Imagens de manicômios abandonados mostram arquiteturas projetadas para curar

Com a pintura rachada, a vegetação crescendo, a ferrugem e a decadência, edifícios abandonados esculpiram um gênero fotográfico que brinca com o nosso complexo fascínio com os remanescentes perversos do nosso passado. Enquanto o interesse intelectual em ruínas tem sido registrado há séculos, a popularidade e controvérsias do "ruin porn" contemporâneo pode ser rastreado até em torno de 2009, quando a série feral houses do fotógrafo James Griffioen provocou um debate sobre o potencial prejuízo na apropriação estética do colapso urbano.

Peregrinações arquitetônicas: até onde vamos para conhecer uma obra icônica?

No período de formação e prática da arquitetura, nos deparamos com inúmeros exemplos de obras que, pelos mais variados motivos, marcaram a história da disciplina. Tais exemplos se tornam grandes referências no repertório de um arquiteto, influenciando sua maneira de ver e projetar arquitetura. No entanto, a compreensão de um lugar é incompleta sem a sua experiência presencial e por isso, durante viagens, buscamos conhecer obras icônicas no intuito de aprofundar nosso repertório.

Porém, nem sempre essas obras são facilmente acessíveis ou próximas aos roteiros pré-estabelecidos, o que pode resultar em verdadeiras peregrinações para conhecê-las.

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.