1. ArchDaily
  2. Fachadas

Fachadas: O mais recente de arquitetura e notícia

Casas brasileiras: 7 projetos com fachadas opacas

Nem todos projetos buscam uma conexão constante com exterior, ao menos não em sua fachada frontal. Apesar de uma aparência não tão comum, são diversos os motivos para criar uma fachada opaca: privacidade, segurança, redução do consumo de energia, proteção contra as intempéries. Mais comum em edifícios governamentais, culturais ou religiosos, esta solução também é encontrada em alguns casos residenciais. 

Casas brasileiras: 7 projetos com fachadas opacas - Image 1 of 4Casas brasileiras: 7 projetos com fachadas opacas - Image 2 of 4Casas brasileiras: 7 projetos com fachadas opacas - Image 3 of 4Casas brasileiras: 7 projetos com fachadas opacas - Image 4 of 4Casas brasileiras: 7 projetos com fachadas opacas - Mais Imagens+ 17

Padrões e texturas de madeira em casas brasileiras

O Brasil produz cerca de 150 milhões de metros cúbicos de madeira por ano. Devido à ampla variedade de espécies de árvores no país, os designers que buscam materiais naturais e de origem local têm diversas opções à disposição. Por esse motivo, não é surpresa que a madeira seja um elemento comum em casas tradicionais e contemporâneas do Brasil, sendo usada tanto na construção como na criação de superfícies decorativas.

A beleza dos padrões de fibras da madeira, combinada com paletas de cores quentes, ricas e variadas, faz com que a madeira seja um material muito procurado para compor espaços interiores, ao mesmo tempo em que oferece a resistência e estabilidade necessárias para pisos e estruturas. Sua coloração natural e apelo estético permitem uma abordagem simples e minimalista, conferindo aos espaços uma sensação atemporal.

Padrões e texturas de madeira em casas brasileiras - Image 1 of 4Padrões e texturas de madeira em casas brasileiras - Image 2 of 4Padrões e texturas de madeira em casas brasileiras - Image 3 of 4Padrões e texturas de madeira em casas brasileiras - Image 4 of 4Padrões e texturas de madeira em casas brasileiras - Mais Imagens+ 19

Tons pastéis na arquitetura e seu apelo duradouro e calmante

Com uma alta proporção de branco misturado a uma pequena quantidade de pigmentos coloridos, as cores pastéis fornecem uma variedade de tons pálidos e moderados. Relacionados a ambientes suaves e calmantes, essas cores têm uma qualidade atemporal e podem ser vistas em diferentes estilos arquitetônicos, como o Rococó, o Art Déco ou mid-century. Aplicado em exteriores, interiores ou ambos, os tons pastel fazem com que os cômodos pareçam mais leves, arejados e espaçosos.

Desde detalhes sutis até se destacar na estratégia geral de um projeto, tons pastéis são alternativas versáteis que podem ser usadas de várias maneiras. Seguindo as propostas de cores de Ricardo Bofill, interiores de Paulo Mendes da Rocha e os edifícios de Michael Graves, a arquitetura contemporânea brinca com cores suaves para fins estéticos e funcionais, além de proporcionar uma experiência sensorial. Analisando diferentes exemplos de sua aplicação em arquitetura e design, mostramos como quatro cores predominantes - verde-menta, rosa claro, amarelo limão e azul bebê - estão atualmente ganhando protagonismo.

Tons pastéis na arquitetura e seu apelo duradouro e calmante - Image 1 of 4Tons pastéis na arquitetura e seu apelo duradouro e calmante - Image 2 of 4Tons pastéis na arquitetura e seu apelo duradouro e calmante - Image 3 of 4Tons pastéis na arquitetura e seu apelo duradouro e calmante - Image 4 of 4Tons pastéis na arquitetura e seu apelo duradouro e calmante - Mais Imagens+ 60

Usando vidro colorido para realçar projetos de arquitetura: 20 exemplos contemporâneos

Usado por artesãos em todo o mundo por milhares de anos, o vidro colorido é uma das formas de arte mais antigas. Suas origens datam do século VII, quando janelas coloridas começaram a adornar igrejas, catedrais e conventos - geralmente representando símbolos religiosos e histórias bíblicas. Eles se expandiram para mesquitas e palácios islâmicos durante o século VIII, e na Idade Média podiam ser encontrados em inúmeras igrejas em toda a Europa. Intrincados trabalhos em vidro atingiram o esplendor máximo nos edifícios monumentais do período gótico, resultando em vitrais gigantes e elaboradas com figuras, padrões e geometrias extremamente complexas. No entanto, hoje em dia isso já não é exclusivamente reservado para locais de culto proeminentes ou estruturas antigas. De mãos dadas a métodos inovadores de produção e novas tecnologias, o vidro colorido retornou na arquitetura contemporânea, embelezando edifícios com seus toques ousados e animados.

Usando vidro colorido para realçar projetos de arquitetura: 20 exemplos contemporâneos - Image 1 of 4Usando vidro colorido para realçar projetos de arquitetura: 20 exemplos contemporâneos - Image 2 of 4Usando vidro colorido para realçar projetos de arquitetura: 20 exemplos contemporâneos - Image 3 of 4Usando vidro colorido para realçar projetos de arquitetura: 20 exemplos contemporâneos - Image 4 of 4Usando vidro colorido para realçar projetos de arquitetura: 20 exemplos contemporâneos - Mais Imagens+ 21

Casas brasileiras: 10 residências com fachada em pedra natural

Herdado de técnicas ancestrais, o trato com a pedra natural enquanto material de construção está, historicamente, ligado muito mais à estrutura de uma construção do que à etapa de acabamentos. Com o desenvolvimento da construção civil, as pedras naturais enquanto estrutura foram substituídas por sistemas mais eficientes e baratos, como o concreto armado ou ainda a estrutura metálica e a alvenaria estrutural, abrindo espaço para o aproveitamento das pedras como acabamentos e revestimentos.

Casas brasileiras: 10 residências com fachada em pedra natural - Imagem de DestaqueCasas brasileiras: 10 residências com fachada em pedra natural - Image 1 of 4Casas brasileiras: 10 residências com fachada em pedra natural - Image 6 of 4Casas brasileiras: 10 residências com fachada em pedra natural - Image 5 of 4Casas brasileiras: 10 residências com fachada em pedra natural - Mais Imagens+ 7

Como usar policarbonato translúcido em fachadas de edifícios?

Seja se mesclando ou se destacando, incorporando transparência ou solidez, expressando aspereza ou suavidade, uma fachada é o meio pelo qual nos relacionamos com a arquitetura. Ela conta uma história e muitas vezes pode definir o tom para o restante do interior. Mas, além de definir uma experiência puramente visual, a envoltória de um edifício também deve ser prática, durável e ter a capacidade de gerenciar adequadamente as necessidades de iluminação e ventilação natural. Afinal, por ser o ponto de contato com o exterior, é responsável por mitigar os sons e fornecer proteção contra as condições climáticas, como vento, chuva, calor e umidade. Ao projetar uma fachada, é importante considerar um equilíbrio entre desempenho e uma bela estética. É claro que muitos materiais atendem com sucesso a esses critérios. Mas quando se trata de criar um ambiente confortável e cheio de luz, garantindo resistência, facilidade de instalação e versatilidade, as propriedades dos painéis de policarbonato translúcido parecem incomparáveis.

Esquadrias de PVC em projetos residenciais: resistência e baixa manutenção

O PVC, como é chamado o material sintético Policloreto de Polivinila, ou Policloreto de Vinil, é um dos plásticos mais produzidos do mundo, chegando a 40 milhões de toneladas por ano. Sua aplicação é bastante variada e na construção civil encontrou ramos distintos, servindo tanto como insumo para infraestrutura quanto para acabamentos.

Esquadrias de PVC em projetos residenciais: resistência e baixa manutenção - Image 1 of 4Esquadrias de PVC em projetos residenciais: resistência e baixa manutenção - Image 2 of 4Esquadrias de PVC em projetos residenciais: resistência e baixa manutenção - Image 3 of 4Esquadrias de PVC em projetos residenciais: resistência e baixa manutenção - Image 4 of 4Esquadrias de PVC em projetos residenciais: resistência e baixa manutenção - Mais Imagens+ 2

Remodelando o exterior de edifícios: com o que se preocupar ao reformar a fachada?

As fachadas são o cartão de visitas de toda construção, é quando os visitantes constroem as primeiras impressões do ambiente que estão adentrando. Elas são também parte da construção que mais fica exposta à ação do tempo e da poluição das ruas, exigindo manutenção periódica. Neste texto trazemos dicas que podem ajudar na hora de reformar a frente de sua casa. 

Remodelando o exterior de edifícios: com o que se preocupar ao reformar a fachada?  - Image 1 of 4Remodelando o exterior de edifícios: com o que se preocupar ao reformar a fachada?  - Image 2 of 4Remodelando o exterior de edifícios: com o que se preocupar ao reformar a fachada?  - Image 3 of 4Remodelando o exterior de edifícios: com o que se preocupar ao reformar a fachada?  - Image 4 of 4Remodelando o exterior de edifícios: com o que se preocupar ao reformar a fachada?  - Mais Imagens+ 5

5 Pontos a considerar ao projetar uma fachada de alto desempenho

A fachada é um dos fatores mais importantes em determinados edifícios, podendo transformar completamente a experiência dos ocupantes e o desempenho energético. O Whole Building Design Guide mostra que a fachada pode ter uma participação de até 40% no uso total de energia do edifício. Além do uso de energia, as fachadas também impactam significativamente a produtividade dos ocupantes dentro de um edifício e, claro, a aparência do mesmo. Existem muitos fatores que contribuem para a criação de uma fachada de alto desempenho. Neste artigo, descrevemos as 5 principais coisas que uma equipe de projeto deve considerar.

Casas brasileiras: fachadas que destacam o charme da madeira

A madeira é um material muito comum na indústria da construção civil, sendo utilizada em várias etapas e para várias finalidades. A seguir, iremos explorar sua potencialidade para compor as fachadas residenciais a partir de 17 exemplos de casas brasileiras.  

Casas brasileiras: fachadas que destacam o charme da madeira - Image 1 of 4Casas brasileiras: fachadas que destacam o charme da madeira - Image 2 of 4Casas brasileiras: fachadas que destacam o charme da madeira - Image 3 of 4Casas brasileiras: fachadas que destacam o charme da madeira - Image 4 of 4Casas brasileiras: fachadas que destacam o charme da madeira - Mais Imagens+ 13

A translucidez do policarbonato: resistência e versatilidade

Meios transparentes possibilitam a passagem de luz sem que haja dispersão da mesma. Os meios translúcidos, por sua vez, são aqueles que permitem a passagem da luz, mas de forma irregular, e parte dela se dispersa e não permite que enxergamos com total nitidez através deles.Superfícies translúcidas funcionam como véus, revelam sem devassar, e borram, literalmente, o contato entre interior e exterior. Na arquitetura, este é um efeito utilizado em muitos projetos. Das fachadas características de Steven Holl, ao IMS de São Paulo, passando por diversos outros exemplos pela arquitetura mundial, essa translucidez pode ser conseguida com vidros especiais, acrílicos ou outros plásticos. Mas um material que intrinsecamente entrega este efeito é o policarbonato, que pode ser utilizado em uma infinidade de casos, de paredes a claraboias, e nos mais diversos programas.

Durabilidade e estética nas fachadas em ardósia

A ardósia é uma rocha metamórfica formada a partir da transformação da argila sob alta pressão e temperatura. Bastante homogênea e sóbria, com tonalidades que variam entre o cinza escuro e o preto, sua utilização é muito apreciada em pisos e telhados, por conta da durabilidade e aparência. Para as fachadas, a ardósia também funciona muito bem, aliando a estética da pedra natural, moldada pela natureza por mais de 500 milhões de anos, com o conforto térmico e facilidade de instalação das fachadas ventiladas.

Tintas texturizadas em fachadas e interiores: do cimento queimado ao aço corten

Durante séculos, a pintura de fachadas foi uma forma simples e eficaz de adicionar um toque de individualidade a edifícios residenciais e comerciais - especialmente em áreas onde os edifícios são parecidos entre si. Por ser um meio tão fluido, os potenciais do que pode ser alcançado com a pintura são ilimitados - tanto internos quanto externos.

A arte dos padrões: entrevista com Koen Mulder sobre tipos de tijolo e suas composições

"Bem-vindo a este estranho livro. Com todos os desenhos, ele pode parecer um manual, mas não é. O livro é tanto sobre juntas quanto sobre peças. Acima de tudo, busca a ordem que é inerente às coisas". Estas palavras fazem parte da introdução ao livro de Koen Mulder - The Thrilling Surface: The Brick Bond as a Composers Tool. Disponível em alemão, o livro de 160 páginas rigorosamente ilustradas apresenta um universo de possíveis variações de padrões que podem ser criados quando se começa a projetar.

Por esta razão, entrevistamos Koen para descobrir o que o inspirou a discutir este assunto, para entender como ele conseguiu reunir todas as informações e para visualizar o impacto que este tipo de estudo pode ter na arquitetura.

Como projetar e instalar fachadas de policarbonato translúcido

Os painéis de policarbonato translúcido apresentam uma estética única e marcante, ao mesmo tempo que mantêm uma eficiência na funcionalidade. Eles podem adicionar profundidade e cor a uma fachada e se adaptar para atender a uma ampla gama de requisitos de desempenho, desde resistência à temperatura até resistência ao impacto, proteção UV e muito mais. A Rodeca, empresa líder na indústria de painéis de policarbonato, oferece produtos de alta qualidade com alta personalização em relação a cores, níveis de transparência, tratamentos, perfis, tamanhos, sistemas de junta e muito mais. Abaixo trazemos uma lista detalhada dessas muitas opções, acompanhada por diagramas e etapas de instalação. Também discutimos vários estudos de caso em que fachadas de policarbonato foram usadas com grande sucesso, aproveitando ao máximo as opções disponíveis junto com as qualidades estéticas intrínsecas dos painéis translúcidos para complementar e elevar seus projetos.

Corrimão e guarda-corpo: como integrar elementos metálicos ao projeto

Assunto de muitas discussões técnicas que envolvem normas de acessibilidade, e detalhamento extenso, os gradis metálicos desempenham uma dupla função nos projetos de arquitetura, sendo tanto um elemento de apoio e segurança em uma construção, quanto um elemento de identidade do projeto. Neste artigo exploraremos as diferentes formas desses metais serem vistos e inseridos no projeto.

Corrimão e guarda-corpo: como integrar elementos metálicos ao projeto - Image 1 of 4Corrimão e guarda-corpo: como integrar elementos metálicos ao projeto - Image 2 of 4Corrimão e guarda-corpo: como integrar elementos metálicos ao projeto - Image 3 of 4Corrimão e guarda-corpo: como integrar elementos metálicos ao projeto - Image 4 of 4Corrimão e guarda-corpo: como integrar elementos metálicos ao projeto - Mais Imagens+ 10