1. ArchDaily
  2. Telhado

Telhado: O mais recente de arquitetura e notícia

Obras de restauro de Notre Dame avançam e estudantes reconstroem cobertura com técnicas medievais

Com ainda três anos para os Jogos Olímpicos de 2024 em Paris e a data de reabertura anunciada pelo presidente francês Emanuel Macron, o trabalho de restauração de Notre Dame continua. Após uma longa fase de segurança e meses de interrupção das obras no ano passado devido à pandemia, toda a madeira queimada do telhado foi removida e andaimes foram instalados dentro da catedral. Como parte dos esforços coletivos para reconstruir Notre Dame, a Catholic University of America está construindo uma réplica de uma das treliças da cobertura da catedral usando técnicas medievais.

© Francoi Mori/APCourtesy of Handshouse Studiovia Shutterstock. ImageBy Wirestock Imagesvia Shutterstock. ImageBy UlyssePixe+ 5

A volta do telhado em duas águas na arquitetura contemporânea

Nova Scotia–based MacKay-Lyons Sweetapple Architects has built several steel-clad gabled houses like the East Dover House, shown here, because the material blends in with cliffside landscapes, rusts to fit geology, and needs zero maintenance.. Image Courtesy of James Brittain Photography
Nova Scotia–based MacKay-Lyons Sweetapple Architects has built several steel-clad gabled houses like the East Dover House, shown here, because the material blends in with cliffside landscapes, rusts to fit geology, and needs zero maintenance.. Image Courtesy of James Brittain Photography

No artigo desta semana da Metropolis Magazine, Kelly Beamon explora “a simbologia do telhado em duas águas”, analisando como muitos arquitetos contemporâneos têm se apropriado desta tipologia fundamental para ressignificar a sua própria essência. De acordo com Beamon, o telhado em duas águas é uma das mais tradicionais soluções arquitetônicas de cobertura, utilizada amplamente tanto em regiões de clima frio quando temperado, a qual está composta por dois planos inclinados e opostos os quais se encontram para formar a cumeeira. Como uma das soluções construtivas mais emblemáticas na arquitetura residencial dos EUA, este artigo procura analisar como este tradicional recurso tem sido reinventado ao longo das últimas décadas.

Coberturas descoladas do volume: condicionamento climático em 13 projetos brasileiros

Casa do Mel / Estudio Flume. Foto: Casa do Monte / Gávea Arquitetos. Foto: © Federico CairoliCasa do Alento / Mariana Orsi Arquitetura + Design. Foto: © Felipe Araujo CorreiaCasa Campinarana / Laurent Troost Architectures. Foto: © Leonardo Finotti+ 31

Sombra e ventilação contínua são alguns dos benefícios que uma cobertura elevada pode proporcionar. Esta é uma estratégia de condicionamento climático que proporciona o resfriamento e combate a umidade, por isso, muitas vezes arquitetos e arquitetas brasileiros optam por tal solução ao lidar com o clima tropical. 

O uso de telhados curvos em 6 casas brasileiras

Casa Escalada / Leo Romano. Foto: © Edgard CésarCasa em Samambaia / Rodrigo Simão Arquitetura. Foto: © André NazarethCasa Joy / Studio Rodrigo Ferreira. Foto: © Marcus CamargoCasa Granja Viana / Gui Paoliello Arquiteto. Foto: © Manuel Sá+ 24

Lajes planas, telhados inclinados e solucionados em linhas retas são tecnologias muito recentes na história da humanidade. Na arquitetura realizada por povos originários coberturas curvas predominavam. Hoje, apesar de não ser a solução mais comum, alguns escritórios se propõem a pensar como telhados de desenho mais orgânico podem melhor dialogar com o contexto e apresentar em sua solução compositiva fatores funcionais que influenciam a obra desde o canteiro até o conforto final de seus usuários. 

Reciclagem de telhas: 15 exemplos de reuso na arquitetura contemporânea

Nave 8 B / Arturo Franco. Image © Carlos Fernández Piñar
Nave 8 B / Arturo Franco. Image © Carlos Fernández Piñar

La Colmena / Luigi Rosselli + Raffaello Rosselli. Image © Ben HoskingCafé KOI / Farming Architects. Image © Nguyen Thai ThachClay Roof House / DRTAN LM Architect. Image © H.Lin HoNave 8 B / Arturo Franco. Image © Carlos Fernández Piñar+ 17

Seja devido à demolição total ou parcial de um edifício, seja para reforma ou adaptação de uma estrutura existente — em busca de sistemas de cobertura mais eficientes —, telhas de barro e cimento são materiais que muito frequentemente acabam virando entulho. Devido ao seu baixo custo de produção, telhas não costumam ser recicladas e reaproveitadas cotidianamente, menos ainda utilizadas para cumprir outra função que não a de cobertura. Felizmente, somando-se a uma crescente conscientização sobre os custos ambientais da produção de materiais para a construção civil, a cada dia mais, arquitetos e arquitetas têm se comprometido a reciclar e reaproveitar resíduos de antigas estruturas obsoletas, estabelecendo uma arquitetura responsável e inovadora. A seguir, elencamos alguns recentes projetos que apresentam soluções alternativas para a reciclagem e reincorporação de telhas na arquitetura contemporânea, seja em paredes, fachadas, elementos de proteção solar, pisos e até mobiliário.

Casas brasileiras: 9 residências com coberturas de uma água

Mais simples de construir, porém menos comuns que os tradicionais telhados de duas águas, as coberturas de apenas uma água - ou meia água, como são conhecidas em alguns lugares no Brasil - são conformadas por um único plano inclinado, responsável pelo escoamento das águas pluviais.

Casa de Meia Encosta / Denis Joelsons + Gabriela Baraúna Uchida. Imagem: © Pedro KokCasa Praia Vermelha / Nitsche Arquitetos. Imagem: © André ScarpaCasa Terraço / David Guerra. Imagem: © Jomar BragançaResidência em Gonçalves / André Vainer Arquitetos. Imagem: © Tuca Reines+ 10

4 soluções para telhados sem beirais (e seus detalhes construtivos)

Na Robie House, Frank Lloyd Wright cria um arranjo inteligente de espaços públicos e privados, distanciando-se lentamente da rua através de uma série de planos horizontais. Beirais pronunciados fazem com que o espaço interior se expanda ao exterior. Considerada a primeira fase da carreira do arquiteto americano, as chamadas Prairie Houses tinham marcada horizontalidade, sobretudo por conta dos enormes planos criados por beirais levemente inclinados. Beirais são onipresentes na maioria das arquiteturas tradicionais e além do papel estético, desempenham importantes funções nas construções, em que talvez a principal seja manter a água da chuva longe das paredes e da estrutura. Mas de algum tempo para cá, não nos faltam exemplos de projetos com telhados inclinados sem beirais, conformando volumes puros e esteticamente muito agradáveis. Isso nos traz à pergunta: Nestes projetos, como são resolvidas as questões práticas do escoamento da água da chuva e o encontro dos planos vertical e diagonal?

Casas brasileiras: 15 projetos com telhado duas águas

Casa Boreal / Nommo Arquitetos - © Paula MoraisCasa Cavalcante / BLOCO Arquitetos - © Joana FrançaCasa Jordão / FGMF Arquitetos - © Fran Parente Residência Maestro / Guelo Nunes Arquitetura - © Fran Parente+ 16

A casa com um telhado duas águas não representa apenas o desenho que fazemos quando criança para ilustrar um lar, ela adota uma das soluções mais comuns na arquitetura residencial brasileira. Este tipo de cobertura, além de apresentar uma construção prática e agregar um apelo estético, facilita o escoamento das águas da chuva através de seus dois planos inclinados a partir de um eixo central - inclusive, este é motivo de seu nome.

10 Tipos de telhados e as possibilidades das telhas de ardósia

Toda criança já teve que desenhar uma casa. Talvez um dia ensolarado com algumas nuvens, uma árvore frondosa, uma família com um cachorro, cercas baixas de madeira ou até um carro. Mas, é quase certeiro que estará ali representado um volume simples com um telhado inclinado de duas ou quatro águas. Este arquétipo da casa é algo que figura em praticamente todas as culturas, e até hoje muitos arquitetos utilizam-no para projetos contemporâneos. 

Além da função primordial de escoar a água da chuva e a neve, protegendo a edificação das intempéries, os telhados podem ser um artifício formal importante para composição de um projeto. Com a arquitetura moderna, as lajes impermeabilizadas surgiram com força, mas coberturas inclinadas continuaram tendo espaço cativo para clientes e arquitetos. Neste artigo abordaremos os vários tipos de telhados e, mais especificamente, o processo de fabricação e características das telhas de ardósia natural.

Wang Shu e a reciclagem de materiais na arquitetura chinesa contemporânea

Ao longo dos dois últimos séculos, a China passou por um vertiginoso processo de expansão demográfica e urbana, resultando na completa descaracterização de sua paisagem histórica, onde inúmeras pequenas cidades e vilarejos acabaram sendo varridos do mapa, substituídos por novas infra-estruturas urbanas e edifícios cada vez mais altos. À medida que a antiga paisagem chinesa vai desaparecendo sob o novo tecido urbano da China do século XXI, importantes elementos da cultura cívica e social também estão sendo esquecidos e negligenciados. Wang Shu, o primeiro arquiteto chinês a ser galardoado com o Prêmio Pritzker, tem lidado com esta delicada situação cotidianamente desde o início de sua carreira, desenvolvendo uma arquitetura que busca construir pontes entre o passado e o presente. Utilizando materiais reciclados e recuperados de antigas estruturas abandonadas ou destruídas, Wang Shu está resignificando a arquitetura tradicional chinesa no contexto de um país em rápido e incansável processo de desenvolvimento e expansão urbana. A seguir, discutiremos algumas das principais obras construídas por Wang Shu, como o Museu de arte contemporânea (2005) e o Museu Histórico de Ningbo (2008), e o Campus da Nova Academia de Arte de Hangzhou (2004).

Casas brasileiras: 16 residências com telhado

Frequentemente usada para se referir a qualquer tipo de cobertura, a palavra "telhado", a rigor, refere-se a um tipo específico composto por um ou mais planos inclinados conhecidos como "águas" sobre as quais são assentadas telhas. Isso diferencia o telhado de outras coberturas, como lajes planas, cúpulas e abóbodas. O ângulo de inclinação destas "águas" está diretamente relacionado à incidência de ventos na edificação e ao tipo de telha usada, sendo essencial para o escoamento de águas pluviais e resguardo do interior da casa.