1. ArchDaily
  2. Arquitetura Moderna

Arquitetura Moderna: O mais recente de arquitetura e notícia

Joaquim Cardozo, o engenheiro-poeta que ergueu as maiores obras de Oscar Niemeyer

Conhecido no mundo todo por ter levado ao limite as exprimentações formais com concreto armado, Oscar Niemeyer contou em muitas de suas obras com a imprescindível colaboração de um engenheiro civil tão inventivo e ousado quando o próprio arquiteto: o recifense Joaquim Moreira Cardozo, formado em engenharia civil em 1930 pela Escola de Engenharia de Pernambuco, hoje integrada à Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

Responsável pelo projeto da Escola Rural Alberto Torres, de 1936 – uma obra que, à época, já mostrava sinergia com a arquitetura moderna – Cardozo conheceu Niemeyer quando trabalhava no Serviço do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Sphan), no Rio de Janeiro. À época, desenvolveu o projeto estrutural do Conjunto da Pampulha, em Belo Horizonte, inaugurado em 1943, colaboração inicial de uma parceria que duraria 30 anos e que teve nas obras de Brasília seu momento mais prolífico.

Arquitetura como síntese: o diálogo entre projeto e arte no modernismo

A alusão da síntese entre arte e arquitetura, embora remonte à origem da disciplina, alcança, nas vanguardas artísticas do início do século XX, significado e função social diferentes, constituindo uma das características mais marcantes do Movimento Moderno. Uma integração presente nas obras de grandes nomes do movimento como Mies van der Rohe, Le Cobusier, Oscar Niemeyer, para citar alguns.

Palácio da Alvorada nas lentes de Joana França. © Joana FrançaClássicos da Arquitetura: Ministério de Educação e Saúde / Lucio Costa e equipe. © Marina de HolandaJardins Palácio Gustavo Capanema. © Flickr jcoarq. Used under Creative CommonsDinamismo e contraste: o campus da UNAM pelas lentes de Yueqi “Jazzy” Li. © Yueqi "Jazzy" Li+ 8

Arqpoa: Porto Alegre ganha um guia online de arquitetura

Porto Alegre ganhou um guia online que tem como objetivo preservar a história e memória de seu patrimônio arquitetônico, antigo e contemporâneo. Idealizado pelos arquitetos e urbanistas Rodrigo Poltosi e Vlademir Roman, o Guia Arqpoa reúne textos, fotografias e informações sobre 100 obras arquitetônicas, urbanísticas, paisagísticas, históricas e culturais da cidade. O mapeamento parte dos edifícios e espaços públicos constantes na publicação impressa lançada em 2017, chamada Guia de Arquitetura de Porto Alegre, e possibilita o incremento desta lista inicial com a colaboração de novos autores.

Dinamitando paredes: os painéis de azulejo no modernismo brasileiro

"Me senti como Nino Rotta e Oscar Niemeyer como Felini, eu fazendo uma música importante naquela obra." Athos Bulcão, renomado artista plástico, usa essa comparação entre o compositor italiano e o diretor de cinema para fazer alusão à relação entre seu trabalho nos azulejos e o projeto arquitetônico. Tal fusão entre arte e arquitetura marcou um importante período na história do Brasil utilizando a mescla entre as duas disciplinas para lançar luz à assuntos como fortalecimento da identidade nacional, massificação da arte e estratégias arquitetônicas relacionadas ao clima tropical.

Clássicos da Arquitetura: Ministério de Educação e Saúde / Lucio Costa e equipe. © Marina de HolandaClássicos da Arquitetura: Igrejinha Nossa Senhora de Fátima / Oscar Niemeyer. © Marcel Gautherot. Via Blog do Instituto Moreira SallesClássicos da Arquitetura: Igreja da Pampulha / Oscar NiemeyerClássicos da Arquitetura: Igrejinha Nossa Senhora de Fátima / Oscar Niemeyer. © Marcel Gautherot+ 13

O grande legado modernista na Tanzânia

O movimento moderno ainda hoje é um assunto que desperta as mais diversas e controversas reações. O mesmo acontece quando falamos do legado da arquitetura moderna. Acontece que não existe apenas um único legado, mas uma série de legados que varia de acordo com a localização geográfica, com o clima, o contexto político, social e econômico de cada país ou região. Embora a gênese do modernismo na arquitetura tenha se dado na Europa e nos Estados Unidos—onde encontram-se alguns dos seus mais representativos exemplares—, para além do mundo ocidental a chamada “arquitetura moderna” foi sendo moldada por arquitetos e arquitetas de acordo com as necessidades de cada contexto específico. No Sri Lanka, por exemplo, o arquiteto Geoffrey Bawa ajudou a cunhar o termo “Modernismo Tropical”, desenvolvendo uma arquitetura sensível e profundamente enraizadas na paisagem. Também podemos encontrar outros surpreendentes edifícios modernistas na Tanzânia, frutos da vasta e consistente obra construída de dois de seus mais importantes arquitetos: Anthony Almeida e Beda Amuli.

Mercado de Kariakoo. Imagem © Benedikt RedmannVista Interior da Residência Anthony Almeida— a "ponte". Imagem © Annika SeifertEntrada da Escola São Xavier. Imagem © Annika SeifertPerspectiva Exterior da Residência Anthony Almeida. Imagem © Annika Seifert+ 17

Lucio Costa, entre o tradicional e o moderno

Hoje, dia 27 de fevereiro, celebramos o aniversário de Lucio Costa. Nascido em 1902 e falecido em 1998, esteve à frente de importantes projetos, mais notavelmente o plano piloto de Brasília e o Ministério da Educação e Saúde do Rio de Janeiro, com impactos marcantes na arquitetura e urbanismo do país. Nascido na França, por conta da profissão de seu pai almirante, morar em países como Inglaterra e Suíça durante seus anos de formação deu a ele uma formação pluralista e uma conexão relevante com o velho continente.

Torre de TV de Brasília. Image © Joana FrançaParque Guinle. Image © Nelson KonSede Social do Jockey Club Brasileiro. Foto: © Eduardo CostaPalácio Gustavo Capanema. Foto: © Oscar Liberal/Iphan+ 8

Curso livre "Arquitetura Moderna no México através de Juan O´Gorman, Luis Barragán, Mario Pani e Félix Candela"

A arquitetura moderna no México pode ser compreendida a partir de suas diversas vertentes. O curso busca estudar e discutir, através de aulas teóricas e expositivas, a obra de quatro grandes arquitetos desse período no México: Juan O´Gorman (1905-1982), Luis Barragán (1902-1988), Mario Pani (1911-1993) e Félix Candela (1910-1997). As aulas abordarão os contextos históricos, políticos e culturais no México neste período, além de apontar paralelos com a obra de Le Corbusier e com outros artistas como José Clemente Orozco, Mathias Goeritz e Jesús “Chucho” Reyes. Deste modo, o curso busca compreender não apenas o discurso e prática destes

A casa em estilo colonial que Niemeyer projetou para si

Oscar Niemeyer é o responsável pelas formas arquitetônicas que revolucionaram a arquitetura moderna, marcadas pelo ineditismo de suas ousadas curvas e elaboradas estruturas que conformaram a imagem de um Brasil utópico que representava a possibilidade de um futuro que nunca se realizou de fato. Grande parte de suas obras primas estão em Brasília, sem embargo, pouco se comenta sobre a casa projetada para si na capital brasileira que, surpreendentemente, traz traços coloniais e apresenta um outro lado - quase inédito - do mais famoso arquiteto brasileiro.

Ícones modernistas gaúchos são retratados em nova série documental no YouTube

Homenagear e reafirmar a importância de ícones modernistas de Porto Alegre: a nova série que a AsBEA-RS lança em seu YouTube convida o público para visitar, na companhia de arquitetos, especialistas de mercado e usuários, seis edifícios dos mais importantes construídos entre as décadas de 50 e 60 na capital gaúcha.

Faial, Santa Tecla, Santa Cruz, Palácio da Justiça, Centro Administrativo Fernando Ferrari e Grêmio Náutico União: seis projetos que marcam o horizonte e reafirmam a qualidade construtiva de obras cinquentenárias agora retomam o legado e as lições de grandes arquitetos gaúchos para o desenvolvimento urbano contemporâneo. 

Edifício Santa Cruz. Imagem cortesia de AsBEA-RSGrêmio Náutico União. Imagem cortesia de AsBEA-RSCentro Administrativo Fernando Ferrari. Imagem cortesia de AsBEA-RSEdifício Santa Tecla. Imagem cortesia de AsBEA-RS+ 12

Palácio do Itamaraty de Oscar Niemeyer, pelas lentes de Paul Clemence

Em homenagem ao aniversário de Oscar Niemeyer, celebrado no dia 15 de dezembro, o fotógrafo Paul Clemence compartilhou imagens do icônico Palácio do Itamaraty. Abrigando a Sede do Ministério das Relações Exteriores do Brasil, a estrutura também é conhecida como Palácio dos Arcos.

© Paul Clemence© Paul Clemence© Paul Clemence© Paul Clemence+ 26

Oscar Niemeyer, o arquiteto da "curva livre e sensual"

Hoje, 15 de dezembro, celebramos o nascimento de Oscar Ribeiro de Almeida Niemeyer Soares Filho, ou simplesmente Oscar Niemeyer. Símbolo máximo da expressividade e produção da arquitetura moderna brasileira, o arquiteto nascido na cidade do Rio de Janeiro – terra em que poetizou as curvas encontradas na natureza à origem de muitos de seus trabalhos – é responsável por uma vasta produção que envolve variadas tipologias, escalas, e territórios, atualmente organizada pela Fundação que leva seu nome.

Edifício Copan, São Paulo. Foto de Sergio Souza, via UnsplashCentro Niemeyer, Avilés, Espanha. Foto de Juan Gomez, via UnsplashEdifício Niemeyer em Belo Horizonte. Foto de  Luiz Felipe Silva Carmo, via UnsplashCongresso Nacional em Brasília. Foto de Gustavo Leighton, via Unsplash+ 5

Oito edifícios do Plano Piloto recebem o Selo CAU/DF – Arquitetura de Brasília

Dois edifícios do Plano Piloto de Brasília receberam o Selo CAU/DF – Arquitetura de Brasília 2020 e outros seis o receberão nos próximos dias. Lançado em agosto deste ano pelo Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Distrito Federal, o selo tem o objetivo de reconhecer o valor histórico das edificações não monumentais de Brasília e de seus autores, bem como divulgar as boas práticas de conservação e manutenção predial que preservaram a linguagem arquitetônica do movimento moderno.

SQS 204 bloco K. Foto © Marina LiraSQS 210 bloco C. Foto © Joana FrançaSQN 108 bloco D. Foto © Victor MachadoSQN 206 bloco I. Foto © Victor Machado+ 9

Sesc 24 de Maio receberá a exposição "Infinito Vão: 90 Anos de Arquitetura Brasileira"

Uma das maiores exposições dedicadas à arquitetura brasileira realizadas fora do Brasil, Infinito Vão chega a São Paulo. Idealizada pela Casa da Arquitectura - Centro Português de Arquitectura em 2018, a mostra tem curadoria de Guilherme Wisnik e Fernando Serapião e será inaugurada no dia 25 de novembro no Sesc 24 de Maio.

Parque Novo Santo Amaro, 2009, Vigliecca e Associados | foto de Leonardo Finotti_Acervo CACasa Hélio Olga, 1987, Marcos Acayaba | foto de Leonardo Finotti_Acervo CASesc Pompeia, 1977, Lina Bo Bardi | foto de Leonardo Finotti_Acervo CACasa das Canoas, 1951, Oscar Niemeyer | foto de Leonardo Finotti_Acervo CA+ 8

Arquitetura errante: 4 projetos que abraçam o erro (para o bem e para o mal)

Na arquitetura moderna, projetar envolve analisar, prever e determinar espaços e funções com precisão, sem lugar para erro. Ao longo da segunda metade do século XX, esse caráter racionalizante e guiado pela máxima eficiência foi duramente criticado, e errar – no sentido de vaguear, percorrer sem rumo e sem destino – passou a ser reconhecido como parte inevitável da experiência humana.

Pruitt-Igoe. Imagem via Wikimedia usuário Cadastral (Public Domain)Esplanada dos Ministérios em Brasília. Imagem: © Joana FrançaParc La Villette. Imagem: Guilhem Vellut, via Flickr. Licença CC BY 2.0Escola de Arquitetura de Nantes. Imagem © Philippe Ruault+ 5

Em busca de uma identidade para a arquitetura angolana: entrevista com o grupo BANGA

O momento talvez nunca tenha sido tão propício a investirmos nossas energias em projetos virtuais, afinal, fomos parcialmente privados do contato com o mundo concreto das coisas. Explorando a particularidade do momento atual e a potência de engajamento da internet, um grupo de arquitetas e arquitetos de Angola deu início a um trabalho ambicioso: buscar uma nova identidade para a arquitetura angolana.

Formado por Yolana Lemos, Kátia Mendes, Mamona Duca, Elsimar de Freitas e Gilson Menses, o Grupo BANGA é responsável pelo projeto Cabana de Arte, que une os esforços de jovens arquitetos e artistas de Angola em trabalhos virtuais que buscam trazer visibilidade a profissionais emergentes e aproximar a arquitetura do cotidiano das pessoas.

Leia, a seguir, a entrevista realizada com o grupo.

Projeto arquitetônico virtual para a exposição "Tchitundu-Hulu, a história resgatada". Image Cortesia de Grupo BANGAPlanta do projeto para a exposição "Mfwanana, Dialetos da Terra". Image Cortesia de Grupo BANGAProjeto arquitetônico virtual para a exposição "Eu sou o sol - as marcas perpetuadas em mim". Image Cortesia de Grupo BANGAProjeto investigativo "O Soba tem algo para dizer / O Soba vai à comunidade". Image Cortesia de Grupo BANGA+ 8

O que a neurociência diz sobre a arquitetura moderna

Este artigo foi publicado originalmente no Common Edge como "The Mental Disorders that Gave Us Modern Architecture".

Como surgiu a arquitetura moderna? Como evoluímos tão rapidamente de uma arquitetura que tinha ornamentos e detalhes para edifícios que muitas vezes eram vazios e desprovidos de detalhes? Por que a aparência dos edifícios mudou tão drasticamente no início do século XX? A história afirma que o modernismo foi o impulso idealista que emergiu dos destroços físicos, morais e espirituais da Primeira Guerra Mundial. Embora também houvesse outros fatores em ação, essa explicação, embora sem dúvida verdadeira, mostra um quadro incompleto.

Os 5 pontos da arquitetura moderna e suas aplicações em projetos contemporâneos

Em 1926, Le Corbusier formula os cinco pontos que se tornariam os fundamentos para a arquitetura moderna. Concretizados em 1929 no emblemático projeto da Villa Savoye, os atributos apresentados por Corbusier — pilotis, planta livre, fachada livre, janelas em fita e terraço jardim — foram muito explorados na produção arquitetônica modernista e até hoje estão presentes nos mais variados projetos de arquitetura contemporâneos.

Os cinco pontos se tornaram uma espécie de diretriz para a “nova arquitetura”, como anunciava Corbusier. Com o passar das décadas, as novas tecnologias, materiais e necessidades da sociedade continuaram e continuam a atualizar aquelas soluções arquitetônicas prenunciadas há quase um século como rumos para uma nova arquitetura.

Unisociesc Bloco H / Metroquadrado. Imagem: © Pablo TeixeiraCasa Torreão / Bloco Arquitetos. Imagem: © Haruo MikamiÁgora Tech Park / Estúdio Módulo. Imagem: © Nelson KonCasa Jardim / Hayhurst and Co. Imagem: © Kilian O'Sulivan+ 41