O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Ministério
  4. Brasil
  5. Lucio Costa
  6. 1936
  7. Clássicos da Arquitetura: Ministério de Educação e Saúde / Lucio Costa e equipe

Clássicos da Arquitetura: Ministério de Educação e Saúde / Lucio Costa e equipe

Clássicos da Arquitetura: Ministério de Educação e Saúde / Lucio Costa e equipe
Clássicos da Arquitetura: Ministério de Educação e Saúde /  Lucio Costa e equipe, © Flickr Luis Saguar. Used under <a href='https://creativecommons.org/licenses/by-sa/2.0/'>Creative Commons</a>
© Flickr Luis Saguar. Used under Creative Commons

© Flickr Roberto Rocco. Used under <a href='https://creativecommons.org/licenses/by-sa/2.0/'>Creative Commons</a> © Flickr Alex Carvalho. Used under <a href='https://creativecommons.org/licenses/by-sa/2.0/'>Creative Commons</a> © Flickr jcoarq. Used under <a href='https://creativecommons.org/licenses/by-sa/2.0/'>Creative Commons</a> © Flickr Roberto Rocco. Used under <a href='https://creativecommons.org/licenses/by-sa/2.0/'>Creative Commons</a> + 26

Dois edifícios interceptam-se perpendicularmente: uma barra horizontal de cento e cinco metros de comprimento por vinte e seis metros de largura e doze metros de altura, e uma lâmina vertical de setenta e oito metros de altura, setenta e três metros e cinquenta centímetros de comprimento, e vinte um metros de largura. Ambos edifícios apresentam áreas abertas em pilotis que separam as áreas fechadas do pavimento térreo. Configura-se um T formado por volumes fechados nas três pontas e no ponto de cruzamento separados pelas áreas abertas e fluidas dos pilotis.

© Marina de Holanda
© Marina de Holanda

A lâmina vertical pousa visualmente sobre a barra horizontal. A altura do seu pilotis é dez metros, o dobro da altura do pilotis da barra horizontal. Cada edifício apresenta uma modulação diferente de pilares. Os pilares da lâmina vertical medem um metro de diâmetro e estão dispostos em três eixos longitudinais distanciados nove metros entre eles, e em eixos transversais distanciados seis metros e quarenta. Os pilares da barra horizontal medem setenta centímetros de diâmetro e estão dispostos em quatro eixos longitudinais de tal modo que o distanciamento central seja onze metros, e os laterais, seis metros e oitenta centímetros.

No ponto em que se cruzam ambos os edifícios as modulações mudam. A pesar da prevalencência da continuidade retilínea visual da barra horizontal passando por baixo da lâmina vertical, a prevalência vertical é dada pelos pilares de um metro de diâmetro que se elevam por todos os dezesseis pavimentos da lâmina vertical. As modulações transversais adequam-se às modulações longitudinais do edifício perpendicular. Os dois pilares do eixo longitudinal central que ocupariam esta área de interseção são eliminados. Em contrapartida, surgem dois pilares distanciados um metro e sessenta centímetros dos pilares localizados nas esquinas desse lado da lâmina vertical configurando dois pares de pilares.

© Flickr t o t. Used under <a href='https://creativecommons.org/licenses/by-sa/2.0/'>Creative Commons</a>
© Flickr t o t. Used under Creative Commons

As fachadas laterais do edifício vertical são empenas cegas. As fachadas norte e sul são idênticas, inteiramente em vidro. A fachada norte diferencia-se da fachada sul pela incorporação de uma estrutura reticular ortogonal de concreto. Apresenta um metro de espessura. Cada módulo da retícula sustenta três brises horizontais de fibrocimento pintados de azul, posicionados na parte superior do módulo, deixando um espaço livre abaixo. Os brises medem cinquenta centímetros de largura e estão distanciados outros cinquenta centímetros da fachada de vidro do edifício.

© Marina de Holanda
© Marina de Holanda

Na cobertura do edifício vertical, alguns volumes recuados abrigam os salões de refeições, a cozinha, e a administração do edifício,  rodeados por terraços e jardins.

© Flickr Gleidison Souza. Used under <a href='https://creativecommons.org/licenses/by-sa/2.0/'>Creative Commons</a>
© Flickr Gleidison Souza. Used under Creative Commons
  • Arquitetos

  • Localização

    Gustavo Capanema Palace - Centro, Rio de Janeiro - State of Rio de Janeiro, Brasil
  • Equipe de arquitetos

    Affonso Eduardo Reidy, Carlos Leão, Jorge Moreira, Oscar Niemeyer e Ernani Vasconcellos
  • Arquiteto consultor

    Le Corbusier
  • Paisagismo

    Roberto Burle Marx
  • Murais

    Cândido Portinari
  • Esculturas

    Celso Antônio, Bruno Giorgi, e Jacques Lipchitz
  • Ano do projeto

    1936
  • Fotografias

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato. Cita: Igor Fracalossi. "Clássicos da Arquitetura: Ministério de Educação e Saúde / Lucio Costa e equipe" 16 Ago 2013. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/134992/classicos-da-arquitetura-ministerio-de-educacao-e-saude-slash-lucio-costa-e-equipe> ISSN 0719-8906