1. ArchDaily
  2. Concreto

Concreto: O mais recente de arquitetura e notícia

Clássicos da Arquitetura: Casas-Museu de Frida Kahlo e Diego Rivera / Juan O´Gorman

As casas gêmeas de Diego Rivera e Frida Kahlo, atual sede do Museu Casa Estúdio, foram encomendadas em 1931 para o jovem arquiteto e amigo da família, Juan O'Gorman. Esta importante obra foi uma das primeiras construções funcionalistas da América Latina, incorporando o estilo orgânico mexicano de maneira muito natural. O conjunto abrange uma casa para Frida e outra para Diego, com um estúdio em cada uma delas.

Foto de Clémence, via Flickr. Licença CC BY-SA 3.0Foto de Jehouda, via Flickr. Licença  CC BY-SA 3.0Foto de Claudia Beatriz Aguilar, via Wikimedia Commons. Licença CC BY-SA 3.0Foto de Patrick Trujillo, via Flickr. Licença CC BY 2.0+ 7

Dicas para usar o concreto aparente em seus projetos

Não há como negar. O concreto aparente é o queridinho entre os arquitetos. Atualmente, vem sendo adotado em uma gama de construções e tipologias, desde obras de infraestrutura até projetos residenciais. Além de suas qualidades estruturais, sua aparência também agrada muito. Seu uso oferece determinadas qualidades e flexibilidade que podem garantir diferentes aspectos plásticos aos projetos. Já mostramos como pré-dimensionar estruturas em concreto, ou mesmo entender o que as rachaduras querem nos dizer. A seguir apresentamos algumas dicas para empregar este material e obter o melhor de suas possibilidades quando deixado aparente:

Casa Xieira II / A2 + Arquitectos. Image © Fernando Guerra | FG+SGMUBE / Paulo Mendes da Rocha. Image © Estúdio FlagranteCasa das Histórias Paula Rego / Eduardo Souto de Moura. Image © Pedro KokWabi House / Tadao Ando. Image © Edmund Summer+ 14

As possibilidade das formas para moldar concreto aparente

Peter Zumthor, em uma de suas obras mais emblemáticas, dá ao concreto uma dimensão quase sacra. Trata-se da pequena Capela de Bruder Klaus, em um vilarejo na Alemanha, uma construção ao mesmo tempo robusta e sensível. O cimento branco, misturado a pedras e areia da região, trazem um tom terroso à construção. As 24 camadas desse concreto foram despejadas, dia após dia pela mão de obra local, e comprimidas em uma forma pouco usual. Seu exterior plano e liso contrasta com a outra face, feita de troncos de madeira inclinados, que forma um vazio triangular. Para remover as formas internas, os troncos foram incendiados em um processo controlado, reduzindo os troncos a cinzas e criando um interior carbonizado, variando entre o preto e o cinza, com a textura dos negativos dos troncos que outrora continha o concreto líquido. O resultado é uma obra prima da arquitetura, um espaço de reflexão e transformação, em que o mesmo material aparece de maneiras diametralmente opostas.

Casa Canal / Studio MK27 - Marcio Kogan + Lair Reis. Image © Fran ParenteCasa na Aldeia da Serra / MMBB Arquitetos + SPBR Arquitetos. Image © Nelson KonCasa no meio do caminho / Enrique Martin Moreno + Lucio Muniain et al. Image © Lucio MuniainCasa no Jardim Paulistano / GrupoSP. Image © Nelson Kon+ 17

Casas brasileiras: 15 residências com blocos de concreto

Os blocos de concreto são peças utilizadas sobretudo na execução de paredes e muros, podendo assumir função estrutural ou de vedação. Por ser um material pré-fabricado de baixo custo, comumente utilizado de forma aparente, é adotado em muitos projetos com o intuito de executar uma obra econômica, rápida e prática, sem necessidade de mão de obra especializada.

Casa Kovacs / Pessoa Arquitetos + Base Urbana. Imagem: © Pedro VannucchiCasa-ateliê da Vila Charlote / grupoDEArquitetura. Imagem: © Pedro KokResidência Laura / ARKITITO Arquitetura. Imagem: © Vivi SpacoCasa em Salto de Pirapora / Vereda Arquitetos. Imagem: © André Scarpa+ 16

Arquitetura residencial no Equador: 10 casas de concreto aparente

Casa JS-DM / Diez+Muller Arquitectos. Image © Sebastián CrespoodD House 1.0 / odD+. Image © Jose Ignacio Correa & Jean-Claude Constant LCasa Tacuri / Gabriel Rivera Arquitectos. Image © BICUBIKCasa entre Bloques / Natura Futura Arquitectura. Image © JAG Studio+ 21

O concreto é ainda hoje um dos sistemas construtivos mais utilizados pela industria da construção civil ao redor do mundo. Além disso, o desenvolvimento de novas tecnologias aplicas ao uso do concreto – incluíndo uma enorme variedade de sistemas de cofragem, controles mais precisos dos processos de cura e uma mão de obra cada dia mais capacitada – permitem obter ótimos resultados e acabamentos de altíssima qualidade. Desta maneira, está se tornando cada dia mais comum a utilização do concreto aparente em suas mais variadas formas, permitindo aos arquitetos explorar uma enorme gama de diferentes tonalidades e texturas, adaptando-se melhor às decisões específicas de cada projeto.

10 Obras icônicas do brutalismo na América Latina

via Usuário Flickr: Renovación República CC BY 2.0
via Usuário Flickr: Renovación República CC BY 2.0

A arquitetura brutalista responde a um momento histórico. Terminava a Segunda Guerra Mundial e das cinzas surge uma nova forma de Estado, junto com um nova ordem global que vai incluir, com maior protagonismo, a Estados periféricos. 

A arquitetura brutalista nasce como resposta a ideias de estados benfeitores, estados robustos que vão sustentar e dirigir a nova sociedade de massas. Como disse o crítico Michael Lewis "o brutalismo é a expressão vernacular do estado benfeitor".

Banheiros de concreto aparente: Brutalismo no espaço íntimo

Por que usar concreto nos banheiros?

Béton brut ou "concreto bruto" é um material naturalmente poroso que oferece muitas vantagens para o projeto e a construção de um banheiro. Como material impermeável e resistente à pressão, é fácil de limpar, não se deteriora, previne o fungo do banheiro e possui uma baixa manutenção. Atraente e funcional, o concreto é versátil tanto para mobiliário no local como para o revestimento de parede, pisos e até pisos de áreas molhadas. Além disso, devido à sua massa térmica, o concreto é um excelente material para aquecimento de piso.

Casas de concreto no Uruguai: 10 obras que utilizam concreto aparente em seus interiores

Casa NABUCO / Pablo Gagliardo. Image © Javier Agustín Rojas
Casa NABUCO / Pablo Gagliardo. Image © Javier Agustín Rojas

Casa kozu / Martin Gomez Arquitectos. Image © Daniela Mac AddenResidência Olivos / TATÚ Arquitectura. Image © Marcos GuiponiRosa da Viuda / German Gil Vázquez + Silvia María Freiria. Image © Marcos GuiponiCasa nautilus / Martin Gomez Arquitectos. Image © Javier Agustín Rojas+ 21

O uso do concreto como recurso construtivo costuma oferecer certas vantagens associadas à resistência e ao tempo de execução de uma obra. Elas, combinadas com a plasticidade, versatilidade e valor estético, fazem com que muitos arquitetos e arquitetas optem por este sistema para materializar seus projetos. A reivindicação das tendências ao redor da aplicação aparente do concreto - ou seja, sem revestimentos adicionais - gerou, por sua vez, diversas formas de exploração de suas qualidades expressivas, dando origem a novos projetos que experimentam com os acabamentos desse material em seus espaços internos.

Como é feito o Concreto Preto e sua aplicação em 7 projetos

Por mais clichê que a frase possa parecer, há duas coisas que agradam muito os arquitetos: concreto aparente e a cor preta. Enquanto que o concreto oferece uma estética bruta aos espaços, salientando as tonalidades, as texturas e as superfícies que moldam a mistura, a sobriedade que a cor preta proporciona permite evidenciar justamente as características que o arquiteto busca. Combinar os dois parece natural. Mas o concreto pigmentado de preto não é tão comum como poderíamos imaginar. A seguir falamos um pouco do processo de produção do concreto negro e alguns projetos que o utilizam.

© Giorgio Marafioti© Leonardo Finotti© Giorgio Marafioti© Giorgio Marafioti+ 11

Concreto reforçado com fibras: resistência e leveza

A história do concreto remonta à Roma Antiga, há aproximadamente 2000 anos atrás. A mistura de pedra calcária, cinza vulcânica e água do mar, conhecida como “Concreto Romano”, possibilitou a construção de aquedutos, estradas e templos, muitos deles ainda de pé. Algum tempo atrás descobriu-se que essa mistura original forma um mineral chamado tobermorita aluminosa, que se torna mais forte com o passar do tempo.

Centro Heydar Aliyev / Zaha Hadid Architects. Image © Hélène Binet© Samuel McGuire© Samuel McGuireFibras. Image Cortesia de Swisspearl+ 10

Pisos de concreto polido: 18 projetos que unem estética, durabilidade e facilidade de execução

Além do apelo estético, a utilização de materiais em suas formas brutas, aparentes, podem representar uma economia de recursos materiais para uma edificação, ao dispensar revestimentos e processos adicionais. Esse tipo de solução usualmente era utilizada em edificações utilitárias, como de infraestruturas, fábricas e depósitos. Os pisos de concreto aparente, por exemplo, que antes eram mais vistos em indústrias, mercados, estacionamentos e postos de gasolina, vêm ganhando cada vez mais espaço em obras de diversos programas, por conta de sua aparência, durabilidade, resistência e possibilidades de acabamentos. Mas quais são os principais fatores a atentar ao especificar um piso de concreto aparente em um projeto?

É possível reciclar concreto?

Usado desde a era romana massivamente em construções das mais diversas escalas, é quase impossível pensar em uma edificação que não tenha ao menos um elemento em concreto. De fato, trata-se do material de construção mais utilizado no mundo, por sua versatilidade, resistência, facilidade de manuseio, valor acessível, estética, entre outros fatores. Ao mesmo tempo, sua manufatura também é um dos principais poluidores na atmosfera, sobretudo pelo fato de a indústria de cimento emitir por volta de 8% de todas as emissões mundiais de dióxido de carbono (CO2).

Mas além da sua produção intensiva, tratando-se de um material tão rígido, pesado e composto por cimento, água, pedra e areia, seria possível dar um uso sustentável ao concreto após a demolição, sem destinar os resíduos como entulhos a locais indevidos, ou sobrecarregando os aterros sanitários? 

FMZD transforma estrutura de concreto abandonada no Irã em galeria vertical

O Teerã Eye é um projeto de shopping center integrado à cidade, concebido como uma extensão do espaço público em pleno centro da capital iraniana. Projetado para atender a demanda por espaços comerciais e de serviço no centro de Teerã, o edifício concebido pela Farshad Mehdizadeh Design, é na verdade, um projeto de reforma e reformulação de uma antiga estrutura de concreto existente.

Cortesia de FMZD | Farshad Mehdizadeh DesignCortesia de FMZD | Farshad Mehdizadeh DesignCortesia de FMZD | Farshad Mehdizadeh DesignCortesia de FMZD | Farshad Mehdizadeh Design+ 18

Restrições aos arranha-céus de vidro em Nova Iorque. Que materiais alternativos poderiam tomar seu lugar?

Em abril passado, o prefeito Bill de Blasio, de Nova iorque, anunciou planos para introduzir um projeto de lei que proibiria a construção de novos edifícios totalmente envidraçados. Parte de um esforço maior para reduzir as emissões de gases do efeito estufa em 30% da cidade, outras iniciativas incluíram o uso de energia limpa para abastecer as operações da cidade, a reciclagem obrigatória de resíduos orgânicos e a redução da compra de plásticos descartáveis e carne processada. O anúncio ocorreu logo após a aprovação da Lei de Mobilização Climática, uma resposta abrangente ao Acordo Climático de Paris que incluía telhados verdes necessários em novas construções e reduções de emissões em edifícios existentes.

Casa M / Felipe Hess Arquitetos

© Fran Parente© Fran Parente© Fran Parente© Fran Parente+ 25

São Paulo, Brasil
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  780
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2018