1. ArchDaily
  2. Concreto

Concreto: O mais recente de arquitetura e notícia

Projeto de Herzog & de Meuron para o SongEun Art Space em Seul é concluído

O primeiro projeto construído pela Herzog & de Meuron na Coreia do Sul está finalmente pronto e deverá ser inaugurado já em setembro deste ano. Implantado em pleno coração de Cheongdam Dong, uma das principais áreas comerciais da cidade de Seul, o edifício projetado pela dupla vencedora do Prêmio Pritzker de 2001 foi concebido para abrigar a Sede do ST International e o SongEun Art Space, oferecendo uma ampla variedade de novos espaços expositivos em pleno centro da capital sul-coreana, ativando seu entorno imediato além de criar um espaço convidativo e que pretende atrair muitos visitantes e turistas já nos próximos meses. Para celebrar a abertura oficial do edifício, o SongEun Art Space inaugurará uma mega exposição co-curada pelo escritório de arquitetura suíço em parceria com a Fundação Cultural SongEun Art.

© Jihyun Jung© Jihyun Jung© Jihyun Jung© Jihyun Jung+ 5

Da pedra artesanal à impressão 3D: a evolução tecnológica e material da Sagrada Família de Gaudí

Uma obra-prima equivale ao trabalho mais notável da carreira de um artista, que geralmente evidencia o auge da sua técnica e ideais. A Mona Lisa de Leonardo da Vinci; a Pietá de Michelangelo; Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band dos Beatles. São muitos os exemplos, que nem sempre são unânimes. Mas e como seria se o que muitos consideram como a obra-prima tenha sido iniciada por outra pessoa, o autor não viveu para ver sua finalização e quase toda sua documentação tenha sido destruída? O arquiteto catalão Antoni Gaudí e seu mundialmente famoso Templo Expiatório da Sagrada Família são exemplos disso. De uma construção em pedra altamente artesanal às técnicas mais modernas de impressão 3D e concreto de alta resistência, o projeto incorporou e permanece incorporando inúmeras tecnologias durante sua construção.

O que é o concreto ciclópico? Usos e aplicações em obras de arquitetura

Conhecida antigamente como “ciclópica”, essa técnica se baseia na utilização de grandes blocos de pedra que, sobrepostos e ligados entre si, sem qualquer tipo de argamassa, permitiam materializar várias estruturas. As civilizações às quais se atribui o uso desta técnica são muito diversas e é possível vê-la aplicada a diferentes funções que vão desde a construção de muralhas defensivas até templos e tumbas. Em geral, esse tipo de sistema costuma estar associado a qualquer construção antiga que utilize grandes elementos de pedra, cujo aparelhamento é mais ou menos poligonal.

Casas brasileiras: concreto aparente em diferentes texturas

O concreto lidera a construção civil no Brasil estando presente em quase 90% das obras. Essa predominância se deve às suas características específicas como o baixo custo, se comparado com outros materiais, durabilidade, alta resistência às intempéries e versatilidade que facilita a sua produção e manejo por ser uma substância plástica que permite ser moldada.

A fim de tirar vantagem dessa última característica, surgem nos projetos diferentes texturas feitas a partir do concreto, seja por sua maneira de aplicação ou tipo de fôrma utilizada. Quando se trata das fôrmas, é importante perceber que, apesar de serem um elemento provisório na obra, podem custar cerca de 10% do total da construção, sendo feitas em diversos materiais como madeira, metal, plástico ou até mesmo papelão.

Casa dos Pórticos / BLOCO Arquitetos. © Haruo MikamiResidence ML / Anastasia Arquitetos. © Jomar BragançaCasa na Aldeia da Serra / MMBB Arquitetos + SPBR Arquitetos. © Nelson KonResidencial Quinta do Golfe 2 / Solange Cálio Arquitetos. © Denilson Machado – MCA Estúdio+ 13

Como é feito o Concreto Preto e sua aplicação em 7 projetos

Por mais clichê que a frase possa parecer, há duas coisas que agradam muito os arquitetos: concreto aparente e a cor preta. Enquanto que o concreto oferece uma estética bruta aos espaços, salientando as tonalidades, as texturas e as superfícies que moldam a mistura, a sobriedade que a cor preta proporciona permite evidenciar justamente as características que o arquiteto busca. Combinar os dois parece natural. Mas o concreto pigmentado de preto não é tão comum como poderíamos imaginar. A seguir falamos um pouco do processo de produção do concreto negro e alguns projetos que o utilizam.

© Giorgio Marafioti© Leonardo Finotti© Giorgio Marafioti© Giorgio Marafioti+ 11

O futuro é agora: casas impressas em 3D começam a ser habitadas na Holanda

Se há apenas alguns anos a impressão 3D era vista com uma certa desconfiança, várias notícias recentes têm mostrado que essa é uma tecnologia possível, viável e que veio para ficar. No dia 30 de abril de 2021 os inquilinos da primeira casa de concreto impressa na Holanda receberam suas chaves. A casa em Eindhoven - a primeira de cinco dentro do ‘Projeto Milestone’ - cumpre totalmente com todos os rigorosos requisitos de construção do país.

O que é brutalismo?

Tendência, estilo e movimento são algumas das categorizações mais recorrentes utilizadas nas tentativas de definir o conceito do brutalismo, termo utilizado para delinear um recorte de produções arquitetônicas situadas entre as décadas de 1950 e 1970 que guardam algumas semelhanças entre si, sobretudo no uso aparente dos materiais construtivos. Estabelecer uma definição precisa para o brutalismo, no entanto, mostra-se uma tarefa árdua, ainda que (ou, sobretudo porque) o termo tenha atingido grande alcance e, com isso, muitas tentativas de conceituação.

"Torre Genex", também conhecida como Western City Gate. Imagem © Alexey KozhenkovBoston City Hall. Imagem Cortesia de Reed HilderbrandMonumento a la Brigada Néguev - Dani Karavan (1963-1968). Image © Stefano PeregoFaculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAU-USP) / João Vilanova Artigas e Carlos Cascaldi. © Fernando Stankuns, via Flickr; Licença Creative Commons+ 6

Arquitetura residencial no Equador: 10 casas de concreto aparente

Casa JS-DM / Diez+Muller Arquitectos. Image © Sebastián CrespoodD House 1.0 / odD+. Image © Jose Ignacio Correa & Jean-Claude Constant LCasa Tacuri / Gabriel Rivera Arquitectos. Image © BICUBIKCasa entre Bloques / Natura Futura Arquitectura. Image © JAG Studio+ 21

O concreto é ainda hoje um dos sistemas construtivos mais utilizados pela industria da construção civil ao redor do mundo. Além disso, o desenvolvimento de novas tecnologias aplicas ao uso do concreto – incluíndo uma enorme variedade de sistemas de cofragem, controles mais precisos dos processos de cura e uma mão de obra cada dia mais capacitada – permitem obter ótimos resultados e acabamentos de altíssima qualidade. Desta maneira, está se tornando cada dia mais comum a utilização do concreto aparente em suas mais variadas formas, permitindo aos arquitetos explorar uma enorme gama de diferentes tonalidades e texturas, adaptando-se melhor às decisões específicas de cada projeto.

Casas argentinas com abóbadas: exemplos em tijolo, madeira e concreto

Casa Monopoli / Fabrizio Pugliese. Image
Casa Monopoli / Fabrizio Pugliese. Image

Casa Virginia / Reimers Risso Arquitectura. Image Casa Rodney / BAAG. Image Casa Monopoli / Fabrizio Pugliese. Image Casa Viisa / Francisco Farias Arquitecto y Asociados. Image + 11

Uma abóbada é um elemento construtivo no qual os elementos que constituem a superfície trabalham em compressão. Embora esta resolução construtiva venha sendo utilizada desde a época romana, alguns tipos de abóbadas (como a catalã ou a valenciana) tornaram-se populares em algumas regiões do mundo a partir do século XIX, apresentando-se como uma solução adequada para a construção residencial (sobretudo por seu baixo custo). Podendo vencer vãos de até trinta metros, esse sistema foi muito usado em certas tipologias industriais, adaptando-se às necessidades e dimensões de oficinas, fábricas e depósitos.

Casa Biblioteca / Atelier Branco Arquitetura

© Ricardo Bassetti© Ricardo Bassetti© Gleeson Paulino© Jaqueline Lessa+ 35

Uma embalagem que pode ser incluída na mistura do concreto

Soluções que facilitam a usabilidade e, ao mesmo tempo, são sustentáveis, devem sempre ser destacadas. A Klabin, empresa brasileira de papel e embalagens do Brasil, desenvolveu a primeira embalagem de cimento do mercado que pode ser integrada ao processo no momento da preparação do concreto. A embalagem hidrodispersível é feita com papel 100% dispersível, o que significa que pode ser incorporada no preparo do concreto, agilizando a produção com o uso direto na betoneira de eixo horizontal. Basta colocar a embalagem fechada na betoneira, acrescentar areia, brita, água e misturar até que ela se disperse e se integre ao produto final, mantendo a qualidade do concreto. A nova embalagem tem garantia de alta performance e fácil manuseio.

Casa na Serra do Cipó / TETRO Arquitetura

© Jomar Bragança© Jomar Bragança© Jomar Bragança© Jomar Bragança+ 34

  • Arquitetos: TETRO Arquitetura
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  406
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2018
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: Aludesign, Artpedras, Esmad, Marcenaria Conceito / Florense / Cook Cozinhas, Neder Coberturas, +5

Casa C+C / Studio MK27 - Marcio Kogan + Samanta Cafardo

© Fernando Guerra | FG+SG© Fernando Guerra | FG+SG© Fernando Guerra | FG+SG© Fernando Guerra | FG+SG+ 60

São Paulo, Brasil
  • Arquitetos: Studio MK27
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2015
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: Antiquário Artemobilia, Dpot, Micasa, Punto, Vitra, +2

Museu da Universidade de Cornell projetado por I.M. Pei, pelas lentes de Nipun Prabhakar

O fotógrafo indiano Nipun Prabhakar compartilhou conosco uma série de imagens do Herbert F. Johnson Museum of Art, projetado pelo arquiteto sino-americano I.M Pei. O arquiteto fora contratado em 1968 pela Universidade de Cornell para construir um museu que também deveria servir como um centro cultural e de ensino para a comunidade acadêmica. Concluído em 1973, o edifício recebeu o Prêmio de Honra do Instituto Americano de Arquitetos em 1975.

© Nipun Prabhakar© Nipun Prabhakar© Nipun Prabhakar© Nipun Prabhakar+ 21

Clássicos da Arquitetura: Residência Demétrio Yamaguchi / JBMC Arquitetura e Urbanismo

© Pedro Kok© Pedro KokCortesia de JBMC Arquitetura e UrbanismoCortesia de JBMC Arquitetura e Urbanismo+ 55

Em 1981, fora do ambiente formal de trabalho, portanto durante as noites e nos fins de semana, desenvolvi com muito prazer o projeto da residência de meus amigos e moradores do mesmo prédio que eu morava.

Como o brutalismo chega na década que se inicia?

Residência Ha Long / VTN Architects. Fotografia: © Hiroyuki OkiVoid Garden / TAOA. Fotografia: © Lei TaoSala de Concertos Blaibach / peter haimerl.architektur. Fotografia: © NAAROMuseu de História Natural Yingliang Stone / Atelier Alter Architects. Fotografia cortesia de Atelier Alter Architects+ 17

"A imagem proporcionada pelo Brutalismo, uma arquitetura de extremos sensuais, é frequentemente uma experiência extraordinária e desconhecida para o explorador da cidade. Pode haver algo agressivo e um vocabulário arrojado (...) na paleta expressiva que exibe a verdade de seus materiais e um desdém pelo frívolo". Assim Simon Phipps [1] descreve a sedução que as obras brutalistas sustentam perante nós até hoje. No entanto, o que define pensar essas arquiteturas em 2021?

É possível reciclar e reaproveitar concreto?

Usado desde a era romana massivamente em construções das mais diversas escalas, é quase impossível pensar em uma edificação que não tenha ao menos um elemento em concreto. De fato, trata-se do material de construção mais utilizado no mundo, por sua versatilidade, resistência, facilidade de manuseio, valor acessível, estética, entre outros fatores. Ao mesmo tempo, sua manufatura também é um dos principais poluidores na atmosfera, sobretudo pelo fato de a indústria de cimento emitir por volta de 8% de todas as emissões mundiais de dióxido de carbono (CO2).

Mas além da sua produção intensiva, tratando-se de um material tão rígido, pesado e composto por cimento, água, pedra e areia, seria possível dar um uso sustentável ao concreto após a demolição, sem destinar os resíduos como entulhos a locais indevidos, ou sobrecarregando os aterros sanitários? 

Casa Beiral / Zoom Urbanismo Arquitetura e Design

São Paulo, Brasil
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  450
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2017
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: AF Vidros, Bosch, Carpintería, Empreiteira NJL, Granitorre, +11