1. ArchDaily
  2. Bienal

Bienal: O mais recente de arquitetura e notícia

Ressignificar e reviver: explorando o reuso em pavilhões e bienais

Diante da iminente crise climática e da busca pela sustentabilidade, os conceitos de renovação e reutilização surgiram como estratégias cruciais na busca pela descarbonização na indústria da arquitetura. Esses princípios pregam que criar novas estruturas pode ser sustentável, mas incentivam os arquitetos a minimizar sua pegada ecológica reativando e reciclando recursos existentes. Este ano, projetos inovadores alinhados a esses temas foram exibidos como parte da 18ª Exposição Internacional de Arquitetura - La Biennale di Venezia. O objetivo principal deste evento de renome mundial é servir como uma plataforma para arquitetos, designers e pensadores abordarem coletivamente a sustentabilidade, a descarbonização, a conservação de recursos e o futuro da indústria.

Ressignificar e reviver: explorando o reuso em pavilhões e bienais - Image 1 of 4Ressignificar e reviver: explorando o reuso em pavilhões e bienais - Image 2 of 4Ressignificar e reviver: explorando o reuso em pavilhões e bienais - Image 3 of 4Ressignificar e reviver: explorando o reuso em pavilhões e bienais - Image 4 of 4Ressignificar e reviver: explorando o reuso em pavilhões e bienais - Mais Imagens+ 5

Santiago Calatrava recebe Prêmio Leonardo da Vinci pelo conjunto da obra na Bienal de Florença

A XIV Bienal de Arte e Design de Florença premiou Santiago Calatrava com o Lifetime Achievement Award, um "tributo a um dos arquitetos mais influentes de nossos tempos e um reconhecimento à sua audaciosa experimentação, talento extraordinário e habilidade engenhosa de combinar arquitetura e arte em projetos imaginados e desenhados em harmonia com a natureza e orientados para os ideais de beleza."

A cerimônia de premiação está agendada para 19 de outubro no teatro do Pavilhão Spandolini da Fortezza da Basso, onde o arquiteto, engenheiro e artista fará um discurso. Com o projeto e construção da Ponte della Constituzione em Veneza, o World Trade Center Transportation Hub em Nova York, o Pavilhão dos Emirados Árabes Unidos na Expo 2020 e a Ponte Zubizuri sobre o Rio Nervión em Bilbao, Espanha, entre muitas outras obras, Calatrava é um dos arquitetos mais influentes dos últimos 50 anos, estabelecendo-se como um pioneiro na indústria, desde arquitetura e engenharia, até desenho e escultura.

Santiago Calatrava recebe Prêmio Leonardo da Vinci pelo conjunto da obra na Bienal de Florença - Image 1 of 4Santiago Calatrava recebe Prêmio Leonardo da Vinci pelo conjunto da obra na Bienal de Florença - Image 2 of 4Santiago Calatrava recebe Prêmio Leonardo da Vinci pelo conjunto da obra na Bienal de Florença - Image 3 of 4Santiago Calatrava recebe Prêmio Leonardo da Vinci pelo conjunto da obra na Bienal de Florença - Image 4 of 4Santiago Calatrava recebe Prêmio Leonardo da Vinci pelo conjunto da obra na Bienal de Florença - Mais Imagens+ 2

Bienal de Arquitetura de Veneza 2023 como uma experiência de cura: entrevista com Lesley Lokko

Durante a abertura da 18ª Exposição Internacional de Arquitetura, o ArchDaily teve a oportunidade de conversar com a curadora geral do evento, Lesley Lokko, sobre suas primeiras impressões e os principais temas desta edição da Bienal. Com a participação de 63 pavilhões nacionais, 89 participantes e nove eventos paralelos na cidade, a Bienal de Arquitetura de Veneza é um dos eventos internacionais mais importantes da disciplina. A conversa focou na abordagem de Lokko em relação ao tema central da exposição, que encara a África como um "Laboratório do Futuro", o desejo de trazer autenticidade e empatia para o discurso arquitetônico, e a oporunidade de oferecer espaço para vozes que historicamente não foram ouvidas em exposições globais.

Bienal de Arquitetura de Veneza 2023 como uma experiência de cura: entrevista com Lesley Lokko - Image 1 of 4Bienal de Arquitetura de Veneza 2023 como uma experiência de cura: entrevista com Lesley Lokko - Image 2 of 4Bienal de Arquitetura de Veneza 2023 como uma experiência de cura: entrevista com Lesley Lokko - Imagem de DestaqueBienal de Arquitetura de Veneza 2023 como uma experiência de cura: entrevista com Lesley Lokko - Image 3 of 4Bienal de Arquitetura de Veneza 2023 como uma experiência de cura: entrevista com Lesley Lokko - Mais Imagens+ 4

Fundadores do SO? serão os curadores do Pavilhão da Turquia na Bienal de Arquitetura de Veneza 2023

Sevince Bayrak e Oral Göktaş, fundadores do estúdio SO? Architecture and Ideas, foram selecionados como curadores do Pavilhão da Turquia na 18ª Exposição Internacional de Arquitetura, a Bienal de Veneza 2023. Chamada de Ghost Stories: Carrier Bag Theory of Architecture, a instalação questiona como os arquitetos podem transformar edifícios em vez de demolí-los ou deixá-los entregues à própria sorte, revelando propostas que trazem esperança para o futuro. A exposição será realizada de 20 de maio a 26 de novembro de 2023, sob a coordenação da Fundação de Cultura e Artes de Istambul (İKSV).

6 Forma pelas quais festivais de arquitetura podem requalificar uma cidade temporariamente, mas com efeitos duradouros

Bienais, exposições e festivais focados em arquitetura oferecem uma plataforma para abrir debates, realizar pesquisas e impulsionar a inovação, mas também podem contribuir para as mudanças que moldam a imagem e o caráter de uma cidade. Através de instalações e experiências temporárias, estes eventos podem expandir linhas de investigação sobre a qualidade dos espaços urbanos, convidando visitantes e residentes a desacelerar, romper com a sua rotina diária e questionar os seus ambientes locais. Os efeitos podem não ser imediatos, mas ao acumular essas impressões e momentos de contemplação, festivais de arquitetura e design podem ter um impacto duradouro nas cidades que os recebem.

6 Forma pelas quais festivais de arquitetura podem requalificar uma cidade temporariamente, mas com efeitos duradouros - Image 1 of 46 Forma pelas quais festivais de arquitetura podem requalificar uma cidade temporariamente, mas com efeitos duradouros - Image 2 of 46 Forma pelas quais festivais de arquitetura podem requalificar uma cidade temporariamente, mas com efeitos duradouros - Image 3 of 46 Forma pelas quais festivais de arquitetura podem requalificar uma cidade temporariamente, mas com efeitos duradouros - Image 4 of 46 Forma pelas quais festivais de arquitetura podem requalificar uma cidade temporariamente, mas com efeitos duradouros - Mais Imagens+ 6

Conheça os vencedores da Bienal Colombiana de Arquitetura e Urbanismo 2022

Foram anunciados os vencedores da XXVIII Bienal Colombiana de Arquitetura e Urbanismo (BCAU 2022) em cada uma das nove categorias do prêmio: Projeto Arquitetônico, Arquitetura de Interiores e Efêmera, Projeto Urbano e Paisagismo, Divulgação, Habitat Social, Intervenção no Patrimônio, Pesquisa, Teoria e Crítica, Planejamento Urbano e Regional, e, por fim, Habitação Unifamiliar, Bifamiliar e Trifamiliar.

10ª Bienal de Arquitetura de Roterdã explora passado e futuro das mudanças climáticas

"It’s About Time", a 10ª edição da Bienal de Arquitetura de Rotterdam, é um manifesto de sete semanas que mostra cursos realistas em direção a um futuro habitável em um momento em que as consequências das mudanças climáticas estão se tornando cada vez mais aparentes. Há meio século, as consequências das mudanças climáticas foram previstas no relatório Os Limites do Crescimento, de 1972. Ele descreve as possíveis consequências de um aumento exponencial da população, da produção agrícola e da extração de recursos. O relatório é visto por muitos como o início da conscientização ambiental. A Bienal de Arquitetura de Roterdã tem como objetivo colocar essas mudanças em perspectiva, olhando tanto para o passado quanto para o futuro possível.

10ª Bienal de Arquitetura de Roterdã explora passado e futuro das mudanças climáticas - Image 1 of 410ª Bienal de Arquitetura de Roterdã explora passado e futuro das mudanças climáticas - Image 2 of 410ª Bienal de Arquitetura de Roterdã explora passado e futuro das mudanças climáticas - Image 3 of 410ª Bienal de Arquitetura de Roterdã explora passado e futuro das mudanças climáticas - Image 4 of 410ª Bienal de Arquitetura de Roterdã explora passado e futuro das mudanças climáticas - Mais Imagens

Anunciados os vencedores da V Bienal Latino-Americana de Arquitetura Paisagística 2022

Foram anunciados os vencedores da V Bienal Latino-Americana de Arquitetura Paisagística 2022, evento cujo objetivo é demonstrar o papel da arquitetura paisagística na construção do habitat humano. Agindo como um motor de reflexão e um incentivo à criatividade, a Sociedade de Arquitetos Paisagistas do México, A.C., a Federação Internacional de Arquitetos Paisagistas (IFLA), IFLA Região das Américas (IFLA AR), a Universidade Autônoma Metropolitana Unidad Azcapotzalco e a Universidade Anáhuac Campus México decidiram convocar obras de arquitetura paisagística produzidas na América Latina entre 2017 e 2022 para participar desta edição do BLAP 2022.

Bienal de Arquitetura de Chicago anuncia o coletivo de arte Floating Museum como diretores artísticos

A Bienal de Arquitetura de Chicago (CAB) anunciou o coletivo de arte Floating Museum como os diretores artísticos de sua quinta edição, a ser inaugurada em setembro de 2023. Para esta edição, intitulada "Isto é um ensaio", a Bienal explora questões ambientais, políticas e econômicas presentes na sociedade atual, mas abordadas de forma diferente em todo o mundo através da arte, arquitetura, infraestrutura e participação cívica. O Floating Museum, um coletivo de artistas, arquitetos, poetas e educadores, visa impulsionar o modelo de exposição e programa da CAB 5 para priorizar a apresentação de ideias inovadoras que possam moldar o futuro da arquitetura e do design.

Bienal de Arquitetura de Chicago anuncia o coletivo de arte Floating Museum como diretores artísticos - Image 1 of 4Bienal de Arquitetura de Chicago anuncia o coletivo de arte Floating Museum como diretores artísticos - Image 2 of 4Bienal de Arquitetura de Chicago anuncia o coletivo de arte Floating Museum como diretores artísticos - Image 3 of 4Bienal de Arquitetura de Chicago anuncia o coletivo de arte Floating Museum como diretores artísticos - Image 4 of 4Bienal de Arquitetura de Chicago anuncia o coletivo de arte Floating Museum como diretores artísticos - Mais Imagens

Primeira Bienal Solar do mundo é inaugurada em Roterdã

O Het Nieuwe Instituut em Roterdã, na Holanda, inaugura o The Energy Show e a Bienal Solar na sexta-feira, 9 de setembro de 2022. Em colaboração com a designer e curadora da Bienal Solar Matylda Krzykowski e os designers solares Marjan van Aubel e Pauline van Dongen, a exposição apresenta uma série de projetos que exploram o significado e as possibilidades do sol na sociedade, no meio ambiente e na arquitetura. Com a Europa em meio a uma crise energética, o Energy Show e a Bienal Solar são uma oportunidade para arquitetos e o público examinarem a transição para a energia solar e a tecnologia à medida que avançamos em direção a um futuro pós-carbono.

Primeira Bienal Solar do mundo é inaugurada em Roterdã - Image 1 of 4Primeira Bienal Solar do mundo é inaugurada em Roterdã - Image 2 of 4Primeira Bienal Solar do mundo é inaugurada em Roterdã - Image 3 of 4Primeira Bienal Solar do mundo é inaugurada em Roterdã - Image 4 of 4Primeira Bienal Solar do mundo é inaugurada em Roterdã - Mais Imagens+ 14

17ª Bienal de Istambul divulga lista de participantes

A 17ª Bienal de Istambul, organizada pela Istanbul Foundation for Culture and Arts, anunciou os participantes da feira de arte Contemporary Istanbul, que acontecerá de 17 a 22 de setembro de 2022. Sessenta e cinco galerias e iniciativas artísticas de 22 países se reunirão em Tersane Istanbul, um sítio histórico de mais de seis séculos, renovado pelo premiado escritório Tabanlioglu Architects. Nesta edição, os visitantes experimentarão o “sentido do nosso tempo” contemplando a vida atual e o passado ricamente estratificado.

17ª Bienal de Istambul divulga lista de participantes - Image 1 of 417ª Bienal de Istambul divulga lista de participantes - Image 2 of 417ª Bienal de Istambul divulga lista de participantes - Image 3 of 417ª Bienal de Istambul divulga lista de participantes - Image 4 of 417ª Bienal de Istambul divulga lista de participantes - Mais Imagens+ 26

Carlo Ratti junta-se à Manifesta 14 para projetar intervenções urbanas em Kosovo

O escritório de design e inovação CRA - Carlo Ratti Associati divulga o resultado de sua Visão Urbana e Programa Urbano para a Manifesta 14, a Bienal Nômade Europeia em Prishtina, Kosovo, entre 22 de julho e 30 de outubro de 2022. O projeto do CRA propõe uma nova metodologia para a recuperação do espaço público na cidade. Ele começa com uma série de intervenções de design abertas para incentivar a participação do cidadão e promover ciclos de feedback para criar efeitos a longo prazo no ambiente construído. Durante o século 20, mudanças de regime e confrontos políticos trouxeram turbulência considerável para Kosovo e suas cidades. Como resultado, Prishtina sofre atualmente com uma escassez substancial de espaço público, mas um grande grupo de moradores desprivilegiados está ansioso para reverter essa situação.

Carlo Ratti junta-se à Manifesta 14 para projetar intervenções urbanas em Kosovo - Image 1 of 4Carlo Ratti junta-se à Manifesta 14 para projetar intervenções urbanas em Kosovo - Image 2 of 4Carlo Ratti junta-se à Manifesta 14 para projetar intervenções urbanas em Kosovo - Image 3 of 4Carlo Ratti junta-se à Manifesta 14 para projetar intervenções urbanas em Kosovo - Image 4 of 4Carlo Ratti junta-se à Manifesta 14 para projetar intervenções urbanas em Kosovo - Mais Imagens+ 2

Última semana para conferir as atrações da 13ª Bienal de Arquitetura de São Paulo

Última semana para conferir as atrações da 13ª Bienal de Arquitetura de São Paulo - Imagem de Destaque
Foto de Alisson Sbrana. Image Cortesia de 13ª Bienal de Arquitetura de São Paulo

A 13ª Bienal Internacional de Arquitetura entra em sua última semana de atividades – termina no domingo, dia 17 de julho – e traz atrações muito especiais para quem já foi ou ainda não visitou a Bienal.

Entre os dias 8 e 17 acontecem debates, conferências, exibição de curtas, pedalada cicloturística e muito mais, na edição que é a primeira presencial, pós-pandemia. A exposição segue em cartaz desde o dia 27 de maio no Sesc Avenida Paulista e no Centro Cultural São Paulo.  

Francis Kéré, Banga Nossa e Dele Adeyemo entre os participantes da 13ª Bienal de Arquitetura de São Paulo

A 13ª edição da Bienal de Arquitetura, realizada pelo IAB-São Paulo, será inaugurada no próximo dia 27 de maio e parte de uma realidade de intensas transformações geradas pela pandemia de Covid-19 em todo o mundo que exigiu esforços intensos de organização das dinâmicas urbanas, sociais e profissionais pela sobrevivência.

Travessias, tema desta edição, entende que a pandemia reforça desigualdades socioespaciais que já se estabeleciam, não só no país, como no mundo, compreendendo que essas estruturas sofrem fragmentações, tanto físicas quanto simbólicas, enraizadas nos violentos processos de colonização e apagamentos históricos. Como consequência, provocam inúmeras manifestações de opressão – como o racismo, o sexismo, o capacitismo e a colonialidade – no Brasil e outros territórios. 

Diretora do Counterspace, Sumayya Vall é nomeada curadora da primeira Bienal de Artes Islâmicas

A Diriyah Biennale Foundation revelou recentemente a equipe curatorial da Bienal de Artes Islâmicas da Arábia Saudita, destacando a arte passada e presente da cultura islâmica. Entre os curadores está Sumayya Vally, co-fundadora do escritório Counterspace, com sede em Joanesburgo, responsável por projetar o Serpentine Pavilion 2021. Ocorrendo na cidade de Jeddah no início de 2023, a Bienal de Artes Islâmicas promoverá intercâmbios artísticos e estabelecerá ainda mais o status da Arábia Saudita no cenário artístico.

Curso online + visita guiada Lighting Design, com Fernanda Carvalho

transparências e profundidades
Como foi feito o projeto de luz da 34ª Bienal? 
Luz é algo que se vê a todo tempo, mas comumente pouco se sabe sobre o que acontece na prática. Este curso pretende abordar questões-chave do desenho de luz através da iluminação da 34ª Bienal de São Paulo: Faz escuro mas eu canto.


aula 1 — projeto e processo
aula 2 — instalação
aula 3 — visita guiada à 34ª Bienal de São Paulo: Faz escuro mas eu canto


22/11, 2ª feira, 18h às 19h30 — 1ª aula online
24/11, 4ª feira, 18h às 19h30 — 2ª aula online
25/11, 5ª feira, 19h —

A arquitetura temporária das bienais, festivais e exposições mundiais

A arquitetura temporária das bienais, festivais e exposições mundiais - Imagem de Destaque
Helsinki Biennial Pavilion by Verstas Architects. Imagem © Tuomas Uusheimo

Evento como bienais, festivais urbanos e exposições mundiais têm operado historicamente como um estimulante território de pesquisa e experimentação em arquitetura, cenários que viram nascer algumas das mais provocativas, controversas mas também inspiradoras obras de arquitetura e engenharia. A verdadeira importância das Exposições Mundiais, em particular, reside no fato de que oferecem aos arquitetos um contexto para que estes possam explorar novas ideias e tipologias em uma outra escala que diversamente, não seria possível. Nesta conjuntura, grandes feiras e exposições têm se estabelecido como uma espécie de plataforma para o intercâmbio de ideias e conhecimento. Desta forma, a arquitetura efêmera—e não apenas—tornou-se um espaço de fala para que arquitetos e urbanistas possam dar voz a novas ideias para o futuro do ambiente construído de nossas cidades.

A arquitetura temporária das bienais, festivais e exposições mundiais - Image 1 of 4A arquitetura temporária das bienais, festivais e exposições mundiais - Image 2 of 4A arquitetura temporária das bienais, festivais e exposições mundiais - Image 3 of 4A arquitetura temporária das bienais, festivais e exposições mundiais - Image 4 of 4A arquitetura temporária das bienais, festivais e exposições mundiais - Mais Imagens+ 2