Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Roterdã

Roterdã: O mais recente de arquitetura e notícia

MVRDV projeta primeiro acervo museográfico acessível ao público do mundo em Roterdã

O primeiro acervo museográfico de arte acessível ao público do mundo, projetado pelo MVRDV, está prestes a ser concluído em Roterdã. Chamado Depot Boijmans Van Beuningen, as obras do novo edifício foram celebradas com uma cerimônia que envolveu o museu, o município de Roterdã e o Stichting De Verre Bergen. O acervo abrigará o arquivo de 151.000 obras de arte do museu e será totalmente acessível ao público.

© Ossip van Duivenbode © Ossip van Duivenbode © Ossip van Duivenbode © Ossip van Duivenbode + 11

Hermes City Plaza / Standard Studio

© Wouter van der Sar © Wouter van der Sar © Wouter van der Sar © Wouter van der Sar + 77

Apartamentos  · 
Roterdã, Holanda

OMA divulga o projeto do novo estádio do Feyenoord em Roterdã

O OMA apresentou recentemente as últimas imagens do projeto para o novo Estádio do Feyenoord, às margens do rio Maas em Rotterdam. O mais famoso clube de futebol da cidade, o Feyenoord, ampliará sua estrutura existente, criando um novo clube esportivo para os sócios e moradores de Rotterdam Zuid. O masterplan desenvolvido pelo OMA recebeu o parecer favorável das autoridades da cidade ainda em 2016. O estádio com capacidade para 63 mil expectadores surgirá imponente às margens no Maas para tornar-se o maior estádio de futebol da Holanda. O estrutura será composta por uma série de anéis sobrepostos que chegarão muito perto do gramado, permitindo um contato muito íntimo dos torcedores com o terreno de jogo, além de contar com um circuito aberto que permitirá uma ampla vista para o skyline da cidade à partir dos níveis mais altos das arquibancadas.

Feyenoord Stadium. Imagem Cortesia de OMA Feyenoord Stadium. Imagem Cortesia de OMA Feyenoord Stadium. Imagem Cortesia de OMA Feyenoord Stadium. Imagem Cortesia de OMA + 24

Água potável deve ser um desafio para os arquitetos? Dutch Studio Ooze tem apostado nisso

Em uma pequena faixa de terra entre o rio Emscher e o canal Rhine Herne, na Alemanha, há um ponto de parada cuja aparência colorida desmente seu propósito radical. O projeto engenhoso da estrutura consiste em tubos condutores de dois banheiros e do Emscher (o rio mais poluído da Alemanha) e que convergem em um pequeno jardim comunitário e fonte. O jardim é, na verdade, um pântano artificial que recolhe, trata e limpa a efluência dos sanitários e do rio - tornando potável.

Mirante panorâmico projetado pelo MAD dará novo uso a um antigo armazém em Roterdã

A MAD Architects acaba de apresentar as últimas imagens da sua proposta para o mirante panorâmico da Fenix Warehouse em Roterdã. Encomendado pela Fundação Droom en Daad, o mirante representa o primeiro projeto cultural público realizado pela MAD na Europa, convidando-nos a redescobrir a história esquecida de um edifício que já foi um dos maiores armazéns do mundo.

O mirante é parte de um projeto de restauração mais amplo, o qual será liderado pelo escritório Bureau Polderman, com sede na mesma cidade holandesa. A estrutura está situada em meio a uma das mais antigas "chinatowns" da Europa, às margens do porto de Roterdã.

7 Filmes para assistir do Festival de Cinema de Arquitetura de Roterdã

Nos últimos anos, festivais de cinema de arquitetura surgiram em todo o mundo, oferecendo aos críticos, teóricos e todos os pensadores de arquitetura um meio adicional para expressão e discussão da disciplina.A relação simbiótica entre arquitetura e cinema deriva do efeito da arquitetura em seu ambiente construído e de seu impacto social / cultural determinante.

À medida que o público internacional cresce e surgem novos gêneros, os festivais de cinema de arquitetura passaram a abranger mais do que apenas a visualização de filmes; programas, palestras e discussões são organizadas, aumentando o impacto intelectual dos filmes apresentados. O Festival de Cinema de Arquitetura de Roterdã (Architecture Film Festival Rotterdam - AFFR) está comemorando sua décima edição em outubro, explorando o conceito de “construir a felicidade” em uma época em que procuramos construir um mundo mais sustentável - um desafio tanto para os projetos históricos quanto contemporâneos.

As 10 cidades mais inspiradoras do design em 2018, segundo a Metropolis Magazine

Na mais recente e última lista da revista Metropolis Magazine feita a partir da análise das cidades do design, o foco não está na produção ou mesmo na cultura, mas nas próprias cidades enquanto focos de inspiração. Para os designers entrevistados, as cidades listadas foram aquelas que fizeram seus corações baterem mais forte.

10 Projetos do ArchDaily que você pode reservar no Airbnb

ArchDaily e Airbnb foram fundados no mesmo ano, 2008, porém com propósitos muito diferentes. Desde então, o ArchDaily acumulou uma vasta base de dados com milhares de projetos localizados em cidades e países de todo o mundo. O Airbnb, por outro lado, revolucionou a forma como exploramos os países e habitamos os edifícios, mesmo se for por uma única noite.

Enquanto para os amantes da arquitetura foram oferecidas ocasionalmente experiências muito limitadas através do Airbnb, como a estadia de uma noite na Grande Muralha da China ou uma visita arquitetônica ao Estádio Olímpico de Tóquio 2020, cortesia de Kengo Kuma, a lista de obras disponíveis na plataforma possui ainda mais jóias arquitetônicas agora disponíveis para reserva.

Kubuswoningen / Piet Blom. Imagem © Dirk Verwoerd Residência Ex of In / Steven Holl Architects. Imagem © Paul Warchol Sky Pods / Natura Vive. Imagem © Airbnb VillaLóla / ARKÍS architects. Imagem © ARKÍS architects + 52

V8 Architects projeta a maior torre residencial de Roterdã

O horizonte de Roterdã está prestes a receber um novo marco: a torre Cooltoren, de 150 metros de altura, projetada pelo escritório V8 Architects que, após a conclusão, se tornará a torre residencial mais alta do centro da cidade. Localizado no bairro de Baan, o projeto visa integrar-se no tecido urbano pós-guerra do distrito e incorporar as características históricas de duas camadas de Roterdã - a do solo e a do skyline.

Cortesia de V8 Architects Cortesia de V8 Architects Cortesia de V8 Architects Cortesia de V8 Architects + 27

MVRDV inicia construção de armazém de artes Boijmans Van Beuningen em Roterdã

MVRDV iniciou a construção do armazém de arte Boijmans Van Beuningen no Museumpark de Roterdã, no coração do campus cultural da cidade. O projeto de 15.000 metros quadrados abrigará uma nova coleção estimada de mais de 70.000 objetos de design e arte, somando um novo marco cultural no setor ao lado do Kunsthal, o Het Nieuwe Instituut, o Museu Chabot e a Casa Sonneveld.

O edifício reunirá equipamentos de restauro, salas de exposição, oficinas, um bar, um restaurante, um terraço público e um átrio que permitirá aos visitantes verem 90% da coleção da instituição.

Parque flutuante será construído com resíduos plásticos em Roterdã

O plástico é o material mais presente na contaminação de rios e oceanos de todo o mundo, alcançando a alarmante proporção de 90% de todo os dejetos nas águas poluídas, de acordo com um estudo publicado pela revista Science.

Em relação a isso, são várias as iniciativas que vêm sendo promovidas por cidades de todo o mundo para tentar solucionar este problema. 

Inaugurada a primeira torre de descontaminação atmosférica em Roterdã

No final do ano passado publicamos um projeto do Studio Roosegaarde, dos Países Baixos, que tinha como objetivo construir uma torre, conhecida como Smog Free Tower, que permitia purificar o ar das cidades e, assim, diminuir sua contaminação atmosférica

A iniciativa se tornou mundialmente conhecida após o escritório lançar uma campanha de financiamento coletivo no Kickstarter para construir a torre. Em pouco mais de um mês, a equipe arrecadou mais que o dobro da meta inicial de 50 mil euros, o que tornou possível que a primeira torre esteja hoje em funcionamento em Roterdã.

Como a torre funciona e quais são os primeiros resultados? Saiba mais a seguir.

Ciclovias, imigrantes e relíquias do futuro: 4 reflexões sobre arquitetura e cidade na Holanda

No final do mês de novembro tivemos o privilégio de visitar a Holanda (Países Baixos) graças ao convite que recebemos do Het Nieuwe Instituut (HNI): viajando entre Amsterdã, Roterdã e o charmoso povoado de Radio Kootwijk nos encharcamos da cultura holandesa, observando e pensando em voz alta, criando dúvidas e tentando resolvê-las na volta para casa.

Por isso, decidimos compartilhar com vocês uma série de reflexões pessoais sobre a arquitetura e o urbanismo da Holanda, acreditando que a partir de pequenos detalhes podemos discutir grandes temas.

Discorreremos sobre entender o êxito dos seus 32.000 km de ciclovias, a importância dos imigrantes na sua atual gastronomia, o inferno dos barcos durante séculos e que terminou sendo convertido em um aeroporto, as novas tipologias arquitetônicas em vias de extinção e os atuais experimentos de materiais carbono zero.

A seguir, um convite a observar e deixar de turistar. 

Radio Kootwijk: edifício A. Imagem © beefortytwo [Flickr CC] Bazar, restaurante multicultural em Rotterdam que reflete a multiculturalidade das principais cidades holandesas. Imagem © Dominik Morbitzer [CC] Ciclista em Amsterdam. Imagem © José Manuel Ríos Valiente [Flickr CC] A convivência das culturas gastronômicas na Holanda. Imagem via Wikipedia CC + Earth Pulse + 18

Purificador de ar transforma CO2 em jóias nos Países Baixos

O designer holandês Daan Roosegaarde do Studio Roosegaarde, em colaboração com Environmental Nano Studios e o professor Bob Ursem, criou o maior aspirador de poluição atmosférica do mundo em Roterdã, Países Baixos.

Apelidado de Smog Free Tower, o aspirador de 7 metros de altura age como um filtro que usa uma "tecnologia livre de íons de ozônio" patenteada para purificar 30 mil metros cúbicos de ar por hora usando pouquíssima energia elétrica e eólica.

Cortesia de Studio Roosegaarde Cortesia de Studio Roosegaarde Cortesia de Studio Roosegaarde Cortesia de Studio Roosegaarde + 17

Roterdã planeja usar garrafas plásticas na construção de ruas

A produção mundial de plástico aumentou 500% desde 1980, segundo uma pesquisa publicada na revista Science. Essa cifra traz consigo problemas que são cada vez mais presentes e preocupantes, como o fato de 90% da contaminação dos oceanos ser causada por esse material.

Além disso, se considerarmos que cada sacola plástica leva de 100 a 150 anos para se decompor, e que no caso das garrafas esse tempo pode passar a mil anos, segundo dados do Ministério do Meio Ambiente, se torna flagrante a necessidade de reduzir o consumo deste material e fazer melhor proveito do que já existe.

Neste sentido, a pesquisa da organização La Ciudad Verde, que se une à campanha #30DíasSinPlástico, realizada este mês, é uma oportunidade para que todos tomemos consciência da quantidade de plástico que consumimos e descartamos todos os dias sem lhe dar melhor uso.

Para que isso não ocorra em Roterdã, a prefeitura da cidade está avaliando a ideia de usar garrafas plásticas na pavimentação das ruas, evitando que esse material vá para o lixo.

Saiba mais sobre o projeto, a seguir.

“City of Light”: A história do projeto De Bijenkorf em Roterdã

Produzido pelo jornalista holandês Peter Veenendaal, City of Light é um documentário sobre o projeto, construção e os efeitos sociais do edifício De Bijenkorf de Willem Marinus Dudok em Roterdã, Países Baixos. De Bijenkorf foi inaugurado em 1930 e após ser danificado na Segunda Guerra Mundial, foi destruído em 1960 para dar lugar a uma estação de metrô e uma loja projetada por Marcel Breuer. City of Light apresenta o centro comercial de Dudok como um importante modelo para esse tipo de programa arquitetônico - que surgiu nos anos em que também surgia o modelo tradicional de shopping center.

Apesar de ser relativamente desconhecido hoje em dia, De Bijenkorf foi importante não apenas para a comunidade arquitetônica, mas também para a cidade de Roterdã. No documentário de Veenendaal, o historiador de arquitetura Herman van Bergeijk destaca que, na época de sua construção, De Bijenkorf era a "maior e mais moderna loja de departamentos da Europa." A loja era muito popular entre os locais; de acordo com o vídeo, mais de 70 mil pessoas compareceram à abertura, e com o passar do tempo o edifício se tornou um ícone do crescente sucesso comercial de Roterdã.

Superfície como escultura: os relevos de tijolos de Henry Moore em Roterdã

Em 1954 o escultor britânico Hanry Moore foi contratado para projetar e instalar um grande relevo na parede do novo bouwcentrum [Centro de Construção] de Joost Boks em Roterdã, Países Baixos. O projeto, constituído por aproximadamente 16 mil tijolos produzidos à mão, permanece como única obra concluída do autor feita com este humilde material. Em um documentário produzido por ARTtube, o historiador de arquitetura Wouter Vanstiphout narra a fascinante história por trás de Wall Relief No.1.

Detalhe da fachada. Imagem © The Henry Moore Foundation A parede in situ - fevereiro de 2015. Imagem © James Taylor-Foster Construção do relevo. Imagem © The Henry Moore Foundation A parede integrada ao bouwcentrum desde a demolição (1970). Imagem © The Henry Moore Foundation + 6

Arquitetos holandeses transformam sua casa em um "paraíso urbano"

Um casal de designers holandeses - fundadores do coletivo HUNK-design - transformaram a cobertura de sua casa do século XIX em um "paraíso urbano". O arquiteto Bart Cardinaal e a artista Nadine Roos, que vivem na casa localizada no centro de Roterdã desde a época em que ainda eram estudantes, criaram um grande terraço externo que se destaca na linha formada pelos telhados adjacentes. Ao demolir a cobertura existente criaram o que chamam de seu "apartamento conversível".

© Thomas Mayer © Thomas Mayer © Thomas Mayer © Thomas Mayer + 29