Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Artigos

Artigos

Estratégias de projeto para habitação: ventilar a cobertura ou acrescentar isolante térmico?

Desde a época da faculdade estudantes de arquitetura aprendem que a ventilação dos recintos é importante para retirar o excesso de calor dos ambientes. Mas nem sempre são delimitadas as situações nas quais isso realmente proporciona ambientes com desempenho térmico adequado, principalmente quando se fala na ventilação da cobertura de uma habitação.

ARPA, uma instalação sobre os fluxos de trabalho na Trienal de Arquitetura de Oslo

Em exposição no Museu de Arquitetura de Oslo, a partir do dia 26 de outubro até o próximo dia 24 de novembro, durante a Trienal de Arquitetura de Oslo de 2019, a ARPA é uma instalação que busca chamar atenção das pessoas para todos os processos automatizados que fazem parte da vida cotidiana na cidade de Oslo. Como parte de uma pesquisa desenvolvida pela (ab)Normal em parceria com Ludwig Engel, a instalação ARPA nos apresenta a cidade de a partir de uma ótica completamente diferente, destacando todos estes processos que já fazem parte de nossas vidas e revelando todos aqueles que ainda estão por vir.

Cortesia de Oslo Architecture Triennale Cortesia de Oslo Architecture Triennale Cortesia de Oslo Architecture Triennale Cortesia de (ab)Normal + 11

A dimensão social da sustentabilidade

É possível notar que o uso da palavra “sustentabilidade” em projetos - de qualquer natureza - tem perdido credibilidade e significado nos último anos, tanto pela grande abrangência de sua definição quanto pela superficialidade de sua aplicação. No entanto, projetos arquitetônicos e urbanos sustentáveis são sim necessários e vão além do uso de produtos certificados ou energia renovável. Eles devem tocar igualmente os três pilares que definem o conceito de sustentabilidade: o ambiental, o econômico e o social. Dentre eles, o último é o menos visado, talvez pela dificuldade da aplicação de métricas, talvez pelo resultado vir a longo prazo, mas sua importância é fundamental para a obtenção de um projeto verdadeiramente sustentável.

Da integração modal à mobilidade como um serviço: caminhos para o transporte sustentável

Planejamos nossos deslocamentos diários levando em consideração múltiplos fatores: tempo, custo, conforto – e, não menos importante, a facilidade de conexão entre diferentes meios. Enquanto a frota de carros segue crescendo, quem depende do transporte coletivo tenta driblar a mobilidade deficiente fazendo melhores escolhas. Oferecer soluções integradas que levem as pessoas de um ponto ao outro com o máximo de conveniência é um caminho para cidades mais humanas e sustentáveis reconhecido por especialistas em mobilidade de todo o mundo.

Desenhos à mão livre: o valor da interpretação emocional na arquitetura contemporânea

Um século depois a ideia convincente de que a arquitetura moderna surgiu como uma fênix cegamente branca, cristalina e perturbadora em meio à morte e à destruição da Primeira Guerra Mundial é, talvez, familiar. No entanto, os esboços a carvão e as montagens em chiaroscuro que Mies van der Rohe fez durante e após a época do concurso para o arranha-céu de Berlim Friedrichstrasse de 1921-22, mantêm o poder de chamar a atenção, provocar e perturbar mesmo em nossa era de imagens impressionantes produzidas por e com programas de computador.

O que é mais notável nesses desenhos visionários centenários é que eles retratam um tipo de construção futura, à beira do etéreo e mais ou menos impossível de se fazer naquele momento, nos materiais de desenho mais terrenos. Foi um golpe de gênio usar o carvão para evocar uma arquitetura de leveza que emergia das brasas das trincheiras que revolucionariam a maneira como moldamos prédios altos e com eles as ruas de nossa cidade. Tal é o poder do desenho à mão livre.

Anneke Vervoort, Landschaftspark, Duisburg, Alemanha, 2016, Aquarela e tinta da Índia, 13 x 19 3/4 in Chris Dove, Rooves of Venice, 2015, Caneta e tinta, 27 1/2 x 19 3/4 in Nataly Eliseeva, City dovecote, architectural fantasy, 2010, Caneta e tinta, 7 7/8 x 11 3/4 in Stefan Davidovici, Imaginary Jerusalem, 3, 2010, Tinta sobre papel, 8 1/4 x 11 3/4 in + 7

Dicionário Iphan do Patrimônio Cultural: o que é "revitalização"

Podemos inicialmente apreender o conceito de revitalização como uma prática projetual ou um processo socioespacial liderado estrategicamente por determinados grupos associados ao planejamento urbano contemporâneo. A estruturação da cidade contemporânea depende, de acordo com Meyer (2000), de grandes projetos urbanos estratégicos. O valor estratégico de tais projetos está subordinado, segundo a autora, à sua capacidade de provocar transformações significativas no espaço metropolitano, aumentando seu poder de atratividade e influência. Mais do que simplesmente melhorias urbanas pontuais e específicas, o planejamento urbano contemporâneo se revela, na intencionalidade de seus defensores, como um instrumento capaz de promover a agregação do território metropolitano e de organizar os fluxos que evitam a dispersão funcional e espacial.

10 plantas resistentes que sobreviverão em ambientes com pouca luminosidade

Home Cafes / Penda. Image © Zhi Xia
Home Cafes / Penda. Image © Zhi Xia

Com apartamentos e casas cada vez menores, percebemos uma crescente demanda para integrar espécies de plantas em espaços interiores. Mas que tipo de plantas escolher se não temos luz natural abundante? Neste artigo você encontrará algumas sugestões de espécies que são indicadas para ficarem "à sombra" ou "à meia sombra". Esse indicador é importante especialmente quando falamos de ambientes internos que recebem pouca luminosidade solar. 

Zamioculca. Image © Liubabasha, Vía Shutterstock Aglaonema. Image © Liubabasha, Vía Shutterstock Dracaena . Image © Gringoann, Vía Shutterstock Sansevieria Trifasciata. Image © Liubabasha, Vía Shutterstock + 33

Conheça a versatilidade do policarbonato através de 17 obras

© Spaceshift Studio © José Hévia © Yuta Oseto © Akira Nakamura + 20

Geralmente utilizado em telhados e revestimentos industriais, o policarbonato é um material que, graças à sua resistência, leveza, fácil instalação e permeabilidade ilumínica, tem ampliado seu espectro de usos tanto na arquitetura residencial como educacional.

Apresentamos uma seleção de 17 obras que são excelentes exemplos do uso do policarbonato. Habitações, escolas, escritórios, indústrias e bibliotecas que evidenciam essa tendência global.

Qual será o futuro dos postos de gasolina?

Ao longo das últimas décadas, postos de gasolina passaram de uma novidade à objetos onipresentes em paisagens urbanas e rurais do mundo todo. Com a popularização dos automóveis durante a segunda metade do século XX, postos de gasolina transformaram-se em uma das tipologias arquitetônicas universais mais vulgares. Hoje, somente nos Estados Unidos, existem cerca de 130.000 estruturas deste tipo espalhadas pelos quatro cantos do país, uma para cada 2.000 mil veículos da frota americana que beira atualmente os 270 milhões. No entanto, à medida que a população mundial continua migrando das áreas rurais para às cidades, áreas urbanas cada vez mais densas e com sistemas de transporte público cada dia mais eficientes e sustentáveis, é hora de reinventar esta tradicional tipologia para que ela não se torne obsoleta da noite para o dia.

Hangzhou Inventronics Electric Vehicle Charging Station / GLA. Image © shiromio studio Fuel Station + McDonalds / Khmaladze Architects. Image © Giorgi Khmaladze Solar Car Port: Renewable Energy to Charge Your E-Car. Image © MDT-Tex First Prize: Nu Oil / Felix Yang and Thomas Noussis. Image Courtesy of Combo Competitions + 15

Casas brasileiras: 20 residências com piso de madeira

Dos nostálgicos pisos de taco às espécies mais sofisticadas, a madeira é um material capaz de conferir um grande grau de conforto quando utilizada como acabamento para pisos em projetos de arquitetura. Além de seu evidente valor estético, suas características contribuem com uma ambiência acolhedora e podem servir também a parâmetros de comodidade acústica e térmica, e por isso o material é tão presente em projetos de escala doméstica.

O céu é o limite: 26 projetos que utilizam a cobertura como espaço habitável

Cortesía de JAJA Architects © Studio Bauhaus, Ryuji Inoue © John Siu © Yoshiharu Matsumura + 28

Quando falamos em cobertura ou quinta fachada, é comum pensarmos em lajes planas. Na realidade, existe uma ampla gama de usos e possibilidades que se materializam de maneiras diferentes, dependendo das necessidades técnicas específicas de cada cobertura, bem como das possibilidades espaciais e climáticas de cada local. Coberturas também podem ser um espaço propício para o desenvolvimento de estruturas, extensões, áreas de lazer, espaços interativos e até a integração paisagística das obras.

Arquitetura por camadas: O que é a fabricação aditiva?

Fabricação aditiva (AM) é o termo usado para identificar os processos de fabricação comumente executados pela impressão 3D, por meio do processamento em camadas. Além de evitar a geração de resíduos - trabalhando com geometrias precisas e usando a quantidade exata de material - esses processos controlados podem ser muito mais rápidos que os processos tradicionais, pois não exigem instrumentos ou outras ferramentas.

A fabricação aditiva é feita com base em um modelo digital, em um fluxo que começa em um desenho CAD ou na digitalização tridimensional e, em seguida, converte essa forma em um objeto dividido em seções, permitindo a impressão. Seu uso se estendeu do desenho industrial à réplica de objetos arqueológicos, passando pela fabricação de órgãos e tecidos humanos artificiais, entre muitos outros usos.

Como a legislação impede uma boa arquitetura

O Plano Diretor é o instrumento básico de definição do modelo de desenvolvimento de um município. Ele estabelece diretrizes e estratégias para a execução de planos, programas e projetos, buscando enfatizar a participação popular, a sustentabilidade econômica, social e ambiental. Mas sua influência sob a cidade vai muito além do que se imagina: ele acaba influenciando fortemente o volume e a forma de toda nova edificação.

Painéis de madeira: As diferenças entre MDF, MDP, Compensado e OSB

Temos visto uma maior atenção com a utilização da madeira na construção civil de alguns anos para cá. Com todas as preocupações em relação à sustentabilidade e a pegada de carbono nas edificações, novos métodos construtivos têm sido desenvolvidos junto a possibilidades inovadoras no uso deste material. De fato, a madeira pode ser considerada um material renovável, desde que a exploração seja sustentável, e se tomado alguns cuidados no seu manejo, permitindo que as florestas se regenerem naturalmente. Mas é a versatilidade da madeira é o que a torna tão onipresente nas edificações. De tábuas, vigas, assoalhos, até a telhas e isolantes térmicos e acústicos, a madeira pode estar presente em diversas etapas da obra e com distintos graus de processamento e acabamento.

OSB. Image © ArchDaily Compensado. Image © ArchDaily Aglomerado. Image © ArchDaily MDF. Image © ArchDaily + 26

17 Casas que se transformaram em museus através de reuso adaptativo

Ao longo da história de um edifício, é possível que este assuma funções diferentes daquela para a qual foi originalmente pensado. É o caso, por exemplo, das casas que viraram museus, seja por terem se tornado ícones da arquitetura, seja porque em algum momento perderam sua função original e passaram por uma renovação para abrigar um espaço expositivo.

MoDA projeta edifício inspirado em colônias de formigas para a Attabotics

Render. Cortesia de Modern Office of Design + Architecture Render. Cortesia de Modern Office of Design + Architecture Render. Cortesia de Modern Office of Design + Architecture Render. Cortesia de Modern Office of Design + Architecture + 25

A nova sede da Attabotics em Calgary, projetada pelo escritório Modern Office of Design + Architecture, materializa sistemas de fluxos complexos em uma estrutura que é, ao mesmo tempo, esteticamente ousada e programaticamente eficiente. O projeto busca inspiração na organização espacial das colônias de formigas, traduzidas formalmente para o sistema robótico de armazenamento e recuperação da empresa.

As veias do Brasil: arco-íris das bacias hidrográficas do território nacional

O impressionante mapa colorido como o arco-íris (acima) mostra o padrão de rede dos caminhos feitos por cada corpo hídrico brasileiro, registrados em todos os 27 Estados utilizando bases públicas de dados.

O maior conjunto identificado em azul é a Bacia do Rio Amazonas, assim como você pode ver todas as outras cores as 08 bacias que compõe a hidrografia brasileira a partir das quais a Agência Nacional de Águas (ANA) entende a gestão e regulação dos recursos hídricos no Brasil, criando as bases para leis e demais regulações pertinente à todos.

Projeto Kamyaran propõe novo conceito de escola voltada para a cidade

A cidade curda de Kamyaran - localizada na fronteira entre Curdistão e o Irã - é uma cidade em desenvolvimento que sofreu um terremoto devastador há alguns anos. Ela está situada em um distrito privado de instalações modernas com a maior parte da renda dos residentes adquirida com o transporte de produtos através da fronteira comum com o Iraque e a Turquia. Os investidores da região enfrentam vários desafios, um dos quais é a quantidade de projetos necessários para melhorar o status da cidade.

Em vez de projetar duas edificações diferentes em dois locais separados, o CAAT Studio propôs a Kamyaran Escola-Cidade, um novo conceito que funde uma escola primária e um espaço público em uma grande instalação que visa melhorar a vida social e cultural de seus moradores.

© CAAT Studio © CAAT Studio © CAAT Studio © CAAT Studio + 11

O que o arquiteto e urbanista pode fazer (segundo a legislação)

O campo da arquitetura é absolutamente amplo e oferece muitas alternativas de carreira após a formação acadêmica. De atividades relacionadas ao "núcleo" do campo, como projeto de edificações, projeto urbano e restauro do patrimônio, a ocupações que flertam com outras áreas do conhecimento, como por exemplo a fotografia, o design gráfico e o cinema, o arquiteto pode se dar ao luxo de transitar entre estas áreas sem que, com isso, deixe de ser um arquiteto.

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.