O site de arquitetura mais visitado do mundo
Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Paisagismo

Paisagismo: O mais recente de arquitetura e notícia

Studio Gang e SCAPE divulgam proposta de parque para a orla de Memphis

21:00 - 9 Fevereiro, 2019
Studio Gang e SCAPE divulgam proposta de parque para a orla de Memphis, In the park’s wildest reaches, a dramatic tower stretches into the sky. An immediate landmark at the southern edge of Tom Lee Park, the Habitat Tower provides an attractive structure for birds to nest and rest and a memorable gathering space where park visitors can feel as if they’re hovering above the Mississippi. Image © Studio Gang
In the park’s wildest reaches, a dramatic tower stretches into the sky. An immediate landmark at the southern edge of Tom Lee Park, the Habitat Tower provides an attractive structure for birds to nest and rest and a memorable gathering space where park visitors can feel as if they’re hovering above the Mississippi. Image © Studio Gang

A parceria entre o Studio Gang e a SCAPE não para de dar novos frutos. Ambas empresas estão desenvolvendo em conjunto um projeto que pretende transformar a orla de Memphis através de um novo parque em memória de Tom Lee. O projeto do parque, que representa uma das cinco zonas incluídas no masterplan concebido anteriormente pelo Studio Gang para a orla de Memphis, foi desenvolvido com a contribuição de mais de 4.000 pessoas, incluindo a comunidade local, as autoridades responsáveis e estudantes de diversas instituições da cidade.

A proposta para o Tom Lee Park foi inspirada na natureza do rio Mississippi e está voltado à restauração de sua biodiversidade e reconexão da cidade à orla até então esquecida, “proporcionando um novo espaço cívico dinâmico e vibrante, um local de encontro e orgulho cívico para a cidade de Memphis”. Uma nova estrutura arquitetônica flutuará acima da paisagem verde, inspirada nas estruturas históricas que outrora pontuaram a paisagem do rio Mississippi, como estações, elevadores e estaleiros.

A terraced, universally-accessible pathway flows down the bluff to connect downtown Memphis to the new Tom Lee Park from Beale Street. Wide steps provide a comfortable place to sit and take in the views of the revitalized park and the river beyond. Image © Studio Gang Near the river’s edge, a central canopy floats above a set of Activity Courts, framing the river beyond and protecting the courts below that can be used for basketball and other sports, as well as events like concerts or weddings. Concessions, lockers, storage, and bathrooms are located nearby. Image © Studio Gang Natural play areas, dynamic topography, rocky boulder outcroppings, and winding paths make the Tailout zone of Tom Lee Park a playtime paradise. An outdoor classroom, experimental garden, and other hands-on opportunities give kids a chance to connect with and learn about the unique ecology of the Mississippi River. Image © Studio Gang A welcoming entry plaza greets visitors and orients them to a range of riverfront and park activities, from boat cruises to basketball. In the heart of the plaza, water features and bright swaths of native plants evoke the movement of the river and provide photo-worthy moments for all ages. Large open areas within the plaza can accommodate public gatherings, art installations, and festival tents. Image © Studio Gang + 6

Cidades flutuantes e ecológicas podem ser a resposta aos desafios da humanidade

10:00 - 26 Janeiro, 2019
Cidades flutuantes e ecológicas podem ser a resposta aos desafios da humanidade , Cortesia de URBAN POWER para Hvidovre municipality
Cortesia de URBAN POWER para Hvidovre municipality

À medida que a população mundial cresce desenfreadamente, começa-se a especular mais seriamente sobre possíveis novos futuros. Pensando nisso, o URBAN POWEr, escritório de arquitetura e planejamento urbano, desenvolveu o projeto de nove ilhas artificiais estrategicamente localizadas na costa sul da cidade de Copenhague e tem o objetivo de responder a muitos dos desafios iminentes pelos quais a cidade tenderá de passar nos próximos anos. As ilhotas, chamadas de "Holmene", atendem às crescentes demandas por espaço, produção de energias limpas e barreiras contra enchentes.

C.F. Møller Architects e BRUT projetam distrito residencial na Bélgica

19:00 - 12 Janeiro, 2019
C.F. Møller Architects e BRUT projetam distrito residencial na Bélgica, Cortesia de C.F. Møller Architects
Cortesia de C.F. Møller Architects

C.F. Møller Architects e BRUT ganharam um concurso para o projeto de um ambicioso desenvolvimento urbano em Ostend, na Bélgica. O bairro de 500 casas demonstra um método de usar uma escala humana para melhorar a qualidade de vida dos moradores e do reino urbano.

O projeto está centrado no bairro de De Nieuwe Stad, onde um esquema existente de habitação social de 1972 se tornou obsoleto. O concurso para a remodelação completa do local atraiu 54 empresas.

Cortesia de C.F. Møller Architects Cortesia de C.F. Møller Architects Cortesia de C.F. Møller Architects Cortesia de C.F. Møller Architects + 8

Aula Aberta I Pós Geografia da Escola da Cidade recebe Susannah Drake, do DLANDstudio de NY

16:02 - 5 Dezembro, 2018
Aula Aberta I Pós Geografia da Escola da Cidade recebe Susannah Drake, do DLANDstudio de NY, Susannah Drake apresentará os trabalhos do DLANDstudio, empresa líder em projetos multidisciplinares, da qual é diretora e fundadora.
Susannah Drake apresentará os trabalhos do DLANDstudio, empresa líder em projetos multidisciplinares, da qual é diretora e fundadora.

PÓS “GEOGRAFIA, CIDADE E ARQUITETURA” DA ESCOLA DA CIDADE RECEBE SUSANNAH DRAKE DO DLANDstudio de NOVA YORK

Palco da Floresta / META-Project

11:00 - 3 Dezembro, 2018
Palco da Floresta / META-Project, Exterior. Imagem © Shengliang Su
Exterior. Imagem © Shengliang Su

Panorama. Imagem © Shengliang Su Interior. Imagem © Shengliang Su Lighted View. Imagem © Shengliang Su Interior. Imagem © Shengliang Su + 40

12 Projetos de Burle Marx vistos do espaço

07:00 - 2 Dezembro, 2018
12 Projetos de Burle Marx vistos do espaço, Kuala Lumpur City Centre Park. Cortesia de Deimos Imaging
Kuala Lumpur City Centre Park. Cortesia de Deimos Imaging

Sabemos que arquitetos adoram ver projetos em planta baixa. E certas obras de arquitetura paisagística atingem uma escala difícil de ser compreendida como um todo se não forem visualizadas desta forma; vê-las desta perspectiva pode fazer você captar toda sua essência e apreciar todo o conjunto. Selecionamos a seguir algumas fotografias de obras de Roberto Burle Marx que dificilmente você já havia visto deste ângulo, compartilhados conosco pela empresa espanhola Deimos Imaging.

Outros Territórios – Chamada Internacional de Projetos para Intervenção Urbana

12:30 - 16 Novembro, 2018
 Outros Territórios – Chamada Internacional de Projetos para Intervenção Urbana, Outros Territorios
Outros Territorios

Vazio S/A, Coletivo Aurora e Eduardo de Jesus estão lançando Outros Territórios – Chamada Internacional de Projetos para Intervenção Urbana. A proposta é reunir um conjunto de intervenções efêmeras que serão propostas para o Buritis, montanhoso bairro de Belo Horizonte, possibilitando uma mudança instantânea em sua paisagem por meio da ocupação de suas “palafitas” (vigas e pilares aparentes) de diversos prédios ao mesmo tempo.

Uma gama de espaços ignorados e inusitados serão trazidos para a vida da cidade por meio de um evento que irá propor um campo de estudo aberto: as possibilidades latentes da cidade existente. Será uma oportunidade para

A transformação de aterros sanitários em parques

12:00 - 29 Outubro, 2018
A transformação de aterros sanitários em parques, Praça Victor Civita. Image © Nelson Kon
Praça Victor Civita. Image © Nelson Kon

Hoje, estima-se que só no Brasil sejam depositados 30 milhões de toneladas de lixo anualmente em aterros sanitários, e que só em São Paulo sejam 14 mil toneladas de resíduos sólidos direcionados a estas áreas todos os dias. [1] Não é de se espantar que aterros sanitários ocupem enormes parcelas territoriais, que não param de crescer, e que são problemas críticos para quase todas as cidades. Mas o que pode ser feito quanto os aterros já não podem mais receber resíduos e são fechados? É possível dar uma nova vida a essas montanhas de lixo? Quais as possibilidades e cuidados?

Como seria o Central Park se outro projeto tivesse sido escolhido há 160 anos

16:00 - 22 Outubro, 2018
Como seria o Central Park se outro projeto tivesse sido escolhido há 160 anos, Cortesia de NeoMam Studios para Budget Direct
Cortesia de NeoMam Studios para Budget Direct

O icônico Central Park de Nova Iorque foi projetado em 1858 por F.L Olmsted e C. Vaux, tendo sido escolhido em um concurso que contou com outras 32 inscrições. O edital desafiava os participantes a desenhar um parque que incluísse uma fonte, uma torre de vigia, uma arena de patinação, uma esplanada, quatro ruas transversais e um espaço de exposições.

Das 32 propostas alternativas, há registros de apenas uma ainda hoje. A única sobrevivente é a proposta do engenheiro John J. Rink. Para ter uma ideia de como o projeto de Rink seria contextualizado, as empresas NeoMam Studios e Budget Direct publicaram uma série de renderizações da proposta. Veja, a seguir, como seria um dos espaços verdes mais emblemáticos do mundo se a decisão tomada há 160 anos tivesse sido diferente.

Cortesia de NeoMam Studios para Budget Direct Cortesia de NeoMam Studios para Budget Direct Cortesia de NeoMam Studios para Budget Direct Cortesia de NeoMam Studios para Budget Direct + 6

Mountain / Zhaohong Zhang

12:00 - 13 Outubro, 2018
 Mountain / Zhaohong Zhang, © Li Zhou
© Li Zhou

© Li Zhou © Li Zhou © Li Zhou © Li Zhou + 26

  • Arquitetos

  • Localização

    Tea Valley Entrance, Yu An, Lu an, Anhui, China
  • Arquiteto

    Zhaohong Zhang
  • Equipe de Projeto

    Zhaohong Zhang, Zheng Wu, Peng Li, Yiran Zhou, Hang Yuan, Haobin Ding, Xingxing Shi
  • Diretor de Projeto

    Xiangzhong Meng , Guangxin Xu, Qiang Tu, Zhang Chen
  • Planejador de Projetos

    Zheng Wu
  • Área

    13000.0 m2
  • Ano do projeto

    2017
  • Fotografias

"Filme Paisagem: um olhar sobre Roberto Burle Marx" conta a história de um dos maiores paisagistas do século XX

07:00 - 30 Setembro, 2018

O documentário FILME PAISAGEM, um olhar sobre Roberto Burle Marx chega às salas de cinema no dia 15 de novembro para mostrar toda a contribuição do paisagista brasileiro à flora nacional. Dirigido e escrito por João Vargas Penna, o filme é um passeio pela arte e personalidade de Roberto Burle Marx, que também era pintor, cozinheiro e cantor, facetas estas pouco conhecidas do grande público.

II Prêmio Rosa Kliass

14:00 - 18 Setembro, 2018
II Prêmio Rosa Kliass , Parque Mangal das Garças, Belém/PA - Arq. Rosa Kliass - Acervo: Quapá
Parque Mangal das Garças, Belém/PA - Arq. Rosa Kliass - Acervo: Quapá

A participação é aberta aos formandos que tenham desenvolvido seu trabalho final de graduação e concluído o curso de Arquitetura e Urbanismo no ano de 2017, em cursos brasileiros devidamente autorizados pelo Ministério da Educação (MEC).

Os trabalhos finais de graduação concorrentes deverão contemplar projetos de qualquer porte na área da arquitetura paisagística, de planejamento da paisagem, de pesquisa histórica, e trabalhos técnicos ou de crítica, que contemple a grande área da arquitetura paisagística.

Os trabalhos participantes devem estar em conformidade com as exigências previstas em regulamento, e deverá abranger:

- Pertinência do tema;
- Partido arquitetônico/paisagístico;
- Grau de desenvolvimento e aprofundamento da pesquisa;
-

17 Paisagistas brasileiros contemporâneos

12:00 - 28 Agosto, 2018
17 Paisagistas brasileiros contemporâneos, Casa Fio / Studio MK27. Image © Fernando Guerra
Casa Fio / Studio MK27. Image © Fernando Guerra

O campo do paisagismo é o responsável pela transformação e ressignificância espacial da paisagem, ora valorizando o objeto construído, ora trazendo luz à historia do território em questão. Assim como os elementos construídos, a vegetação quando projetada é capaz de trabalhar uma série de estímulos, propriedades e funções.

Como o Parc de la Villette influenciou a maneira como projetamos nossos parques no século XXI

10:00 - 23 Agosto, 2018
Como o Parc de la Villette influenciou a maneira como projetamos nossos parques no século XXI,  © <a href='https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/5/50/LaVillette100911.jpg'> Creative Commons User Jean-Marie Hullot</a> licensed under <a href=’https://creativecommons.org/licenses/by/3.0/deed.en/'>CC BY 3.0</a>
© Creative Commons User Jean-Marie Hullot licensed under CC BY 3.0

 © <a href='https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/6/6f/Do_pedalar_e_da_ciência.jpg'> Creative Commons User Alix Ferreira</a> licensed under <a href=’https://creativecommons.org/licenses/by-sa/4.0/'>CC BY-SA 4.0</a>  © <a href='https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/f/f6/Parc_de_La_Villette_%40_Paris_%2828926264776%29.jpg'> Creative Commons User Guilhem Vellut</a> licensed under <a href=’https://creativecommons.org/licenses/by/2.0/'>CC BY 2.0</a>  © <a href='https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/d/d2/Folie_N8_%40_La_Villette_%40_Paris_%2833893431256%29.jpg'> Creative Commons User Guilhem Vellut</a> licensed under <a href=’https://creativecommons.org/licenses/by/2.0/'>CC BY 2.0</a>  © <a href='https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/b/b4/Canal_%40_La_Villette_%40_Paris_%2833091237904%29.jpg'> Creative Commons User Guilhem Vellut</a> licensed under <a href=’https://creativecommons.org/licenses/by/2.0/'>CC BY 2.0</a> + 11

Como seria um tradicional parque parisiense para você? Para muitos, só existe uma imagem capaz retratar com exatidão a essência deste espaço: A Sunday Afternoon on the Island of La Grande Jatte, de Georges Seurat. A famosa pintura retrata a burguesia desfrutando de um oásis natural, uma ilha verde em meio a uma cidade industrializada.

LOLA, L + CC e Taller Architects vencem concurso para parque florestal e esportivo em Guang Ming, China

19:00 - 13 Agosto, 2018
LOLA, L + CC e Taller Architects vencem concurso para parque florestal e esportivo em Guang Ming, China, Passarela entre as folhagens das árvores. Cortesia de LOLA, TALLER, and L+CC
Passarela entre as folhagens das árvores. Cortesia de LOLA, TALLER, and L+CC

LOLA Landscape Architects, Taller Architects e L+CC divulgaram imagens de seu projeto vencedor do concurso para um parque florestal e esportivo de 600 hectares em Guang Ming, Shenzhen, China. Encomendado em resposta à explosão da indústria de tecnologia na área metropolitana de Shenzhen, o parque dará ênfase à saúde, esportes e natureza para oferecer um contraponto ecológico ao entorno urbano denso.

A colaboração vencedora teve a concorrência dos escritórios JCFO, SWA, e TCL com o júri elogiando o esquema por sua “nova abordagem e [por] estar altamente atento à ecologia local [enquanto] incorpora técnicas românticas e visões urbanas realistas”.

Vista aérea do lago central em direção a Guang Ming. Cortesia de LOLA, TALLER, and L+CC Passarela cruzando uma rodovia. Cortesia de LOLA, TALLER, and L+CC Cabana da floresta que pode ser alugada por uma noite. Cortesia de LOLA, TALLER, and L+CC Pavilhão no lago. Cortesia de LOLA, TALLER, and L+CC + 21

MAD Architects resgata túnel abandonado no Japão com instalações de arte

15:00 - 11 Agosto, 2018
MAD Architects resgata túnel abandonado no Japão com instalações de arte , Gruta de Luz (Água). Imagem Cortesia de Nacasa & Partners Inc
Gruta de Luz (Água). Imagem Cortesia de Nacasa & Partners Inc

O MAD Architects acaba de inaugurar o seu mais novo projeto, o restauro do famoso túnel do desfiladeiro de Kiyotsu, na prefeitura de Niigata, no Japão. A intervenção concebida pelo escritório de arquitetura fundado por Ma Yansong, transformou o histórico túnel em uma trilha subterrânea de espaços expositivos para a arte conceitual. O “Túnel de Luz”, como foi chamado, foi aberto ao público durante a Trienal de Echigo-Tsumari de 2018, passando por baixo de imensas formações rochosas ao longo de seus 750 metros de túneis e galerias, o túnel culmina em uma plataforma semi aberta que oferece uma vista estonteante para uma das mais belas paisagens naturais do Japão.

A proposta do MAD procurou “transformar os elementos arquitetônicos ao longo do túnel através de intervenções artísticas singulares”. Inspirado em cinco elementos: madeira, terra, metal, fogo e água - o projeto explora a relação entre o ser humano e a natureza, "reconectando os moradores e visitantes com a grandiosa beleza da paisagem natural".

Periscópio (Madeira). Imagem Cortesia de Nacasa & Partners Inc A gota (Fogo). Imagem Cortesia de Nacasa & Partners Inc A gota (Fogo). Imagem Cortesia de Nacasa & Partners Inc Expressão da cor (Terra). Imagem Cortesia de Nacasa & Partners Inc + 22

Centro de Conferências Yabuli do MAD Architects começa a ser construído na China

16:00 - 5 Agosto, 2018
Centro de Conferências Yabuli do MAD Architects começa a ser construído na China, © MIR
© MIR

Tiveram início as obras do Centro de Conferências do China Entrepreneur Forum, projetado pelo MAD Architects e localizado nas montanhas de Yabuli, no nordeste da China. Com uma paisagem montanhosa coberta de neve e conhecida por suas temperaturas congelantes, a região de Yabuli recebe o encontro anual do Fórum Empresarial da China (CEF), considerado o “Davos da Ásia”.

O projeto do MAD, também conhecido como “Centro de Conferências Yabuli”, procura incorporar e mostrar as “ambições, ideologias e o pensamento crítico avançado dos membros da CEF” através de uma estrutura semelhante a uma tenda definida por linhas suaves e inclinadas.

© MIR © MIR © MIR © MIR + 12

Em foco: Roberto Burle Marx

06:00 - 4 Agosto, 2018
Em foco: Roberto Burle Marx, © Haruyoshi Ono / Acervo Escritório Burle Marx
© Haruyoshi Ono / Acervo Escritório Burle Marx

Hoje, dia 04 de agosto de 2018, Roberto Burle Marx completaria 109 anos. Nascido em 1909, no estado de São Paulo, cresceu no estado do Rio de Janeiro, onde desenvolveu a maior parte de suas obras paisagísticas. Com pai alemão, Willem Marx, foi com sua mãe recifense, Cecília Burle, que despertou seu desejo pela botânica. Aos dezenove anos morou por um ano na Alemanha, onde teve seus primeiros contatos com os artistas de vanguarda que influenciaram seu trabalho.

Tornou-se o mais influente paisagista brasileiro, responsável por um extenso legado de projetos em território nacional e internacional, aventurando-se em variados campos artísticos para além do paisagismo, como a pintura, desenho, escultura, tapeçaria e artesanato, expressando compulsivamente sua visão de mundo e suas ideias.