1. ArchDaily
  2. Amancio Williams

Amancio Williams: O mais recente de arquitetura e notícia

Os pilares guarda-chuva de Amancio Williams: resistência, autonomia e versatilidade em 10 projetos

Una Nueva Bóveda Cáscara (1952). Image Cortesía de Archivo Williams - Director Claudio Williams
Una Nueva Bóveda Cáscara (1952). Image Cortesía de Archivo Williams - Director Claudio Williams

Pabellón de exposición en Palermo (1966). Image Cortesía de Archivo Williams - Director Claudio WilliamsSupermercado textil en Bernal (1960). Image Cortesía de Archivo Williams - Director Claudio WilliamsCasa en Punta del Este (1961). Image Cortesía de Archivo Williams - Director Claudio WilliamsEscuela Industrial en Olavarría (1960). Image Cortesía de Archivo Williams - Director Claudio Williams+ 21

O pilar "guarda-chuva" é um sistema de concreto armado projetado por Amancio Williams (Buenos Aires, 1913-1989) que, em virtude de sua forma, é capaz de suportar cargas extraordinárias e de se manter em equilíbrio de forma autônoma - ou seja, não precisa de outras peças para se sustentar além de sua própria coluna -, oferecendo, ainda, pouquíssima resistência ao vento. Os estudos a respeito deste projeto foram iniciados pelo arquiteto em 1939, momento a partir do qual realizou uma série de ensaios e construiu cerca de 50 maquetes. Esta estrutura para coberturas altas, também conhecida em espanhol como "paraguas" ou "sombrilla", pode ser considerada um exemplo de destaque em inovação moderna da época na Argentina, definida pela experimentação técnica e formal.

Documentário explora a vida e a obra de Amancio Williams, mestre do modernismo argentino

Cortesía de Archivo Williams - Director Claudio Williams
Cortesía de Archivo Williams - Director Claudio Williams

Dirigido por Gerardo Panero, o documentário Amancio Williams narra a vida e obra do arquiteto argentino, uma figura representativa do movimento moderno em seu país. Amancio teve um papel inquestionável na renovação dos ideais arquitetônicos do país, sendo reconhecido mundialmente por suas ideias e projetos, dos quais se destaca a famosa Casa sobre el Arroyo, projetada em parceria com sua esposa, Delfina Gálvez, entre os anos de 1943 e 1946 na cidade de Mar del Plata. Embora muitas de suas propostas não tenham se concretizado, seus projetos e experimentações geraram mudanças notáveis ​na arquitetura argentina, deixando um legado valioso para as gerações seguintes.

5 Casas modernas de Amancio Williams que nunca foram construídas

Casa en el Parque Pereyra Iraola (1943) . Image Cortesía de Archivo Williams - Director Claudio WilliamsCasa en Punta del Este (1961). Image Cortesía de Archivo Williams - Director Claudio WilliamsCasa en Las Lomas de San Isidro (1969) . Image Cortesía de Archivo Williams - Director Claudio WilliamsCasa en Munro (1952). Image Cortesía de Archivo Williams - Director Claudio Williams+ 89

Quando estudamos os projetos residenciais desenhados por Amancio Williams, geralmente fazemos referência a sua emblemática Casa sobre o arroio - construída em Mar del Plata entre os anos de 1943 e 1946 - ou a sua ativa participação na direção técnica da Casa Curutchet de Le Corbusier. Mas, existem projetos de residência desenhados por este arquiteto? Que ideias e conceitos chave da modernidade eles nos permitem vislumbrar? Que influências tiveram no desenvolvimento da arquitetura argentina?

8 Casas que definem a arquitetura moderna na Argentina

O Movimento Moderno teve um papel inquestionável na renovação dos ideais arquitetônicos, aportando uma nova atitude frente ao entendimento dos modos de habitar, da técnica e da estética, marcando profundas mudanças na percepção geral do mundo. Em relação à Argentina, apesar de ser complexa a localização periódica da produção arquitetônica moderna, é possível mencionar alguns dos arquitetos que começaram, a partir dos anos 20, a vincular-se com estas ideias. As contribuições intelectuais e de criação arquitetônica de Alejandro Virasoro, Alberto Prebisch, Ernesto Vautier, Fermín Beretervide, Wladimiro Acosta, Alejo Martinez, Antonio e Carlos Vilar, Juan Kurchan, Jorge Ferrari Hardoy, Antonio Bonet, Abel López Chas, Eduardo Catalano, Eduardo Sacriste e Amancio Williams, entre outros, incluiram, em muitos casos, abordagens originais associadas a novos modos de pensar, manifestando uma arquitetura resultante da análise das condições locais e regionais de seus cidadãos.

Retrofuturismo em Buenos Aires

Buenos Aires em 2018. Habitantes? Quase 3 milhões. Trens magnéticos de alta velocidade? Zero. Arranha-céus interconectados com vias férreas? Zero. DeLoreans voando pelos ares? Lamentavelmente, zero. Inovações no transporte? O metro-bus e a ciclovia. Em termos urbanísticos, a cidade parece não haver avançado no ritmo que se imaginava.

O que existia era uma fé cega no futuro. Um futuro onde tudo seria possível, onde o céu não era o limite e as pessoas poderiam circular livremente sobre as nuvens através de uma rede de caminhos que conectariam altas torres. O que ocorreu? Para isso, devemos viajar no tempo. Mais precisamente, ao passado.

"A Obra Secreta": filme narra o que teria acontecido se Le Corbusier tivesse visitado a Casa Curutchet

Lançado recentemente, o filme "La obra secreta" é um longa-metragem argentino de ficção dirigido por Graciela Taquin cuja trama se desenrola em torno de uma das obras de arquitetura mais famosas do país, a Casa Curutchet, em La Plata, projetada por Amancio Williams e Le Corbusier para Pedro Curutchet.

Conheça a Casa Curutchet com este percurso virtual

O modelo virtual da Casa Curutchet, apresentado por Daniel Pertovt, permite uma aproximação à promenade architecturale no projeto de Le Corbusier e Amancio Williams na Argentina

Através da tecnologia virtual, o percurso proporciona a compreensão dos espaços dinâmicos da casa - diferente das visão estática proporcionada pelas fotografias da casa.

Clássicos da Arquitetura: Casa sobre o arroio / Amancio Williams

Localizada em um cenário natural particular da cidade de Mar del Plata, a Casa sobre o arroio –também conhecida com a Casa da Ponte– é considerada um componente paradigmático da arquitetura do século XX e uma referência obrigatória do Movimento Moderno na Argentina e na América Latina.

A projeto da residência é de autoria do arquiteto argentino Amancio Williams a partir do encargo de seu pai, o músico Alberto Williams, e é uma evidência construída da capacidade de estabelecer um vínculo entre a racionalidade moderna do ser humano com a natureza e sua topografia.

10 fatos desconhecidos da relação entre Le Corbusier e Amancio Williams

A Casa Curutchet - um dos três projetos desenvolvidos pelo arquiteto suíço Le Corbusier na América - é considerada a evidência construída do vínculo que o arquiteto estabeleceu com a Argentina a partir de 1930. Seis décadas após a concretização da obra, recordamos a relação entre Le Corbusier e Amancio Williams, que, na gestão da obra, torna-se o intérprete deste projeto à distância.

Com este objetivo, extraímos 10 fatos interessantes da recíproca amizade entre Amancio e Le Corbusier, descrita detalhadamente no livro de Daniel Merro Johnston, "O Autor e o Intérprete: Le Corbusier e Amancio Williams na Casa Curutchet", Edições 1:100.

Detalhes do interior da Casa Curutchet fotografados pelo coletivo "Caminando La Plata"

A Casa Curutchet -Patrimônio da Humanidade pela Unesco desde julho deste ano - é o resultado do encontro entre Pedro Curutchet, Amancio Williams e Le Corbusier. As atuações e os intercâmbios entre estes protagonistas podem ser vistas em cada detalhe do interior da residência e sua evidência é registrada pelo coletivo de fotógrafos argentinos "Caminando La Plata" para a lCOMOS Argentina e a Fundación Ciudad de La Plata.

A precisão e variedade dos detalhes internos convidam à reflexão sobre as relações existentes entre os indivíduos que interviram no processo de configuração e construção da obra, demonstrando a complexidade da Casa Curutchet. 

Clássicos da Arquitetura: Casa Curutchet / Le Corbusier