Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Igreja

Igreja: O mais recente de arquitetura e notícia

Adjaye Associates é selecionado para desenhar o Human Fraternity Project em Abu Dhabi

O escritório Adjaye Associates venceu o concurso The Abrahamic Family House, em Abu Dhabi. O projeto de referência, na Ilha Saadiyat, é um espaço onde três religiões se reunirão com a implementação de uma mesquita, uma sinagoga e uma igreja.

© Adjaye Associates © Adjaye Associates © Adjaye Associates © Adjaye Associates + 11

Centro Comunitário de Huaxiang / INUCE • Dirk U. Moench

© Shikai / INUCE © Shikai / INUCE © Shikai / INUCE © Shikai / INUCE + 26

Igreja  · 
Fuzhou, China

Arquiteturas religiosas contemporâneas que repensam os espaços tradicionais de culto

© Fabrice Fouillet
© Fabrice Fouillet

A construção de locais de culto sempre foi uma prática complexa, conseguindo separar o humano e liberar a fronteira entre corpo, mente e espírito. A presença do sagrado é crucial no projeto e construção de lugares de culto, e é por isso que quase todo edifício religioso possui características semelhantes: grandiosidade, materialidade monolítica, elementos naturais e uma planta que leva em conta a circulação do indivíduo no espaço. Estruturas religiosas contemporâneas, no entanto, encontraram uma maneira de se adaptar à evolução da arquitetura. Diferentemente dos períodos gótico ou barroco, a arquitetura contemporânea não possui uma identidade dominante, mas é uma combinação de pós-modernismo, futurismo, minimalismo, modernismo e tudo o que há entre estes. Os arquitetos descobriram uma maneira de transformar esses lugares exclusivos dedicados à religião em estruturas de espiritualidade, contemplação e manifestação. 

Reunimos aqui uma seleção de edifícios religiosos contemporâneos que provam que os arquitetos estão rompendo todos os limites programáticos da arquitetura. 

© Adam Letch Cortesia de S.M.A.O © Ahmad Mirzaee Cortesia de Kojii Fuji / Nacasa & Partners Inc. + 24

A arquitetura religiosa ainda é relevante nos dias de hoje?

Algumas das mais importantes obras de arquitetura ao longo da história da humanidade se devem à religiosidade e espiritualidade do ser humano. Ao longo das últimas décadas, um crescente número de pessoas têm se importado cada vez menos com as práticas religiosas no sentido mais tradicional, isso não significa que a maioria delas seja completamente cética, mas o fato é que muitos destes monumentos arquitetônicos têm lentamente começado a perder parte de seu significado. Aquilo que Louis Kahn chamou de “imensurável” e Le Corbusier se referia como “inefável” estaria deixando de ser relevante para as pessoas?

A proposta do Vaticano para a Bienal de Veneza de 2018 - primeira participação do país no mais importante evento de arquitetura do mundo - é apresentada como “uma espécie de peregrinação não apenas religiosa, mas também cética”. Com isso, está cada vez mais evidente que o papel dos espaços “religiosos” está se transformando pouco à pouco, de espaços iconográficos para ambientes mais ambíguos que procuram refletir a "espiritualidade" de uma maneira mais ampla.

E o que isso significa? Ainda há espaço para a espiritualidade na arquitetura? É possível criar espaços religiosos abertos para pessoas de diferentes crenças e até mesmo para aquelas mais céticas? E o que faz com que um espaço seja dotado de "espiritualidade"?

Vaticano divulga detalhes de sua primeira participação na Bienal de Arquitetura de Veneza

O Vaticano divulgou detalhes do Pavilhão da Santa Sé para a Bienal de Veneza de 2018, marcando sua primeira participação na maior exposição da arquitetura mundial. Situado na Ilha de San Giorgio Maggiore, o Pavilhão da Santa Sé levará os visitantes a uma viagem por dez capelas projetadas por dez arquitetos.

O início da jornada será marcado pela Capela Asplund, projetada pela MAP Studio e construída pela ALPI, inspirada na “Woodland Chapel” construída em 1920 por Gunnar Asplund no Woodland Cemetery, em Estocolmo.

Nova Igreja de Saint-Jacques de la Lande de Álvaro Siza, pelas lentes de Ana Amado

© Ana Amado
© Ana Amado

A fotógrafa de Arquitetura Ana Amado compartilhou conosco uma série de fotografias da recém-inaugurada Igreja de Saint-Jacques de la Lande, projetada pelo arquiteto português Álvaro Siza em Rennes. Esta é a primeira igreja construída na região da Bretanha no século XXI.

Como muitas outras obras de Siza, a igreja foi construída em concreto branco e seu desenho dá especial atenção à iluminação natural, que banha, por cima, o altar, o sacrário, o púlpito e a pia baptismal. Externamente, diferentes volumes - blocos, cilindros e incisões - compõem a geometria geral do edifício, distinguindo-o dos blocos residenciais adjacentes, ao passo que o reduzido número de aberturas ajuda a estabelecer uma presença sólida e permanente em meio ao ambiente natural.

Veja a série de fotografias de Ana Amado, a seguir:

© Ana Amado © Ana Amado © Ana Amado © Ana Amado + 53

K2S Architects vence concurso para reconstruir igreja em Ylivieska, Finlândia

Em março de 2016, a igreja central de Ylivieska, na Finlândia, foi destruída após um incêndio que transformou a estrutura de madeira do século XVIII em uma pilha de cinzas.

Agora, a comunidade está preparada para iniciar uma nova igreja projetada pelo K2S Architects, depois que o escritório finlandês foi selecionado como vencedor do concurso para a nova Igreja Ylivieska.

3º Lugar  - "Silta (Ponte)" / AOR Architects. Image © Aarti Ollila Ristola Architects (AOR) 3º Lugar - "Kooda 2" / OOPEAA. Image © Anssi Lassila / OOPEAA OFFICE FOR PERIPHERAL ARCHITECTURE Menção Honrosa - "Emilia" / Benjamin Aspelin, Stian Vestly Holte, Simon Schumacher. Image © Benjamin Aspelin, Stian Vestly Holte, Simon Schumacher Menção Honrosa - "Ristit (Crosses)" / APRT Architects. Image © APRT Architects + 30

Neozelandês constrói igreja feita de plantas

Depois de vários anos viajando por diferentes países, o neozelandês Barry Cox resolveu construir uma igreja no fundo do terreno de sua casa. Ele era um admirador da arquitetura e construção de igrejas, paixão que herdou da família de descendentes italianos.

© Sally Tag, via HAUS © Sally Tag, via HAUS © Sally Tag, via HAUS © Sally Tag, via HAUS + 7

Clássicos da Arquitetura: Paróquia do Santo Sacrifício nas Filipinas / Leandro V. Locsin

Apelidada de "disco voador", a Paróquia (Igreja) do Santo Sacrifício é uma expressão modernista que incorpora a complexa história colonial das Filipinas. Localizado em um campus universitário em Quezon City (anteriormente a capital da nação, agora uma parte da Região da Capital Nacional de Manila), a igreja em estrutura de casca de concreto foi produto do arquiteto filipino Leandro Locsin e de outros três artistas nacionais que contribuíram para seu interior. [1] O projeto de Locsin, que combina elementos da arquitetura filipina tradicional com a estética internacional do pós-guerra, sendo um poderoso símbolo de uma nação recém-independente após séculos de controle imperial.

Cortesia de Wikimedia user Ramon FVelasquez Cortesia de Wikimedia user Ramon FVelasquez Cortesia de Wikimedia user Ramon FVelasquez Cortesia de Wikimedia user Ramon FVelasquez + 7

Clássicos da Arquitetura: Igreja de Grundtvig / Peder Vilhelm Jensen-Klint

Seis milhões de tijolos amarelos no topo de uma colina na periferia de Copenhague formam um dos monumentos expressionistas mais famosos do mundo, ao mesmo desconhecido. Grundtvigs Kirke ("igreja de Grundtvig")foi projetada pelo arquiteto Peder Vilhelm Jensen Klint, construída entre 1921 e 1940 como um memorial a N.F.S. Grundtvig - um pastor, um filósofo, um historiador, um hinário, e um político dinamarquês famoso do século XIX. [1] Jensen Klint, inspirado pela interpretação humanista de Grundtvig do cristianismo, fundiu a escala e o estilo de uma catedral gótica com a estética de uma igreja dinamarquesa criando um marco digno de seu homônimo. [2]

Foi decidido em 1912 que Grundtvig, que havia falecido em 1873, foi tão significativo para a história e cultura dinamarquesa que merecia um monumento nacional. Duas competições foram prendidas em 1912 e em 1913, trazendo numerosas submissões para estátuas, colunas decorativas, e memoriais arquitetônicos. [3]

Cortesia de Flickr user Flemming Ibsen Cortesia de Flickr user Rune Brimer Cortesia de Flickr user noona11 Cortesia de Flickr user Flemming Ibsen + 18

Clássicos da Arquitetura: Paróquia Santa María de Guadalupe / Claudio Caveri

Projeto do arquiteto Claudio Caveri, o edifício de esquina entre a rua Molina Campos e a Avenida Victoria -inseridas na malha urbana quadriculada da Área Metropolitana de Buenos Aires-, manteve ativas certas reflexões sobre a busca de uma uma identidade local que fizesse frente à arquitetura moderna internacional no contexto argentino da década de 60.

A paróquia Santa María de Guadalupe difere, no partido, das outras construções ao seu redor. Com a conclusão de sua construção em 1967, reflete certas características de sua obra antecessora -A igreja de Fátima- que confere uma forma diferente de conceder a arquitetura argentina e é a base expoente do estilo "casablanquismo".

© Luciano Siffredi © Luciano Siffredi © Luciano Siffredi © Luciano Siffredi + 13

Clássicos da Arquitetura: Basílica de Saint-Denis / Abbot Suger

A origem da arquitetura gótica, um estilo que definiu a Europa na Idade Média tardia, pode ser rastreada até uma única igreja nos subúrbios do norte de Paris. A Basílica real de Saint-Denis (Basilique royale de Saint-Denis), construída no terreno de uma abadia e um relicário estabelecidos na Dinastia Carolíngia (800-888), foi reconstruída parcialmente sob a administração de Abbot Suger no início do século XII ; Estas adições - utilizando uma variedade de técnicas estruturais e estilísticas desenvolvidas na construção de igrejas românicas nos séculos precedentes - colocariam a arquitetura medieval em um novo curso que carregaria pelo resto da época.

Félix Benoist (Domínio Público). ImageEngraving (1861) Janela. Imagem © Wikimedia user Diliff (CC BY-SA 3.0) Tumba. Image © Wikimedia user Myrabella (CC BY-SA 3.0) Fachada Oeste Portal Detalhe. Image © Wikimedia user Myrabella (CC BY-SA 3.0) + 9

A Grande Passarela / AS.Architecture-Studio

© Luc Boegly © Luc Boegly © Luc Boegly © Luc Boegly + 14

St-Malo, França

Clássicos da Arquitetura: Cinco Igrejas Brasileiras Modernas

Relembre as cinco igrejas brasileiras modernas que publicamos nas últimas semanas.

Clássicos da Arquitetura: Igrejinha Nossa Senhora de Fátima / Oscar Niemeyer

© Marcel Gautherot. Via Blog do Instituto Moreira Salles
© Marcel Gautherot. Via Blog do Instituto Moreira Salles

Cinco vigas similares unidas num ponto e logo abertas em leque conformam o perímetro da laje de cobertura que em projeção horizontal forma um triângulo isósceles de vinte e cinco metros de base e vinte e nove metros de altura.

Clássicos da Arquitetura: Capela de Santana do Pé do Morro / Éolo Maia e Jô Vasconcellos

Courtesy of Bruno Santa Cecília Courtesy of Bruno Santa Cecília Courtesy of Bruno Santa Cecília Courtesy of Bruno Santa Cecília + 39

Por Bruno Santa Cecília

A Capela assenta-se no alto de uma pequena colina junto à sede da Fazenda, onde se localizam as ruínas de uma antiga edificação. Formadas por três espessas paredes que preservam a técnica edilícia da construção de barro e pedra, essas ruínas foram envolvidas por uma estrutura de aço, vidro e madeira e transformadas em altar-mor.

Clássicos da Arquitetura: Igreja da Vila Madalena / Joaquim Guedes

© Babi Carvalho © Babi Carvalho Altar atual. Image © Babi Carvalho © Babi Carvalho + 28

 Por Ruth Verde Zein

A Igreja da Vila Madalena organiza-se desde um espaço interno praticamente livre de quarenta por vinte metros, com acesso pela porção média da dimensão maior, disposta faceando a rua, mas bem recuada desta. Cria-se assim um amplo adro que aproveita a porção mais plana do lote, organizado em patamares devido à inclinação da rua lindeira, isolando a construção na porção posterior do terreno; que, devido à sua grande declividade, vai obrigar a apoiar o volume da igreja sobre colunas, de maneira a apresentar o nível de acesso em continuidade à praça.