1. ArchDaily
  2. Serpentine Pavilion

Serpentine Pavilion: O mais recente de arquitetura e notícia

Pavilhão Serpentine é adiado para 2021

A inauguração do 20º Pavilhão Serpentine, projetado pelo estúdio sul-africano Counterspace, foi adiada para meados de 2021. "Counterspace, dirigido por Sumayya Vally, Sarah de Villiers e Amina Kaskar, trabalhará em colaboração com a Serpentine em uma série de projetos externos e pesquisas ao longo de 2020, relação que culminará com a abertura do Pavilhão no verão de 2021", anuncio a Serpentine Galleries.

BIG divulga projeto de novo edifício corporativo em Newcastle

Os arquitetos do BIG acabaram de divulgar imagens do No 1 Quayside, seu mais recente prédio de escritórios em Newcastle. Projetado em colaboração com o estúdio local Xsite Architecture, a curvatura do projeto é diretamente inspirada nas pontes sobre o rio Tyne e nas colinas vizinhas.

Cortesia do BIG - Bjarke Ingels GroupCortesia do EYELEVELCortesia do EYELEVELCortesia do EYELEVEL+ 15

Serpentine Pavilion 2020 será projetado por Counterspace, um escritório africano liderado por mulheres

O escritório Counterspace, de Joanesburgo, África do Sul, foi selecionado para projetar o Serpentine Pavilion 2020. Sumayya Vally, Sarah de Villiers e Amina Kaskar, líderes do escritório colaborativo, são as profissionais mais jovens a projetar o famoso pavilhão.

Faça um passeio virtual pelo Serpentine Pavilion 2019

Para aqueles que não podem experienciar fisicamente o Serpentine Pavilion de Junya Ishigami, em Londres, o fotógrafo Nikhilesh Haval, do estúdio nikreations, publicou um passeio virtual pela estrutura. Semelhante às produções anteriores do pavilhão 2018 de Frida Escobedo, do pavilhão 2016 do BIG e do pavilhão 2015 do SelgasCano, o tour permite que os espectadores experimentem o espaço livre que define o pavilhão.

Primeiras imagens do Serpentine Pavilion 2019 de Junya Ishigami

O Serpentine Pavilion 2019, do arquiteto japonês Junya Ishigami, está tomando forma em Londres. Uma série de fotografias de Laurian Ghinitoiu mostra o projeto com sua cobertura de forma livre. Ishigami é o segundo mais jovem arquiteto a projetar o pavilhão, e seu trabalho é conhecido por uma abordagem leve e efêmera. O pavilhão de 2019 consiste em uma superfície de ardósia que se eleva do solo, sustentada por pilotis que formam uma espécie de campo interno sob a cobertura.

2019 Serpentine Pavilion. Imagem © Laurian Ghinitoiu2019 Serpentine Pavilion. Imagem © Laurian Ghinitoiu2019 Serpentine Pavilion. Imagem © Laurian Ghinitoiu2019 Serpentine Pavilion. Imagem © Laurian Ghinitoiu+ 12

Serpentine Pavilion projetado por SelgasCano em 2015 será transferido para Los Angeles

Projetado por SelgasCano, o Serpentine Pavilion de 2015 será relocado na cidade de Los Angeles onde será aberto ao público oferecendo uma programação completa e gratuita ao longo do próximo verão. Idealizada pela Second Home - uma empresa dedicada à promoção de iniciativas criativas e sociais - em parceria com o Museu de História Natural de Los Angeles (NHMLAC), a iniciativa transformará a estrutura flexível do pavilhão em um edifício multifuncional aberto à comunidade, promovendo um programa amplo e diversificado voltado à arte, design, ciências e sustentabilidade.

© Laurian Ghinitoiu© Laurian Ghinitoiu© Jim Stephenson© Laurian Ghinitoiu+ 5

Serpentine Gallery proíbe os escritórios de envolver estagiários não remunerados em seus projetos

Após vir à público que os arquitetos responsáveis pelo projeto do Serpentine Pavilion de 2019 não estavam pagando os estagiários envolvidos no projeto do pavilhão, a Serpentine Gallery solicitou diretamente que os responsáveis pelo escritório Juny Ishigami + Associates, revisassem seus péssimos hábitos e remunerassem todos os envolvidos no projeto do pavilhão. O escritório de arquitetura japonês é apenas mais uma das muitas empresas do ramo que explora jovens profissionais, oferecendo trabalho em troca de "experiência". As duras críticas da Serpentine vieram à tona depois de um suposto e-mail ter sido veiculado pelo The Architects’Journal, onde um dos estagiários fala sobre a falta de remuneração, a pesada carga horária e as intermináveis horas extras.

Serpentine Pavilion 2019 será projetado pelo arquiteto japonês Junya Ishigami

A Serpentine Gallery de Londres anunciou o arquiteto japonês Junya Ishigami como responsável pelo projeto do Serpentine Pavilion 2019. Ishigami, que aos 44 é o segundo arquiteto mais jovem a participar do programa (depois de Frida Escobedo), é conhecido por seus projetos que exploram aspectos como leveza e efemeridade.

O projeto de Ishigami consiste em uma grande superfície de ardósia suspensa no parque, erguida por esbeltos pilotis que criam uma paisagem interna que lembra uma floresta. A penumbra proporcionada pela cobertura criará um espaço sereno para contemplação e reflexão. Ishigami explica que seu projeto para o pavilhão exemplifica a ideia de "espaço livre", com a qual ele "busca a harmonia entre estruturas feitas pelo homem e aquelas que já existem".

Serpentine Pavilion 2019 será projetado pelo arquiteto japonês Junya IshigamiJunya Ishigami, Botanical Garden Art Biotop / Water Garden, Tochigi, Japan, 2018, © Junya Ishigami + AssociatesJunya Ishigami by Tasuko AmadaSerpentine Pavilion 2019, Design Render, Exterior View, © Junya Ishigami + Associates+ 6

Serpentine Pavilion do BIG prestes a ser concluído em seu novo destino no Canadá

A parceria entre a Bjarke Ingels Group e o Westbank está se concretizando em duas frentes. Quando a inovadora Vancouver House for concluída, a obra de relocação da Serpentine Pavilion também estará pronta para ser inaugurada na cidade de Toronto.

As duas estruturas projetadas pelo BIG, localizadas nos dois extremos do país, foram reconhecidas por serem estruturas inovadoras dentro da arquitetura. A Vancouver House, além e receber a certificação LEED-Platinum, foi premiada no World Architecture Festival como o Edifício do Ano de 2015. Por outro lado, chamado de “unzipped wall”, o projeto realizado por Bjarke Ingels e seus arquitetos para a Serpentine Pavilion, passou por uma infinidade de cidades antes de desembarcar permanentemente na orla de Vancouver.

Vancouver House. Imagem Cortesia de WestbankVancouver House. Imagem Cortesia de WestbankUnzipped Toronto. Imagem Cortesia de WestbankUnzipped Toronto. Imagem Cortesia de Westbank+ 9

Plaza Artz Pedregal de Sordo Madaleno Arquitectos entra em colapso na Cidade do México

Usuários das redes sociais relataram ontem o colapso parcial da Plaza Artz Pedregal, um projeto do escritório mexicano Sordo Madaleno Arquitectos localizado ao sul da Cidade do México.

De acordo com a versão online do jornal Milenio, o Secretário de Proteção Civil da Cidade do México afirmou que, no momento, não há relatos de pessoas feridas ou presas nos escombros.

Estádios do México para a Copa do Mundo de 2026

Recentemente, a FIFA anunciou que a Copa do Mundo de 2026 será realizada no México, Estados Unidos e Canadá. A notícia surpreendeu muita gente, já que é a primeira vez que uma Copa será realizada em três países diferentes, implementando também um novo formato com 48 equipes divididas em 16 grupos de três equipes cada.

Sabemos que muitos dos nossos leitores são fãs de futebol e da arquitetura mexicana, por isso, apresentamos a seguir os três estádios no México que sediarão partidas da Copa de 2026. 

Serpentine Pavilion de Frida Escobedo, pelas lentes de Laurian Ghinitoiu

Após a inauguração da Serpentine Pavillion 2018, projetada pela arquiteta mexicana Frida Escobedo, o fotógrafo Laurian Ghinitoiu voltou suas lentes para Londres. As imagens registram a beleza elementar do pavilhão do Escobedo, definido por uma fachada de cimento permeável inspirada nas celosias mexicanas.

Mesclando elementos típicos da arquitetura mexicana com referências locais de Londres, o pavilhão se concentra em um pátio definido por dois volumes retangulares construídos com a mesma técnica usada nas celosias mexicanas.

© Laurian Ghinitoiu© Laurian Ghinitoiu© Laurian Ghinitoiu© Laurian Ghinitoiu+ 30

Frida Escobedo sobre o Serpentine Pavilion 2018: "A arquitetura mexicana é uma arquitetura de sobreposições"

Depois de Frida Escobedo, Yana Peel e Hans Ulrich Obrist apresentaram oficialmente o Serpentine Pavilion 2018 nesta última segunda-feira, 11 de junho, no Kensington Gardens, em Londres, tivemos a oportunidade de entrevistar Escobedo exclusivamente para o ArchDaily. A arquiteta compartilhou conosco a importância de projetar pavilhões em sua carreira, a relevância de trabalhar em espaços públicos e comentou sobre a percepção do contexto mexicano fora do México.

O Serpentine Pavilion 2018 permanecerá aberto ao público até 7 de outubro deste ano.

Serpentine Pavilion de Frida Escobedo é inaugurado em Londres

O Serpentine Gallery Pavilion 2018, projetado por Frida Escobedo, foi inaugurado no Hyde Park, em Londres. O projeto de Frida Escobedo, que combina elementos típicos da arquitetura mexicana com referências locais de Londres, conta com um pátio definido por dois volumes retangulares construídos com telhas de cimento. Essas telhas são empilhadas para formar uma celosia, uma espécie de parede permeável típica da arquitetura mexicana, que permite a circulação do ar e visibilidade.

© Iwan Baan© Iwan Baan© Iwan Baan© Laurian Ghinitoiu+ 11

Serpentine Pavilion de Diébédo Francis Kéré é inaugurado em Londres

O Serpentine Pavilion 2017, projetado por Diébédo Francis Kéré (Arquitetura Kéré), foi inaugurado hoje em Londres. Concebido como um micro cosmos - "uma estrutura comunitária dentro dos Jardins de Kensington" - o pavilhão foi projetado para fundir conscientemente as referências culturais da cidade natal de Kéré (Gando, em Burkino Faso), com "técnicas de construção experimental". O arquiteto espera que o pavilhão, como condensador social, "se torne um farol de luz, um símbolo para narrativas e união".

Serpentine Pavilion 2017, projetado por Francis Kéré. Serpentine Gallery, Londres (23 de junho - 8 de outubro de 2017) © Kéré Architecture. Image © Iwan Baan       Serpentine Pavilion 2017, projetado por Francis Kéré. Serpentine Gallery, Londres (23 de junho - 8 de outubro de 2017) © Kéré Architecture. Image © Iwan Baan       Serpentine Pavilion 2017, projetado por Francis Kéré. Serpentine Gallery, Londres (23 de junho - 8 de outubro de 2017) © Kéré Architecture. Image © Iwan Baan       Serpentine Pavilion 2017, projetado por Francis Kéré. Serpentine Gallery, Londres (23 de junho - 8 de outubro de 2017) © Kéré Architecture. Image © Iwan Baan       + 4

Francis Kéré é selecionado para projetar o Serpentine Pavilion 2017

O Serpentine Galleries anunciou que o Serpentine Pavilion 2017 será projetado por Diébédo Francis Kéré (Kéré Architecture), um arquiteto africano que trabalha entre Berlim, Alemanha, e sua cidade natal Gando, em Burkino Faso. O projeto que será construído neste verão nos Kensington Gardens de Londres compreende uma cobertura expansiva apoiada sobre por uma estrutura de aço, imitando a copa de uma árvore. De acordo com Kéré, o projeto para a cobertura se inspira em uma árvore que serve como ponto de encontro para a vida em Gando. Alinhado com os critérios para a seleção do Serpentine Pavilion, o arquiteto Kéré ainda não realizou nenhum edifício permanente na Inglaterra.

Brinque com a versão paramétrica do Serpentine Pavilion do BIG

Todos os anos a Serpentine Gallery convida um arquiteto a projetar um pavilhão que ocupará seus gramados e receberá as centenas de milhares de visitantes nos meses de verão. Pavilhões temporários como este são uma oportunidade importante para arquitetos testarem novas ideias e comunicarem ao público o que a arquitetura é e o que ela poderia ser.

A menos que você esteja em Londres, não terá a oportunidade de visitar fisicamente o pavilhão, mas graças a internet podemos levar você até lá. 

Cortesia de ArchilogicCortesia de ArchilogicCortesia de ArchilogicCortesia de Archilogic+ 8

Serpentine Pavilion e Summer Houses 2016 pelas lentes de Laurian Ghinitoiu

Esta semana foi apresentado ao público o 17° Serpentine Gallery Pavilion. Com sua "parede expandida" de 13 metros de altura composta por tubos de fibra de vidro, o pavilhão tem uma presença imponente no Hyde Park e se localiza ao lado da Serpentine Gallery. Segundo Bjarke Ingles em seu memorial de projeto, o pavilhão trata dos efeitos visuais de diferentes ângulos - passando de um retângulo transparente quando visto de frente a uma escultura curvilínea quando visto de lado.

Com tanta riqueza visual, o projeto oferece muitas opções para ser explorado através da fotografia - sendo assim, o fotógrafo Laurian Ghinitoiu esteve presente na inauguração do projeto para investigar os efeitos visuais causados pelo pavilhão. Ele também registrou em fotografias as Summer Houses, projetadas por Kunlé Adeyemi do NLÉ, Barkow Leibinger, Yona Friedman e Asif Khan. Veja as fotografias a seguir.

© Laurian Ghinitoiu© Laurian Ghinitoiu© Laurian Ghinitoiu© Laurian Ghinitoiu© Laurian Ghinitoiu© Laurian Ghinitoiu© Laurian Ghinitoiu© Laurian Ghinitoiu© Laurian Ghinitoiu+ 72