1. ArchDaily
  2. Residencial

Residencial: O mais recente de arquitetura e notícia

A imponência das portas de grandes dimensões em interiores residenciais

Portas internas servem a diversos propósitos em residências, como fornecer segurança e privacidade, separar espaços e ruídos. Mas além dessas funções óbvias, elas também podem definir o tom e aprimorar a estética de uma sala com sua beleza, tornando-se poderosas características de design por si mesmas. Considerando esse impacto, arquitetos devem levar em consideração todos os fatores ao escolher uma porta, incluindo cor, material, estilo e mecanismo de abertura. As dimensões também são importantes, mas tendem a ser padronizadas, pois são limitadas pelo tamanho da estrutura da porta. Geralmente, elas tem cerca de 210 cm de altura e variam de 70 a 90 cm de largura. Recentemente, no entanto, isso deu uma guinada no design moderno.

Exemplos e ideias de como transformar garagens em outros espaços

Desde o início do século XX o automóvel particular vem moldando as cidades e a arquitetura, demandando espaços específicos para circular e ser armazenado. Os carros e motos ditaram a organização espacial, e a consequente paisagem urbana e rural, de países inteiros, porém, com a crise climática e o reconhecimento dos problemas que este modelo de desenvolvimento traz para as cidades e para o planeta, cada dia mais percebem-se iniciativas que buscam suprimir os automóveis individuais e motorizados movidos a combustíveis fósseis, ao mesmo tempo que se percebe a necessidade de ressignificar espaços que antes eram dedicados aos carros. Para além das ruas e espaços públicos, essa transformação também é sentida na escala do edifício, nas casas e prédios residenciais que começam a encarar as garagens como um espaço mais dinâmico. 

Garagem Tini / tini + delavegacanolasso. Image © Imagen SubliminalLoft Grandpa / MEIUS Arquitetura. Image © Izabel DinizCasa Garagem / fala . Image Cortesia de falaGaragem Itamonte / Zebulun Arquitetura. Image © Federico Cairoli+ 10

Escola de Santa Maria / Appleton e Domingos Arquitectos

Escola de Santa Maria / Appleton e Domingos ArquitectosEscola de Santa Maria / Appleton e Domingos ArquitectosEscola de Santa Maria / Appleton e Domingos ArquitectosEscola de Santa Maria / Appleton e Domingos Arquitectos+ 19

Casas brasileiras: fachadas que destacam o charme da madeira

A madeira é um material muito comum na indústria da construção civil, sendo utilizada em várias etapas e para várias finalidades. A seguir, iremos explorar sua potencialidade para compor as fachadas residenciais a partir de 17 exemplos de casas brasileiras.  

Casa Terra / TETRO Arquitetura . Image © Luisa LageCasa da Lua / Prumo projetos . Image © Edierk CasusaCasa Brasil / Play Arquitetura. Image © Fran ParenteCasa Macaco / Atelier Marko Brajovic. Image © Rafael Medeiros+ 18

Sustentabilidade é o novo luxo? Entrevista com Andrea Boschetti sobre o projeto Karl Lagerfeld Villas

Durante os últimos anos, diversas marcas de moda começaram a se aventurar na arquitetura. Algumas construíram museus, fundações e instituições culturais, enquanto outras preferiram arriscar no campo da habitação, edificando luxuosas estruturas residenciais que buscam traduzir para a arquitetura a sua já valiosa identidade de marca. Nesta linha, a KARL LAGERFELD firmou uma importante parceria com a construtora espanhola Sierra Blanca Estates e o escritório de arquitetura, design e branding The One Atelier, lançando a primeira “coleção arquitetônica de luxo” assinada pela Karl Lagerfeld. Desenvolvido pelo The One Atelier, escritório no qual Andrea Boschetti é o arquiteto responsável, o luxuoso projeto das Karl Lagefeld Villas em Marbella, Espanha, foi concebido como uma estrutura sustentável e de baixa pegada de carbono, alinhado ao compromisso da marca com o chamado “Pacto da Moda”—uma iniciativa global que busca transformar a indústria em uma atividade mais sustentável e sintonizada com os desafios climáticos, a promoção da biodiversidade e proteção dos oceanos.

Procurando melhor entender o conceito de “arquitetura de luxo” e questionando-se por que as marcas de moda decidiram se aventurar na indústria da arquitetura e construção, o ArchDaily se reuniu com Andrea Boschetti para saber mais sobre as iniciativas nas quais o arquiteto e planejador urbano tem dedicado a maior parte de seu tempo ao longo dos últimos anos.

Cortesia de KARL LAGERFELD, Sierra Blanca Estates and One AtelierCortesia de KARL LAGERFELD, Sierra Blanca Estates and One AtelierCortesia de KARL LAGERFELD, Sierra Blanca Estates and One AtelierCortesia de KARL LAGERFELD, Sierra Blanca Estates and One Atelier+ 8

Casas brasileiras: 25 residências em terrenos inclinados

Talvez uma das decisões mais importantes inerentes a um processo de projeto seja a forma de implantação dos volumes construídos dentro dos limites do terreno. Essa escolha pode render diversas virtudes à obra, desde uma boa orientação para receber luz natural, até funcionalidade em relação a acessos e distribuição de funções do programa. Um dos fatores centrais na hora de entender qual é a melhor forma de pousar um projeto sobre o chão é a inclinação do terreno.

Residência GN / Miguel Pinto Guimarães Arquitetos Associados. Foto © Andre NazarethCasa Península / Bernardes Arquitetura. Foto © Fernando Guerra | FG+SGCasa em Ubatuba / spbr arquitetos. Foto © Nelson KonCasa Portobello / Tripper Arquitetura. Foto © Denilson Machado – MCA Estúdio+ 28

“As pessoas buscam uma nova proximidade com a natureza”: entrevista com Stefano Boeri

"Projetando uma casa para as árvores", como ele diz, Stefano Boeri está trabalhando em todo o planeta, exportando sua abordagem com as árvores do México para Shenzhen. Construindo todo um ecossistema, ao invés de apenas uma fachada verde, o arquiteto compreende a necessidade de redefinir nossa relação com a natureza, especialmente nas cidades.

Christele Harrouk, do ArchDaily, teve a oportunidade de entrevistar o arquiteto em Eindhoven, durante a inauguração da Trudo Tower, o primeiro projeto de habitação social de Stefano Boeri, em colaboração com Francesca Cesa Bianchi, sua sócia no Stefano Boeri Architetti, Laura Gatti, botânica e consultora, e Paolo Russo, responsável pelo projeto. Discutindo principalmente sua abordagem com a natureza, a qualidade ambiental e sua perspectiva aplicada ao redor do mundo, a conversa também abordou às quatro florestas verticais em andamento na Europa Ocidental: a primeira que acaba de iniciar em Utrecht, uma segunda em Bruxelas, um edifício em Eindhoven, e uma última em Antuérpia.

Trudo Tower. Imagem © Stefano Boeri ArchitettiPalazzo Verde . Imagem © Stefano Boeri ArchitettiPalazzo Verde . Imagem © Stefano Boeri ArchitettiTrudo Tower. Imagem © Stefano Boeri Architetti+ 22

Beliches integrados à arquitetura: dicas de materiais e design

É um equívoco comum que os beliches sejam usados exclusivamente para quartos de crianças e adolescentes. Embora os beliches sejam uma ótima solução para crianças, o aspecto prático dos beliches, que oferece amplo espaço para dormir e economiza espaço no chão, os torna excelentes para uma variedade de finalidades e aplicações. Com o aumento da densidade e a parcela da população vivendo em grandes centros urbanos fazendo uso de espaços cada vez menores, observou-se um impulso para a modularidade na arquitetura de interiores. Por esse motivo, beliches e áreas de dormir suspensas têm se tornado uma ótima solução para maximizar a metragem quadrada.

Foster+Partners divulga imagens do projeto da torre mais alta da Grécia

O escritório Foster+Partners divulgou seu projeto para Marina Tower, uma torre residencial destinada a se tornar o edifício mais alto da Grécia. Localizado em Ellinikon, nos arredores de Atenas, o projeto faz parte de um plano de desenvolvimento maior que visa transformar os arredores do antigo aeroporto em novos bairros em torno de um grande parque costeiro. A torre de 200 metros de altura no centro do masterplan mostra uma relação permeável entre os espaços internos e externos em sintonia com o clima mediterrâneo, ao mesmo tempo que apresenta vários elementos de água e extensa vegetação.

Casas brasileiras: 13 residências na Serra da Mantiqueira

Estendendo-se por mais de 500 quilômetros entre os estados do Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais, a Serra da Mantiqueira se tornou nos últimos anos um dos destinos favoritos de turistas que procuram climas amenos e uma atmosfera campestre. Cidades como Gonçalves, Monte Verde, Campos do Jordão, Santo Antônio dos Pinhais e Camanducaia são apenas algumas das localidades da Mantiqueira que têm atraído um número cada vez maior de visitantes em busca de contato mais próximo com a natureza.

A serra tem altitudes que variam entre mil e três mil metros, o que ocasiona temperaturas baixas para a latitude. Além disso, névoa e eventuais geadas rendem à paisagem um aspecto bucólico bastante distinto de outras regiões próximas, porém menos elevadas, que no inverno se acentua.

Refúgio Bocaina / Bruschini Arquitetura. Foto: © Marco AntonioResidência em Santo Antônio do Pinhal / Gui Paoliello Arquiteto. Foto: © Manuel SáCasa na Mantiqueira / Gui Paoliello Arquiteto. Foto: © Manuel SáCasa da Moenda / Felipe Rodrigues Arquitetura. Foto: © Pedro Vannucchi+ 14

Casas brasileiras: 25 residências com mezanino

Casa de Campo em Macacos / Ana Cristina Faria + Maria Flávia Melo. Imagem: © Gustavo XavierA Casa Brasileira - Meia 1 Oito 8 / Debaixo do Bloco Arquitetura. Imagem: © Joana FrançaCasa GA / Esquadra Arquitetos. Imagem: © Joana FrançaCasa Vila Madalena / Gui Paoliello Arquiteto. Imagem: © Manuel Sá+ 26

Uma das constantes ao projetar residências é a reflexão a respeito de como estabelecer divisões entre ambientes, ou delimitar setores a partir de usos e dinâmicas do dia a dia sem comprometer a qualidade espacial da construção. Esse tipo de exercício faz parte da prática arquitetônica em geral, mas quando se considera projetos residenciais, sobretudo casas, a busca por recursos de conforto, como luz e ventilação naturais, controle de ruídos e privacidade, ganha camadas de complexidade ligadas à multiplicidade de situações que uma residência deve comportar.

Residência MP / Otta Albernaz Arquitetura

© Eduardo Simabuguro Albernaz© Eduardo Simabuguro Albernaz© Eduardo Simabuguro Albernaz© Eduardo Simabuguro Albernaz+ 28

Jambeiro, Brasil

Casas brasileiras: 19 residências em terrenos estreitos

Casa Mipibu / Terra e Tuma Arquitetos Associados. Foto: © Nelson KonCasa Pirajá / Estúdio BRA. Foto: © Maíra AcayabaCasa Havaí / Garoa + Chico Barros. Foto: © Pedro Napolitano PrataReforma de Casa Tombada no Bixiga / Marcus Lima Arquitetura e Urbanismo. Foto: © Pedro Vannucchi+ 20

Adensamento e a demanda pelo solo urbano resultaram, entre outras coisas, na redução das dimensões dos lotes nas cidades. Grandes porções de terra, outrora destinadas a residências unifamiliares, passaram a receber edifícios onde vivem muitas famílias e, dependendo da localização, que contam em seus térreos com serviços e estabelecimentos comerciais. Construir uma casa em grandes centros urbanos não é fácil, e um dos motivos é a ausência de lotes para isso ou, quando existem, suas reduzidas dimensões.

SEHAB Heliópolis / Biselli Katchborian Arquitetos

© Nelson Kon© Nelson Kon© Nelson Kon© Nelson Kon+ 23

Casas brasileiras: 16 residências com espelho d'água

Casa Mipibu / Terra e Tuma Arquitetos Associados. Imagem: © Nelson KonCasa Bacopari / UNA Arquitetos. Imagem: © Leonardo FinottiVilla Deca / Studio Guilherme Torres. Imagem: © Denilson Machado – MCA EstúdioResidência MS / Jacobsen Arquitetura. Imagem: © Fernando Guerra | FG+SG+ 18

No universo da arquitetura é recorrente que soluções técnicas ligadas ao conforto dos ambientes sejam transformadas em recursos expressivos ou detalhes únicos nos projetos. Esse é o caso dos espelhos d'água, dispositivos que contribuem amplamente com os parâmetros de conforto térmico nos edifícios e, ao mesmo tempo, funcionam como elementos de interesse estético que criam situações surpreendentes onde empregados. 

O que o mercado imobiliário nos diz sobre as migrações de volta às cidades?

Quase um ano após o início da pandemia de COVID-19, parece que estamos começando a recuperar minimamente o sentido de normalidade—ou de uma nova normalidade. Com a esperança injetada pela chegada das primeiras vacinas, voltamos a pensar sobre o futuro e os impactos da pandemia em nossos modos de vida. Durante o primeiro lockdown, testemunhamos um esvaziamento da maioria dos grandes centros urbanos, passando a habitar cidades fantasmas à medida que aqueles que podiam, buscavam refúgio em áreas menos densas e próximas à natureza. Passamos a nos questionar se estávamos de fato vivendo um fenômeno de êxodo urbano, contrário ao alarmante incremento da população urbana testemunhado ao longo das últimas décadas. Esta tendência, entretanto, foi apenas temporária e as pessoas estão finalmente voltando para a cidade.

UNStudio apresenta nova proposta de habitações flexíveis em Munique

UNStudio e Bauwerk criaram um novo conceito de habitação urbana para o Residencial Van B explorando a ideia de "analógico inteligente". Localizado em Munique, na Alemanha, este projeto prospecta sobre o futuro das cidades, se preocupando em transformar a demografia e a variedade de formas familiares existem atualmente. A partir de repartições adaptáveis e um sistema de móveis conectáveis, o projeto permite uma fácil e prática troca de configurações e layout. "Qualidade importa mais do que a área", dizem os arquitetos.

© bloomimages cortesia de UNStudio e Bauwerk© bloomimages cortesia de UNStudio e Bauwerk© bloomimages cortesia de UNStudio e Bauwerk© bloomimages cortesia de UNStudio e Bauwerk+ 16

Casa NA / Sou Fujimoto Architects

© Iwan Baan       © Iwan Baan       © Iwan Baan       © Iwan Baan       + 12

  • Arquitetos:  Sou Fujimoto Architects;  Sou Fujimoto Architects
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área :  85