O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos

Harvard

Um pequeno luxo: o que as "Tiny Houses" realmente dizem sobre arquitetura?

12:00 - 15 Agosto, 2018
Um pequeno luxo: o que as "Tiny Houses" realmente dizem sobre arquitetura?, © Roderick Aichinger
© Roderick Aichinger

Após um piloto bem sucedido em Boston e US$ 1 milhão em capital, uma startup chamada Getaway lançou seus serviços para os nova-iorquinos. A empresa permite que os clientes aluguem uma coleção de “pequenas casas” localizadas em ambientes rurais isolados ao norte da cidade. A partir de US$ 99 por noite, o serviço espera oferecer alívio para pessoas da área urbana que procuram se desconectar e se “encontrar”. A empresa foi fundada pelo estudante de Business Jon Staff e pelo estudante de Direito Pete Davis, ambos da Universidade de Harvard, a partir de discussões com outros estudantes sobre os problemas com habitação e a necessidade de novas ideias para abrigar uma nova geração. A partir disso, surgiu a ideia de introduzir a experiência da Tiny House para aqueles que vivem nas áreas urbanas através de aluguéis de fim de semana.

Inspiradas na noção de micro habitação e na poderosa retórica do movimento das Tiny House, iniciativas como a Getaway são parte de uma série de propostas arquitetônicas que surgiram nos últimos anos. A redução no tamanho tem sido citada por seus adotantes como uma solução para a inacessibilidade da moradia e uma fonte de liberdade da insidiosa escravização capitalista de "acumular coisas". Cidades altamente desenvolvidas e urbanizadas como Nova Iorque parecem estar liderando o caminho para a redução: no ano passado, Carmel Place, um projeto especial de micro residências projetado pelo escritório nARCHITECTS, foi finalmente concluído em Manhattan para fornecer estúdios muito menores do que os atuais da cidade, com a medida mínima de 400 pés quadrados (37 metros quadrados). Muitos, incluindo Jesse Connuck, não conseguem ver como a micro habitação pode ser uma solução para a desigualdade urbana, mas julgarmos que, a partir do sucesso inicial de startups como a Getaway, a microarquitetura mantém amplo apelo público. A satisfação do usuário não é o objetivo final da arquitetura? Nesse caso, é importante investigar a engenhosidade por trás desses espaços subdimensionados, mas muitas vezes superfaturados.

© thebearwalk.com © Kataram Studios © Roderick Aichinger © Kataram Studios + 26

Os melhores mestrados de arquitetura do mundo, segundo a BAM

07:00 - 2 Agosto, 2018
Os melhores mestrados de arquitetura do mundo, segundo a BAM, Cortesia de Harvard GSD
Cortesia de Harvard GSD

A plataforma espanhola Best Architecture Masters (BAM) divulgou sua primeira lista dos melhores mestrados de arquitetura do mundo, com base em diferentes programas de estudo de pós-graduação selecionados a partir do Ranking QS por Assuntos - Arquitetura / Ambiente Construído. Esses programas de universidades de todo o mundo foram comparados através de 13 indicadores de desempenho educacional, incluindo qualidade e internacionalidade do corpo docente, egressos e programa de pós-graduação.

Nesta edição inaugural, o Mestrado em Arquitetura II de Harvard liderou o ranking. Por região, o mestrado em arquitetura da Tsinghua University ocupa o primeiro lugar na Ásia (5 °); o mestrado da Pontifícia Universidade Católica do Chile é o melhor da América Latina (11 °), enquanto o mestrado da Sydney University, melhor da Oceania, ocupa a 17ª posição no mundo.

Veja, a seguir, a lista dos melhores programas de mestrado em arquitetura do mundo:

Herzog & de Meuron e Beyer Blinder Belle selecionados pela Harvard GSD para projetar "expansão transformadora" do seu prédio

19:00 - 28 Julho, 2018
Herzog & de Meuron e Beyer Blinder Belle selecionados pela Harvard GSD para projetar "expansão transformadora" do seu prédio, Ateliês no Gund Hall. Cortesia de Harvard GSD
Ateliês no Gund Hall. Cortesia de Harvard GSD

A Harvard Graduate School of Design (Harvard GSD) selecionou Herzog & de Meuron e Beyer Blinder Belle como a equipe de projeto para uma "transformação significativa" do icônico edifício da escola "Gund Hall".

A expansão proposta incluirá a integração de um novo espaço na estrutura existente da Escola, com o objetivo de criar uma instalação que “incorpore o trabalho visionário e interdisciplinar da Escola na intersecção de design, pedagogia, pesquisa e prática”.

Gund Hall. Cortesia de Harvard GSD Ateliês no Gund Hall. Cortesia de Harvard GSD Gund Hall. Cortesia de Harvard GSD Gund Hall. Cortesia de Harvard GSD + 8

Pesquisadores de Harvard listam 9 fatores que tornam um edifício bom para a saúde dos usuários

07:00 - 2 Julho, 2018
Pesquisadores de Harvard listam 9 fatores que tornam um edifício bom para a saúde dos usuários, © Adolf Bereuter
© Adolf Bereuter

No mês passado, a Escola de Saúde Pública da Universidade de Harvard relançou o seu Centro para o Clima, Saúde e Meio Ambiente, apresentando os novos parceiros e o novo diretor que comandará a sede institucional da iniciativa chamada de Healthy Buildings. Com a missão de defender “a qualidade de vida de todas as pessoas, em todos os edifícios, em todos os lugares e todos os dias”, a Equipe do Healthy Buildings está desenvolvendo diferentes pesquisas sobre o impacto dos ambientes construídos na saúde, produtividade e bem-estar das pessoas nos dias de hoje; e também como futuros projetos podem ser melhores para todos nós e promover uma vida mais saudável.

Com a finalidade de esclarecer suas definições e apresentar o resultado de suas pesquisas de uma forma compreensível para o público leigo, a equipe do Healthy Buildings divulgou uma lista completa e detalhada de como pequenas coisas podem ajudar a tornar um edifício mais saudável para as pessoas.

Nove fundamentos para edifícios mais saudáveis:

As lições de Lacaton & Vassal para se construir modestamente

15:00 - 2 Maio, 2018
As lições de Lacaton & Vassal para se construir modestamente, FRAC Dunkerque / Lacaton & Vassal. Image © Philippe Ruault
FRAC Dunkerque / Lacaton & Vassal. Image © Philippe Ruault

A dupla francesa Anne Lacaton e Jean-Philippe Vassal é conhecida por suas intervenções delicadas, reorientando estruturas negligenciadas com aparente facilidade. Originalmente publicado no site Harvard Gazette com o título original de "They Build, But Modestly", este artigo reconta as lições que eles ofereceram aos alunos em uma palestra na Harvard Graduate School of Design.

Por volta de 1980, dois jovens arquitetos terminaram sua graduação em Bordeaux, na França, e mudaram-se para a Nigéria. Nas regiões remotas do país africano, eles foram inspiradas pelas estruturas simples que viram em meio às impressionantes paisagens do deserto. As casas eram abertas ao ar, tinham telhados de palha utilitários e eram feitas com pedaços de madeira local. A modéstia prevalecia em estruturas que também traziam beleza.

As lições de construção na África permaneceram com Anne Lacaton e Jean-Philippe Vassal em sua prática baseada em Paris, Lacaton & Vassal: usar o que há no local, permanecer simples, abraçar o ar livre e honrar luz, liberdade e graça. Eles praticam arquitetura social baseada na economia, na modéstia e na beleza dos espaços.

Palais de Tokyo Expansion / Lacaton & Vassal. Image © 11H45 Nantes School of Architecture / Lacaton & Vassal. Image © Philippe Ruault Palais de Tokyo Expansion / Lacaton & Vassal. Image © 11H45 23 Semi-collective Housing Units / Lacaton & Vassal. Image © Philippe Ruault + 8

As 200 melhores faculdades de arquitetura do mundo em 2018

12:30 - 28 Fevereiro, 2018
As 200 melhores faculdades de arquitetura do mundo em 2018, Ray and Maria Stata Center no Massachusetts Institute of Technology (MIT), projetado por Gehry Partners. Image © Wikimedia de Lucy Li. Licença CC BY-SA 3.0
Ray and Maria Stata Center no Massachusetts Institute of Technology (MIT), projetado por Gehry Partners. Image © Wikimedia de Lucy Li. Licença CC BY-SA 3.0

A empresa de consultoria global de análise de educação Quacquarelli Symonds (QS) divulgou seu ranking das melhores universidades do mundo para se estudar arquitetura em 2018. A oitava edição do ranking comparou 2.122 instituições de ensino de todo o mundo que oferecem cursos de arquitetura, selecionando as 200 melhores a partir de critérios que incluem reputação acadêmica e no mercado de trabalho. 

Pelo quarto ano consecutivo, o MIT liderou a lista, à frente da Bartlett School of Architecture e da Delft University of Technology (TU Delft), que ocuparam o 2º e 3º lugares, respectivamente. Veja o ranking completo, a seguir:

Harvard lança novo curso online gratuito de arquitetura em 2018

10:00 - 30 Janeiro, 2018
Harvard lança novo curso online gratuito de arquitetura em 2018, © Flickr de <a href='http://https://www.flickr.com/photos/peterhess/5827561640'>peterhess</a>. Licença CC BY 2.0
© Flickr de peterhess. Licença CC BY 2.0

O popular curso online da Graduate School of Design de Harvard, intitulado The Architectural Imagination, será relançado em 2018. Aberto para alunos de qualquer parte do mundo, o curso é uma oportunidade de estudar teoria da arquitetura através do método usado em uma das escolas mais conceituadas do mundo, sem pagar nada.

Conduzida pelos professores Erika Naginski, Antoine Picon e K. Michael Hays, e com monitoria da doutoranda Lisa Haber-Thomson, o curso de 10 semanas começará no dia 28 de fevereiro e abrangerá tópicos que vão desde como "ler" edifícios enquanto expressão cultural, até a produção de desenhos técnicos e exercícios de modelagem. 

Harvard Museums divulgam catálogo com 32 mil obras da Bauhaus

15:00 - 22 Agosto, 2016
Harvard Museums divulgam catálogo com 32 mil obras da Bauhaus, © Gili Merin
© Gili Merin

Antecipando o 100° aniversário de fundação da Bauhaus em 2019, os Harvard Art Museums divulgaram um catálogo online com sua coleção de 32 mil obras da Bauhaus, contando desenhos e fotografias raras de alunos e professores da escola alemã.

A coleção conta com obras de Mies van der Rohe, Bertrand Goldberg,Marcel Breuer e Walter Gropius, entre outros arquitetos, e pode ser navegada online através de uma barra de pesquisa e uma série de filtros que dividem as obras por tema, suporte, data ou artista.

18 fontes de pesquisa online para arquitetos

07:00 - 12 Agosto, 2016
18 fontes de pesquisa online para arquitetos

Graças à internet, a busca por recursos de pesquisa não está mais limitada a bibliotecas próximas. Com efeito, muitas bibliotecas e revistas de renome mundial estão agora trabalhando para digitalizar partes importantes de suas coleções, ao mesmo tempo em que diversas organizações digitais têm surgido com a missão de melhorar o acesso a informação. Para ajudar a identificar alguns dos mais úteis, preparamos uma lista de 18 sites gratuitos que oferecem artigos acadêmicos, publicações, fotos, vídeos e muito mais.

Pesquisadores de Harvard criaram um material que muda de forma sozinho

06:00 - 29 Julho, 2016

Um novo material desenvolvido pelos pesquisadores de Harvard é capaz de alterar, sozinho, seu tamanho, volume e forma, segundo afirma um artigo publicado na "The Harvard Gazette". O novo material, inspirado na técnica de origami chamada snapologia, é composto por cubos extrudados que possuem 24 faces e 36 arestas.

Ranking 2016 das 100 melhores faculdades de arquitetura do mundo

12:00 - 22 Março, 2016
Ranking 2016 das 100 melhores faculdades de arquitetura do mundo, Massachusetts Institute of Technology (MIT). Imagem © Wikimedia user Fcb981 licensed under CC BY-SA 3.0
Massachusetts Institute of Technology (MIT). Imagem © Wikimedia user Fcb981 licensed under CC BY-SA 3.0

A QS acaba de divulgar o ranking 2016 das 100 melhores escolas de arquitetura do mundo. A companhia vem realizando anualmente, desde 2011, pesquisas sobre a qualidade do ensino da arquitetura, e neste ano foram avaliadas mais de 800 universidades do mundo em 42 aspectos, entre os quais a reputação acadêmica, a reputação no mercado de trabalho e o impacto das pesquisas. Como no ano passado, o MIT ficou em primeiro lugar na lista de arquitetura. Veja a seguir a lista das 100 melhores escolas de arquitetura do mundo e acesse também a página da QS para ver o ranking por país, continente e aspecto analisado.

Harvard GSD promove o evento "Landscape as Urbanism in the Americas" em Brasília

18:00 - 5 Março, 2016
Harvard GSD promove o evento "Landscape as Urbanism in the Americas" em Brasília

Nas últimas duas décadas, a paisagem tem sido apontada como modelo e meio para a cidade contemporânea. Durante esse tempo, uma série de práticas arquitetônicas e urbanas alternativas têm surgido em toda a América Latina. Muitas destas práticas exploraram as implicações ecológicas e territoriais para o projeto urbano. A emergência destas práticas têm coincidido com transformações sociais e políticas em muitos países em toda a região. Landscape as Urbanism in the Americas reúne uma série de discussões sobre os potenciais para a paisagem como um meio de intervenção urbana nos contextos sociais, culturais, econômicos e ecológicos específicos das cidades latino-americanas.

Plataforma edX disponibiliza cursos grátis de arquitetura, engenharia e urbanismo

12:55 - 28 Janeiro, 2016
Plataforma edX disponibiliza cursos grátis de arquitetura, engenharia e urbanismo, via edX
via edX

A plataforma virtual de ensino edX disponibilizou em sua página mais de 800 cursos online gratuitos e certificados de instituições de renome mundial, como a Universidade de Harvard, o MIT e a Universidade de Berkeley. Os cursos abrangem áreas como literatura, poesia, medicina, biologia, ciências políticas, economia, engenharia, planejamento urbano, história e arquitetura, entre muitas outras.

Ministrados, em sua maioria, em inglês, os cursos têm duração e carga horária semanal variadas e, em geral, exigem participação online em horários determinados. Há também versões ministradas em outros idiomas, como chinês, francês, espanhol e mesmo português, porém, em menor quantidade. Sem certificado após a conclusão dos estudos, este deve ser adquirido à parte e requer o pagamento de uma taxa que vaira de US$ 50 a US$70.

Rem Koolhaas: sobre Identidade, Ásia, Bienal e outras coisas

07:00 - 27 Abril, 2015
Rem Koolhaas: sobre Identidade, Ásia, Bienal  e outras coisas, Cortesia de Strelka Institute for Media, Architecture, and Design, via Flickr
Cortesia de Strelka Institute for Media, Architecture, and Design, via Flickr

Nesta entrevista, publicada originalmente na The Architectural Review, Andrew Mackenzie senta com fundador do OMA, Rem Koolhaas, para discutir a Bienal de Veneza, a extinção da identidade nacional, sua fascinação pela Ásia, a ligação entre "De Rotterdam" e "Delirious New York" e o futuro da profissão.

Sua proposta deste ano para a Bienal de Arquitetura de Veneza pergunta se a identidade nacional tem sido, como você diz, "sacrificada para a modernidade". Alguns podem ver isso como um projeto de recuperação, não muito diferente do regionalismo de Frampton. Como você diferencia sua proposta da de Frampton?

Bem, Kenneth Frampton é um cara inteligente, mas o problema é que ele olhou para o regionalismo como um antídoto para o desenvolvimento cosmopolita. Ao fazê-lo, perverteu a causa do regionalismo, porque de repente o regionalismo foi mobilizado como uma causa particular que não poderia ser sustentada. No entanto, a questão da identidade nacional é uma questão aberta. Por exemplo, à primeira vista, a Holanda é um país muito internacionalista, mas olhando de perto você pode ver um enorme retorno da arquitetura quase-vernacular e das fortalezas antigas que foram recentemente construídas com um sabor nacional. Olhe para Zaandam e seu enorme conjunto das chamadas construções vernaculares.

Cursos gratuitos de arquitetura e design online

18:00 - 10 Março, 2015
Cursos gratuitos de arquitetura e design online, Cortesia de shutterstock.com
Cortesia de shutterstock.com

Devido à grande popularidade dos cursos online abertos, aprender nunca foi tão fácil (ou conveniente). Páginas como Coursera e edX oferecem aulas gratuitas de universidades renomadas de todas as partes do mundo, incluindo Harvard, MIT a Universidade de Hong Kong. Embora alguns cursos sejam mais estruturadas e incluam um plano de ensino, tarefas de casa, testes e a opção de receber um certificado, outros podem ser feitos em um ritmo mais independente.

Seguindo nosso popular artigo MIT, Harvard e TU Delft oferecem cursos online gratuitos de arquitetura, compilamos uma lista de cursos online relacionados à arquitetura, engenharia, urbanismo e design. Então, se você quer embarcar em um novo tema ou se aprofundar em algo que já conhece, dê uma olhada nesses cursos online gratuitos a seguir.

A imagem do arquiteto: artista ou agente social?

20:00 - 22 Fevereiro, 2015
A imagem do arquiteto: artista ou agente social?, New Carver Apartments / Michael Maltzan Architecture. Imagem © Iwan Baan via Harvard Magazine
New Carver Apartments / Michael Maltzan Architecture. Imagem © Iwan Baan via Harvard Magazine

Falando sobre a imagem pública do arquiteto, Stephanie Garlock lamenta a frequente associação ao personagem Howard Roark (The Fountainhead) - "arrogante, individualista e comprometido acima de tudo com a genialidade da visão artística". Em um artigo para a edição de março/abril da Harvard Magazine, Garlock explora o potencial dos arquitetos de contribuir com uma mudança social mais ampla, "para além do projeto pelo projeto".

Comentários da crítica sobre os Museus de Arte de Harvard de Renzo Piano

07:00 - 13 Dezembro, 2014
Comentários da crítica sobre os Museus de Arte de Harvard de Renzo Piano, © Nic Lehoux
© Nic Lehoux

Com a abertura dos Museus de Arte de Harvard há algumas semanas, Renzo Piano foi capaz de finalmente completar um projeto que, sob diversas formas, está em andamento há 17 anos. A relação entre Piano e Harvard teve início em 1997 com um plano para construir uma nova filial do Museu Fogg no rio Charles e terminou, após objeções de moradores e, em seguida, com a recessão de 2008, na decisão de consolidar três museus da universidade (The Fogg, Busch-Reisinger e Arthur M Museus Sackler) sob o mesmo teto.

Com sua longa história, espaço restrito, e fachada do Museu Fogg original e o complicado vizinho - o Centro Carpenter para as Artes Visuais de Le Corbusier -, o projeto dos Museus de Arte de Harvard causaria inevitavelmente uma agitação assim que fosse concluído. Descubra na continuação o que os críticos disseram.

© Nic Lehoux © Michel Denancé © Nic Lehoux Cortesia de Renzo Piano Building Workshop + 9

Simpósio Internacional "Urbanismo Ecológico" em São Paulo

14:00 - 13 Outubro, 2014
Simpósio Internacional "Urbanismo Ecológico" em São Paulo

O Simpósio Internacional Urbanismo Ecológico, promovido pela Universidade de Harvard em parceria com o Centro Cultural São Paulo, reunirá arquitetos, planejadores e urbanistas, teóricos, políticos e líderes do terceiro setor para debater o meio urbano sob diversos temas abordados no livro homônimo.

Urbanismo ecológico, publicado pela Editora Gustavo Gili, surge exatamente da urgente necessidade de abordar o urbanismo sob um enfoque da ecologia como método prático e criativo para enfrentar a realidade da cidade, e assim se constitui em uma aposta deliberada pela consolidação definitiva do conceito de “urbanismo ecológico” por meio da compilação de uma série de textos-chave sobre a matéria.