Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Ranking

Ranking: O mais recente de arquitetura e notícia

As cidades mais seguras da América Latina em 2019

Posição Mundial: 50. Imagem © Fabian Dejtiar Posição Mundial: 51. Imagem © Wikipedia user: Daviddavid00 Licensed under CC BY-SA 2.0 Posição Mundial: 40. Imagem © Flickr User: Eneas De Troya Licensed under CC BY 2.0 Imagen de <a href="https://pixabay.com/es/users/Poswiecie-461975/?utm_source=link-attribution&amp;utm_medium=referral&amp;utm_campaign=image&amp;utm_content=2790455">Poswiecie</a> en <a href="https://pixabay.com/es/?utm_source=link-attribution&amp;utm_medium=referral&amp;utm_campaign=image&amp;utm_content=2790455">Pixabay</a>. ImagePuesto Mundial: 41 + 9

O Índice de Cidades Seguras (SCI) da Unidade de Inteligência do The Economist classifica 60 cidades de todo o mundo com base em indicadores que abrangem segurança digital, segurança da saúde, infraestrutura e segurança pessoal.

Se observarmos a América Latina - deixando de lado a repetida liderança de Tóquio, seguida por Singapura, Osaka, Amsterdã e Sydney -, que posição as cidades de nosso continente ocupam em relação à segurança em 2019?

Universidade brasileira lidera ranking dos melhores cursos de arquitetura da América Latina

Na última quarta-feira, 28 de fevereiro, a empresa de consultoria global Quacquarelli Symonds (QS) divulgou a edição de 2018 de seu tradicional ranking das melhores universidades do mundo. No campo da arquitetura o Massachusetts Institute of Technology (MIT), nos Estados Unidos, permaneceu em primeiro lugar pelo quarto ano consecutivo.

Se tomarmos apenas a América Latina, a lista apresenta algumas alterações em relação ao ano anterior, com uma universidade mexicana voltando ao grupo das 3 melhores, no entanto, em relação às instituições brasileiras, as mesmas quatro do ano passado - USP, UFRJ, Unicamp e UFRGS - figuram na lista.

Quatro universidades brasileiras entre as dez melhores da América Latina

Em um recente levantamento realizado pela companhia britânica Quacquarelli Symonds, especializada em educação e pesquisa, quatro universidades brasileiras figuram entre as dez melhores da América Latina. A instituição que lidera a lista é a Pontifícia Universidade Católica do Chile.

Entre as instituições brasileiras, a melhor colocada é a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), que ocupa o segundo lugar geral e pela primeira vez ultrapassou a Universidade de São Paulo (USP), classificada em terceiro lugar. A  Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) ocupa a sétima posição, enquanto que a Universidade Estadual Paulista (Unesp) ficou com o décimo lugar. 

As 20 melhores cidades do mundo para andar de bicicleta

Anualmente, a empresa dinamarquesa de consultoria Copenhagenize publica um ranking com as 20 cidades mais adequadas do mundo para o transporte em bicicleta.

A lista foi lançada pela primeira vez em 2011 e atualmente é considerada uma das mais importantes da área, com a empresa se dedicando a promover o uso da bicicleta como meio de transporte - e não apenas para uso recreativo - em suas estratégias de desenho urbano focadas nas pessoas, com as quais presta assessoria para autoridades municipais de todo o mundo.

As 25 cidades mais bem preparadas para o futuro, segundo a AT Kearney

Nos próximos 30 anos, dois terços da população mundial viverão em áreas urbanas, portanto, para acomodar esse afluxo de pessoas que trocarão o campo pela cidade, é importante que os centros urbanos estejam preparados com melhorias na infraestrutura, inovações tecnológicas, políticas inclusivas, medidas de proteção ambiental e outras estratégias para garantir o bem estar de seus habitantes. 

Um relatório da consultora AT Kearney elencou 128 cidades com base em como estão se preparando para o futuro. O estudo leva em consideração diferentes dados relacionados ao desempenho ambiental, receptividade em relação à indústria criativa e qualidade de vida.

43 das 50 cidades mais violentas do mundo estão na América Latina. Por quê?

Com exceção daquelas cidades que enfrentam conflitos bélicos, as cidades mais violentas do mundo estão na América Latiba e Caribe, onde vive apenas 8% da população mundial, porém, onde se concentram 33% de todos os homicídios. O Instituto Igarapé, do Brasil, conta com seu Observatório de Homicídios e adverte que quatorze dos vinte países com as maiores taxas de homicídio se localizam na América Latina e Caribe. Paralelamente, o relatório anual do Conselho Cidadão para a Segurança Pública e Justiça Penal (CCSPJP), do México, sobre as cidades mais perigosas do mundo, apresenta outro dado impressionante: 43 das 50 cidades mais perigosas do mundo estão em nosso continente. O que pode ser feito para mudar isso?

O instituto Insight Crime apresenta cinco dinâmicas criminais: aumento dos mercados locais de drogas; fragmentação do crime organizado; países que movimentam a droga se tornam centros de delinquência; o legado de guerras civis em grupos criminosos; e a corrupção e criminalização do governo fiscal. No entanto, as cidades têm algo a dizer sobre isso.

As 100 melhores cidades do Brasil para viver

A empresa de consultoria Macroplan divulgou uma lista das 100 melhores cidades do Brasil para viver. A pesquisa levou em consideração as cidades mais populosas do Brasil (com mais de 266 mil habitantes) e elencou-as de acordo com critérios de educação, saúde, saneamento, segurança, economia, gestão e transparência fiscal.

Maringá, no norte do Paraná, lidera o ranking, seguida de Piracicaba e São José do Rio Preto, ambas no estado de São Paulo. Dentre as capitais, Curitiba é a mais bem posicionada, em 9° lugar, seguida por Florianópolis, em 17° e Vitória, em 19°. Em ultimo lugar ficou a cidade de Ananindeua, no Pará. 

Quais são os sites de arquitetura mais visitados do mundo?

Num momento em que muito do que fazemos acontece online, há muito que podemos aprender a partir do rastreamento da forma como usamos a web. A Alexa é uma empresa da Amazon que vende informações de dados de milhões de usuários da internet voltados para proprietários de empresas. Uma parte dos dados de Alexa está disponível ao público, com a companhia que apresenta uma lista dos sites mais acessados da internet - incluindo uma lista das páginas voltadas à arquitetura.

Mas qual é o escritório de arquitetura, escola ou edifício mais popular? Conheça, a seguir, os sites de arquitetura mais acessados em cada categoria com base na contagem da Alexa do tráfego do mês passado - talvez você se surpreenda.

As melhores universidades da América Latina para estudar arquitetura

A Quacquarelli Symonds (QS) divulgou no início deste mês a edição 2017 de seu tradicional ranking das melhores universidades do mundo. No campo da arquitetura, o Massachusetts Institute of Technology (MIT), nos Estados Unidos, continua na liderança pelo terceiro ano consecutivo.

Na América Latina. a lista mudou um pouco em relação à 2016. Veja a lista a seguir:

As melhores cidades do mundo para se viver (e porque as brasileiras estão mal colocadas)

A consultoria estadunidense Mercer, dedicada a pesquisas nas áreas de "talentos, saúde, aposentadoria e investimentos", divulgou os resultados de seu Ranking 2017 de Qualidade de Vida, uma lista anual que elenca as melhores cidades do mundo para se viver.

Cidades da Europa ocidental dominam a lista das cidades com os maiores índices de qualidade de vida, com Viena permanecendo na primeira colocação pelo oitavo ano consecutivo. A infraestrutura urbana desempenha um importante papel na escolha das empresas para os novos locais de suas filiais, assim, este tópico se destaca em uma lista individual que teve o primeiro lugar ocupado por Singapura este ano. 

Ranking QS das 200 melhores faculdades de arquitetura do mundo

A analista global de ensino superior QS Quacquarelli Symonds divulgou hoje a sua mais recente lista das melhores universidades de arquitetura do mundo. O ranking foi lançado hoje como parte de seu ranking anual QS World University Rankings, que elenca as melhores universidades do mundo em 46 áreas diferentes.

A lista deste ano mostra que, pelo terceiro ano consecutivo, o Massachusetts Institute of Technology assumiu a liderança mundial. A MIT School of Architecture and Planning voltou a superar a Bartlett School of Architecture e a Delft University of Technology, que passou da quarta para a terceira posição.

São Paulo, Lisboa e Chicago entre as cidades mais divertidas de 2016, segundo a TimeOut

Se uma cidade apresenta diversas atividades disponíveis a seus habitantes, faz com que os turistas se sintam em casa e tem uma variedade de opções gastronômicas acessíveis e de qualidade, esta é uma cidade que vale a pena visitar.

Esta definição faz parte da seleção feita pela plataforma global Time Out, que se dedica a buscar o melhor de cada cidade, relacionando arte, cultura, gastronomia, vida noturna e outros aspectos.

Projetado por Gensler, a Torre Shanghai é considerado o melhor arranha-céu de 2016

A organização CTBUH (Council on Tall Buildings and Urban Habitat) escolheu a Torre Shanghai como o melhor arranha-céu desse ano. Projetado pelo escritório Gensler, a organização elogiou seu "projeto inovador baseado nas tradições arquitetônicas da cidade". O projeto foi escolhido entre quatro ganhadores continentais, que incluíram o VIA 57 West (BIG, América), White Walls (Jean Nouvel, Europa) e The Cube (Orange Architects, África).

Ranking 2016 das melhores Faculdades de Arquitetura do Brasil

A Folha de S. Paulo acaba de divulgar seu Ranking Universitário Folha – RUF 2016, onde estão listadas as melhores universidades, escolas superiores e faculdades do país, públicas e privadas, elencadas de acordo com suas colocações em diferentes quesitos, como “Qualidade de Ensino”, “Avaliação do Mercado” e nota no ENADE.

A lista de escolas de arquitetura abrande 303 cursos de todos os estados, 35 a mais que no ano passado, com predominância de escolas privadas, e é interativa, ou seja, o ranking varia de acordo com a categoria que se deseja dar ênfase.

Universidades brasileiras e portuguesas entre as 500 melhores do mundo segundo o Ranking Xangai 2016

O Academic Ranking of World Universities divulgou recentemente a lista das 500 melhores universidades do mundo segundo seu Ranking Xangai, e o Brasil aparece com seis instituições de ensino superior entre as universidades listadas. Portugal, por sua vez, conta com cinco dentre as 500.

Do Brasil, a mais bem colocada é a USP (Universidade de São Paulo) que ficou entre as posições 100 e 150 e também é a única da América Latina entre as 150 melhores. As demais instituições de ensino superior do Brasil são a UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais), a UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro), a Unesp (Universidade Estadual Paulista) e a Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), todas na faixa entre as posições 301ª e 400ª. Já a UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul) ficou entre 401ª e 500ª.

Ranking das 50 cidades mais inovadoras do Brasil, segundo a Urban Systems

A empresa de consultoria Urban Systems divulgou recentemente sua lista das 50 cidades mais inovadoras do Brasil. O ranking Connected Smart Cities elenca as cidades brasileiras que mais se destacaram na questão de inovação e tecnologia em 2016.

A lista foi elaborada a partir da análise de 662 municípios brasileiros através de 12 indicadores, que compreendem: mobilidade, urbanismo, meio ambiente, energia, tecnologia, educação, saúde, segurança, empreendedorismo, economia, governança e inovação.