Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Tu Delft

Tu Delft: O mais recente de arquitetura e notícia

Estudantes da TU Delft projetam cápsula inovadora para o Hyperloop

Uma equipe de estudantes da Universidade de Tecnologia de Delft propôs um projeto inovador para uma cápsula de Hyperloop. Vencedora da competição SpaceX Hyperloop Pod em 2016, a equipe da TU Delft ficou em segundo lugar este ano com um projeto de cápsula para um dos sistemas de transporte mais promissores do futuro próximo. Os Países Baixos, em particular, onde a Universidade está localizada, esperam ser o primeiro país da Europa a construir um sistema Hyperloop funcional.

O trabalho da equipe ajudará a impulsionar o desenvolvimento do sistema Dutch Hyperloop e catalisará os esforços do governo para investir em pesquisa que ajudará a tornar o Hyperloop uma realidade. O sistema seria capaz de diminuir o número de veículos na estrada e acomodar as necessidades de transporte para longas, médias e curtas distâncias. 

Os melhores mestrados de arquitetura do mundo, segundo a BAM

A plataforma espanhola Best Architecture Masters (BAM) divulgou sua primeira lista dos melhores mestrados de arquitetura do mundo, com base em diferentes programas de estudo de pós-graduação selecionados a partir do Ranking QS por Assuntos - Arquitetura / Ambiente Construído. Esses programas de universidades de todo o mundo foram comparados através de 13 indicadores de desempenho educacional, incluindo qualidade e internacionalidade do corpo docente, egressos e programa de pós-graduação.

Nesta edição inaugural, o Mestrado em Arquitetura II de Harvard liderou o ranking. Por região, o mestrado em arquitetura da Tsinghua University ocupa o primeiro lugar na Ásia (5 °); o mestrado da Pontifícia Universidade Católica do Chile é o melhor da América Latina (11 °), enquanto o mestrado da Sydney University, melhor da Oceania, ocupa a 17ª posição no mundo.

Veja, a seguir, a lista dos melhores programas de mestrado em arquitetura do mundo:

As 200 melhores faculdades de arquitetura do mundo em 2018

A empresa de consultoria global de análise de educação Quacquarelli Symonds (QS) divulgou seu ranking das melhores universidades do mundo para se estudar arquitetura em 2018. A oitava edição do ranking comparou 2.122 instituições de ensino de todo o mundo que oferecem cursos de arquitetura, selecionando as 200 melhores a partir de critérios que incluem reputação acadêmica e no mercado de trabalho. 

Pelo quarto ano consecutivo, o MIT liderou a lista, à frente da Bartlett School of Architecture e da Delft University of Technology (TU Delft), que ocuparam o 2º e 3º lugares, respectivamente. Veja o ranking completo, a seguir:

Ode aos Pioneiros - Uma proposta para um Centro de uso misto em Delft

Os arquitetos do Van Dongen–Kuschuch Architects and Planners divulgaram imagens para o seu centro de uso misto "House of Delft" na Holanda. Localizado ao lado da Estação Ferroviária Central de Delft, o esquema funcionará como uma porta de entrada tanto para o centro histórico da cidade como para a renomada Universidade de Tecnologia. A intenção arquitetônica por trás da proposta é celebrar as realizações artísticas, científicas e inovadoras que vieram da cidade ao longo de sua história. Quando os visitantes saem do trem, será tanto uma introdução à cidade, como um indicador do que ela tem para oferecer.

As fachadas devem atuar como vitrines para futuras inovações em Delft. Cortesia de Van Dongen-Koschuch Architects and Planners A casa de Delft atua como uma introdução à cidade. Cortesia de Van Dongen-Koschuch Architects and Planners House of Delft será construído de materiais duráveis de alta qualidade. Cortesia de Van Dongen-Koschuch Architects and Planners House of Delft vai oferecer uma gama de estúdios alugados e de mercado. Cortesia de Van Dongen-Koschuch Architects and Planners + 8

Total Space: Considerando o estruturalismo holandês atualmente

Neste artigo, Dirk van den Heuvel liga o estruturalismo (holandês) aos desenvolvimentos atuais - mais especificamente na esfera digital. O seguinte ensaio foi publicado pela primeira vez por Volume em sua edição 50, cujo editorial Beyond Beyond está disponível para ser lido aqui (em inglês).

Ao longo de sua vida, o arquiteto holandês Jaap Bakema (1914-1981) procurou transmitir aos seus alunos e colegas a noção do que ele chamou de "espaço total", "vida total" e "urbanização total". Em sua visão, o projeto arquitetônico tinha que ajudar a tornar as pessoas conscientes do ambiente maior a que pertencem e em que operam. A arquitetura não poderia ser desvinculada do urbanismo, estava relacionada com a estrutura mais profunda da sociedade. Sua conceituação de arquitetura foi baseada em programa e processo e colocou as relações sociais e visuais no centro, o que trai sua adesão ao estruturalismo como expressado na revista holandesa em que ele era editor, juntamente com Van Eyck e Hertzberger e ao Team 10, do qual ele mesmo foi uma das principais vozes. Ao mesmo tempo, Bakema expandiria o legado do movimento holandês De Stijl e do funcionalismo holandês. Em particular, seu conceito de espaço e continuidade espacial é derivado do De Stijl. Sua abordagem diagramática ao projeto arquitetônico e organização programática, bem como a linguagem arquitetônica elementar de seus projetos foram elaborações da tradição funcionalista holandesa.

TU Delft oferece curso online e gratuito sobre desafios urbanos em países emergentes

Rethink the City. New Approaches to Global and Local Urban Challenges” é um curso online e gratuito oferecido pela Faculdade de Arquitetura da Universidade de Delft, nos Países Baixos, a partir de 28 de março deste ano.

O curso tem como objetivo abordar os desafios urbanos nos países emergentes, oferecendo uma nova perspectiva que permite compreender e analisar o sul global. Por isso, os conteúdos estão estruturas em três eixos temáticos: "justiça espacial", "criação e gestão de habitações" e "resiliência urbana". 

Ranking 2016 das 100 melhores faculdades de arquitetura do mundo

A QS acaba de divulgar o ranking 2016 das 100 melhores escolas de arquitetura do mundo. A companhia vem realizando anualmente, desde 2011, pesquisas sobre a qualidade do ensino da arquitetura, e neste ano foram avaliadas mais de 800 universidades do mundo em 42 aspectos, entre os quais a reputação acadêmica, a reputação no mercado de trabalho e o impacto das pesquisas. Como no ano passado, o MIT ficou em primeiro lugar na lista de arquitetura. Veja a seguir a lista das 100 melhores escolas de arquitetura do mundo e acesse também a página da QS para ver o ranking por país, continente e aspecto analisado.

IPHAN promove o evento "Diálogo Brasil/Holanda" sobre adaptação de patrimônio cultural

Um olhar sobre como os Países Baixos intervêm no patrimônio cultural edificado. Essa é a proposta da palestra e da exposição "Diálogo Brasil/Holanda" que o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) realiza em parceria com a Embaixada do Reino dos Países Baixos (RCE), nos dias 23 e 24 de novembro, na sede do Instituto, em Brasília. O evento, que faz parte do Programa Diplomacia Pública dos Países Baixos, pretende reunir estudantes de Arquitetura e Urbanismo, profissionais da área e interessados pelo assunto.

As 100 melhores universidades do mundo para estudar arquitetura

O website da QS publicou sua lista anual das melhores universidades do mundo em 2015, cobrindo 36 temas baseados em "reputação acadêmica, reputação dos empregadores, e impacto em pesquisa". A companhia, que disse analisar as 800 melhores universidades do mundo, começou a publicar seu ranking anual em 2011. Na lista das melhores universidades para estudar arquitetura deste ano aparecem duas universidades brasileiras, a Universidade de São Paulo, na 33ª posição, e a Universidade Federal do Rio de Janeiro, empatada com outras na 51ª colocação. Veja a seguir o ranking completo e acesse a lista interativa na página da QS.

Seminário Internacional na FAU-USP: “Articulação arquitetônica e urbanística do sistema hidroviário metropolitano de São Paulo”

A Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP, em parceria com a Faculty of Architecture and the Built Environment e a Faculty of Civil Engineering and Geosciences, ambas da TU Delft, e a Delft Infrastructures & Mobility Initiative, promove no dia 23 de abril o Segundo Seminário Internacional FAU-USPA+BE/CEG-TUDELFT, DIMI-TUDELFT.