1. ArchDaily
  2. Xangai

Xangai: O mais recente de arquitetura e notícia

Habitação social contemporânea na China: resposta às restrições

Saskia Sassen, professora da Robert S. Lynd, de Sociologia da Universidade de Columbia, prevê em seu livro de coautoria "Os Documentos de Quito e a Nova Agenda Urbana" que, no futuro, as cidades serão um campo de batalha crucial, à medida que continuamos a lutar contra a gentrificação e o crescente grau de isolamento em nossas comunidades. Sassen argumenta que “as cidades devem ser um espaço inclusivo, tanto para os ricos quanto para os pobres. No entanto, nossas cidades nunca alcançaram igualdade para todos, já que nunca foram projetadas dessa forma. Mesmo assim, elas não devem ser lugares que toleram desigualdades ou injustiças”.

Cafés e bares na China: os espaços e rituais da bebida

Na China tradicional, tanto o chá quanto o álcool, foram similarmente estetizados e ambos influenciaram a linguagem da literatura e da arte. As pessoas costumavam oferecer o álcool como um presente, posteriormente o mesmo ocorreu com o chá. Hoje, diversas cidades na China abraçaram esta cultura de beber, passada de geração em geração e reinterpretada com uma nova forma contemporânea, em constante evolução nos cafés e bares urbanos.

Edifício Sede da Intco / Scenic Architecture Office + Doarchi

Vista Aérea. Imagem © Shan Liangexterior. Imagem © Shan Lianggaleria e pátio central. Imagem © Shengliang Sugaleria. Imagem © Shengliang Su+ 40

Museu Infantil do Vidro / Coordination Asia

Inserções de escada de aço preto / Uma escada de aço preto é inserida sob o telhado original de 12 metros de altura em uma antiga oficina de fabricação de vidro. Imagem Cortesia de COORDINATION ASIALuz através da parede de tijolos de vidro / Paredes translúcidas de tijolos de vidro feitos sob medida estruturam o espaço e permitem a entrada de muita luz natural. Imagem Cortesia de COORDINATION ASIALuzes de conexão / instalações de luzes LED dinâmicas conectam diferentes alas do museu. Imagem Cortesia de COORDINATION ASIACamadas no espaço / Plataformas de metal preto e escadas são inseridas no espaço de plano aberto para criar camadas. Imagem Cortesia de COORDINATION ASIA+ 14

Shanghai, China
  • Arquitetos: Coordination Asia
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  2320
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2021
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: Abet laminati, 上海杰硕道具有限公司, 欧百娜

MVRDV projeta edifício comercial escalonado com terraços jardins na China

O MVRDV acaba de apresentar o seu mais novo projeto, um edifício comercial escalonado com terraços jardins a ser construído na cidade de Xangai, China. Desenvolvido para a empresa de tecnologia aplicada à agricultura, a Lankuaikei Agriculture Development (LAD), o edifício encontra-se situado em uma nova área de expansão urbana de Xangai e está composto por onze pavimentos escalonados cobertos por uma série de jardins acessíveis. Além disso, buscando transparecer a visão de uma empresa dedicada ao desenvolvimento de novas tecnologias aplicadas à agricultura, a estrutura conta com uma cobertura curva de alta tecnologia que acompanha a topografia construída do edifício. Incorporando uma série de princípios e critérios de sustentabilidade, o projeto desenvolvido pelo escritório holandês apropria-se de sua topografia escalonada para criar inúmeros jardins cultiváveis e acessíveis, incorporando diversos sistemas de energias renováveis e apropriando-se de materiais com baixo teor de carbono.

Cortesia de MVRDVCortesia de MVRDVCortesia de MVRDVCortesia de MVRDV+ 9

Livraria Toyou / Wutopia Lab

© CreatAR Images© CreatAR Images© CreatAR Images© CreatAR Images+ 25

  • Arquitetos: Wutopia Lab
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  452
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2021

As 20 maiores cidades do mundo em 2021

De acordo com o último relatório das Nações Unidas sobre as populações nas cidades, até 2030, “projeta-se que as áreas urbanas abriguem 60% da população global e uma em cada três pessoas viverá em cidades com pelo menos meio milhão de habitantes”. Crescendo em tamanho e número, as cidades são centros de governo, comércio e transporte e, em 2021, as 20 maiores cidades do mundo já totalizam meio bilhão de pessoas. Com efeito, uma a cada cinco pessoas em todo o mundo vive em uma cidade com mais de 1 milhão de habitantes.

A seguir, reunimos as 20 maiores megacidades do mundo em 2021, de acordo com o número de pessoas que vivem em sua área metropolitana. Embora Tóquio seja a maior cidade em nível global, com um total de mais de 37 milhões de habitantes, a maioria das maiores cidades do mundo está nos dois países mais populosos, China e Índia. Entre elas, temos cinco metrópoles na China – Xangai, Pequim, Chongqing, Tianjin e Guangzhou – e três na Índia – Delhi, Mumbai e Calcutá. A maior cidade do continente americano é São Paulo, com 22 milhões de habitantes, seguida pela Cidade do México e Buenos Aires, na Argentina. Istambul, na Turquia, ocupa a 13ª posição com uma parte da cidade situada na Europa e outra parte na Ásia.

Beijing. Image via ShutterstockGuangzhou. Image via ShutterstockBuenos Aires. Image via ShutterstockMumbai. Image via Shutterstock+ 21

13ª Bienal de Xangai explora a interdependência em uma era de desafios sem precedentes

A Bienal de Xangai deste ano tem como tema Corpos de Água e examina a interconectividade e interdependência das pessoas, climas, ecossistemas e tecnologias, explorando a ideia de coletividade à luz da mudança climática e da atual pandemia global. A 13ª edição da bienal mais antiga da China apresenta trabalhos de 64 artistas participantes que exploram a intrincada teia de interferências e conexões no mundo contemporâneo.

Zadie Xa and Benito Mayor Vallejo, Art Night London 2019. Courtesy the artists and Art Night 2019, photo by Matt Rowe© PSA© PSA© PSA+ 17

Cabana de leitura impressa em 3D / Professor XU Weiguo's Team

edifício completo. Imagem Cortesia da equipe do Professor XU Weiguoedifício completo. Imagem Cortesia da equipe do Professor XU Weiguodetalhes. Imagem Cortesia da equipe do Professor XU Weiguointerior. Imagem Cortesia da equipe do Professor XU Weiguo+ 20

Shanghai, China

Avenida Xangai Binjiang: um exemplo de preservação do patrimônio em cidades de rápido crescimento

Fred Kent, fundador da organização sem fins lucrativos Project for Public Spaces, declarou em certa ocasião que “Quando se planejam cidades com ênfase no trânsito e veículos automotores, o resultado é uma cidade repleta de carros e congestionamentos. Quando se planeja cidades para pessoas, por outro lado, o que se obtêm é uma cidade agradável de se viver e repleta de espaços públicos.” Isso tudo pode até parecer bastante óbvio, entretanto, nossa sociedade está passando hoje por uma mudança de paradigma, com mais e mais cidades abrindo mão de seus espaços e infraestruturas para veículos e privilegiando pedestres e espaços públicos.

Livraria Fudan Jingshi / SHUISHI

© ZY Architectural Photography
© ZY Architectural Photography

© ZY Architectural Photography© ZY Architectural Photography© ZY Architectural Photography© ZY Architectural Photography+ 33

Xangai, China
  • Arquitetos: SHUISHI
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  1140
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2020
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: Jiangsu Yunshi Environmental Protection Building Material Co., Ltd., RUN ZHU KE JI, Shanghai Jiacai Trading Co., Ltd.

Pocket Park - Xinhua Road, Shanghai / SHUISHI

Entrada do pocket park. Imagem © Hao ChenReforma do pocket park. Imagem © Hao ChenEspelhos de exibição rotativos. Imagem © Hao ChenJardim no espelho. Imagem © Xiu Wang+ 25

Shanghai, China
  • Arquitetos: SHUISHI
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  106
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2020

Biblioteca e Teatro Pinghe / OPEN Architecture

© Jonathan LeijonhufvudÁrea Central de Leitura. Imagem © Jonathan Leijonhufvud© Jonathan LeijonhufvudCafé. Imagem © Qingshan Wu+ 24

  • Arquitetos: OPEN Architecture
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  5372
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2020

Edifício Green Hill / TJAD Original Design Studio

Sistema de estrutura industrial. Imagem © ZY Architectural PhotographyVista aérea nordeste. Imagem © ZY Architectural PhotographyEscadas. Imagem © ZY Architectural PhotographyPlataformas com vegetação. Imagem © ZY Architectural Photography+ 41

Edifício de apoio ao Parque Jiuzi / TJAD Original Design Studio

© ZY Architectural PhotographyEntrada. Imagem © ZY Architectural PhotographyDetalhes. Imagem © ZY Architectural PhotographyDetalhes. Imagem © ZY Architectural Photography+ 12

Espaço Social do Centro Jing’an Kerry / Linehouse

© Dirk Weiblen
© Dirk Weiblen

© Dirk Weiblen© Dirk Weiblen© Dirk Weiblen© Dirk Weiblen+ 19

  • Arquitetos: Linehouse
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  682
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2020
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: Belle Stone, HAY, Lost & Found, Rongji

Miralles Tagliabue EMBT vence concurso para renovar a Century Square em Shangai, China

O estúdio de arquitetura, paisagismo, planejamento, design de interiores e design de interiores Miralles Tagliabue EMBT, liderado por Benedetta Tagliabue, venceu o concurso internacional para transformar a Century Square em um novo marco verde para Shanghai (China). Sua proposta, premiada com o primeiro prêmio, prevaleceu sobre a de outras equipes, incluindo David Chipperfield Architects. Propõe-se a renovar a praça localizada numa das zonas comerciais mais movimentadas do mundo, "re-naturalizando" o centro da cidade e introduzindo espaços verdes para melhorar o microclima urbano.

Cortesia de Miralles Tagliabue EMBTCortesia de Miralles Tagliabue EMBTCortesia de Miralles Tagliabue EMBTCortesia de Miralles Tagliabue EMBT+ 9

B Campus  / AIM Architecture

© Dirk Weiblen© Dirk Weiblen© Dirk Weiblen© Dirk Weiblen+ 38