Buenos Aires, Cidade do México e São Paulo entre as 50 melhores cidades para se investir em 2019

Buenos Aires, Cidade do México e São Paulo entre as 50 melhores cidades para se investir em 2019

O Global Power City Index (GPCI) é um relatório anual no qual as principais cidades do mundo são ranqueadas conforme o seu poder de "magnetismo", ou seja, a capacidade que estas cidade tem para atrair investimentos, pessoas e capital. No relatório deste ano, o GPCI incluiu três cidades latino-americanas entre as cinquenta cidades mais atrativas para se investir.

Publicado pelo Instituto de Estratégias Urbanas da Fundação Mori Memorial, com sede em Tóquio, o ranking desta edição do relatório avaliou dezenas de cidades do mundo todo segundo setenta diretrizes diferentes, as quais foram agrupadas em seis grandes categorias: economia, pesquisa e desenvolvimento, interação cultural, qualidade de vida, meio ambiente e acessibilidade. Com uma pontuação de 874.6, Buenos Aires foi a melhor colocada entre as três representantes latino-americanas (41ª colocada do ranking geral), seguida de São Paulo com 852.0 pontos e a 43ª posição e a Cidade do México com 807.6 e o 44º posto.

São Paulo, Brasil. Imagem © Gaf.arq [Wikimedia] Bajo Licencia CC BY-SA 3.0
São Paulo, Brasil. Imagem © Gaf.arq [Wikimedia] Bajo Licencia CC BY-SA 3.0

No ranking geral, Londres (1669.1) aparece em primeiro lugar, seguida de Nova Iorque (1543.2) e Tóquio (1422.2). Embora, como nos anos anteriores, a capital do Reino Unido tenha mantido a primeira colocação geral, os índices de 2019 apontam para uma leve queda no poder de "magnetismo" da capital britânica. Por sua parte, Nova Iorque manteve inabalada a sua liderança nas categorias "economia e pesquisa e desenvolvimento". Por outro lado, em matéria de interação cultural, a maior cidade dos Estados Unidos caiu para a segunda colocação, reflexo do intenso processo de imigração em outras grandes cidades do mundo, acentuando uma tendência de queda iniciada a três anos atrás.

“Isso é um reflexo direto de como o grau de abertura de uma cidade  influencia no processo de "magnetismo" ou atração de investimentos e novos talentos. As empresas e jovens profissionais de hoje estão privilegiando cidades mais abertas e com uma maior diversidade cultural, assim como aquelas que apresentam melhores índices de qualidade de vida” - Fernando Straface, Secretário General e Relações Internacionais de Buenos Aires.

CDMX, México. Imagem © Alejandro Islas Photograph AC [Wikimedia] Bajo Licencia CC BY 2.0
CDMX, México. Imagem © Alejandro Islas Photograph AC [Wikimedia] Bajo Licencia CC BY 2.0

No relatório deste ano, a Cidade do México assumiu uma posição de destaque na categoria "interação cultural", situando-se na 18ª posição do ranking geral, ultrapassando cidades como Los Angeles, Buenos Aires, San Francisco e Chicago. A categoria integração cultural corresponde a variedade de atrativos turísticos de uma cidade, assim como as opções de lazer, o número de instituições culturais, museus, estádios, quartos de hotel além do número de eventos culturais realizados anualmente.

A Cidade de Buenos Aires, por sua vez, se destacou na categoria qualidade de vida, deixando para trás cidades como Zurique, Milão, Frankfurt e Sidnei, ocupando a 14ª colocação. A categoria qualidade de vida toma como referência questões tais como a taxa de desemprego total, a quantidade média de horas de trabalho, o preço dos aluguéis, a expectativa de vida, a liberdade e igualdade, o número de médicos residentes no município, entre outras.

São Paulo, com um desempenho semelhante, se destacou mais do que as anteriores na categoria meio ambiente e na também na categoria de pesquisa e desenvolvimento, ocupando a 31ª e a 40ª posição respectivamente.

O GPCI é capaz de identificar com precisão os pontos fortes e fracos de uma cidade, apontando para os principais desafios a serem enfrentados em um futuro próximo. Acredita-se que os resultados publicados no relatório de 2019, junto com os dados coletados pelo instituto ao longo dos últimos ano, sirvam como parâmetro para o desenvolvimento de políticas urbanas e estratégias corporativas, fornecendo elementos que possam colaborar para uma melhor compreensão das necessidades específicas de cada cidade.

  • Acesse o relatório completo do Instituto de Estratégias Urbanas através do seguinte link.
  • Informações fornecidas pelo Governo da Cidade de Buenos Aires

Galeria de Imagens

Ver tudoMostrar menos
Sobre este autor
Cita: Maiztegui, Belén. "Buenos Aires, Cidade do México e São Paulo entre as 50 melhores cidades para se investir em 2019" [Buenos Aires, Ciudad de México y Sao Paulo, entre las 50 ciudades más atractivas para las inversiones en 2019] 06 Dez 2019. ArchDaily Brasil. (Trad. Libardoni, Vinicius) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/929633/buenos-aires-cidade-do-mexico-e-sao-paulo-entre-as-50-melhores-cidades-para-se-investir-em-2019> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.