1. ArchDaily
  2. Construção

Construção: O mais recente de arquitetura e notícia

Como os biomateriais de construção podem ajudar a enfrentar a crise climática?

As mudanças climáticas podem ser consideradas uma das maiores ameaças atuais à sobrevivência da humanidade, sendo resultado do aquecimento global que é causado pelo aumento das emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE), em que o dióxido de carbono (CO2) é o principal deles. No mundo, as edificações foram responsáveis por cerca de 40% emissão de CO2, considerando emissões diretas, indiretas e incorporadas (no ciclo de vida dos produtos de construção) para o ano de 2018 (UNEP, 2019). Ao mesmo tempo, como é um setor que consome e ainda consumirá grande quantidade de materiais para superar o grande déficit habitacional existente, em muitos países, pode ser visto como um setor chave, servindo como uma oportunidade para ajudar o enfrentamento às mudanças climáticas. Para isso, um dos principais caminhos é o incentivo para o uso de biomateriais.

Japan House São Paulo de Kengo Kuma e FGMF. Imagem © FLAGRANTE / Romullo FontenelleUso da palha como material de construção. Imagem cortesia de Ecococon via Cradle to CradleEdifício de madeira - Suécia. Imagem © Nikolaj JakobsenPavilhão Amanpuri / Kengo Kuma & Associates. Imagem cortesia de Kengo Kuma & Associates+ 15

Lajes com bolhas de ar? Como o sistema BubbleDeck funciona

Na cúpula do Panteão em Roma, diversos artifícios foram usados para permitir que uma construção tão ousada se mantivesse de pé. Um deles diz respeito à composição do concreto (nesse caso, um concreto não-armado) com densidades distintas no decorrer da estrutura. Quanto mais próximo do topo, pedras mais leves foram utilizadas na mistura, diminuindo o peso próprio da cúpula, mas mantendo-a sólida na base. Outro artifício foi a inclusão dos “cofres”, que nada mais são que subtrações no concreto, permitindo a construção da abóbada mantendo uma seção transversal suficientemente robusta para suportar o seu próprio peso. Construído há quase 1.900 anos, esse edifício ainda continua surpreendendo-nos pela genialidade das soluções. Utilizar a quantidade dos materiais somente onde cumprem suas função primordial, criando estruturas inteligentes, é apenas uma das lições que esse edifício proporciona.

Como curvar madeira?

Desde o corte da árvore a tornar-se uma viga ou uma peça de mobiliário, a madeira passa por diversas etapas e processamentos. Recurso renovável e material de construção popular e antigo, a madeira é, também, muitas vezes apontada como uma das promessas da construção no futuro, um material adequado às novas demandas de sustentabilidade. Mas diferentemente do concreto, cujos moldes podem definir até curvas complexas, quando abordamos as estruturas de madeira é muito mais comum a utilização de peças retas, sobretudo para a arquitetura. Nesse artigo abordaremos algumas técnicas que permitem a criação de peças curvas de madeira de diferentes escalas, algumas mais artesanais e outras que prometem tornar o processo mais eficiente e inteligente.

Ferramentas para implementar a economia circular na arquitetura e construção

A Economia Circular tem sido uma prática também aplicada no setor de arquitetura e construção. No entanto, ainda existem barreiras, sejam elas técnicas ou mesmo culturais, durante o processo de projeto das edificações. Para solucionar esse problema, algumas ferramentas podem ser utilizadas para facilitar o processo e possibilitar uma avaliação mais rápida e mais assertiva e analisar como diferentes estratégias de projeto podem trazer em ganhos ambientais, econômicos e sociais.

Guia rápido de economia circular para arquitetos, engenheiros e construtores

O setor da construção civil é um dos que mais contribuem para a questão das mudanças climáticas, exaustão dos recursos naturais e geração de resíduos. Nessa ótica, é necessário que a forma de pensar as cidades, as edificações e seus diversos elementos sofra alterações. Para isso, é preciso que se mude a forma de pensamento linear para um modelo circular, em que se aumente a eficiência do uso de recursos e diminua a geração de resíduos e poluentes, tornando a cidade e suas construções mais inclusivas, socialmente mais justas e sustentáveis. 

III SEMANAU - Semana de Arquitetura e Urbanismo do Semiárido

A SEMANAU – SEMANA DE ARQUITETURA E URBANISMO DA UFERSA é um evento promovido pelo primeiro curso público de Arquitetura e Urbanismo do semiárido, na Ufersa Campus Pau dos Ferros, com a coordenação dos docentes do curso Tamms Morais e Gabriel Leopoldino, cujo objetivo principal está alocado na aproximação dos discentes de uma Universidade Pública do interior do Estado do Rio Grande do Norte com profissionais, estudantes e pesquisadores da Arquitetura e Urbanismo e áreas correlatas.

O retorno do granilite na arquitetura: fabricação, instalação e exemplos notáveis

Focal Length / RENESA Architecture Design Interiors Studio. Image © Suryan//Dang
Focal Length / RENESA Architecture Design Interiors Studio. Image © Suryan//Dang

Os revestimentos em granilite são produzidos através da base cimentícia (areia, água e cimento) com grânulos de pedras naturais diversas, e podem ser aplicados em qualquer tipo de superfície horizontal ou vertical. A técnica, produzida a partir de um processo totalmente artesanal, foi amplamente aplicada nos edifícios modernos espalhados por todo o mundo e tem como sua principais vantagens sua durabilidade, resistência (à água e abrasão) e fácil manutenção sendo comumente aplicado em pisos de casas e halls de prédios residenciais e comerciais.

Atualmente, apresenta-se como uma forte tendência da arquitetura contemporânea. É possível confirmar isso observando as diversas marcas que tem apresentado produtos para casa e decoração fabricados a partir da técnica ou que, pelo menos, fazem referências à ela. 

Focal Length / RENESA Architecture Design Interiors Studio. Image © Suryan//DangCasa Salmen / Office S&M. Image © French + TyeApartamento Copan / Sabiá Arquitetos. Image © Pedro VannucchiParisienne / Miriam Barrio Estudio. Image © Maria Pujol+ 24

O bambu na arquitetura: design de conexões estruturais

O Laboratório de Experimentação com Bambu da UNESP - Bauru compartilhou conosco o trabalho desenvolvido pelo arquiteto Roberval Bráz Padovan que pesquisou sobre as conexões construtivas em bambu. Além da análise de diversas possibilidade de conexões construtivas, Roberval apresenta no final a proposta de um componente para treliça espacial. A dissertação foi apresentada em 2010 na Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação da UNESP - Bauru, com orientação do Prof. Dr. Marco Antônio dos Reis Pereira e co-orientada por Prof.ª Dr.ª Paula da Cruz Landim. Veja abaixo o resumo do auto.

9 Tecnologias de Realidade Aumentada para construção

Uma inovação tecnológica está revolucionando uma das profissões mais antigas do mundo. A realidade aumentada mal chegou e vem transformando a maneira como se fazia construção civil nos últimos séculos. A mudança não é apenas ao projetar e modelar, mas também ao construir. A realidade aumentada beneficia engenheiros, designers, arquitetos, gerentes de projetos, provedores de serviços - e toda a equipe de construção.

Diferente da realidade virtual, que cria um ambiente totalmente novo e independente do mundo real, a realidade aumentada inclui elementos virtuais que interagem com o que já existe. Assim é possível unir projetos arquitetônicos virtuais à realidade do canteiro de obras - aumentando a eficiência e precisão, reduzindo a ocorrência de erros e economizando tempo, dinheiro e recursos.

6 Reflexões sobre materiais e construção: Decisões que melhoram a qualidade de vida das pessoas

Materiais, produtos e sistemas construtivos estão em constante evolução e seguem novas tecnologias, descobertas e tendências de mercado. A questão é: nós, como arquitetos, estamos evoluindo com eles? Lemos sobre robôs trabalhando em canteiros de obras, materiais responsivos e inteligentes e o contínuo aumento da impressão 3D, mas será que tudo isso se torna ruído branco quando se inicia um novo projeto? Mais importante ainda, esses novos sistemas poderiam continuar progredindo sem levar em conta a qualidade de vida das pessoas, com sensibilidade e eficácia? 

Como devemos usar os materiais - tanto em suas formas tradicionais quanto em suas futuras concepções - para que nossos projetos estejam contribuindo de maneira relevante para como estamos habitando nosso planeta?

Para evoluir, precisamos saber como. Então vale a pena começar uma discussão sobre esses assuntos.

Resolva detalhes arquitetônicos complexos com este 'duplicador de contornos'

A maioria dos materiais que usamos na construção de nossos projetos tem formas e dimensões que visam facilitar seu armazenamento, transporte e instalação, sendo constituídos, em sua maioria, por modulações ortogonais. Esses ângulos retos nem sempre se encaixam na irregularidade de nossos projetos, nem coincidem exatamente quando encontram materiais de formas orgânicas ou outros elementos específicos, como dutos, pilares ou móveis.

Esta ferramenta simples permite copiar, duplicar e medir contornos complexos para que os materiais se adaptem perfeitamente a outros elementos. Seus 'dentes' móveis devem ser pressionados contra o perfil para obter um modelo de sua forma, gerando moldes que permitirão cortar e ajustar o material original com precisão. Assim, a ferramenta pode até ser útil para replicar o reparar detalhes exclusivos em restaurações ou reformas.

As tendências da arquitetura em 2019

Este é o momento no qual nos projetamos ao futuro para definir as metas e focos de nossa carreira ao longo do ano que começa. Com o objetivo de ajudar os arquitetos que consultam o ArchDaily diariamente, realizamos a seguinte lista com as ideias que mais ecoaram durante 2018 e que, portanto, serão os temas que devem seguir desenvolvendo-se durante 2019.

Apenas no ano passado, mais de 130 milhões de usuários descobriram no ArchDaily novas referências, materiais e ferramentas que permitem aprimorar o desenvolvimento da arquitetura e melhorar a qualidade de vida de nossas cidades e entornos construídos. Quando nossos usuários começam a coincidir em suas buscas de informação ou demonstram maior interesse por um tema em relação a outros, estes tópicos passam a ser uma tendência.

Assim é construída uma parede de tijolos utilizando realidade aumentada

Fundindo a realidade aumentada com o espaço físico, a empresa Fologram busca facilitar a construção de projetos complexos - por exemplo, projetos paramétricos que exigem uma série de medições, verificações e cuidados específicos - através de instruções digitais que se sobrepõem virtualmente ao espaço de trabalho, dirigindo os pedreiros passo a passo durante o processo de construção.

'Centros de pesquisa e grandes empresas vêm trabalhando com robôs industriais para automatizar essas difíceis tarefas de construção. No entanto, os robôs não se adaptam bem a ambientes imprevisíveis, e mesmo os algoritmos de visão mais sofisticados não conseguem igualar a intuição e a habilidade de um pedreiro treinado ", comentam seus criadores.

Cortesía de FologramCortesía de FologramCortesía de FologramCortesía de Fologram+ 9

Arte e Tecnologia: grandes aliadas, com Edson Pavoni

Arte e Tecnologia: grandes aliadas, com Edson Pavoni – a sensibilidade artística como aliada na criação empresas e projetos que toquem, transformem e ajudem as pessoas a dar significado ao mundo à sua volta. Como a arte e tecnologia, unidas à emoção, podem mudar nosso ambiente?

Design: dando sentido às coisas - com Eduardo Borém

A Tegra, incorporadora do Grupo Brookfield, traz Eduardo Borém para a Casa Tegra. Formado em desenho industrial pela Universidade de Brasília e sócio do escritório Borém e Borém design e interiores, o designer sempre envolvido em projetos multidisciplinares e criativos em decoração, mobiliário, música, fotografia, texto, poesia e artes visuais. Eduardo traz para a Casa Tegra um papo sobre o papel do design na ressignificação de ambientes e objetos, explicando como unir técnica, funcionalidade e estética com emoção.

A Casa Tegra está localizada na rua Oscar Freire, 1009, em São Paulo, e foi criada com o objetivo de

World Green Building Week 2018

Alinhado com o evento do World Green Building Council e em comemoração ao aniversário dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU, o Green Building Council Brasil realizará a segunda edição da Green Building Week deste ano entre os dias 25 e 28 de Setembro. Seguindo os moldes das edições anteriores, o evento será 100% online e gratuito!!

Como as construções sustentáveis contribuem para mais de 10 dos 17 ODS listados pela ONU, e dada a importância do setor de construção residencial, o foco desta edição será completamente voltado para residência sustentáveis. Traremos experts da construção sustentável para compartilhar um pouco de