Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos

Arquitetura do Ucrânia

  1. ArchDaily
  2. Países
  3. Ucrânia

Projetos mais recentes em Ucrânia

Últimas notícias em Ucrânia

Escritório austríaco vence concurso para Memorial do Holocausto em Kiev

A proposta apresentada pelo escritório de arquitetura austríaco, Querkraft Architekten, em parceria com o arquiteto paisagista Kieran Fraser, foi escolhida por unanimidade como a grande vencedora do concurso internacional de arquitetura para o Memorial do Holocausto Babyn Yar em Kiev, na Ucrânia, tornando-se o primeiro Memorial do Holocausto a ser construído no leste da Europa.

ArchDaily & Strelka Award: Vote agora e escolha os vencedores

Os leitores do ArchDaily e da Strelka Mag selecionaram uma lista de 15 projetos finalistas para o ArchDaily & Strelka Award, que celebra profissionais emergentes e novas ideias que estão transformando as cidades contemporâneas. A segunda etapa da votação, aberta até 15 de agosto, decidirá os três vencedores.

ArchDaily & Strelka Award: Vote agora e escolha os vencedores

O ArchDaily, o Strelka Institute e o Strelka KB selecionaram uma lista de 50 projetos para o novo ArchDaily & Strelka Award, que celebra profissionais emergentes e novas ideias que estão transformando as cidades contemporâneas. Agora os leitores do ArchDaily e da Strelka Mag podem votar em seu projeto favorito para decidir os finalistas.

33BY apresenta projeto para o memorial do holocausto em Kiev

O escritório ucraniano de arquitetura, 33BY Architecture, projetou um memorial para relembrar as milhares de vítimas do holocausto na cidade de Kiev. Babi Yar é um pequeno vale que atravessa a região da capital ucraniana e também o local de um dos maiores massacres operados durante a segunda guerra mundial, também conhecido como Babi Yar (1941-1943). O projeto do memorial foi concebido como um espaço de contemplação e recordação das vítimas da tragédia e sua estrutura poderia ser facilmente desmontada e reinstalada em diferentes locais do país e do mundo.

Curta-metragem celebra o brutalismo soviético da Ucrânia

Com a queda da Cortina de Ferro em 1991 não vieram apenas implicações políticas, econômicas e sociais - também deixou-se para trás um distinto estilo arquitetônico. Essa arquitetura, sob o regime soviético, era um sistema que se baseava em metas quantificáveis, como o Plano de Cinco Anos. Essas cotas forçaram os arquitetos a avaliar os projetos de construção em termos de custos materiais e humanos, número de unidades, volume de mão-de-obra qualificada e não-especializada e assim por diante. Como resultado, nos países soviéticos a arquitetura se tornou uma mercadoria industrial, um reflexo do poder e inovação tecnológica e, em última instância, um grupo profissional e um campo disciplinar trabalhando a serviço de uma mesma visão. 

A arquitetura de Chernobyl: passado, presente e futuro

No dia 26 de abril completou-se 32 anos do desastre nuclear de Chernobyl ocorrido em 1986, com a explosão do Reator 4 da usina nuclear na Ucrânia, causando a morte direta de 31 pessoas, a dispersão de nuvens radioativas pela Europa e o desmantelamento efetivo de 30 km de terras em todas as direções desde o centro da explosão. Trinta e dois anos mais tarde forma-se uma leitura dual da paisagem: uma de extremos de engenharia e outra de inquietude e desolação.

Carregando... Pode demorar alguns segundos