Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Kengo Kuma

Kengo Kuma: O mais recente de arquitetura e notícia

Detalhes de estruturas de madeira na obra de Kengo Kuma

Com respeito às tradições construtivas japonesas, mas sempre preocupada com o diálogo que terá com seu contexto, pode ser uma das definições da arquitetura de Kengo Kuma. Reconhecido internacionalmente, o arquiteto é lembrado principalmente por suas estruturas de madeira (ou mistas), as quais surgem de um padrão simples de montagem e, que através de diferentes intersecções e ângulos, geram um todo complexo. Não à toa, suas representações trazem detalhes muito específicos que vão desde didáticas isométricas até desenhos paramétricos complexos para conseguir traduzir no papel o modo de construir seus projetos. Aqui, juntamos detalhes de cinco projetos inspiradores que utilizam a madeira de alguma forma.

Hotel projetado por Kengo Kuma é inaugurado em Kyoto

Com inauguração oficial marcada para 16 de abril de 2020, o Ace Hotel Kyoto, projetado por Kengo Kuma, tem um programa que se divide entre um volume recém-construído e um fragmento histórico existente, que antigamente abrigava a Companhia Telefônica Central de Kyoto criada por Tetsuro Yoshida, a estrutura é vista como um "catalisador cultural".

Kengo Kuma projeta instalação com bambu para o London Design Festival 2019

O arquiteto japonês Kengo Kuma inaugurou recentemente a sua já esperada instalação de bambu para o London Design Festival de 2019. Desenvolvida em parceira com a fabricante de smartphones OPPO, e chamada de ‘Bamboo (竹) Ring: Weaving into Lightness’, a obra de Kuma está instalada no Jardim John Madejski do Museu Victoria & Alberts de Londres que estará aberto durante todo o festival. Com formas inspiradas pelo próprio desenho do Jardim de Madejski e com curadoria de Clare Farrow, a estrutura de anéis foi criada costurando os arcos de bambu com fios de fibra de carbono.

Cortesia de OPPO, Londres Design Festival Cortesia de OPPO, Londres Design Festival Cortesia de OPPO, Londres Design Festival Cortesia de OPPO, Londres Design Festival + 6

Kengo Kuma inaugura o Museu Moderno de Odunpazari na Turquia

Desenhado por Kengo Kuma and Associates (KKAA) e dirigido por seu parceiro Yuki Ikeguchi, o Museu Moderno Odunpazari (OMM) acaba de ser inaugurado em Eskisehir, na Turquia. O projeto visa promover a arte turca e contribuir culturalmente para a cidade de Eskisehir.

© Batuhan Keskiner © Batuhan Keskiner © NAARO © NAARO + 11

Em foco: Kengo Kuma

Kengo Kuma (nascido em 8 de agosto de 1954) é um dos arquitetos japoneses de maior expressividade atualmente. Suas reinterpretações de elementos tradicionais da arquitetura japonesa envolvem inovações no uso de materiais naturais e novas formas de pensar a relação da luz com o espaço. Seus edifícios não buscam se dissolver na paisagem, como fazem algumas obras japonesas atuais, em vez disso, sua arquitetura busca manipular elementos tradicionais, criando obras de discurso claro que apresentam relação com seus entornos. Estas misturas de elementos tradicionais e high-tech se provaram bem sucedidos em todo o Japão e outras partes do globo, e a obra recente do arquiteto tem extravasado os limites da terra do sol nascente e invadido a China e outros países ocidentais. 

Oito instalações para visitar no London Design Festival 2019

Cortesia de Camille Walala Cortesia de Sony Design Cortesia de PATTERNITY Cortesia de Dan Tobin Smith + The Experience Machine + 9

O London Design Festival de 2019 será inaugurado no próximo mês de setembro com uma série de novidades, como os projetos de Sam Jacob e Kengo Kuma para o Victoria & Alberts Museum. Aberto entre os dias 14 e 22 de setembro, o festival deste ano incluirá mega-instalações de Paul Cocksedge, Martino Gamper, PATTERNITY, Dan Tobin Smith e Camille Walala. Em sua 17ª edição, o London Design Festival é o maior e mais importante evento de design da capital britânica.

Kengo Kuma reutiliza fachada histórica em novo projeto para Seattle

O escritório Kengo Kuma & Associates propôs um novo arranha-céu de 40 pavimentos em Seattle, nos EUA. Localizada no bairro de Belltown, a torre incorpora a fachada do histórico edifício neo-gótico Bebb & Gould’s Terminal Annex. Projetado em colaboração com Ankrom Moisan Architects e o escritório de paisagismo Berger Partnership, o edifício busca reforçar a herança neo-gótica e Art Déco do centro de Seattle.

Conheça os vencedores do concurso para o Pavilhão da Paz do Senegal

Foram anunciados os vencedores do Concurso Kaira Loo, dedicado ao projeto de um Pavilhão da Paz a ser construído na cidade de Sedhiou, no sul do Senegal. O objetivo da competição era criar uma estrutura simbólica para servir de memorial às vítimas das guerras africana e sensibilizar a comunidade local e internacional, criando um espaço comemorativo e educacional que respeitasse o meio ambiente e as tradições locais.

21 Projetos em que Kengo Kuma (re)usa materiais de maneiras incomuns

Kengo Kuma utiliza os materiais para se conectar com o contexto local e os usuários de seus projetos. As texturas e formas elementares dos materiais, sistemas construtivos e produtos são expostas e utilizadas em favor do conceito arquitetônico, valorizando as funções que serão executadas em cada edifício.

De vitrines feitas com telhas cerâmicas a painéis que filtram a luz com à luz peneirada criada por chapas metálicas expandidas, passando por um revestimento de poliéster etéreo, Kuma entende o material como um componente essencial que pode fazer a diferença na arquitetura, desde os estágios do projeto. Apresentamos, em seguida, 21 projetos nos quais Kengo Kuma usa e reúsa materiais de construção com maestria.

V&A Dundee / Kengo Kuma and Associates. Image © Hufton+Crow Camper Paseo de Gracia / Kengo Kuma & Associates. Image © ImagenSubliminal GC Prostho Museum Research Center / Kengo Kuma & Associates. Image © Daici Ano Archives Antoni Clavé / Kengo Kuma & Associates. Image © 11h45 + 44

Duas décadas da evolução de Tóquio, pelas lentes de Peter M. Cook

O fotógrafo de arquitetura britânico Peter M. Cook documentou a cidade de Tóquio e sua evolução por mais de vinte anos. Após registrar o desenvolvimento da cidade e seus edifícios com uma câmera de grande formato, seu primeiro livro de fotos foi publicado pela editora Hatje Cantz Verlag. As 100 fotografias monocromáticas revelam a história de uma das cidades mais icônicas do mundo.

© Peter M. Cook © Peter M. Cook © Peter M. Cook © Peter M. Cook + 10

Luminárias desenhadas por arquitetos são atração na Semana do Design de Milão 2019

A Semana de Design de Milão, que este ano acontece entre os dias 09 e 14 de Abril, é o principal e mais conhecido evento de design do mundo, aonde são apresentados todos os anos as principais tendências do design contemporâneo. O Salone del Mobile, como parte dos eventos da Semana de Design, acolhe este ano a Bienal Euroluce, uma exposição internacional de design de iluminação.

A Euroluce deste ano apresenta duas tendências para os próximos anos: "redescobrindo o passado" e "referenciando a natureza". Antigas peças de design foram redescobertas e trazidas de volta à vida, não apenas para servir como símbolos do passado, mas como uma nova fonte de inspiração para o futuro. A referência à natureza é, evidentemente, a principal tendência no mundo do design hoje, dominando não apenas as peças apresentadas na Euroluce mas todas as outras categorias de objetos presentes na Semana de Design de Milão de 2019. São peças inspiradas na natureza e em suas formas naturais e orgânicas, além é claro, de materiais reciclados e ecologicamente corretos.

Seguindo estas linhas, as peças mais chamativas do Euroluce deste ano levam a assinatura de renomados arquitetos e estúdios de design do mundo. Importantes arquitetos fazem sua estréia como designers e apresentam ao mundo suas peças e soluções inteligentes de iluminação.

Concurso de Estudantes Kaira Looro: Pavilhão da Paz na África

PEACE PAVILION em memória das vítimas inocentes da guerra na África

"A paz é um sonho, pode se tornar uma realidade ... mas, para construí-la, devemos ser capazes de sonhar" (Nelson Mandela).

TEMA
Hostilidade intercultural e a exploração de recursos no continente Africano tem engatilhado uma sucessão de conflitos armados que resultaram em milhões de vidas inocentes perdidas e refugiados com a esperança de uma vida melhor em algum lugar. Comunidades aniquiladas. Aldeias e cidades rasgadas no chão. Nações no caos.

Projeto em vila japonesa define os padrões para uma arquitetura de resíduo zero

Aninhada nos íngremes desfiladeiros e vales fluviais da província de Tokushima, no Japão, fica Kamikatsu - uma pequena cidade como qualquer outra. Mas Kamikatsu, ao contrário de seus vizinhos (ou a maioria das cidades do mundo), pode orgulhar-se de ser quase totalmente livre de resíduos.

Desde 2003 - anos antes de o movimento ganhar popularidade - a cidade comprometeu-se com uma política de desperdício zero. Os requisitos são exigentes: os resíduos devem ser classificados em mais de 30 categorias, itens quebrados ou obsoletos são doados ou separados em peças, itens indesejados são deixados em uma loja para troca de comunidade. Mas os esforços dos moradores ao longo dos anos foram recompensados - quase 80% de todos os resíduos da vila são reciclados.

© Laurian Ghinitoiu © Laurian Ghinitoiu © Laurian Ghinitoiu © Laurian Ghinitoiu + 20

10 Projetos de arquitetos internacionais em solo brasileiro

Durante a segunda metade do século XX, o Brasil recebeu uma série de arquitetos vindos de diversas partes do mundo, mas sobretudo da Europa, e que deixaram um legado de projetos brutalistas seguindo alguns dos cânones de mestres como Le Corbusier. Nomes como Lina Bo Bardi, Hans Broos e Franz Heep tiveram inegável influência na arquitetura brasileira.

Nos últimos anos o país voltou a receber uma diversidade de edifícios projetados por arquitetos estrangeiros e que transformaram-se em ícones arquitetônicos, indo além da simples função de abrigar determinado programa, mas em alguns dos casos, contribuindo para o ciclo turístico. Compilamos, a seguir, 10 edifícios projetados por arquitetos de renome internacional e implantados em solo nacional, confira!

Primeiras imagens do novo Museu V&A Dundee projetado por Kengo Kuma

O novo Museu Victoria & Albert Dundee, em colaboração com a Rapid Visual Media, acaba de divulgar uma série de imagens feitas com drones revelando o atual estado de construção do edifício, aquele que será o primeiro projeto de Kengo Kuma no Reino Unido. Inspirado na geografia escocesa, o novo V&A é uma estrutura que se projeta sobre o Rio Tay, na cidade de Dundee.

O novo museu à beira rio é conformado por mais de 2.500 painéis pré-moldados de concreto que revestem uma complexa estrutura de paredes curvas, criando sombras que vão variando ao longo do dia e do ano. Além de ser o primeiro projeto construído de Kuma no Reino Unido, o V&A de Dundee também será o primeiro museu da Escócia inteiramente dedicado ao design.

© Rapid Visual Media © Rapid Visual Media Primeiras imagens do novo Museu V&A Dundee projetado por Kengo Kuma © Rapid Visual Media + 7

9 Bares que todo arquiteto deveria conhecer

Como é o seu bar favorito? Ou como seria o espaço arquitetônico do melhor bar do mundo na sua opinião? O que é que nos chama à atenção quando nos sentamos para tomar algo com nossos amigos? Seria o design do mobiliário, o tema do bar ou apenas um bom cardápio de bebidas? Atualmente, podemos afirmar que a arquitetura destes espaços é tão importante quanto as próprias bebidas que ali se servem. Passando por tavernas inspiradas em cenários de cinema até modernas coberturas em meio ao skyline de uma mega cidade, compilamos uma lista de nove "botecos" que todo arquiteto/a precisa conhecer antes de ir desta para melhor.