1. ArchDaily
  2. Arquitetura Contemporânea

Arquitetura Contemporânea: O mais recente de arquitetura e notícia

Prêmio Mies van der Rohe 2022 divulga lista de projetos finalistas

A Comissão Europeia e a Fundação Mies van der Rohe anunciaram recentemente a uma segunda lista de projetos indicados ao Prêmio Mies van der Rohe de 2022. Isso significa que, com estas 85 novas obras selecionadas, a lista completa de participantes para o Prêmio Mies van der Rohe de 2022 conta atualmente com 532 projetos de arquitetura realizados nos últimos 2 anos e meio. Deste total sairá a lista de 40 finalistas, a qual será anunciada em janeiro de 2022. Os projetos vencedores, por sua vez, serão revelados apenas em abril do próximo ano, com a cerimônia de premiação prevista para ser realizada durante o seguinte mês de maio.

Kirkkonummi Library (Fyyri) - Finland ©Tuomas Uusheimo. Image Courtesy of EU Mies AwardHarbor Building Belgium ©Karin Borghouts. Image Courtesy of EU Mies AwardPatio of the Faculty of Fine Arts Spain ©Jesús Granada. Image Courtesy of EU Mies AwardAlbania - VIlla Mara ©Genti Onuzi. Image Courtesy of EU Mies Award+ 10

Umas casas portuguesas, com certeza - com André Scarpa

Narrativas experienciadas!

O André junta-se a nós para partilhar a sua experiência com a Arquitetura Portuguesa e a forma como isso marca o seu percurso profissional.

Desde a tomada de decisão pelo intercâmbio em solo Português, o que o levou a ficar e trabalhar posteriormente, o processo/relação com Portugal não termina com o seu regresso, nos anos seguintes desenvolve, em conjunto com outros colegas, um documentário sobre a obra do Arquiteto Álvaro Siza. Agora, concluído, teremos o prazer de assistir o seu teaser, assim como, ouvir na primeira pessoa como foi o processo e o seu desenvolvimento.

A sua relação de proximidade e

Umas casas portuguesas, com certeza

Curso - Umas Casas Portuguesas, com certeza.

Do vernáculo ao contemporâneo.

A partir de uma análise histórica e de um panorama do século XX, busca-se uma leitura da arquitetura e cultura portuguesa desde sua constituição, até as casas de Eduardo Souto de Moura e outros arquitetos contemporâneos ao longo do território.

O curso apresenta a arquitetura portuguesa e a sua identidade enquanto gesto projetual, com a habitação unifamiliar como o exemplo tipo que reflete tal arquitetura.

"É preciso passar sobre ruínas, como quem vai pisando um chão de flores!"
Das Odes Modernas de A.Q. 1865.

Para isso, pensaremos a arquitetura através de três

Arquitetura e comunicação: letras e símbolos como elementos de projeto

Desde uso da teoria linguística como metodologia de análise arquitetônica à compreensão do edifício enquanto meio de comunicação, os cruzamentos entre o campo da linguagem e da arquitetura são mais estreitos do que, a princípio, podem aparentar ser. 

O entendimento do edifício como meio de comunicação pode se dar, dentre outras formas, por meio do uso de pinturas, gravuras e esculturas e ornamentações de forma integrada à arquitetura, mas também pela incorporação literal de letras e símbolos como elementos arquitetônicos. 

Templo de Ágape / Morag Myerscough + Luke Morgan. Imagem: © Gareth GardnerMuseu ICA Miami / Aranguren&Gallegos Arquitectos. Imagem: © Iwan BaanBotel / MMX architecten + Jord den Hollander. Imagem: © Marcel van der BurgAlcázar de San Juan Tourist Office / PKMN Architectures. Imagem: © Javier de Paz García+ 8

Prêmio EU Mies van der Rohe 2022 divulga lista de obras selecionadas

O Prêmio da União Europeia para a Arquitetura Contemporânea, Prêmio Mies van der Rohe, acaba de anunciar as primeiras 449 obras para concorrer na sua edição de 2022. Selecionados em 279 cidades de 41 países, os projetos foram nomeados por especialistas europeus independentes, associações nacionais de arquitetura e pelo Comitê Consultivo do Prêmio.

Copenhill/ Dinamarca ©Rasmus Hjortshoj. Imagem cortesia do Prêmio Mies van der RoheRequalificação da Frente Marítima da Cidade da Horta / Portugal ©Filipe Goncalves. Imagem cortesia do Prêmio Mies van der RoheBiblioteca Central de Oslo / Noruega ©EINAR ASLAKSEN. Imagem cortesia do Prêmio Mies van der RoheGudlaug Baths / Islândia ©Ragnar Th Sigurðsson_Arctic Images. Imagem cortesia do Prêmio Mies van der Rohe+ 15

Lançamento livro "Lelé: diálogos com Neutra e Prouvé"

Romano Guerra Editora, Nhamerica Platform lançam o livro da coleção Pensamento da América Latina no canal Youtube da FAU Mackenzie
Lelé: diálogos com Neutra e Prouvé
de André Marques
Lançamento virtual com André Marques, Abilio Guerra, Fernando Lara, Fernanda Critelli,
Paulo Bruna, Rafael Perrone, com abertura de Angélica Benatti Alvim,
acontece em 30 de novembro de 2020, segunda-feira, às 19h, e será transmitido ao vivo pelo canal FAU Mackenzie no Youtube – https://bit.ly/2VjJQoR

A Romano Guerra Editora (São Paulo, Brasil) e a Nhamerica Platform (Austin, Estados Unidos) apresentam a coleção Pensamento da América Latina, coordenada por Abilio Guerra, Fernando Luiz Lara, Silvana Romano Santos, com

Arquitetura errante: 4 projetos que abraçam o erro (para o bem e para o mal)

Na arquitetura moderna, projetar envolve analisar, prever e determinar espaços e funções com precisão, sem lugar para erro. Ao longo da segunda metade do século XX, esse caráter racionalizante e guiado pela máxima eficiência foi duramente criticado, e errar – no sentido de vaguear, percorrer sem rumo e sem destino – passou a ser reconhecido como parte inevitável da experiência humana.

Pruitt-Igoe. Imagem via Wikimedia usuário Cadastral (Public Domain)Esplanada dos Ministérios em Brasília. Imagem: © Joana FrançaParc La Villette. Imagem: Guilhem Vellut, via Flickr. Licença CC BY 2.0Escola de Arquitetura de Nantes. Imagem © Philippe Ruault+ 5

Os 5 pontos da arquitetura moderna e suas aplicações em projetos contemporâneos

Em 1926, Le Corbusier formula os cinco pontos que se tornariam os fundamentos para a arquitetura moderna. Concretizados em 1929 no emblemático projeto da Villa Savoye, os atributos apresentados por Corbusier — pilotis, planta livre, fachada livre, janelas em fita e terraço jardim — foram muito explorados na produção arquitetônica modernista e até hoje estão presentes nos mais variados projetos de arquitetura contemporâneos.

Os cinco pontos se tornaram uma espécie de diretriz para a “nova arquitetura”, como anunciava Corbusier. Com o passar das décadas, as novas tecnologias, materiais e necessidades da sociedade continuaram e continuam a atualizar aquelas soluções arquitetônicas prenunciadas há quase um século como rumos para uma nova arquitetura.

Unisociesc Bloco H / Metroquadrado. Imagem: © Pablo TeixeiraCasa Torreão / Bloco Arquitetos. Imagem: © Haruo MikamiÁgora Tech Park / Estúdio Módulo. Imagem: © Nelson KonCasa Jardim / Hayhurst and Co. Imagem: © Kilian O'Sulivan+ 41

10 Intervenções contemporâneas em museus históricos

Não são poucos os edifícios históricos ao redor do mundo que necessitam, não sem certa urgência, de um projeto de reforma, restauro ou reaproveitamento. Ao longo das últimas décadas, centenas de estruturas obsoletas foram reinventadas, expandidas ou re-significadas para acolher novos usos e programas, permitindo-as a seguir existindo em um mundo onde tudo aquilo que não é mais útil, desaparece. Museus são as principais entidades que "adotam" este tipo de edifícios, trazendo-os de volta à vida. Alguns edifícios históricos insistem em não se render às agruras do tempo, muitos deles passam a ser re-significados para abrigar novos usos. Eles se transformam, evoluem para assumir novas formas que dão voz a resiliência do legado histórico da humanidade. Projetos de intervenção e adaptação tem demonstrado que até mesmo diferentes estilos de arquitetura, ou diferentes camadas temporais sobrepostas, são muito bem vindas quando se trata de proteger o nosso patrimônio arquitetônico.

A seguir, listamos dez projetos que ilustram este tipo de intervenção arquitetônica, onde passado, presente e futuro se sobrepõe para recriar e dar novo significado a estruturas históricas que um dia, estiveram ameaçadas de desaparecimento.

Great Court and Dome of the British Museum. Image © Eric Pouhier via Wikimedia Commons (CC BY-SA 3.0)Exterior of Jewish Museum. Image © Nathaniel Samson via Wikimedia Commons (CC BY-SA 3.0)Facade of Museum de Fundatie. Image © Michielverbeek via Wikimedia Commons (CC BY-SA 3.0)Facade of Moritzburg Museum. Image © Mtth.k via Wikimedia Commons (CC BY-SA 3.0)+ 11

Arquitetura Paulistana: módulo 14

O arquiteto Marco Artigas organiza, em parceria com a Escola da Cidade, o módulo 14 do o curso livre ARQUITETURA PAULISTANA .

O curso é estruturado a partir de visita a obras de arquitetura contemporânea, na cidade de São Paulo, sempre na companhia da arquiteta ou do arquiteto que desenvolveu o projeto.
Será realizada uma aula inaugural pública, de apresentação do curso para explicar a dinâmica das visitas.
A escolha das obras tem como ponto de partida a sua relação com a cidade, as diferentes escalas de construção e os diversos usos dos edifícios. O curso considera a diferença de

Transpondo fronteiras: a nova arquitetura moderna do Paraguai

O Paraguai que conhecemos hoje já não é mais aquele de outrora, e assim como o país se transformou ao longo do último século, sua arquitetura passou por um radical processo de mudança durante os últimos cem anos. A herança cultural indígena do povo Guaraní esteve, por muito tempo, onipresente em todo território e como a principal referência na produção e organização do ambiente construído do país. Mais tarde, o colonialismo viria para transformar para sempre as relações entre o povo e seus assentamentos urbanos. Há alguns anos porém, este pequeno país latino-americano começou a redescobrir o seu próprio passado através de novas práticas de arquitetura, principalmente, em projetos de pequena escala.

Congresso Internacional Critic|all IV

Está aberta a Chamada de Artigos para o congresso internacional Critic|all IV, dedicado aos temas relacionados à crítica e à teoria da arquitetura e do urbanismo. O Critic|all é organizado pela ETSAM-UPM (Madri) e sua quarta edição será em parceria com a FAUUSP e o Grupo de Pesquisa PC3.

Sob o tópico # dual-ectics, propomos colocar em prática o mecanismo de comparação como um instrumento básico para a construção da cultura e da teoria da arquitetura, abordando a questão do declínio do dual diante dos múltiplos.

Os professores Tom Avermaete (ETH) e Gareth Doherty (GSD Harvard) são palestrantes confirmados para o evento.

O

Guia de arquitetura de Belo Horizonte: 25 lugares para conhecer na capital mineira

Em 1897 foi instituída a Cidade de Minas Gerais, que em 1901 passou a ser chamada de Belo Horizonte. O projeto urbanístico de Aarão Reis para a capital mineira deu origem à primeira cidade moderna planejada no Brasil. A malha ortogonal que define quarteirões, grandes corredores e diferentes zonas urbanas foi inspirada em outros modelos de cidades, como Paris e Washington, com a presença de ideais modernizantes e republicanos que inspiraram a hierarquização do território.

Guia de arquitetura de Lisboa: 24 lugares para conhecer na capital portuguesa

Eleita Capital Europeia da Cultura em 1994 e Capital Ibero-Americana da Cultura 2017, Lisboa tem sido destino de turistas de muitas partes do mundo nos últimos anos. Com uma programação cultural pujante, a cidade é sede de importantes acontecimentos relacionados à arte, à música, ao cinema, e, como não poderia faltar, à arquitetura. A Trienal de Arquitectura de Lisboa e o Open House - evento que organiza visitas guiadas gratuitas a edifícios marcantes de cidades ao redor do mundo - são alguns desses acontecimentos de relevância no campo arquitetônico, responsáveis por divulgar, debater e refletir questões ligadas à área.

Moradias Infantis de Rosenbaum e Aleph Zero é eleita uma das 25 melhores obras do século XXI

O projeto Moradias Infantis de Marcelo Rosembaum e Aleph Zero foi eleito uma das 25 melhores obras de arquitetura construídas no século XXI. Localizado em Formoso do Araguaia, no estado de Tocantins, o projeto ficou com a 24ª posição na lista publicada pelo jornal inglês The Guardian.

Curso Livre Arquitetura Paulistana - M13

O curso é estruturado a partir de visita a obras de arquitetura contemporânea, na cidade de São Paulo, sempre na companhia da arquiteta ou do arquiteto que desenvolveu o projeto.
Será realizada uma aula inaugural pública, de apresentação do curso para explicar a dinâmica das visitas.
A escolha da obra a ser visitada adota os seguintes parâmetros: local, escala, autor(a) e uso.
Em todas as visitas são discutidos temas relacionados à vida prática da arquitetura nos escritórios, ao ensino, às novas tecnologias, ao processo de trabalho e à relação daquele projeto com a cidade.

Marco Artigas é formado pela Escola da