1. ArchDaily
  2. Madeira

Madeira: O mais recente de arquitetura e notícia

Piso de madeira: infinitas possibilidades de paginações e cores

© Eduardo Souza (ArchDaily)
© Eduardo Souza (ArchDaily)

Pisos de madeira trazem aconchego, personalidade e estilo para quaisquer interiores, sejam eles antigos ou novos. Com um aspecto ao mesmo tempo rústico e elegante, a madeira entrega boas características térmicas, com uma temperatura agradável ao toque, além de melhorar a acústica do ambiente, por absorver parte das ondas sonoras. Também são altamente duráveis e resistentes ao desgaste diário e, não por acaso, um dos materiais preferidos e mais cobiçados para interiores residenciais. Sua aparência também agrada a muitos: mesmo de uma mesma espécie e fabricante, há variações entre as peças, conforme o local de onde saiu do tronco. Entre diferentes espécies de árvores, tonalidades e desenhos também variam muito, de amarelos claros a marrom escuro, com infinitas possibilidades. Além disso, é possível paginar os pisos de madeira das formas mais diversas, conforme as dimensões das peças e o efeito desejado para o espaço.

Quais materiais da construção civil são ecológicos?

Ponte de Madeira no Resort Gulou Waterfront / LUO studio. Foto: © Weiqi Jin
Ponte de Madeira no Resort Gulou Waterfront / LUO studio. Foto: © Weiqi Jin

No atual cenário de uma crise climática, pensar um projeto de arquitetura sem definir diretrizes ecológicas tornou-se praticamente inadmissível. Um dos principais emissores de gás carbônico e outros poluentes, o setor da construção civil busca cada vez mais por novos caminhos e formas que possam tornar as obras mais sustentáveis e, de alguma forma, mitigar os danos ao meio ambiente. Pensar em materiais ecológicos pode ser um dos passos fundamentais, mas, afinal, quais são eles?

Casa na Caverna em Plateau Loess / hyperSity Architects. Foto cortesia de hiperSity ArchitectsMicro Renovação de Parque Urbano / Atelier cnS + School of Architecture, South China University of Technology. Foto: © Siming WuEscola Concept / Triptyque Architecture. Foto: © Fran ParenteFábrica Biotrends / Rede Arquitetos. Foto: © Igor Ribeiro+ 10

Combinando degraus: um olhar sobre escadas com diversos materiais

Seja para demarcar uma mudança de direção, para destacar seus primeiros degraus ou enfatizar a sua própria presença em determinado ambiente, escadas que combinam dois ou mais materiais tendem a chamar a atenção pelos diálogos estabelecidos entre as características particulares de cada material. Concreto, aço e madeira são algumas das escolhas mais comuns na composição estrutural de escadas devido à sua alta resistência e versatilidade. Mas, quando combinados, esses diferentes materiais extrapolam as suas possibilidades individuais e revelam como o design pode ser adaptado às suas peculiaridades e às conexões entre si.

A combinação de texturas, cores e acabamentos entre materiais pode impulsionar inúmeras soluções criativas para esses elementos de circulação vertical, como pode ser visto na Casa da LÂM, do AD+studio e a Casa 9A, do 23o5Studio, caracterizadas por escadas com uma base bruta e robusta que se encontra com uma leve e elegante sequência de degraus. Já a composição inversa, uma base leve combinada a uma estrutura robusta de degraus, funciona de forma engenhosa na Casa Chulavista, de Luis Carbonell e na Casa Angatuba do escritório messina | rivas, onde a base leve de madeira é seguida por degraus de concreto aparente.

© Hoang Le PhotographyCourtesy of Eugeni Bach© Dung Huynh, Quang Dam© Adrián Capelo Cruz+ 25

Madeira feita de kombucha?

Cortesia de Symmetry Wood
Cortesia de Symmetry Wood

Florestas cobrem cerca de um terço do Planeta e desempenham papel fundamental para a vida. Segundo Peter Wohlleben, autor do livro “A vida secreta das árvores”, por meio de tramas de fungos, as espécimes de uma floresta podem se comunicar umas com as outras, inclusive trocando nutrientes, ajudando as mais fracas, e organizando estratégias de sobrevivência, o que é imprescindível para o crescimento saudável dos indivíduos. A preservação das florestas existentes e a criação de novas são imprescindíveis para a biodiversidade, recuperação natural e sequestro de carbono, mas também para atender à demanda pelo uso de madeira. Um relatório da WWF (World Wide Fund for Nature) estima que a quantidade de madeira retirada no mundo deverá triplicar até o ano de 2050, com o aumento da população e da renda nos países em desenvolvimento, além de ser estimado um maior uso da madeira para fabricar biocombustíveis, produtos farmacêuticos, plásticos, cosméticos, eletrônicos de consumo e têxteis. Buscar substitutos ao material pode ser um caminho inteligente para um futuro sustentável, sobretudo se estes utilizam-se dos resíduos gerados por alguma outra indústria. Pyrus, por exemplo, é um material de madeira sem petróleo produzido de forma sustentável com resíduos de celulose bacterianos reaproveitados da indústria de kombucha.

Casas brasileiras: 12 residências com elementos rústicos de madeira

A madeira é, sem dúvidas, um dos materiais construtivos mais versáteis que existem. Em peças aplainadas, painéis compostos ou em estado bruto, suas características estéticas e estruturais atraem arquitetos e clientes, que enxergam nela possibilidades compositivas extremamente variadas. Dentre os modos mais antigos de aplicação deste material, as peças roliças são aquilo que se pode chegar mais perto do estado natural da madeira, com pouquíssimo tratamento e processamento após o corte da árvore.

O uso destas peças em estado rústico é muito recorrente em residências de veraneio, o que não significa que esta seja sua única aplicação. A seguir, reunimos dez casas brasileiras que fazem uso de elementos rústicos de madeira em sua estrutura ou fechamentos.

Casa Angra dos Reis / Cadas Arquitetura. Foto: © MCA EstudioCasa da Mata Azul / Studio Carlito e Renata Pascucci. Foto: © Monica AntunesCasa Raízes / Triplex Arquitetura. Foto: © Felipe AraújoResidência EA / Solange Cálio Arquitetos. Foto: © Denilson Machado – MCA Estúdio+ 14

Estruturas, acabamentos e esquadrias: todas as formas de usar madeira em uma obra

Um dos primeiros elementos utilizados pelo ser humano para a construção de abrigos, a madeira é um material versátil que, junto dos avanços tecnológicos, se mantém protagonista na construção civil, sendo empregada de diferentes modos e momentos em uma obra. 

Biblioteca DCPL Southwest / Perkins and Will. Image © James Steinkamp PhotographyKumu Kanazawa Hotel / Yusuke Seki. Image © Takumi OtaCasa de Madeira / Ultra Architects. Image © Przemysław TurlejCasa NU / Chris Luce. Image © Ana Paula Álvarez+ 9

Mobiliário de madeira maciça na arquitetura de interiores

Painéis de compensado, madeira laminada, chapas de MDF e placas de OSB são bons, podem ser economicamente viáveis e cumprem com eficiência determinadas funções, mas nenhum deles oferece a mesma atmosfera da madeira maciça. A nobreza deste material geralmente vem acompanhada de um custo elevado, mas as qualidades estética e sensorial são inigualáveis. 

A seguir, reunimos exemplos de projetos que empregam madeira maciça em elementos do mobiliário. Mesas e cadeiras, camas e armários feitos com madeiras de diferentes espécies, novas ou de demolição, refinadas ou rústicas, de distintas texturas e colorações que podem servir de inspiração para seu projeto arquitetônico ou de interiores.

Apartamento Faria Lima / Pietro Terlizzi Arquitetura. Foto © Guilherme PucciApartamento Topázio / Sabiá Arquitetos. Foto © Pedro VannucchiApartamento Perdizes / Pietro Terlizzi Arquitetura. Foto © Guilherme PucciCasa Ibiúna / Estúdio Penha. Foto © Fran Parente+ 15

Usando o BIM para construir edifícios de madeira engenheirada com baixo teor de carbono

No projeto original para a Ópera de Sydney, Jørn Utzon imaginou as conchas suportadas por nervuras de concreto pré-moldado sob uma estrutura de concreto armado, o que se revelou proibitivamente caro. Sendo um dos primeiros projetos a utilizar cálculos computacionais, a solução final atingida em conjunto entre o arquiteto e o engenheiro estrutural consistiu em um sistema nervurado pré-moldado de cascas de concreto criadas a partir de seções de uma esfera. Já no Museu Guggenheim de Bilbao, a equipe de projeto utilizou o software CATIA - utilizado principalmente pela indústria aeroespacial - para conseguir modelar e materializar as complexas formas curvilíneas do volume revestido em titânio projetado por Frank Gehry. Projetos desafiadores tendem a suscitar a criatividade dos envolvidos para torná-los possíveis. Mas há sistemas construtivos que interagem bem com as tecnologias existentes. É o caso, por exemplo, da madeira engenheirada e do sistema BIM. Ao serem utilizados simultaneamente, costumam atingir projetos altamente eficientes e sustentáveis.

Casas brasileiras: fachadas que destacam o charme da madeira

A madeira é um material muito comum na indústria da construção civil, sendo utilizada em várias etapas e para várias finalidades. A seguir, iremos explorar sua potencialidade para compor as fachadas residenciais a partir de 17 exemplos de casas brasileiras.  

Casa Terra / TETRO Arquitetura . Image © Luisa LageCasa da Lua / Prumo projetos . Image © Edierk CasusaCasa Brasil / Play Arquitetura. Image © Fran ParenteCasa Macaco / Atelier Marko Brajovic. Image © Rafael Medeiros+ 18

Edifício Grenelle, 35 Logements / Peripheriques Architectes

© Sergio Grazia© Sergio Grazia© Sergio GraziaCourtesy of Peripheriques Architectes+ 29

O potencial do bambu e da madeira engenheirada para a indústria da construção: entrevista com Pablo van der Lugt

© Woodify
© Woodify

Pablo van der Lugt é arquiteto, autor de livros e palestrante. Sua pesquisa enfoca o potencial de materiais como bambu e madeira engenheirada para o setor da construção civil e seus impactos positivos no mundo. “Ao longo de minha carreira profissional na universidade (incluindo minha pesquisa de doutorado sobre a pegada de carbono de bambu e madeira engenheirada) e na indústria, nos últimos 15 anos, descobri que há muitos conceitos errôneos sobre esses materiais que dificultam sua adoção em larga escala. Por esta razão, eu ‘traduzi’ minhas descobertas de pesquisa em dois livros contemporâneos para designers e arquitetos sobre o potencial do bambu: Booming Bamboo e madeira projetada: Tomorrow’s Timber. Eles visam dissipar esses mitos e mostrar o incrível potencial da última geração de materiais de construção de base biológica na necessária transição para um ambiente de construção circular, saudável e neutro em carbono. ” Recentemente, tivemos a oportunidade de conversar com ele sobre esses temas. Leia mais abaixo.

Levando conforto a qualquer lugar: uma conversa sobre saunas móveis

As saunas são inseparáveis da cultura dos países nórdicos e estão aumentando em popularidade por conta de seus muitos benefícios para a saúde física e mental. Seus projetos costumam ser bastante arquetípicos, combinando eficiência e sobriedade.

Conversamos com Jakob Gate, cofundador da Native Narrative & Scandinavian Sauna, que tem desenvolvido projetos de sauna que combinam a flexibilidade de ser transportado para qualquer lugar, com a expertise e tradição do design escandinavo. Saiba mais na seguinte entrevista:

Arquitetura na Costa Rica: abrigo, ventilação e sombra em madeira e metal

“Nos países tropicais, é na sombra e no ar fresco que as pessoas se reunem e não em espaços fechados e cálidos como em outras regiões do planeta. Para a nossa sorte, aqui na Costa Rica não falta sombra e tampouco brisa,” comenta Bruno Stagno sobre uma possível arquitetura para os trópicos. Neste sentido, além da sombra e da ventilação natural o que é que define a arquitetura costarriquenha contemporânea?

A madeira resiste bem a terremotos?

Para alguns, pode ser aterrorizante pensar que habitamos uma esfera orbitando em volta do Sol, cujo núcleo possui temperaturas de até 6.000ºC e todas as atividades humanas localizam-se sobre a crosta terrestre, a menor das camadas em espessura, nas chamadas placas tectônicas. Essas placas flutuam sobre o manto, mais precisamente na astenosfera e às vezes se chocam, causando tremores de terra. Como vemos neste mapa interativo, os terremotos são muito mais frequentes do que imaginamos, ocorrendo dezenas diariamente pelo mundo, muitos imperceptíveis. Mas alguns são extremamente potentes e, quando ocorrem próximo de áreas urbanas, são uma das forças mais destrutivas da Terra, causando mortes e danos no ambiente construído.

Com o avanço de pesquisas, testes e experimentações na engenharia, países e regiões com atividades tectônicas já possuem conhecimentos para reduzir o perigo de morte e os danos causados. Algumas soluções e materiais funcionam melhor no caso de um terremoto. A madeira é um deles.