1. ArchDaily
  2. Bambu

Bambu: O mais recente de arquitetura e notícia

Sala de jardim de infância na Green School / IBUKU

© José Tomás FrancoCourtesy of IBUKU© José Tomás FrancoCourtesy of IBUKU+ 21

  • Arquitetos: IBUKU
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  155
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2008

Casa Ninho Flutuante / atelier NgNg

© Quang Dam© Quang Dam© Quang Dam© Quang Dam+ 61

  • Arquitetos: atelier NgNg
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  192
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2020
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: AutoDesk, Jotun, LG Electronics, Philips, Rhino

Catedral de Meditação & Sala Sunset / Chiangmai Life Architects

© Markus Roselieb© Markus Roselieb© Markus Roselieb© Markus Roselieb+ 35

  • Arquitetos: Chiangmai Life Architects
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  272
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2018

Restaurante Vedana / VTN Architects

© Hiroyuki Oki© Hiroyuki Oki© Hiroyuki Oki© Hiroyuki Oki+ 23

  • Arquitetos: VTN Architects
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  1
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2020

Fábrica de Balsas de Bambu Wuyishan / TAO - Trace Architecture Office

© Shengliang Su© Shengliang Su© Shengliang Su© Shengliang Su+ 66

Centro Comunitário Camburi / CRU! Architects

© Nelson Kon© Nelson Kon© Nelson Kon© Nelson Kon+ 23

  • Arquitetos: CRU! Architects
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  175
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2018

De paredes de terra a coberturas em palha: 10 técnicas de bioconstrução

A bioconstrução consiste no processo construtivo através de materiais e técnicas de baixo impacto ambiental, além da adequação da arquitetura às condições locais e tratamento de resíduos durante a ocupação do edifício. Portanto, construir com base nesses princípios não significa necessariamente utilizar materiais ditos sustentáveis, que frequentemente precisam ser transportados por longas distâncias ou passar por algum processo de pré-fabricação antes de serem empregados, mas utilizar materiais, técnicas e mão-de-obra locais, tendo como base estratégias vernaculares que levam em consideração estes fatores.

Parede construída a partir da técnica de taipa de pilão. Cortesia de Hive Earth© Trajinus, via Wikimedia Commons; sob licença Creative CommonsMasoro Village Project / GA Collaborative. Imagem © Riaan HoughCatenarius / Ramiro Meyer. Imagem © Federico Cairoli+ 12

Centro comunitário de bambu e barro construído por mulheres é premiado em Bangladesh

Uma construção impressionante foi erguida em Rudrapur, um vilarejo no norte de Bangladesh. Foram usadas técnicas e materiais locais para dar forma ao espaço que surgiu para suprir uma importante demanda. Batizado de Centro Anandaloy, o primeiro andar funciona como um centro de atendimento a pessoas com deficiência.

O projeto venceu o Prêmio OBEL 2020, uma premiação internacional que homenageia as contribuições arquitetônicas notáveis para o desenvolvimento humano em todo o mundo.

© Kurt Hoerbst© Kurt Hoerbst© Kurt Hoerbst© Stefano Mori+ 10

Fôrmas de bambu em projetos de concreto aparente

Casa de los Árboles / Vo Trong Nghia Architects. Image © Hiroyuki Oki
Casa de los Árboles / Vo Trong Nghia Architects. Image © Hiroyuki Oki

Embora o concreto seja um dos sistemas construtivos mais utilizados no mundo todo, seja por sua durabilidade, maleabilidade e/ou resistência às intempéries, não devemos esquecer que a industria do concreto é uma das maiores emissoras de CO2 relacionas à industria da construção civil. Por este motivo, ao longo dos últimos anos, muitos arquitetos e arquitetas passar a experimentar novas possibilidades para tratar de otimizar seu rendimento, apropriando-se de todas as suas vantagens técnicas e buscando resolver alguns de suas desvantagens ambientais. Como resultado disso, alguns projetistas passaram a explorar a possibilidade de substituir as tradicionais fôrmas de madeira por materiais mais sustentáveis como o bambu, uma planta que cresce em abundância em quase todas as partes do mundo e que, com um baixo impacto ambiental, permite obter acabamentos aparentes com texturas de grande qualidade.

Hotel The Tiiing / Nic Brunsdon. Image © Ben Hosking Centro de Observación de Pandas / BIG. Image © Rasmus HjortshojIglesia Semilla / O Studio Architects. Image © Iwan BaanVivienda y Galería Daeyang / Steven Holl Architects. Image © Iwan Baan+ 21

Soluções tradicionais em projetos contemporâneos: fechamentos móveis de bambu

Casa Tino / Emac Arquitectura. Image © Milena Villalba
Casa Tino / Emac Arquitectura. Image © Milena Villalba

Centro de Desarrollo Infantil El Guadual / Daniel Joseph Feldman Mowerman + Iván Dario Quiñones Sanchez. Image © Ivan Dario Quiñones SanchezCasa Bb / H&P Architects. Image © Doan Thanh HaPassive House / Karawitz Architecture. Image © Hervé Abbadie and KarawitzSala para arqueólogos y niños / ETH Zurich + PUCP. Image Cortesia de ETH Zurich + PUCP+ 11

Historicamente, o bambu tem sido utilizado como matéria-prima em construções tradicionais de baixa renda, servindo como substituto de outras madeiras para materializar estruturas, armários e até móveis. Hoje, devido às suas inúmeras vantagens associadas à durabilidade, resistência, versatilidade e baixo impacto ambiental, conseguiu ganhar o nome de “aço vegetal” e obter um lugar privilegiado na indústria da construção. A atual busca por novos materiais para o desenvolvimento sustentável tem gerado novas fusões construtivas que colocam materiais e técnicas contemporâneas em jogo com elementos tradicionais, amalgamando e valorizando as qualidades dos materiais em cada região.

Arquitetura mexicana contemporânea: geografia e materialidade

Casa Cabo / Dellekamp Arquitectos. Image © Sandra PéreznietoHotel Endémico / graciastudio. Image © Luis GarcíaSFER IK Museion en Francisco Uh May / Jorge Eduardo Neira Sterkel.. Image Cortesía de AzulikEdificio Argáez / Taller de Arquitectura X - Alberto Kalach. Image © Jaime Navarro+ 18

Um dos fatores mais importantes a se levar em consideração quando se projeta um edifício é o clima específico do lugar. O clima pode ser um verdadeiro obstáculo e  até um grande desafio, principalmente quando se trata de projetar em situações extremas. Nestes casos, se faz necessário utilizar materiais isolantes e desenvolver soluções práticas que possam favorecer as condições de conforto no interior do edifício. Entretanto, a maioria dos países latino-americanos como o México, possui um clima pra lá de privilegiado, algo que se transforma em um ponto à favor dos arquitetos, os quais podem então explorar relações mais diretas entre a arquitetura e a paisagem.

Materiais e técnicas construtivas tradicionais na arquitetura contemporânea chinesa

A arquitetura vernácula nasce da escassez, da restrição de materiais e recursos disponíveis assim como de barreiras físicas, geográficas e dificuldades para transportar matérias primas de um lugar para outro. Ela se adapta ao seu contexto, utilizando materiais locais e técnicas construtivas tradicionais. Como uma tendência sempre presente, muitos arquitetos ainda buscam inspiração no passado, e cada vez mais têm incorporado com sucesso materiais e técnicas construtivas locais em seus projetos. Este artigo pretende oferecer uma visão abrangente de como os materiais tradicionais, como tijolos e telhas de barro, pedras, bambu, estruturas de madeira e taipa estão sendo ressignificados em um movimento que talvez poderíamos chamar de “a nova arquitetura vernacular chinesa”.

Wang Shu e a reciclagem de materiais na arquitetura chinesa contemporânea

Ao longo dos dois últimos séculos, a China passou por um vertiginoso processo de expansão demográfica e urbana, resultando na completa descaracterização de sua paisagem histórica, onde inúmeras pequenas cidades e vilarejos acabaram sendo varridos do mapa, substituídos por novas infra-estruturas urbanas e edifícios cada vez mais altos. À medida que a antiga paisagem chinesa vai desaparecendo sob o novo tecido urbano da China do século XXI, importantes elementos da cultura cívica e social também estão sendo esquecidos e negligenciados. Wang Shu, o primeiro arquiteto chinês a ser galardoado com o Prêmio Pritzker, tem lidado com esta delicada situação cotidianamente desde o início de sua carreira, desenvolvendo uma arquitetura que busca construir pontes entre o passado e o presente. Utilizando materiais reciclados e recuperados de antigas estruturas abandonadas ou destruídas, Wang Shu está resignificando a arquitetura tradicional chinesa no contexto de um país em rápido e incansável processo de desenvolvimento e expansão urbana. A seguir, discutiremos algumas das principais obras construídas por Wang Shu, como o Museu de arte contemporânea (2005) e o Museu Histórico de Ningbo (2008), e o Campus da Nova Academia de Arte de Hangzhou (2004).

Quão eficiente é o Bambu para aplicações estruturais?

A Madeira engenheirada tem sido aclamada como uma solução para o notório problema de sustentabilidade na arquitetura - que os edifícios representam quase 40% do uso global de energia são agora um fato já conhecido. Mas a madeira não é o único material renovável do mundo, e arquitetos e engenheiros têm buscado outras possíveis substituições ao aço e concreto. Uma dessas possibilidades que surgiu recentemente é o bambu laminado ou engenheirado, um material altamente sustentável e estruturalmente impressionante. A seguir, investigamos como o bambu laminado é fabricado, quais são suas principais qualidades e como ele se compara à madeira.

© José Tomás Franco© José Tomás Franco© José Tomás Franco© José Tomás Franco+ 10

Residência Ananda / IBUKU

© Stephen Johnson© Shaan Hurley© Stephen Johnson© Stephen Johnson+ 20

Abiansemal, Indonésia
  • Arquitetos: IBUKU
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  260
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2015

O melhor do ArchDaily Brasil sobre bambu

Reunimos aqui uma lista com os melhores artigos, notícias e projetos que abordam um material que ainda pode ser muito explorado pela arquitetura: o bambu.

Millenium Bridge / IBUKU

Cortesia de IBUKUCortesia de IBUKU© José Tomás Franco© José Tomás Franco+ 21

Abiansemal, Indonésia
  • Arquitetos: IBUKU
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  70
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2011

Sharma Springs / IBUKU

© Rio Helmi© Rio Helmi© Rio Helmi© Rio Helmi+ 29

Abiansemal, Indonésia
  • Arquitetos: IBUKU
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  750
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2012