Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Intervenção

Intervenção: O mais recente de arquitetura e notícia

Reuso adaptativo: 4 exemplos de como intervir no patrimônio arquitetônico

A ação do tempo é inevitável para qualquer obra arquitetônica: todos os edifícios estão sujeitos, em maior ou menor grau, às consequências das condições atmosféricas e dos diferentes usos que lhes são atribuídos ao longo do tempo. Como alternativa para “dar vida” a edifícios sem uso, o reuso adaptativo tem ganhado força nas últimas décadas. Mas apesar de sua grande difusão, a aplicação prática deste conceito não é simples.

Intervenção TransBorda / Estúdio Chão

© Renato Mangolin © Renato Mangolin © Renato Mangolin © Renato Mangolin + 19

6 Iniciativas voluntárias que transformam a vida de diferentes cidades do Brasil

Da revitalização de áreas verdes degradadas à realização de jogos colaborativos, eventos e oficinas, existem diversas ações que são possíveis de realizar voluntariamente para mudar a paisagem de uma cidade e as pessoas que vivem nela.

Além de serem formas importantes de participação social, a organização de pessoas por meio de coletivos e a adesão a iniciativas que se apoiam em trabalho voluntário, facilitam a interação entre o poder público e as comunidades, trazendo muitos resultados positivos, inclusive na maneira como interagimos com as cidades.

Como o espaço transforma a arte: instalações site specific

Quando pensamos em galerias, museus e espaços expositivos em geral é comum que nos venha à mente a imagem de um lugar fechado, iluminado, com paredes brancas e piso neutro, provavelmente em madeira. A ideia de pensar espaços expositivos como espaços “puros”, seja para dar foco à obra de arte em si, seja para permitir que exista a rotatividade das exposições, talvez seja a maior diretriz na produção de espaços expositivos nas últimas décadas. No entanto, da mesma forma em que a arte transforma o espaço, o espaço também pode ser um agente transformador da arte. É com essa reflexão que emergem produções artísticas pensadas para um espaço específico, mais conhecidas como instalações site specific.

Casa em Arada / Nelson Resende

© João Morgado © João Morgado © João Morgado © João Morgado + 48

Arada, Portugal
  • Arquitetos: Nelson Resende
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área: 200.0
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano: 2018

Restauradores / Saraiva + Associados

© Fernando Guerra | FG+SG © Fernando Guerra | FG+SG © Fernando Guerra | FG+SG © Fernando Guerra | FG+SG + 16

Lisboa, Portugal
  • Arquitetos: Saraiva + Associados
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área: 2310.0
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano: 2017

Escritório CDPP / Reinach Mendonça Arquitetos Associados

© Leonardo Finotti © Leonardo Finotti © Leonardo Finotti © Leonardo Finotti + 25

O Lugar de Partilha: Uma Casa de Brincar e Não Só…

“O Lugar de Partilha” já está no terreno. Ao terceiro dia de trabalhos, preparam-se as fundações e instalam-se as estruturas metálicas que vão sustentar a Casa de Brincar e Não Só – Not Only a Playhouse que até 10 de agosto vai nascer no Conjunto Habitacional da Guarda (CHG), em Perafita, Matosinhos, Portugal, no âmbito do Laboratório de Autoconstrução organizado pela Casa da Arquitectura – Centro Português de Arquitectura.

Fachada do novo Sesc Avenida Paulista recebe vídeo mapping do VJ Spetto

Estabelecido na mais icônica das avenidas paulistanas, após oito anos em obras, finalmente a nova unidade do Sesc Avenida Paulista abriu suas portas no último domingo, 29 de Abril. Com uma programação pautada pelo tripé “Arte, Corpo e Tecnologia”, a instituição que prevê um público de aproximadamente 18 mil pessoas por semana, já observou parcialmente a expectativa concretizando-se.

Intervenção temporária de madeira transforma fachada de edifício histórico em Póvoa, Portugal

O escritório português FAHR 021.3 realizou uma instalação temporária de madeira que transformou a fachada do Cine-Teatro Garrett, um edifício histórico no centro da cidade de Póvoa, Portugal. Intitulado Ensaio 04, o projeto é um estudo geométrico de uma superfície curva construída através de planos retos de madeira de choupo, obtendo-se uma deformação de perspectiva.

© José Campos © José Campos © José Campos © José Campos + 18

Fronteira Livre: intervenção artística nos metrôs de São Paulo aborda tema da imigração

Fronteira Livre foi um processo que gerou intervenções em seis estações da linha vermelha do Metrô de São Paulo, para a 11a Bienal de Arquitetura: Em Projeto. Realizada por imigrantes, ativistas, arquitetos, assistentes sociais e artistas em colaboração, durante imersão de dez dias de oficina no CAMI - Centro de Apoio ao Imigrante em São Paulo.

8 Projetos de intervenção destinados à cultura em importantes e históricos edifícios

É sempre muito delicado intervir em edificações históricas. Na arquitetura, seja por operações de restauro ou de requalificação espacial, projetos de intervenção são muitas vezes necessários para dar uma “vida nova” a edificações abandonadas ou descaracterizadas, alterando ou qualificando seu uso.

Junto ao desafio de preservar as construções já existentes, tentando não modificar bruscamente o desenho original das mesmas, há ainda o desafio por implantar edifícios ou elementos anexo capazes de atender as necessidades intrínsecas de cada caso, de forma a não “ferir” e/ou descaracterizar as edificações originais.

São Paulo debaixo d'água: coletivo Barragem apresenta a cidade submersa

Formado por cinco profissionais das áreas de arquitetura e artes visuais, o coletivo Barragem propõe reflexões sobre temas urbanos como território, limites, barreiras, memória, arqueologia, patrimônio, deslocamentos, mudanças climáticas e manejo inconsequente dos recursos naturais.

Para a exposição BARRAGEM///SP, foram produzidas representações ficcionais de uma São Paulo submersa e cercada por um monumental muro de concreto. Combinando dados da grande enchente de 1929, do rompimento da barragem em Mariana (MG) e de análises visuais do modelo 3D de São Paulo no Google Earth, o projeto modifica o território e reorganiza sua geografia e sociedade. A cartografia da urbe se deteriora em ilhas isoladas.

© Coletivo Barragem © Coletivo Barragem © Coletivo Barragem © Coletivo Barragem + 25

Intervenção arquitetônica propõe a reapropriação de um antigo presídio em Portugal

Este projeto é o resultado do quinto Laboratório de Intervenção em Arquitetura in situ/, um projeto de investigação coordenado, desde 2012, pelo CEACT/UAL (Centro de Estudos de Arquitetura, Cidade e Território da Universidade Autónoma de Lisboa) que se propõe investigar temas da cidade em transição. Através de projeto e construção, os Laboratórios in situ/ intervêm, de forma exploratória e temporária, como formas de ação/investigação.

O Laboratório foi realizado em formato de workshop com alunos de arquitetura e propôs o desafio de desenhar, projetar e construir em apenas duas semanas. O objetivo é que os estudantes elaborem uma reflexão sobre a realidade construída e experimentem construir, com as próprias mãos, aquilo que desenharam.

© In situ/ 5 – laboratório de intervenção em arquitetura © In situ/ 5 – laboratório de intervenção em arquitetura © In situ/ 5 – laboratório de intervenção em arquitetura © In situ/ 5 – laboratório de intervenção em arquitetura + 25

Pavilhão auto-portante de chapas de madeira inspira-se nos origamis

Na ocasião para o evento Concéntrico 03, os arquitetos Manuel Bouzas Cavada, Manuel Bouzas Barcala e Clara Álvarez García projetaram um pavilhão de exposições na Plaza Escuelas Trevijano, com o intuito de 'tornar transparente o opaco e leve o pesado'.

Uma folha não se sustenta por si só, mas se realizarmos uma série de dobraduras, ela é capaz não só de sustentar-se a si mesma, mas de suportar mais esforços do que se poderia esperar. Um painel de madeira não se sustenta por si só, mas se realizarmos uma série de dobraduras precisas, é capaz não só de sustentar-se, mas suportar uma situação que não se poderia esperar. Como exemplo temos o pavilhão de informações para a 3ª edição do festival Concéntrico.

Laboratório Hackerativista Urbano

Um programa de formação de coletivos temporários para experimentação de projetos de inovação social a partir de ferramentas tecnológicas, tecnologias sociais e conexão com arte e ativismo.