Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Galerias

Galerias: O mais recente de arquitetura e notícia

Expansão do Tate Modern de Herzog & de Meuron pelas lentes de Laurian Ghinitoiu

O anexo de dez pavimentos projetado por Herzog & de Meuron para o Tate Modern em Londres, aberto oficialmente ao público na semana passada, é o mais recente de uma série de ambiciosos projetos realizados pela renomada galeria. Localizado acima dosTanks, primeiras galerias dedicadas à arte performática e instalações de vídeo do mundo, a forma piramidal do edifício proporciona 60% a mais de espaços expositivos para a instituição. Dois dias antes da inauguração, o fotógrafo Laurian Ghinitoiu registrou uma série de imagens do tão aguardado edifício.

© Laurian Ghinitoiu © Laurian Ghinitoiu © Laurian Ghinitoiu © Laurian Ghinitoiu + 46

Lisson Gallery projetada pelo studioMDA é inaugurada sob o High Line

No dia 3 de maio foi inaugurada a Lisson Gallery New York, localizada sob o High Line, entre a 23rd Street e a 24th Street. Projetada pelo studioMDA em colaboração com o Studio Christian Wassmann, o espaço de 900 metros quadrados é dividido entre uma galeria, escritórios, salas de exposição e um depósito. Embora a galeria se situe embaixo da antiga ferrovia, ela será banhada por luz natural através de claraboias localizadas nas laterais da cobertura.

Lisson Gallery New York. Cortesia de studioMDA Lisson Gallery New York. Cortesia de studioMDA Cortesia de studioMDA Cortesia de Lisson Gallery + 14

Expansão do Tate Modern de Herzog & de Meuron será inaugurada em 2016

Recentemente, Sir Nicholas Serota, diretor do Tate Modern, anunciou que a expansão projetada por Herzog & de Meuron será oficialmente inaugurada no dia 17 de fevereiro de 2016. A galeria, inaugurada originalmente em 2000, dentro de uma antiga estação de energia no Bankside de Londres, transformou dramaticamente a relação do Reino Unido com a arte moderna e contemporânea. Desde então, o Tate Modern se tornou um bastião de tendências artísticas e exposições de alto calibre, tornando-se um dos centros de arte mais visitados da capital britânica.

A interrupção dos fluxos no espaço público

A construção do território se manifesta no espaço físico a partir dos valores dominantes que se promovem a partir do poder, configurando a vida cotidiana e o comportamento social. A este respeito, a urbe como construção ideológica do território baseia-se em um contexto mercantilista focado principalmente em objetos de transação material sobre o espaço, o que pode denominar-se como o fluxo de bens e serviços (mercadorias).

AILAIC / TwoBo Architecture + Luis Twose Architect

Voussoir Cloud / IwamotoScott Architecture + Buro Happold

© IwamotoScott

Galería Nan / AZL architects

Paisagem de resíduos / Elise Morin + Clémence Eliard

Galeria Mario Sequeira / Atelier Carvalho Araújo

© Pedro Lobo

Edifício de Vivendas em La Fontsanta / Duch Pizá Arquitectos

© Cortesia de Duch Pizá Arquitectos