Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Entrevistas

Entrevistas: O mais recente de arquitetura e notícia

Alejandro Aravena: "A necessidade mais básica e urgente é como um template que elimina o irrelevante"

Alejandro Aravena esteve em Florianópolis na última semana, convidado pelo NCD Summit 2019 para palestrar sobre Arquitetura Social. Fundador do "do tank" ELEMENTAL, o Prêmio Pritzker de 2016 deu um panorama geral de sua obra, passando pelas mais distintas tipologias de projeto, sempre evidenciando os processos que levaram às soluções adotadas. Antes da palestra, Aravena concedeu uma entrevista exclusiva ao ArchDaily Brasil. Confira a entrevista a seguir:

Jacques Herzog conversa com Tatiana Bilbao

Jacques Herzog recebeu Tatiana Bilbao em seu escritório na Basileia, Suíça, em maio deste ano, para discutir as obras e abordagens projetuais da arquiteta mexicana. Os dois premiados arquitetos conversaram sobre os momentos decisivos em sua amizade e o conselho de Herzog que influenciou profundamente o método de trabalho de Bilbao. 

Entrevista com Norman Foster explora a vida e obra do arquiteto

© Guillermo Rodríguez
© Guillermo Rodríguez

O projeto Maestros realizou uma entrevista com Norman Foster em que o arquiteto discute assuntos relacionados à sua vida, sua abordagem profissional e as histórias por trás de seus edifícios. Concebida, produzida e publicada pela Fundación Arquia, a série Maestros é um programa cultural que visa criar uma plataforma na qual arquitetos renomados possam comunicar "suas opiniões às futuras gerações".

Francisco Aires Mateus fala sobre os valores humanos na arquitetura

Past, Present, Future é um projeto de entrevistas do Itinerant Office que convida arquitetos aclamados a compartilharem suas perspectivas sobre o mundo em constante evolução da arquitetura. Cada entrevista é dividida em três segmentos de vídeo: Passado, Presente e Futuro, nos quais os entrevistados discutem suas reflexões e experiências através de cada um destes enfoques. O primeiro episódio do projeto contou com a participação de 11 arquitetos da Itália e Holanda, e o segundo episódio é composto por entrevistas realizadas com 13 arquitetos da Espanha, Portugal, França e Bélgica.

Tatiana Bilbao fala sobre sustentabilidade e a responsabilidade de construir

A premiada arquiteta Tatiana Bilbao falou em uma entrevista divulgada pelo Louisiana Channel sobre suas frustrações com a situação atual de sustentabilidade na arquitetura. Vivendo no México, que Bilbao descreve como um "país sem recursos", ela afirma que as pessoas estão acostumadas a não desperdiçar recursos e que a "sustentabilidade" é uma parte natural da vida cotidiana. “Eu odeio a palavra 'sustentabilidade' porque acho que se tornou uma palavra que pode qualificar um tipo de arquitetura e que, para mim, deveria ser incorporada."

Continuidade e sensibilidade: a arquitetura de Ricardo Bak Gordon

Past, Present, Future é um projeto de entrevistas do Itinerant Office que convida arquitetos aclamados a compartilharem suas perspectivas sobre o mundo em constante evolução da arquitetura. Cada entrevista é dividida em três segmentos de vídeo: Passado, Presente e Futuro, nos quais os entrevistados discutem suas reflexões e experiências através de cada um destes enfoques. O primeiro episódio do projeto contou com a participação de 11 arquitetos da Itália e Holanda, e o segundo episódio conta com entrevistas com 13 profissionais da Espanha, Portugal, França e Bélgica.

House in Boliqueime. Imagem Cortesia de bak gordon arquitectos FUTURE: Teatro Romano. Imagem Cortesia de bak gordon arquitectos Casa na Costa do Castelo. Imagem Cortesia de bak gordon arquitectos School Romanshorn. Imagem Cortesia de bak gordon arquitectos + 24

Escritório Aberto: TOPOTEK 1

© Laurian Ghinitoiu © ArchDaily © Laurian Ghinitoiu © Laurian Ghinitoiu + 20

Temos o prazer de apresentar o Escritório Aberto, uma nova seção do ArchDaily e MINI Clubman que levará você aos bastidores dos escritórios mais inovadores do mundo por meio de entrevistas em vídeo e uma galeria de fotos exclusiva com o espaço de trabalho de cada estúdio.

Sou Fujimoto: 'Eu gosto de materiais brancos pois eles mudam junto com o contexto'

Sou Fujimoto esteve em São Paulo no último mês de março, para dar uma palestra na Expo Revestir 2019. Tivemos a oportunidade de entrevistá-lo e conversamos um pouco sobre sua abordagem projetual, trabalhos passados e futuros, exposições, entre outras coisas. Nascido no ano de 1971, na ilha de Hokkaido, no Japão, ele fundou seu escritório no ano de 2000, em sua cidade de formação. Possui obras em países como Estados Unidos, Reino Unido, China, Espanha, Grécia e Chile, além de diversas obras no Japão. Confira a entrevista a seguir:

João Luís Carrilho da Graça e o poder da curiosidade na arquitetura

Past, Present, Future é um projeto de entrevistas do Itinerant Office que convida arquitetos aclamados a compartilhem suas perspectivas sobre o mundo em constante evolução da arquitetura. Cada entrevista é dividida em três segmentos: Passado, Presente e Futuro, em que os entrevistados discutem suas reflexões e experiências através de cada um destes enfoques. O primeiro episódio contou com a participação de 11 arquitetos da Itália e Países Baixos, e o segundo episódio é composto por entrevistas com 13 arquitetos da Espanha, Portugal, França e Bélgica.

A história por trás da arquitetura de Odile Decq

Passado, Presente, Futuro é um projeto de entrevistas do Itinerant Office, que possibilita aos arquitetos aclamados compartilharem suas perspectivas sobre o mundo em constante evolução da arquitetura. Cada entrevista é dividida em três segmentos de vídeo: Passado, Presente e Futuro, nos quais os entrevistados discutem seus pensamentos e experiências de arquitetura através de cada uma dessas lentes. O primeiro episódio do projeto contou com a participação de 11 arquitetos da Itália e Países Baixos, já o segundo episódio é composto por entrevistas com 13 arquitetos da Espanha, Portugal, França e Bélgica.

Eduardo Souto de Moura: "Ser incompetente é uma forma de ser reacionário"

Eduardo Souto de Moura, vencedor do Prêmio Pritzker de 2011, talvez seja, ao lado de Álvaro Siza, o arquiteto português influente da atualidade, com uma produção consistente marcada por obras que mostram impressionante atenção às especificidades locais.

O que as cidades africanas podem aprender com a experiência de Dubai?

Ao longo das últimas três décadas, Dubai floresceu em meio a um deserto desabitado para transformar-se em um centro urbano estratégico para o mundo dos negócios e do turismo. Como uma das diversas reações decorrentes deste novo fenômeno, várias cidades ao redor do mundo passaram a replicar esse modelo de desenvolvimento urbano - um urbanismo amplamente baseado no automóvel, arranha-céus luxuosos, centros comerciais gigantescos e tecnologias e sistemas "inteligentes" e "sustentáveis", tudo isso, à partir do zero. Surpreendentemente, estes novos empreendimentos tem se espalhado rapidamente pelo continente africano, assumindo nomes como Eko Atlantic City Nigéria, Vision City em Ruanda, Ebene Cyber City nas Ilhas Maurício; Konza Technology City no Quênia; Safari City na Tanzânia; Le Cite du Fleuve na República Democrática do Congo, entre vários outros. Ao que tudo indica, todas estas cidades parecem apenas meras tentativas de imitação daquilo que representa a cidade de Dubai.

Alejandro Aravena: sobre a filosofia de uma prática socialmente responsável

O arquiteto chileno, Alejandro Aravena, compartilha os fundamentos da sua filosofia de desenho em uma entrevista intitulada “To Design is to Prefer.” O vencedor do Prêmio Pritzker fundou seu escritório em 2001 e se comprometeu a explorar as práticas de desenho socialmente consciente. Sua empresa, Elemental, obteve pela primeira vez o reconhecimento internacional por seu trabalho na criação de projetos de moradia social no Chile, mas sua carreira continua expandindo-se ao incluir desenhos de museus, universidades, infraestrutura urbana e transportes.

Este vídeo destaca o processo mental por trás das práticas pessoais de Aravena e os conhecimentos sobre o enfoque único da Elemental no próprio desenho. A entrevista começa discutindo a introdução de Aravena no mundo arquitetônico durante sua adolescência e como a arquitetura - um fenômeno bastante obscuro para o jovem Aravena - converteu-se em sua paixão. Ao longo do documentário, Aravena mostra as páginas dos seus cadernos de croquis, ilustrando a mão crua do arquiteto.

Usando a arquitetura para criar um novo movimento cívico: entrevista com Chris Sharples, do SHoP Architects

Este artigo foi publicado originalmente pela Redshift, da Autodesk, como "SHoP's Chris Sharples on Urban Architecture, Digital Fabrication, and the Public Realm."

Os irmãos gêmeos Chris e Bill Sharples são dois dos sócios fundadores da SHoP Architects, uma empresa sediada em Nova York, criada há 20 anos para reunir conhecimentos diversos em projetos de edifícios e ambientes que melhoram a qualidade de vida pública.

O estilo da empresa é difícil de definir, mas um denominador comum no portfólio da SHoP é uma filosofia de projeto baseada em restrições. Dos modelos digitais às técnicas de fabricação e entrega sempre à frente de seu tempo, a tecnologia está no centro do movimento da empresa em direção a uma abordagem iterativa que, como diz Chris Sharples, "está começando a obscurecer a linha entre arquitetura e manufatura".

Cortesia de SHoP Architects © SHoP Architects and West8 © Bruce Damonte Cortesia de SHoP Architects + 8

Quando é o melhor momento para procurar um emprego em arquitetura?

Photo by <a href='https://unsplash.com/photos/Fj1aWk4LcNg'>STIL on Unsplash</a>
Photo by STIL on Unsplash

Este artigo foi originalmente publicado por The Architect's Guide.

Não te farei esperar pela resposta. O melhor momento para procurar um emprego em arquitetura é...

Ellen van Loon fala sobre o novo Centro Dinamarquês de Arquitetura projetado pelo OMA

O Louisiana Channel divulgou uma nova entrevista em vídeo com Ellen van Loon, do OMA, em que a arquiteta discute a ideia de "contaminação arquitetônica" por trás do projeto "BLOX", sede do Centro Dinamarquês de Arquitetura em Copenhague, concebido pelo escritório liderado por Rem Koolhaas.

Van Loon discute o processo de "reinvenção" em termos de função e localização, necessário para que o projeto fosse construído. Situado em uma antiga cervejaria, o projeto busca incorporar arquitetos e visitantes em seu próprio campo de estudo, "colocando-os no centro do edifício, o que significa que eles contaminariam todas as outras funções."