1. ArchDaily
  2. Design Biofílico

Design Biofílico: O mais recente de arquitetura e notícia

Edifício biofílico de Kengo Kuma em Milão começa a ser construído

Foram iniciadas as obras do escritório biofílico projetado por Kengo Kuma na cidade de Milão. Conhecido como “Welcome, feel at work” e com data prevista de conclusão para 2024, o edifício desenvolvido pela Kengo Kuma & Associates para a Europa Risorse é um empreendimento concebido para disponibilizar espaços de trabalho centrados na saúde e no bem-estar de seus funcionários. Além disso, o edifício de escritórios já está sendo considerado uma das obras de arquitetura mais sustentáveis de toda a Europa.

Cortesia de Kengo Kuma and AssociatesCortesia de Kengo Kuma and AssociatesCortesia de Kengo Kuma and AssociatesCortesia de Kengo Kuma and Associates+ 12

Cor além da estética: a psicologia do verde na arquitetura

Quantas vezes você mudou as coisas de lugar dentro de casa no ano passado? Quer fosse uma mudança temporária ou definitiva, uma parede repintada, uma luminária nova ou aquele quadro que estava esperando para ser pendurado a séculos. No momento em que muitos de nós fomos forçados (ou convidados) a retroceder para dentro do espaço doméstico, passando a trabalhar desde casa, ficou cada vez mais difícil evitar aquelas pequenas mudanças que a tanto tempo se faziam necessárias. Não foi apenas a drástica mudança em nossas rotinas que nos causaram problemas, na verdade, o espaço no qual vivemos e trabalhamos desempenha um importante papel em como nos sentimos ou nos relacionamos uns com os outros. Portanto, para aqueles que se perguntaram por que algumas pessoas pareciam muito mais tranquilas e serenas durante o início da pandemia, pode ser porque a grama do seu jardim era mais verde que a nossa.

Green 26 / Anonym. Image © Chaovarith PoonpholCultural Activity of Beijing Guang'anmennei Community / MAT Office. Image © Kangshuo TangOttoman | Footstool Outdoor Complete Item by Ligne Roset on Architonic. Image Courtesy of Ligne RosetArtwork | Deco_01 by FLORIM on Architonic. Image Courtesy of FLORIM+ 26

Os benefícios da biofilia para a arquitetura e os espaços interiores

Se uma pessoa é instigada a imaginar um cenário de completo relaxamento, é mais provável que a primeira imagem que vem à mente seja um lugar cercado pela natureza, algo próximo a uma floresta, montanhas, mar ou prado. Você dificilmente imaginará um escritório ou um shopping center como fonte de conforto e relaxamento. Mesmo assim, a maioria das pessoas passa quase 80-90% do tempo dentro de edificações, movendo-se entre suas casas e seus locais de trabalho.

Arquitetos e designers agora estão procurando soluções que ressoarão bem no futuro, voltando-se para a 'biofilia' como uma importante fonte de inspiração que promove o bem-estar, a saúde e o conforto emocional.

Xylem Pavilion / Kere Architecture. Imagem © Iwan Baan© Favaro Jr.Botanica House / Guz Architects. Imagem © Patrick Bingham-HallXylem Pavilion / Kere Architecture. Imagem © Iwan Baan+ 15

Biofília: trazendo a natureza para dentro de casa

Um bom projeto de interiores começa com o mapeamento das demandas específicas de seus possíveis usuários. Conscientes das necessidades físicas, psicológicas e emocionais das pessoas, os projetistas buscam desenvolver soluções espaciais específicas que possam impactar positivamente na vida destas pessoas, promovendo qualidade de vida, segurança e bem-estar. Uma das principais tendências no design de interiores contemporâneo é a biofilia, uma abordagem holística que surge da observação e incorporação da natureza ao design.

© Scott Burrows Photography© Iwan BaanCortesia de COOKFOX Architects© Rasmus Hjortshoj+ 8

Baubotanik: Um sistema construtivo inspirado na botânica que cria estruturas vivas

Edifícios de madeira são regularmente celebradas por seu aspecto sustentável, pois o dióxido de carbono retirado da atmosfera pelas árvores permanece retido na estrutura do edifício. Mas e se pudéssemos fazer melhor, projetar edifícios que não só retém o carbono, mas ativamente absorvem dióxido de carbono para reforçar a sua estrutura? Neste artigo, originalmente publicado pela Federação Internacional de Arquitetos Paisagistas como "Baubotanik: Botanically Inspired Biodesign", Ansel Oommen explora a teoria e técnicas de Baubotanik, um sistema de construção com árvores vivas que busca alcançar exatamente isso.

As árvores são as guardiãs altas e tranquilas de nossa narrativa humana. Elas passam a vida inteira respirando para o planeta, sustentando vários ecossistemas, ao mesmo tempo que asseguram serviços essenciais na forma de alimento, abrigo e medicamentos. Seus ramos resilientes elevam tanto o céu como nossos espíritos. Sua grandeza refletida no velho musgo é um testamento da mudança dos anos e séculos, tanto que imaginar um mundo sem árvores é como imaginar um mundo sem vida.

Para continuar existindo, então, a humanidade não só deve coexistir com a natureza, mas também ser o seu benfeitor ativo. Na Alemanha, esta aliança é encontrada através da Baubotanik, ou Construções com Plantas Vivas Construções. Criado pelo arquiteto Dr. Ferdinand Ludwig, a prática foi inspirada na antiga arte da arborescultura.

Torre salgueiro após concluída. Imagem © Ferdinand LudwigDetalhe de conexão. Imagem © Ferdinand LudwigCampo de testes de inoculações. Imagem © foto chira moroPlane cube. Imagem © Ludwig.Schönle+ 8