1. ArchDaily
  2. Leed

Leed: O mais recente de arquitetura e notícia

Kimberly Dowdell é eleita a primeira presidente negra do American Institute of Architects

O American Institute of Architects elegeu Kimberly Dowdell como a 100ª presidente da organização, tornando-a a primeira mulher negra a ocupar o cargo nos 165 anos de história do AIA. Os membros votaram em Dowdell para ser vice em 2023 e, posteriormente, presidente em 2024.

Durante sua campanha Dowdell expressou seu apoio às minorias, ao mesmo tempo em que deixou claro que deseja ser uma presidente para todos. A sua plataforma baseia-se em quatro áreas principais de interesse: apoiar os arquitetos na prática; criar um sentimento de pertencimento e garantir o acesso à profissão e à educação do arquiteto; abordar as preocupações climáticas e projetar para o futuro, considerando os rápidos avanços tecnológicos. “Acredito firmemente que o AIA tem o poder e o potencial para servir melhor à nossa profissão”, declarou Dowdell em um vídeo feito antes da eleição.

Google Bay View Campus projetado por BIG e Heatherwick Studio é inaugurado no Vale do Silício

O primeiro campus do Google, projetado pelo BIG — Bjarke Ingels Group e o Heatherwick Studio em colaboração com as equipes de arquitetura e engenharia do Google, foi inaugurado no Vale do Silício. A missão do campus é criar um espaço centrado no ser humano para o futuro do local de trabalho do Google, além de definir novos padrões globais de sustentabilidade para construção e modelos de escritórios. O local pretende operar inteiramente com energia livre de carbono até 2030; integrando o sistema de estacas geotérmicas mais extenso da América do Norte, positivo para a rede de água. O campus também inclui 6,7 hectares (17 acres) de áreas verdes privilegiadas, incluindo prados úmidos, bosques e pântanos.

Google Bay View Campus projetado por BIG e Heatherwick Studio é inaugurado no Vale do SilícioGoogle Bay View Campus projetado por BIG e Heatherwick Studio é inaugurado no Vale do SilícioGoogle Bay View Campus projetado por BIG e Heatherwick Studio é inaugurado no Vale do SilícioGoogle Bay View Campus projetado por BIG e Heatherwick Studio é inaugurado no Vale do Silício+ 11

Greenbuilding Brasil 2021 - Edificando Ideais Humanos

As construções sustentáveis no Brasil crescem a cada ano. Em 2020, apesar da epidemia, o aumento foi de 28% e este ritmo deve se manter neste ano. Neste contexto, o Green Building Council Brasil, realiza a partir de 22 de novembro sua Conferência Internacional 2021, que deve atrair um público de 10 mil profissionais de diversos países. Realizada de forma virtual, ainda por conta das restrições sanitárias, serão 15 dias ininterruptos de palestras técnicas, máster series, entrevistas com especialistas e outras atividades.

“Temos muito a celebrar, mas também muito para informar e compartilhar”, diz o diretor executivo do Green Building

Green Building Week 2021 - Qualidade do Ar no Ambiente Construído

Precisamos combater a contribuição do ambiente construído para a poluição do ar global. Acreditamos que edifícios e cidades sustentáveis são uma parte fundamental da solução para reduzir os impactos ambientais e de saúde da poluição do ar global. Edifícios e cidades verdes são um ingrediente integral para o desenvolvimento sustentável global, conforme definido pelos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

Como parte do projeto global Better Places for People do WorldGBC, ativo em mais de 30 países em todo o mundo, temos como objetivo os impactos específicos do ambiente construído na crise de poluição do ar em todo o mundo, a fim de

Edifícios em avaliação: 12 certificações de construção sustentável para conhecer

O Relatório Brundtland, de 1987 -“Nosso Futuro comum”- trouxe a noção de que o uso sustentável dos recursos naturais deve "suprir as necessidades da geração presente sem afetar a possibilidade das gerações futuras de suprir as suas". Desde então, o termo sustentabilidade tem sido cada vez mais popularizado e, muitas vezes, banalizado nos nossos cotidianos. Na indústria da construção civil isso não é diferente. Por mais que saibamos que para construir, precisamos destruir, de que forma é possível mitigar os impactos na construção, durante a vida útil e na demolição das edificações? Um edifício sustentável, na sua concepção, construção ou operação, deve reduzir ou eliminar os impactos negativos e podendo até criar impactos positivos no clima e meio ambiente, preservando recursos e melhorando a qualidade de vida dos ocupantes. Dizer que um edifício é sustentável é algo fácil e até sedutor. Mas o que torna, exatamente, uma construção sustentável?

Responder isso pode não ser tão simples. É por isso que nos últimos 30 anos foram criadas diversas certificações de sustentabilidade de edificações, que através de avaliações terceirizadas e imparciais de diversas esferas, são verificados os aspectos sustentáveis de uma construção. Cada uma delas concentra-se em aspectos particulares e, muitas vezes, são mais focadas em determinadas regiões do mundo. Enquanto há certificações que atestam se a edificação atende ou não a critérios de eficiência ou impactos, outras criam distintas classificações, segundo a pontuação recebida pela edificação para os diferentes aspectos.  Abaixo, listamos algumas das principais certificações de sustentabilidade existentes no mundo, alfabeticamente, suas principais aplicações e uma breve explicação:

Escola Primária Maple Street / Barker Associates Architecture Office + 4Mativ Design Studio

Escola Primária Maple Street  / Barker Associates Architecture Office + 4Mativ Design StudioEscola Primária Maple Street  / Barker Associates Architecture Office + 4Mativ Design StudioEscola Primária Maple Street  / Barker Associates Architecture Office + 4Mativ Design StudioEscola Primária Maple Street  / Barker Associates Architecture Office + 4Mativ Design Studio+ 15

  • Área Área deste projeto de arquitetura Área :  3300
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano :  2016
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes :  Armstrong Ceilings, ASI Architectural, Abet Laminati, Amkel, Architectural Surfaces, +10

Creche em Florianópolis é a primeira do mundo com selo máximo de arquitetura sustentável

Já é viável construir edifícios públicos com certificação sustentável. Ao menos é o que mostra o projeto da Creche Hassis, em Florianópolis, projetada pela arquiteta Rachel Braga. A edificação de 1.182 m² é a primeira deste tipo no mundo e o primeiro edifício público no Brasil a receber classificação Leadership in Energy and Environmental Design (LEED) – em português, Liderança em Energia e Design Ambiental – em nível máximo: Platinum.

Lè Architecture / Aedas

Lè Architecture / AedasLè Architecture / AedasLè Architecture / AedasLè Architecture / Aedas+ 14

  • Arquitetos: Aedas; Aedas
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área :  11
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano :  2017

Serpentine Pavilion do BIG prestes a ser concluído em seu novo destino no Canadá

A parceria entre a Bjarke Ingels Group e o Westbank está se concretizando em duas frentes. Quando a inovadora Vancouver House for concluída, a obra de relocação da Serpentine Pavilion também estará pronta para ser inaugurada na cidade de Toronto.

As duas estruturas projetadas pelo BIG, localizadas nos dois extremos do país, foram reconhecidas por serem estruturas inovadoras dentro da arquitetura. A Vancouver House, além e receber a certificação LEED-Platinum, foi premiada no World Architecture Festival como o Edifício do Ano de 2015. Por outro lado, chamado de “unzipped wall”, o projeto realizado por Bjarke Ingels e seus arquitetos para a Serpentine Pavilion, passou por uma infinidade de cidades antes de desembarcar permanentemente na orla de Vancouver.

Serpentine Pavilion do BIG prestes a ser concluído em seu novo destino no CanadáSerpentine Pavilion do BIG prestes a ser concluído em seu novo destino no CanadáSerpentine Pavilion do BIG prestes a ser concluído em seu novo destino no CanadáSerpentine Pavilion do BIG prestes a ser concluído em seu novo destino no Canadá+ 9

Equipe do Atlanta Falcons tem o primeiro estádio dos EUA a receber a certificação LEED Platinum

O Mercedes-Benz Stadium projetado pela HOK, é oficialmente o primeiro estádio dos EUA a receber a certificação LEED Platinum. A nova casa dos Atlanta Falcons, da National Football League NFL, obteve a maior pontuação LEED deste tipo de complexo esportivo com um total de 88 pontos.

Há muito mais a aprender com este estádio do que apenas observar este sistema exclusivo de cobertura retrátil. O complexo de 185 mil metros quadrados é um modelo sem precedentes de sustentabilidade e inovação. O impressionante projeto desenvolve soluções para minimizar o uso de água, iluminação artificial e energia elétrica.

Equipe do Atlanta Falcons tem o primeiro estádio dos EUA a receber a certificação LEED PlatinumEquipe do Atlanta Falcons tem o primeiro estádio dos EUA a receber a certificação LEED PlatinumEquipe do Atlanta Falcons tem o primeiro estádio dos EUA a receber a certificação LEED PlatinumEquipe do Atlanta Falcons tem o primeiro estádio dos EUA a receber a certificação LEED Platinum+ 24

Certificado WELL: Uma ajuda arquitetônica para a saúde e bem estar humano

A arquitetura evolui continuamente para atender às demandas da sociedade. Recentemente, um esforço global para combater a mudança climática e alcançar a eficiência energética ideal em edifícios trouxe padrões como BREEAM e LEED para o centro da discussão. No entanto, à medida que a análise científica e a conscientização da saúde mental humana aumentou, os arquitetos são mais uma vez obrigados a colocar as pessoas centro do processo de projeto. Esta tendência crescente levou ao desenvolvimento do WELL Building Certification - considerada o primeiro certificado do mundo focado exclusivamente na saúde e no bem-estar humano.

Certificado WELL: Uma ajuda arquitetônica para a saúde e bem estar humanoCertificado WELL: Uma ajuda arquitetônica para a saúde e bem estar humanoCertificado WELL: Uma ajuda arquitetônica para a saúde e bem estar humanoCertificado WELL: Uma ajuda arquitetônica para a saúde e bem estar humano+ 16

Leonardo DiCaprio, ecoturismo e Blackadore Caye: Um novo padrão para edifícios verdes

Em abril de 2015, o New York Times publicou uma matéria sobre a recente compra de Blackadore Caye - uma pequena ilha na costa de Belize que passou por significante degradação ambiental e erosão - por Leonardo DiCaprio. Patrono de uma série de projetos ambientais, DiCaprio se associou a Paul Scialla, CEO da plataforma imobiliária Delos, para criar um eco-resort que pretende ser um modelo de última geração em termos de empreendimento turístico ambientalmente responsável. Os planos do empreendimento incluem construir uma série de acomodações flutuantes para hóspedes, 48 villas privadas (que variam de 5 a 15 milhões de dólares), equipamentos para saúde e bem estar, além de uma área de conservação. O projeto está sendo divulgado como um empreendimento que atende às ambiciosas normas de construção verde e padrões sustentáveis do Living Building Challenge e do WELL Building Standard®.

Muitos leitores da Revista Times ironicamente notaram na seção de comentários que os jatos privados, o envio de materiais de construção e os recursos diários para o desenvolvimento da ilha traz consigo altos custos ambientais e sociais que superam em muito os esforços de conservação associados ao resort. Por outro lado, alguns dos que comentaram na reportagem apontaram que o desenvolvimento vai empregar mão de obra local e salvar a ilha de completa degradação. A discussão em torno dos prós e contras do empreendimento de 'eco-turismo' não é algo novo, e certamente não é algo que será facilmente resolvido.

Mas além da (importante) discussão dos impactos do eco-turismo, o empreendimento levanta questões sobre o surgimento de um novo padrão de mercado alternativo de edifícios sustentáveis, que propositalmente objetivam transformar a indústria da construção, definindo metas mensuráveis para os efeitos ambientais e sociais dos locais que vivemos e trabalhamos.

Steven Holl divulga proposta para o Museu de Arte e Biblioteca de Shenzhen

O escritório Steven Holl Architects divulgou sua proposta para uma nova biblioteca publica e museu localizados em uma área em desenvolvimento de Shenzhen, China. Buscando criar um espaço público com dois edifícios conectados por baixo do nível da praça, a volumetria se baseia em três subtrações. Embora a proposta tenha recebido o maior número de votos do júri, as autoridades municipais preferiram dar prosseguimento a outro projeto.

Steven Holl divulga proposta para o Museu de Arte e Biblioteca de Shenzhen Steven Holl divulga proposta para o Museu de Arte e Biblioteca de Shenzhen Steven Holl divulga proposta para o Museu de Arte e Biblioteca de Shenzhen Steven Holl divulga proposta para o Museu de Arte e Biblioteca de Shenzhen + 22

Abertas as inscrições para o CONEFEC: 1° Congresso Nacional de Eficiência em Edifícios

Estão abertas as inscrições para o CONEFEC- 1° Congresso Nacional de Eficiência em Edifícios. O Congresso foi criado pela crença de que podemos desafiar o pessimismo atual e transformar o mercado da construção civil com práticas mais eficientes, viáveis, sustentáveis e inovadoras.

ASH + ASH / Hennebery Eddy Architects

ASH + ASH / Hennebery Eddy ArchitectsASH + ASH / Hennebery Eddy ArchitectsASH + ASH / Hennebery Eddy ArchitectsASH + ASH / Hennebery Eddy Architects+ 22

Portland, Estados Unidos

Primeira obra de Steven Holl na América Latina é premiada pela Sociedad Colombiana de Arquitectos

Atualmente em construção, a primeira obra de Steven Holl na América Latina, o futuro edifício de doutoramento das faculdades de Ciências Econômicas, Direito, Ciências Poóiticas e Sociais da Universidade Nacional (UNAL), foi eleita pela Sociedad Colombiana de Arquitectos como um dos melhores projetos urbanísticos do país.

"[O edifício] fará com que a Colômbia tenha uma visão inovadora com critérios de vanguarda em temas de infraestrutura", informou a Agência de Notícias da universidade sobre a recente premiação.

Saiba mais detalhes sobre o edifício, a seguir.

Primeira obra de Steven Holl na América Latina é premiada pela Sociedad Colombiana de ArquitectosPrimeira obra de Steven Holl na América Latina é premiada pela Sociedad Colombiana de ArquitectosPrimeira obra de Steven Holl na América Latina é premiada pela Sociedad Colombiana de ArquitectosPrimeira obra de Steven Holl na América Latina é premiada pela Sociedad Colombiana de Arquitectos+ 7

Conclusão do Museu do Amanhã de Santiago Calatrava é anunciada para segundo semestre deste ano

Conclusão do Museu do Amanhã de Santiago Calatrava é anunciada para segundo semestre deste anoConclusão do Museu do Amanhã de Santiago Calatrava é anunciada para segundo semestre deste anoConclusão do Museu do Amanhã de Santiago Calatrava é anunciada para segundo semestre deste anoConclusão do Museu do Amanhã de Santiago Calatrava é anunciada para segundo semestre deste ano+ 11

A construção do Museu do Amanhã de Santiago Calatrava está encaminhada e em vias de ser concluída. Localizado no Pier Mauá, no Rio de Janeiro, o museu tem cerca de 15mil metros quadrados de área construída que, juntamente com os jardins, áreas de lazer externas, ciclovias e um espelho d'água, totalizam 30.000m². O térreo do edifício incluirá uma loja, um auditório, salas para exposições temporárias, um restaurante, escritórios para a administração e espaços de pesquisa e atividades educacionais. O pavimento superior, conectado ao térreo através de rampas, contará com salas para exposições permanentes, um café e mirantes com vistas panorâmicas.

A arquitetura precisa de consciência social

Nos últimos anos, o mundo da arquitetura viu um aumento significativo no interesse por projetos com consciência social; da sustentabilidade à habitação social, de espaços públicos a projetos para áreas afetadas por desastres, a arquitetura está começando a enfrentar alguns dos maiores desafios humanitários de nosso tempo. Mas, apesar de sua popularidade, o projeto de interesse público é ainda apenas uma atividade marginal na arquitetura, presa a projetos existentes ou praticada por um seleto grupo de pessoas. Neste breve ensaio originalmente publicado na Metropolis Magazine, a editora-chefe da Metropolis, Susan Szenasy, argumenta que, em vez de trabalhar na periferia, "o impulso para melhorar as condições de vida de todos deveria estar no centro da arquitetura e do design contemporâneos."

Em um ensolarado final de semana de abril, um grupo de designers comprometidos, apaixonados e realizados e seus colaboradores das Américas e de outras partes se reuniram no centro de Detroit para falar sobre projetos socialmente responsáveis. Era a 15ª conferência Structures for Inclusion. O organizador, Bryan Bell, é o arquiteto por trás da organização sem fins lucrativos Design Corps, e o espírito por trás do programa SEED (Social Economic Environmental Design).