Como garantir que nossas cidades tenham futuro? 4 iniciativas para aumentar a resiliência

Como garantir que nossas cidades tenham futuro? 4 iniciativas para aumentar a resiliência

Nossas cidades, vulneráveis por natureza e desenho, geraram o maior desafio que a humanidade precisa enfrentar. Com a expectativa de que a grande maioria da população se estabeleça em aglomerações urbanas, a rápida urbanização levantará a questão da adaptabilidade à futuras transformações sociais, ambientais, tecnológicas e econômicas.

De fato, a principal problemática da década questiona como nossas cidades irão lidar com fatores que mudam rapidamente. Ela também analisa os aspectos mais importantes a serem considerados para garantir o crescimento a longo prazo. Neste artigo, destacamos os principais pontos que ajudam a proteger nossas cidades no futuro criando um tecido habitável, inclusivo e competitivo que se adapta a qualquer transformação futura inesperada.

Cidade Inteligente. Imagem © Shutterstock/ By amesteohart
Cidade Inteligente. Imagem © Shutterstock/ By amesteohart

Por definição, à prova do futuro é a ação de antecipar e planejar o futuro. Isso requer a adoção de medidas prévias que possam reduzir impactos prejudiciais e evitar qualquer dano que possa ocorrer. Por meio de métodos elaborativos que minimizam os efeitos de eventos futuros, as cidades não precisam apenas sobreviver, mas também prevalecer. Qualquer coisa pode ser preparada para o futuro. De prédios a ruas, qualquer componente pode passar por esse processo que estabelece as bases de um futuro estável e crescente.

Vista superior da cidade desde o arranha-céus em Hong Kong. Imagem © Shutterstock / Por Bigone
Vista superior da cidade desde o arranha-céus em Hong Kong. Imagem © Shutterstock / Por Bigone

As cidades que podem gerenciar qualquer mudança são aquelas com estratégias mais eficientes, sustentáveis e fundamentadas. Muitos países em desenvolvimento possuem políticas dinâmicas de curto prazo, que garantem progresso, mas não podem suportar grandes alterações. De fato, isso requer visões de longo prazo que demonstram muita criatividade e reúnem diferentes disciplinas, a fim de traçar as bases do futuro.

Em 2018, o fórum econômico mundial divulgou uma lista das cidades mais preparadas para o futuro do mundo. A maioria das 10 principais cidades está localizada nos Estados Unidos, como São Francisco, que lidera a lista, seguida pelo Vale do Silício e Nova York. As cidades europeias históricas também aparecem com Londres na 4ª posição, Paris na 7ª, seguida por Amsterdã na 8ª. O índice mede elementos-chave da proteção ao futuro, como tecnologia, infraestrutura e conexões, qualidade de vida, visão de longo prazo, atratividade, educação, habitabilidade, inclusão e sustentabilidade, etc.

Vista aérea de edifícios perto de Wilshire Blvd em Westwood, Los Angeles, CA. Imagem © Shutterstock / De TierneyMJ
Vista aérea de edifícios perto de Wilshire Blvd em Westwood, Los Angeles, CA. Imagem © Shutterstock / De TierneyMJ

Para Caroline Bos, planejadora urbana holandesa e co-fundadora da rede de projetos arquitetônicos UNStudio, com sede em Amsterdã, a ação de cidades preparadas para o futuro é sinônimo de planejamento de cidades resilientes. Embora não haja medidas genéricas que possam ser implementadas em todos os tipos de tecidos, os especialistas da Paulinyi & Partners, um grupo de arquitetura sustentável na Hungria, distinguiram as soluções mais importantes a serem aplicadas em projetos urbanos à prova do futuro.

© Steelblue/Perkins+Will/San Francisco Giants
© Steelblue/Perkins+Will/San Francisco Giants

1 - Cidade economicamente planejável

Os fundamentos do planejamento urbano e de negócios dependem de vários aspectos que ajudam a alcançar o funcionamento e a utilização ideais dos bairros. Esses recursos dependem amplamente de "parâmetros de área e densidade, alcance e acesso ideais, fases, usabilidade e aspectos da consciência ambiental". De acordo com essa ideia, o BIG projetou, para a primeira incubadora urbana do mundo, um desenho que propõe uma cidade conectada, com um novo equilíbrio entre veículos, formas alternativas de movimento, ambiente construído, pessoas e natureza.

2- Distritos Urbanos Multifuncionais

Cidades resilientes incorporam uma mistura de funções que podem atender a todos os tipos de residentes. A criação de um programa diversificado e distritos urbanos distintos atendem essencialmente ao bem-estar dos usuários. Um projeto recente na orla marítima de São Francisco transforma 28 acres de terra em um bairro urbano de uso misto. Com moradias, escritórios, lojas e espaços abertos, o Mission Rock visa criar um novo centro comunitário.

Cidade verde do futuro. Imagem © Shutterstock / Por Danila Shtantsov
Cidade verde do futuro. Imagem © Shutterstock / Por Danila Shtantsov

3- Soluções Inovadoras para o Sistema de Transporte de uma Cidade

Infraestrutura eficiente e sistemas de transporte público estão no centro de todas as cidades resilientes. Criar novas conexões e melhorar as redes existentes ajudará a integrar novos desenvolvimentos. Com grandes impactos ambientais, econômicos e sociais, “o tráfego de automóveis está sendo cada vez mais eliminado dos centros das cidades e dos novos distritos, e novas opções compartilhadas de transporte elétrico, uso de pedestres e ciclismo estão ganhando terreno”. Combinando tecnologia de visão de futuro com as modalidades de transporte público existentes, o UNStudio criou recentemente um teleférico, que aprimora as conexões, a ser implementado até 2025 em Amsterdã.

4- Ambiente Construído Sustentável para Gerações Futuras

Em uma escala menor, os princípios de um ambiente construído resiliente incluem o uso local de materiais, diversidade de sistemas, uso inteligente de energia, flexibilidade de desenhos, durabilidade, design ambientalmente responsivo, baixa emissão de carbono, segurança, sensibilidade e finalmente adaptabilidade à mudança. De fato, as necessidades futuras dos usuários, que mudam rapidamente, devem determinar as possibilidades de planejamento, a fim de gerar espaços flexíveis e à prova do futuro. Atualmente, os arquitetos estão se aventurando em projetos de reutilização adaptativa, conhecidos por serem a forma mais eficaz de sustentabilidade e economia de energia.

Galeria de Imagens

Ver tudo Mostrar menos
Sobre este autor
Cita: Harrouk, Christele. "Como garantir que nossas cidades tenham futuro? 4 iniciativas para aumentar a resiliência" [How to Future-Proof Our Cities? 4 Key Initiatives to Increase Resilience ] 14 Fev 2020. ArchDaily Brasil. (Trad. Sbeghen Ghisleni, Camila) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/933629/como-garantir-que-nossas-cidades-tenham-futuro-4-iniciativas-para-aumentar-a-resiliencia> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.