Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Rcr Arquitectes

Rcr Arquitectes: O mais recente de arquitetura e notícia

Sheila O'Donnell e Xu Tiantian são premiadas no Women in Architecture Awards 2019

Para o Women in Architecture Awards deste ano, a The Architectural Review e o Architects' Journal selecionaram Sheila O'Donnell como Arquiteta do Ano e Xu Tiantian para ganhar o Prêmio Moira Gemill de Arquitetura Emergente. O prêmio de Arquiteta do Ano reconhece a excelência em projeto especificamente no contexto de uma obra recém-concluída e o Prêmio Moira Gemmill de Arquitetura Emergente é concedido a arquitetas mulheres com menos de 45 anos que mostram excelência em projeto, indicando um futuro brilhante.

Quem já ganhou o Prêmio Pritzker?

O Prêmio Pritzker é o reconhecimento mais importante que um arquiteto(a) pode receber em vida. A honraria é outorgada todos os anos a arquitetos e arquitetas cuja obra construída "tenha produzido significativas contribuições para a humanidade ao longo dos anos", segundo explica a própria organização responsável pela premiação. Por esta razão, o júri presta homenagem a pessoas e não a escritórios, como já aconteceu em 2000 (Rem Koolhaas ao invés do OMA), 2001 (Herzog & de Meuron), 2010 (SANAA), 2016 (Elemental) e 2017 (RCR Arquitectes), premiando seus fundadores (como no caso do SANAA), o então, um deles (Elemental).

O prêmio surgiu de uma iniciativa criada por Jay Pritzker através da Fundação Hyatt, organização associada a empresa hoteleira que o mesmo fundou em conjunto com seu irmão Donald em 1957. A primera edição do prêmio foi realizada em 1979, quando Philip Johnson se tornou o primeiro arquiteto a ser homenageado. Estadunidense, Johnson é autor de importantes obras da história da arquitetura moderna, como a Glass House (1949).

O Prêmio Pritzker já conta com quarenta edições anuais ininterruptas, galardoando arquitetos e arquitetas de 18 nacionalidades diferentes. Metade dos premiados são europeus; América, Ásia e Oceania dividem as outras vinte edições, e até hoje nenhum arquiteto o arquiteta africano(a) teve a chance de receber o prêmio, sendo o único continente do globo a não possuir representantes no hall da fama da arquitetura.

RCR Arquitectes: território, paisagem e vida como um único relato imanente

O arquipélago catalão está conformado, em quase toda sua extensão, por uma pequena serra que o acompanha crescendo desde a linha da costa, tangente ao mar, formando falésias, até as poucas dúzias de quilômetros que conformam sua máxima expressão.

A própria arquitetura desta porção costeira tende a ser catalogada, recorrentemente, como arquitetura catalã; obviando e contaminando a arquitetura própria de terra, escura, sombria, pesada. Uma arquitetura - a interior - de digestões lentas, de luz de fundo e ar imóvel, que soa diferente.

Ao noroeste, encontramos uma região onde as faias permanecem imóveis e crescem a uma altura inferior a qualquer outra área do país. Onde a luz é mais suave, turva, onde as sombras são mais tênues e mais profundas. Onde chove diferente. Onde se fala diferente. Onde os campos são diferentes. Aqui vivem. Aqui trabalham. Falamos de Olot. Falamos de RCR.

Catalunha na Bienal de Veneza 2018: exposição "Dream and Nature" por RCR Arquitectes

Rafael Aranda, Carme Pigem e Ramón Vilalta, vencedores do Prêmio Pritzker 2017, estão presentes na Bienal de Veneza 2018 com o projeto "Dream and Nature" [Sonho e Natureza], representante da Catalunha, com co-curadoria da jornalista Pati Núñez e do arquiteto Estel Ortega.

Como parte dos eventos paralelos da Bienal, a instalação apresenta as pesquisas, ideias e sonhos por trás de seu projeto de reconversão de La Vila, no Vall de Bianya (Girona):

O objetivo é que quem visita o espaço sinta um imenso desejo de conhecer La Vila, além de perceber a força da natureza, uma força que pode transformá-lo. Gostaríamos de tornar El Sueño uma experiência muito sensorial.

© Giuseppe Dall'Arche © Giuseppe Dall'Arche © José Tomás Franco © Giuseppe Dall'Arche + 19

Proposta do RCR Arquitectes para o pavilhão da Catalunha na Bienal de Veneza 2018

O Institut Ramon Llull apresentou em Barcelona o projecto RCR. Dream and Nature_Catalonia in Venice, um projeto sobre o escritório de arquitetura RCR Arquitectes que será apresentado nos eventos colaterais da 16ª Bienal de Arquitetura de Veneza.

O projeto que representará a Catalunha na Bienal de Veneza de 2018 tem como encarregadas a jornalista Pati Núñez e a arquiteta Estel Ortega junto com o escritório de arquitetura vencedor do Prêmio Pritzker de 2017, o qual é responsável pela criação de um espaço sem um projeto específico, sem maquetes ou plantas, um lugar para "investigar e repensar a relação do homem com o mundo a partir da La Vila, no Vale de Bianya (Girona, Catalunha)", segundo informou o instituto Catalão em um comunicado oficial.

Fotos da Semana: 10 imagens de banheiros e seus detalhes

© Peter Clarke
© Peter Clarke

© Justin Alexander © Erieta Attali © Photographix © Ralph Feiner + 12

É cada vez mais frequente vermos projetos que se empenham em fazer dos banheiros ambientes agradáveis e atraentes aos usuários. Com isso em mente, compilamos a seguir dez fotografias que apresentam o potencial dos banheiros enquanto ambientes interessantes no projeto, com diferentes configurações espaciais e materiais inovadores. 

Fotos da Semana: 10 imagens de arquiteturas na neve

Fotografar na neve pode ser uma experiência tanto caótica quanto animadora. Embora trabalhar nessas condições seja arriscado, já que a neve modifica a luz e a sensação do ambiente em uma cena, a verdade é que se for bem aproveitada, o resultado pode ser fantástico. Veja, a seguir, uma seleção de dez fotografias feitas na neve. 

© Fernando Guerra © Ligang Huang © Sophie Mayer © Cornbread Works + 10

Rafael Aranda do RCR Arquitectes: "Estamos interessados em espaços que são paisagens"

Na última semana, em 7 de novembro e sob o título "Criatividade Compartilhada", Rafael Aranda, co-fundador do RCR Arquitectes junto a Carme Pigem e Ramón Vilalta, palestraram no Palácio Miramar de San Sebastián (País Basco, Espanha), na conferência inaugural da I Bienal Internacional de Arquitetura MUGAK.

Diante de uma lotada platéia com mais de 200 pessoas, Aranda referiu-se ao processo criativo desenvolvido pelo estúdio catalão vencedor do Prêmio Pritzker 2017 e que se baseia na frase do pedagogo José Antonio Marina: "a criatividade compartilhada é o que permite para um grupo de pessoas não necessariamente extraordinárias obter resultados extraordinários ".

5 intervenções exemplares de acessibilidade em centros históricos na Espanha

Nos dias 19 e 20 de outubro deste ano aconteceu em Cuenca (Espanha), o Congresso Internacional "Cuenca [ON], Novas formas para uma nova sociedade" no qual arquitetos como Guillermo Vázquez Consuegra, Víctor López Cotelo e o grupo n`UNDO discutiram sobre os modelos de acessibilidade aos centros históricos urbanos de nossas cidades e de sua necessidade de melhoria a partir de uma perspectiva sustentável, econômica, social e ambiental.

No evento foram apresentadas várias propostas arquitetônicas para resolver e melhorar a acessibilidade ao centro histórico de Cuenca. Em uma cidade marcada por seu contexto geográfico e topográfico, estas intervenções mostram-se mais do que essenciais e fundamentais do que nunca no sentido de contribuir com a renovação e revitalização social, cultural e econômica do conjunto urbano.

Na Espanha existem numerosas cidades que, assim como Cuenca, precisam os precisaram de uma intervenção arquitetônica para resolver problemas de conexão de seus centros históricos. A seguir, apresentamos cinco intervenções exemplares em centros históricos espanhóis que conseguem conectar e diminuir as descontinuidades urbanas existentes entre o centro urbano e seu entorno mais imediato.

Silent Rain [Flickr], sob licença  CC BY-NC-ND 2.0. Imagem © Silent Rain Melhoria da acessibilidade ao Centro Histórico de Vitoria-Gasteiz.. Imagem © Javier García Librero Jose.Madrid [Flickr], sob licença  CC BY-NC-ND 2.0. Imagem © Jose.Madrid Acesso ao centro histórico de Gironella.. Imagem © Adrià Goula + 8

RCR arquitectes 1988-2017 / Arquitectura Viva

Voluntariamente distantes da atenção midiática, desde seu estúdio em Olot, os vencedores da última edição do Prêmio Pritzker estão há três décadas desenvolvendo uma arquitetura radical em sua linguagem, ancorada ao contexto e comprometida com a natureza.

A editora Arquitectura Viva apresenta "RCR arquitectes 1988-2017", um volume único de 240 páginas, em edição bilíngue espanhol-inglês, que reúne 40 das principais obras do estúdio.

Discurso do RCR Arquitectes no Prêmio Pritzker 2017

No sábado, Rafael Aranda, Carme Pigem e Ramon Vilalta do RCR Arquitectes receberam o Prêmio Pritzker de 2017 em uma cerimônia no Palácio Akasaka, em Tóquio. O ArchDaily tem o prazer de compartilhar, com a permissão da Fundação Hyatt e do Prêmio Pritzker de Arquitetura, uma transcrição do discurso de aceitação dos vencedores, feito por Carme Pigem em nome do trio.

Suas majestades, o Imperador e Imperatriz do Japão; Vice Primeiro-Ministro Taro Aso; Excelências, embaixadores e ministros; Tom e Margot Pritzker e membros da família Pritzker; senhoras e senhores.

Emoções, felicidade, orgulho, humildade, respeito, responsabilidade, admiração por aqueles que foram antes de nós e por aqueles que receberão este prêmio no futuro: há uma mistura infinita de muitos sentimentos sobrepostos que estamos experimentando agora, mas a sensação mas forte é a de gratidão: À Família Pritzker, que há anos vem apoiando generosamente e chamando a atenção para a arquitetura, e pedimos que continuem fazendo isso.

Restaurante ENIGMA oferece uma nova experiência gastronômica com uma forte personalidade futurista

ENIGMA é o projeto mais ambicioso de Neolith até a data de sua realização e foi feito em colaboração com RCR Arquitectes e P.Llimona.

A história do ENIGMA começou com a visão do célebre catalão Albert Adrià, que quis criar um projeto de restaurante "congelado e enigmático" que refletisse sua gastronomia e sua carreira. Sua intenção tomou forma quando os vencedores do prêmio Pritzker de 2017, RCR Arquitectes junto a P.Llimona, desenharam sua ideia de projeto em aquarelas e decidiram dar vida ao conceito com a ajuda da Pedra Sintetizada de Neolith. Através de uma colaboração incrivelmente criativa e aproximada, assim como da experiência e do know-how técnico de Neolith, criou-se o encantador interior de ENIGMA.

Cortesía de RCR Arquitectes/Pau Llimona Cortesía de RCR Arquitectes/Pau Llimona Cortesía de RCR Arquitectes/Pau Llimona Cortesía de RCR Arquitectes/Pau Llimona + 21

RCR Arquitectes projetará o pavilhão catalão da Bienal de Veneza 2018

O escritório RCR Arquitectes, laureado com o Prêmio Pritzker deste ano, será o responsável pelo projeto do pavilhão catalão na Bienal de Veneza de 2018, segundo informou Santi Vila, conselheiro de Cultura da Catalunha, durante a inauguração da Bienal de Arte de Veneza deste ano.

Carme Pigem: Entre a materialidade e a paisagem

Carme Pigem é uma das integrantes do estúdio RCR, localizado em Olot, Espanha. Sua obra - do Estádio de Atletismo até o recém-finalizado Museu Pierre Soulages - se caracteriza por uma singular relação com a paisagem, por composições geométricas elementares e pelo uso de materiais ousados e muito expressivos.

Comentários da crítica: o Prêmio Pritzker 2017

Cortesia de Prêmio Pritzker. Imagem © Hisao Suzuki
Cortesia de Prêmio Pritzker. Imagem © Hisao Suzuki

O Prêmio Pritzker 2017 foi uma surpresa para muitos, concedido aos três fundadores do RCR Arquitectes, um modesto escritório espanhol localizado na pequena cidade de Olot, na Catalunha. Muitas pessoas e críticos compartilharam seu espanto com o fato de o prêmio ter sido entregue a três indivíduos pela primeira vez desde que o Prêmio Pritzker foi criado em 1979, incluindo a terceira vencedora mulher, e o relativo anonimato do RCR Arquitectes.

Se esta surpresa foi agradável ou chocante, isso varia de crítico à crítico, mas ainda assim parece haver um consenso na decisão do júri de se aventurar ainda mais em questões políticas e se distanciar de seu interesse tradicional em arquitetos celebridades. Como está claramente afirmado na citação do júri: "Nos dias de hoje, há uma questão importante que as pessoas ao redor do mundo estão se perguntando, e não se trata de arquitetura; mas de leis, políticas e governos também." Estariam eles guiando a premiação na direção certa ou errada?

Cortesia de Prêmio Pritzker. Imagem © Hisao Suzuki Cortesia de Prêmio Pritzker. Imagem © Hisao Suzuki Cortesia de Prêmio Pritzker. Imagem © Hisao Suzuki © Eugeni Pons + 21

Conheça o trabalho do RCR Arquitectes, vencedores do Pritzker 2017, através de vídeos

O trabalho do escritório espanhol RCR Arquitectes, que acaba de receber o Prêmio Pritzker 2017, era, até então, pouco difundido no Brasil, restrito sobretudo à Europa e aos círculos acadêmicos. Rafael Aranda, Carme Pigem e Ramon Vilalta mantêm seu escritório na pequena cidade de Olot, na região da Catalunha, há quase 30 anos, onde nasceram e estão construídas a maioria de suas obras. Como salientou o júri do Pritzker, uma de suas maiores qualidades é a de mostrar como os arquitetos podem ter "raízes firmes no local e os braços estendidos para o resto do mundo". Através da seleção de vídeos abaixo, é possível conhecer um pouco mais sobre a obra do escritório, e mais especificamente, apreciar a atmosfera de suas obras construídas.

Carme Pigem: "A sociedade deve ter consciência do valor da arquitetura"

A arquiteta Carme Pigem conversou com o jornal espanhol eldiario.es um dia após ser nomeada ganhadora do Prêmio Pritzker 2017, junto a seus sócios do escritório RCR Arquitectes. "Tem-se produzido uma arquitetura muito boa na Espanha e é realmente uma pena que a sociedade espanhola esteja à margem disso", lamenta Pigem na entrevista.

A fundadora do RCR Arquitectes comenta que o escritório acabou de finalizar a restauração do Espacio Enigma (Barcelona) dos irmãos Albert y Ferran Adrià, e uma midiateca em Gante (Bélgica). Além disso, estão construindo as Bodegas de Perelada (Espanha) e em breve darão início a um "projeto cultural em Paris".

Biblioteca Sant Antoni - Joan Oliver do RCR Arquitectes, pelas lentes de Pedro Kok

Na esteira do anúncio dos vencedores do Prêmio Pritzker 2017, concedido aos arquitetos Rafael Aranda, Carme Pigem e Ramon Vilalta, do escritório RCR Arquitectes, o fotógrafo de arquitetura Pedro Kok compartilhou conosco uma série de fotografias da Biblioteca Sant Antoni - Joan Oliver, localizada em Barcelona, Espanha.

Como outros projetos do trio catalão, a biblioteca se destaca por sua materialidade e técnicas construtivas, fazendo intenso uso da transparências e luz. 

Biblioteca Sant Antoni - Joan Oliver / RCR Arquitectes. Image © Pedro Kok Biblioteca Sant Antoni - Joan Oliver / RCR Arquitectes. Image © Pedro Kok Biblioteca Sant Antoni - Joan Oliver / RCR Arquitectes. Image © Pedro Kok Biblioteca Sant Antoni - Joan Oliver / RCR Arquitectes. Image © Pedro Kok + 10