Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Segurança

Segurança: O mais recente de arquitetura e notícia

Seminário "Fundamentos de Segurança Contra Incêndio em Edificações"

O Seminário “Fundamentos de Segurança Contra Incêndio em Edificações Proteção Passiva e Ativa” tem o objetivo de apresentar as medidas de proteção passiva e ativa contra incêndio existentes nas edificações, sistematizadas em um livro que permita rápido e fácil acesso às informações.

Precisamos mobilizar a sociedade e principalmente os operadores da Segurança Contra Incêndio na busca de alternativas, para que os incêndios sejam evitados ou, quando aconteçam, que suas consequências danosas sejam minimizadas ao máximo.

Com a participação de pesquisadores, professores e profissionais especialistas de forma colaborativa, serão apresentados os temas ao público participante do evento disseminando a cultura prevencionista no tocante

A importância dos forros na proteção passiva contra incêndios

Na proteção passiva contra incêndio, os forros são considerados mais um revestimento, juntamente com estruturas de suporte, fixações e outros materiais de isolamento. Geralmente, comete-se o erro de não considerá-lo como um elemento estrutural, mas como uma superfície que oculta a parte inferior da estrutura da cobertura ou o piso de um andar superior.

Os forros podem ser ancorados diretamente a um elemento estrutural, suspensos no teto ou autoportantes, e contribuem para a compartimentalização horizontal de uma sala específica. No entanto, este elemento horizontal é extremamente importante porque evita a propagação de fogo e gases quentes de um andar para o outro, possibilitando tempo para as pessoas localizadas na parte mais alta de um edifício - o mais perigoso em caso de incêndio - escaparem com segurança.

Cidade como ferramenta de equidade: 4 estratégias de Medellín para combater a violência

Para chegar a um dos muitos pontos culturais de Medellín, segunda maior cidade colombiana, é preciso subir montanhas. É na zona periférica do município que estão equipamentos como a Biblioteca Espanha, um conjunto de prédios negros que podem ser vistos a quilômetros de distância, ou as UVAS (Unidades de Vida Articulada), tanques de água convertidos em centros de esporte e cultura.

8 Estratégias de planejamento, desenho e mobilidade para criar ruas mais seguras

Apesar de mais de 1,35 milhões de pessoas perderem a vida em acidentes de trânsito todos os anos, esse tipo de fatalidade não tem a mesma atenção de políticos e da mídia quando desastres de avião, trem ou embarcações. Algumas acreditam que as mortes em acidentes com veículos são parte da rotina ou inevitáveis – mas elas não precisam ser.

Como o terrorismo tem moldado os espaços públicos

Há dezessete anos o mundo assistia a um dos maiores e mais trágicos eventos da história:o “ataque de 11 de Setembro de 2001”, deixando aproximadamente 3 mil mortos e mais de 6 mil feridos. Outros diversos ataques já haviam ocorrido e continuam acontecendo em diversas cidades pelo mundo. Por tratarem-se de eventos surpresa e pulverizados no território, mas que geralmente ocorrem em espaços públicos com multidões, ações diversas tem sido realizadas para impedir os ataques, isso tem desafiado potências e organizações centradas em estratégias de segurança.

Da China à Colômbia, 5 cidades tornam suas ruas mais seguras através do desenho urbano

Em 2015, a comunidade global se comprometeu a reduzir pela metade as mortes e ferimentos gravesdecorrentes de acidentes de trânsito até 2020. Mas as ruas das cidades ainda não são seguras. Mais de 3.200 mortes nas vias ocorrem todos os dias, e este número deverá triplicar até 2030, à medida que aumenta o número de veículos nas ruas. Um adicional de 20 a 50 milhões de pessoas são feridas e deixadas com deficiências permanentes.

Organizações de SP publicam relatório sobre como projetar espaços públicos mais seguros para mulheres

Cidades mais seguras e sustentáveis pensadas a partir das vivências e perspectivas das mulheres - esse é o objetivo do projeto Mulheres Caminhantes! Auditoria de Segurança de Gênero e Caminhabilidade Terminal Santana, que teve os seus resultados apresentados no dia 5 de maio em evento no centro de convenções da Expo Center Norte, em São Paulo.

O relatório do projeto traz reflexões sobre como a cidade apresenta dificuldades para que as mulheres se desloquem e vivam o espaço público com qualidade e segurança.

6 Dicas para projetar ruas preparadas para enfrentar as chuvas

© NACTO
© NACTO

A Associação Nacional de Funcionários de Transporte Urbano de Nova Iorque, NACTO, lançou um novo guia orientado a melhorar o desenho das ruas, desta vez focado em como esses espaços públicos podem estar melhor preparados para enfrentar as chuvas.

A partir da perspectiva de que na cidade é mais complexa a absorção das águas pluviais devido à alta presença de concreto, seja nos edifícios, nas diversas infra-estruturas viárias, ou nas calçadas, torna-se necessário introduzir mudanças para melhorar a qualidade de vida.

Por isso, no novo guia desenvolvido em colaboração com o setor de Cidades Sustentáveis da Fundação Summit, são propostas estratégias orientadas a tornar as ruas locais mais seguros, sobretudo através da mobilidade, para que as cidades tenham uma melhor relação com seus corpos d'água já existentes.

A importância do projeto arquitetônico para a prevenção contra incêndios / João Carlos Souza

O fogo sempre foi um elemento essencial ao desenvolvimento humano. Pode-se afirmar que a civilização deu seus primeiros passos em direção a conquistas tecnológicas a partir do momento que dominou os princípios da combustão dos materiais. Controlado, o fogo torna-se uma ferramenta poderosa e passa a ser utilizado em diversas atividades da vida humana. Sem controle, porém, o fogo transforma-se em incêndio e pode consumir, em pouco tempo, vidas valiosas e patrimônios nos quais foram investidos vários anos de esforço e recursos econômicos..

Semáforo horizontal de LED busca tornar as ruas de Rosário mais seguras para pedestres

Temos publicado diversos artigos sobre novos projetos de cruzamentos de trânsito que buscam tornar a vida dos pedestres mais segura. Um destes projetos são as faixas de pedestres inauguradas na cidade de Brummen, Países Baixos, que se iluminam quando as pessoas estão atravessando a rua.

Outro exemplo são os semáforos com luzes LED instalados em algumas ruas as cidades alemãs de Augsburgo e Colônia, e na cidade holandesa de Bodegraven, ajudando a prevenir acidentes em torno das linhas de bonde.

"The Economist" avalia a segurança em 50 cidades através do Índice de Cidades Seguras 2015

A Unidade de Inteligência Econômica (EIU) da revista The Economist desenvolveu um Índice de Cidades Seguras 2015, no qual, através de mais de 40 indicadores, avaliou a segurança digital, de infraestrutura, de saúde e pessoal de 50 cidades de todo o mundo.

A lista geral das 50 cidades foi liderada por Tóquio (Japão), seguida pela Cidade de Singapura e Osaka (Japão). Do Brasil, Rio de Janeiro e São Paulo aparecem em 35° e 40° lugar, respectivamente. Entre as demais representantes da América Latina estão Santiago (28° lugar), Buenos Aires (31° lugar), Lima (33° lugar) e Cidade do México (45° lugar).

Florianópolis - SC anuncia investimentos em infraestrutura e segurança para ciclistas

O prefeito de Florianópolis - SC, Cesar Souza Junior, anunciou na semana passada que serão investidos, até o final do ano, R$ 1milhão em obras voltadas à segurança e infraestrutura para ciclistas.

Cerca de R$ 800 mil serão aplicados em intervenções de infraestrutura, como o nivelamento e ampliação das ciclofaixas e melhorias nas calçadas. O restante será utilizado em sinalização, sobretudo em locais de bastante movimento de bicicletas.

Vídeo: Capacete invisível para bicicletas