1. ArchDaily
  2. Renovação Urbana

Renovação Urbana: O mais recente de arquitetura e notícia

Miralles Tagliabue EMBT vence concurso para renovar a Century Square em Shangai, China

O estúdio de arquitetura, paisagismo, planejamento, design de interiores e design de interiores Miralles Tagliabue EMBT, liderado por Benedetta Tagliabue, venceu o concurso internacional para transformar a Century Square em um novo marco verde para Shanghai (China). Sua proposta, premiada com o primeiro prêmio, prevaleceu sobre a de outras equipes, incluindo David Chipperfield Architects. Propõe-se a renovar a praça localizada numa das zonas comerciais mais movimentadas do mundo, "re-naturalizando" o centro da cidade e introduzindo espaços verdes para melhorar o microclima urbano.

Cortesia de Miralles Tagliabue EMBTCortesia de Miralles Tagliabue EMBTCortesia de Miralles Tagliabue EMBTCortesia de Miralles Tagliabue EMBT+ 9

Zaha Hadid Architects requalifica área portuária de Shenzhen, China

O escritório Zaha Hadid Architects divulgou um projeto para o futuro da área portuária de Huanggang, que se tornará um hub para pesquisas científicas e colaborações na indústria. O plano diretor proposto estabelece “um importante nó do Corredor de Ciência e Tecnologia Guangzhou-Shenzhen”, por meio da requalificação do edifício portuário e da construção do centro nacional de inovação tecnológica.

Cortesia de Zaha Hadid ArchitectsCortesia de Zaha Hadid ArchitectsCortesia de Zaha Hadid ArchitectsCortesia de Zaha Hadid Architects+ 8

Henning Larsen propõe transformação urbana para o centro de Bruxelas

Henning Larsen apresentou seu desenho para Brouck´R, um projeto de transformação da cidade que está em frente à movimentada Place de Brouckère em Bruxelas. Inspirada na herança tradicional e contemporânea, a proposta gera um destino vibrante e de uso misto do século XXI no centro da cidade.

Cortesia de Henning LarsenCortesia de Henning LarsenCortesia de Henning LarsenCortesia de Henning Larsen+ 12

Antes e Depois: 30 fotos que mostram que é possível projetar para os pedestres

Proporcionar mais espaço aos pedestres é uma das principais metas dos projetos de renovação urbana em muitas cidades do mundo.

Recorrendo à distribuição do espaço público, que implica, muitas vezes, em restringir o espaços dos automóveis - seja nas ruas ou estacionamentos -, plantar mais árvores, construir mais calçadas e ciclovias e estabelecer novas zonas de lazer, é possível projetar lugares mais acolhedores, com menos congestionamento viário e que fomentam o uso de meios de transporte sustentáveis, como as caminhadas e o ciclismo.

Eduardo Souto de Moura e META divulgam imagens de sala de exposições em Bruges, Bélgica

Eduardo Souto de Moura, em colaboração com o escritório META architectururbeau, divulgou imagens de um projeto de renovação urbana na cidade belga de Bruges. O Beursplein & Congresgebouw consiste em uma sala de exposições e praça pública coberta que ocupará o terreno outrora ocupado por uma feira.

O projeto de 40 milhões de euros pretende ser um catalisador para a renovação urbana no centro de Bruges, com um papel duplo de sala de exposições e centro de conferências capaz de abrigar eventos corporativos durante a semana e receber turistas nos finais de semana.

© infunctievan© infunctievan© infunctievan© infunctievan+ 10

7 arquitetos criam 7 novos espaços comunitários sob um viaduto japonês em desuso

Um trecho de mais de 100 metros sob um viaduto de trem em Koganecho, distrito de Yokohama, Japão, sofreu uma reforma progressiva em que sete tipos diferentes de espaços comunitários, cada um projetado por um arquiteto diferente, foram construídos dentro de uma grade espacial pré-definida. Historicamente, havia muitas questões sociais na área, em grande parte em relação ao seu lucrativo mas perigoso mercado negro e como área de prostituição. Uma vez que a atividade ilegal foi erradicada em 2005, a passagem subterrânea apresentou uma grande oportunidade de redesenvolvimento social, e o projeto resultante - o Centro Koganecho - enfatizou um antigo compromisso cultural japonês, onde o que uma vez foi quebrado é usado para fazer algo novo .

© Laurian Ghinitoiu© Laurian Ghinitoiu© Laurian Ghinitoiu© Laurian Ghinitoiu+ 23

Henning Larsen Architects propõe redesenho urbano para antiga área industrial em Gotemburgo, Suécia

Como muitos distritos urbanos europeus, a cidade sueca de Gotemburgo está em processo de transformar antigas áreas industriais em zonas de uso misto ao longo de sua orla ribeirinha. Com o pano de fundo da regeneração urbana na cidade, o escritório dinamarquês Henning Larsen apresentou uma proposta de desenho urbano para o distrito urbano de Lindholmen, que, após a sua conclusão em 2025, oferecerá um ambiente diversificado para o envolvimento entre estudantes, empresários e cidadãos públicos.

Cortesia de Henning Larsen ArchitectsCortesia de Henning Larsen ArchitectsCortesia de Henning Larsen ArchitectsCortesia de Henning Larsen Architects+ 7

Sasaki divulga projeto de fazenda urbana em Xangai

Com cerca de 24 milhões de habitantes para alimentar e um declínio na disponibilidade e qualidade de terras agrícolas, a megacidade chinesa de Xangai está decidida a concretizar o Distrito Agrícola Urbano Sunqiao, um masterplan de 100 hectares proposto pela Sasaki Associates, dos EUA. Situado entre o principal aeroporto internacional de Xangai e o centro da cidade, Sunqiao introduzirá a agricultura vertical em grande escala na cidade famosa por seus arranha-céus. Embora responda principalmente à crescente demanda agrícola na região, a visão de Sasaki vai mais longe, usando a agricultura urbana como um laboratório vivo e dinâmico para inovação, interação e educação.

© Sasaki© Sasaki© Sasaki© Sasaki+ 17

Tirana 2030: Como a natureza e a cidade coexistirão na capital da Albânia

Em 1925, o estilista italiano Armando Brasini propôs um masterplan para transformar a capital albanesa Tirana. Quase cem anos depois, o Tirana 2030 (TR030), projeto de Stefano Boeri Architetti, foi aprovado pelo Conselho Municipal de Tirana. Em colaboração com o Unilab e IND, Boeri busca definir uma nova era na capital do país, incorporando o desenvolvimento controlado, infra-estrutura avançada, corredores verdes e a valorização do patrimônio arquitetônico da cidade.

Cortesia de Attu StudioCortesia de Attu StudioCortesia de Attu StudioCortesia de Attu Studio+ 19

Como Medellín transformou seus reservatórios de água em verdadeiros parques públicos

Ao desenvolver o plano mestre de iluminação urbana para Medellín, a empresa estatal colombiana EPM (Empresas Públicas de Medellín) sobrepôs em uma análise as camadas de infraestrutura e iluminação noturna sobre a cartografia da cidade, revelando verdadeiras ilhas de escuridão em meio ao tecido urbano.

Para surpresa da organização, estas ilhas de escuridão correspondiam a 144 reservatórios de água que haviam sido construídos nas periferias da cidade. No entanto, a progressiva expansão urbana de Medellín acabou rodeando-os, incorporando-os totalmente nos povoamentos informais do Vale de Aburrá. Pior, tornaram-se focos de violência e insegurança em bairros totalmente desprovidos de espaços públicos e equipamentos básicos.

UVA La Esperanza. Image Cortesía de EPMUVA La Esperanza. Image Cortesía de EPMUVA La Imaginación. Image Cortesía de EPMUVA La Imaginación. Image Cortesía de EPM+ 23

Primeira etapa do “The Goods Line" é inaugurada em Sydney

Recentemente, foi inaugurada em Sydney a primeira etapa do "The Goods Line", um projeto inspirado no High Line de Nova Iorque que transformou uma antiga linha férrea em um novo espaço público elevado. Quando concluído a cidade australiana contará com um equipamento de 500 metros de extensão entre a Praça de Trenes e o Porto Darling.

A abertura do setor norte do projeto significou que o corredor de trens voltaria a fazer parte da cidade, após permanecer isolado por mais de um século.

Saiba mais sobre o projeto, a seguir.

“The Goods Line” em Sydney, Austrália. Imagem © Autoridade do Porto de Sydney“The Goods Line” em Sydney, Austrália. Imagem © Autoridade do Porto de Sydney“The Goods Line” em Sydney, Austrália. Imagem © Autoridade do Porto de SydneyConectividade - “The Goods Line” em Sydney, Austrália. Imagem © Autoridade do Porto de Sydney+ 10

Palestra “Renovação Urbana Inclusiva através da Inovação” no Studio-X Rio

Nesta quinta-feira, 17 de abril o Studio-X Rio promove a palestra Renovação Urbana Inclusiva através da Inovação, que será ministrada (em inglês) por Alice Cabaret, diretora do GRIND (Global Regeneration Initiative for Neighborhood Development) de Joanesburgo, África do Sul.

A reconversão de áreas industriais, abandonadas e vazias em bairros criativos é uma tendência global. Para limitar as ameaças intrínsecas dos processos de transformação urbana - polarização social, gentrificação - e aproveitar as oportunidades - desenvolvimento econômico local, diversificação de usos e perfis sociais, plataformas para a expressão criativa - que esses projetos apresentam, especialmente em cidades como o Rio de Janeiro e Joanesburgo, abordagens inovadoras são necessárias.

A batalha para salvar o patrimônio italiano: Cinema América, demolição ou restauro

O Cinema América. Demolição ou Restauro

A arquiteta restauradora e especialista em conservação do patrimônio Cristina Mampaso Cerrillos, compartilhou conosco o desafio Cinema America Occupato, que tem como objetivo frear a demolição do Cinema América no bairro central de Trastevere, em Roma. Trata-se de um cinema dos anos 50, no final do movimento moderno, símbolo de uma arquitetura pensada e desenhada para os sentidos e símbolo do auge e da decadência do cinema arte nessa cidade.

Como propriedade privada, seu dono desejar demolir o edifício a fim de construir apartamentos de luxo para turistas. O objetivo é conseguir que o edifício passe a fazer parte da "Carta per la Qualità" do planejamento metropolitano de Roma, que protege o patrimônio moderno. A situação é preocupante porque não é o único caso na cidade: no total são quase 120 salas de cinema, a maioria abandonadas o convertidas em multisalas. Um patrimônio moderno do século XX que vem sendo esquecido e apagado por uma Roma Imperial, mas que não é a Roma das pessoas.

A Ocupação. Imagem Cortesia de Cristina Mampaso CerrillosCinema América, hoje. Imagem Cortesia de Cristina Mampaso CerrillosA Ocupação. Imagem Cortesia de Cristina Mampaso CerrillosA Ocupação. Imagem Cortesia de Cristina Mampaso Cerrillos+ 32

Acupuntura urbana busca requalificar o bairro La Morán em Caracas, Venezuela

A comunidade de La Morán se localiza em uma colina à oeste da cidade de Caracas, entre a Urbanización Casalta e a Avenida Morán. Sua extensão cobre uma superfície de 15.2 hectares que corresponde a Unidade de Planejamento Físico UPF 6 e as Unidades de Desenho Urbano UDU 6.6.

Com uma população de aproximadamente 8.000 pessoas - e apesar de contar com o apoio de valiosas organizações comunitárias e vários conselhos comunitários - La Morán está sendo seriamente afetada pelos riscos ambientais, falta de segurança, violência entre os jovens e a gravidez na adolescência. Os dois últimos estão relacionados com as escassas oportunidades de crescimento pessoal e de uso produtivo do tempo, instigando um conjunto de projetos enfocados no saneamento do ambiente e a criação de espaços públicos, que buscam servir como oportunidades de participação e trabalho para os jovens em risco.   

Mais detalhe do projeto desenvolvido pelos arquitetos do Enlace Arquitectura a seguir.

“Under the Elevated”: convertendo estacionamentos em espaços públicos

Em junho de 2009 foi inaugurado o que hoje conhecemos como High Line, o parque urbano que transformou uma antiga linha elevada de trens destinada a transporte de cargas que une três bairros em Nova York. Este lugar atraiu a atenção para este tipo de estrutura que pode assumir novas funções, evitando demolições.

O interesse que o High Line provocou a nível internacional também fez com que outras cidades colocassem em prática alguns projetos de renovação, como um supermercado abandonado que passou a ser uma biblioteca pública e uma antiga linha de trens na Itália que foi transformada em um grande calçadão, entre outros.

Após alguns anos do grande sucesso do High Line, o Departamento de Transporte de Nova York (DOT) e a organização Design de Confiança para Espaços Públicos lançaram o projeto “Under the Elevated: Reclaiming Space, Connecting Communities”, que busca renovar os espaços abaixo da rodovia elevada Brooklyn Queens Expressway (BQE), que divide os bairros de Queens e Brooklyn, e da rodovia Cross Bronx Expressway, já que sob ambas as estruturas não há mais que alguns depósitos e estacionamentos que, por não atraírem atividade algum, contribuem com a insegurança.

A seguir, mais detalhes do projeto.

Iniciam-se os planos de repovoação do centro de São Paulo

Prefeitura anuncia a desapropriação de 24 edifícios, dentre os quais alguns ocupados por famílias sem-teto. A iniciativa visa criar 20 mil unidades habitacionais na região do centro de São Paulo.

A Secretaria Municipal de Habitação de São Paulo (Sehab) anunciou a desapropriação de 24 prédios de particulares no centro de São Paulo, visando à implementação de programas habitacionais. Alguns dos quais, como os hotéis Cambridge e Othon, abrigam hoje em dia aproximadamente 4,5 mil famílias pertencentes a movimentos de moradia que serão atendidas prioritariamente pelos programas.

O Feixe / MVRDV e de Alzua+

© MVRDV
© MVRDV

A empresa de desenvolvimento ADIM Nord, juntamente com MVRDV e de Alzua+ foram anunciados vencedores de uma renovação urbana na cidade Francesa de Villeneuve d’Ascq. Apelidada de ‘O Feixe‘ (The Beam), a proposta vencedora transformará um conjunto de estacionamentos abandonados e um antigo posto de gasolina em um paraíso denso para pedestres, com 15 mil m² de escritórios, comércio e residências que vão pairar por sobre uma rodovia adjascente como um icone de um grande esforço de renovação urbana para o centro da cidade.

Mais informação a seguir...

Metropol Parasol / Jürgen Mayer H. Architects