1. ArchDaily
  2. Patrimônio Cultural

Patrimônio Cultural: O mais recente de arquitetura e notícia

Sítios na lista de Patrimônio Mundial da Unesco vistos do espaço

Em 1972 foi criada a Convenção do Patrimônio Mundial da Unesco, que vincula os conceitos de patrimônio cultural e natural da humanidade e estabelece uma série de procedimentos envolvidos na sua conservação e preservação. A partir do entendimento de que os sítios e monumentos estão sujeitos à ação do tempo e à eventual deterioração ou desaparecimento, a organização determina que aqueles de valor universal excepcional merecem uma proteção especial contra as ameaças às quais estão submetidos. Assim, o trabalho de identificação, proteção, conservação e valorização dos sítios incluídos na lista visa salvaguardar e transmitir às gerações futuras o patrimônio cultural e natural da humanidade.

Created by @dailyoverview, source imagery: @maxartechnologiesPalmanova. Created by @dailyoverviewAnfiteatro de Arles. Drone photo by @lucasmiguelCreated by @benjaminrgrant, source imagery: @digitalglobe+ 23

Inscrições abertas para o maior prêmio de valorização do patrimônio cultural no Brasil

Todos os brasileiros que atuam na gestão, preservação, valorização e promoção do Patrimônio Cultural podem participar do Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade. Promovido pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) desde 1987, esta é a maior premiação nacional no campo do patrimônio cultural e tem como objetivo valorizar aqueles que atuam em favor da preservação dos bens culturais do país.

Prefeitura de São Paulo disponibiliza mapa online com os sítios arqueológicos da cidade

A Prefeitura de São Paulo, através do portal online GeoSampa - iniciativa da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano (SMDU) - disponibilizou um mapa com todos os sítios arqueológicos da cidade. O portal mapeia locais de interesse patrimonial, de cemitérios clandestinos e artefatos indígenas a ruínas de mineração de ouro.

Lançamento da Revista Restauro

A Revista Restauro, periódico independente voltado à publicação de artigos e entrevistas que tenham como foco as ações de preservação, conservação e restauro do patrimônio cultural, incluindo bens artísticos, museológicos, arquitetônicos e urbanos, lançará o seu primeiro número impresso para comemorar os três anos do periódico eletrônico.
O intuito da revista é construir um espaço acessível para abrigar discussões criteriosas sobre as questões envolvidas na preservação. Desse modo, além de contribuir para o fortalecimento do debate entre acadêmicos e profissionais, o objetivo da publicação é difundir amplamente a temática da preservação, convidando um público mais amplo a acompanhar e participar ativamente

Plano-Piloto em Olinda nos anos 80 pode apontar caminhos para gestão urbana do patrimônio cultural na atualidade

Entre 1985 e 1989, a cidade de Olinda-PE foi palco do Piloto de um programa federal que seria desenvolvido em outras 48 cidades do Brasil. Entre outras coisas, este programa procurava viabilizar habitação social em núcleos construídos e garantir através da permanência de moradores tradicionais a memória e os modos de vida locais. Ainda pouco difundido na história do patrimônio cultural e das políticas de habitação social no Brasil, este plano aponta caminhos para a gestão de territórios a partir das práticas sociais e culturais de seus habitantes.

II Congresso Nacional para Salvaguarda do Patrimônio Cultural

Patrimônio Cultural e Globalização: as problemáticas da preservação do patrimônio cultural no século XXI


A produção dos espaços construídos no passado e o acúmulo de valores e significados atribuídos pelo homem, com o passar do tempo, permitem o reconhecimento do passado de nossa sociedade e trazem a possibilidade de nos identificarmos como indivíduos integrantes de nossa comunidade na atualidade. As ações públicas e privadas voltadas para preservação do patrimônio cultural (material e imaterial) devem contribuir para a manutenção e permanência das diversas identidades culturais de forma coerente com seu passado e com a realidade de hoje. Porém, vivemos na atualidade uma

Exposição Jockey Club Patrimônio Cultural da Cidade de São Paulo

Atenção arquitetos, urbanistas, profissionais da área de preservação do patrimônio e estudantes universitários:

Neste ano, no mês de junho, durante o período da Casa Cor, montamos um programa de monitoria especializada para visitas à exposição "Jockey Club Patrimônio Cultural da Cidade de São Paulo", que traça uma breve história do clube, ilustrada por fotos, vídeos e alguns objetos que desvelam os segredos dos edifícios preservados pelo Patrimônio Histórico, suas obras de arte e aspectos do convívio social e esportivo.

A exposição está montada na Av. Lineu de Paula Machado, nº 1.263, na antiga Pagadoria, do lado direito de quem chega pela entrada

Dicionário Iphan do Patrimônio Cultural: o que é "cultura popular"

Cultura popular constitui um conceito impreciso, que se presta a definições diversas. Para apreender os traços que caracterizam as diversas acepções de cultura popular, é preciso acompanhar a dinâmica da transformação dessa expressão ao longo dos estudos voltados para esse campo. 

Dicionário Iphan do Patrimônio Cultural: o que é "bem cultural"

A terminologia bem cultural apresenta várias definições. Podemos dizer que a expressão está presente em várias esferas, em diferentes períodos, e vem sendo pouco a pouco reelaborada, tendo a sua inserção e ampliação de sentido expandida e definida ao longo do tempo.

Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade: inscrições abertas para ações que valorizam o Patrimônio Cultural do Brasil

Os projetos que atuam na preservação e promoção do Patrimônio Cultural Brasileiro já podem conhecer o edital para participar do Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade deste ano. Reconhecido mundialmente pela sua diversidade cultural, o Brasil é um país que condensa em sua identidade a influência de vários grupos que colaboraram para a formação da sociedade brasileira. Há 32 anos, o Prêmio Rodrigo, do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), estimula e valoriza aqueles que atuam em favor da preservação dos bens culturais do país.

Dicionário Iphan do Patrimônio Cultural: o que é "autenticidade"

A noção de autenticidade é indissociável das discussões teóricas e das ações realizadas na área de Conservação e Restauro, e guarda relação direta com a percepção dos valores associados a determinado bem cultural – sejam eles de natureza tangível ou intangível. A autenticidade se constitui como um princípio basilar e estruturante da ética que sustenta e alinha critérios, conceitos e justificativas pertinentes ao universo da preservação. Como todo processo de construção cultural, a autenticidade não pode ser compreendida ou definida em termos absolutos e preestabelecidos, e seu reconhecimento está intrinsecamente ligado ao contexto a que se refere – a um determinado momento e a um determinado lugar.

Dicionário Iphan de Patrimônio Cultural - entenda o que significa cada termo

O Dicionário Iphan de Patrimônio Cultural é uma obra de caráter coletivo, desenvolvida pela Coordenação-Geral de Documentação e Pesquisa do Departamento de Articulação e Fomento do Iphan, e também um projeto de pesquisa do Mestrado Profissional em Preservação do Patrimônio Cultural do Iphan (PEP/MP). Seu objetivo é dotar o campo da preservação do patrimônio cultural de uma obra de referência dinâmica e crítica, que privilegie, a partir da experiência institucional, as práticas, discursos e conceitos fundamentais que caracterizam a história desse campo no Brasil.

Lugar de referência para o povo Guarani é reconhecido como Patrimônio Cultural do Mercosul

Lugar de referência para a memória e a identidade do povo Guarani, a Tava, localizada na área que corresponde ao Sítio Histórico de São Miguel Arcanjo, em São Miguel das Missões (RS), foi construída e habitada por seus ancestrais a pedido de sua divindade, Nhanderu. Esse lugar sagrado foi reconhecido como Patrimônio Cultural do MERCOSUL. A decisão foi tomada e anunciada no XVII Encontro da Comissão do Patrimônio Cultural do MERCOSUL, que acontece durante os dias 30 e 31 de outubro, em Montevideo no Uruguai.

I Fórum Regional do Patrimônio Cultural

Com o tema "Patrimônio Cultural e Cidadania", a primeira edição Fórum Regional do Patrimônio Cultural será realizado nos dias 17 e 18 de agosto de 2018 na cidade de Muriaé, estado de Minas Gerais e abordará, com assuntos temáticos, a relação de pertencimento e cidadania junto a preservação do Patrimônio Cultural.
O Fórum integra a programação da Mostra de Patrimônio Cultural que acontecerá entre os dias 17 e 31 de agosto e inclui oficinas de Educação Patrimonial, exposições temáticas, e a V edição do Prêmio de Incentivo ao Patrimônio Cultural.

Cidade e Memória

No dia 16 de maio, às 18h30, a professora do Departamento de Sociologia da USP Fraya Frehse realiza a última palestra do ciclo “Planos: Diálogos em Arquitetura, Urbanismo e Design”, promovido pelo Programa de Mestrado Profissional em Arquitetura, Urbanismo e Design da Belas Artes.
A partir do tema “Cidade e Memória”, Fraya contará sobre sua experiência nas áreas de antropologia e sociologia em sua interface com a história e os estudos urbanos, com destaque para as relações entre corpo, espaço público e cidade/urbanização em São Paulo, abordando em particular o que os usos corporais dos lugares públicos (com destaque para

InfoPatrimônio: uma plataforma que reúne o patrimônio cultural brasileiro

Reunir, em um só lugar, todo o patrimônio cultural brasileiro tombado ou registrado nas quatro instâncias – internacional, federal, estadual e municipal – é a principal meta do InfoPatrimônio, uma ação pioneira com o uso de georreferenciamento. A plataforma existe há cinco anos, e hoje mostra aproximadamente 2 mil bens com dados precisos, obtidos do acervo de instituições como a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco); o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan); o Conselho de Defesa do Patrimônio do Estado de São Paulo (Condephaat); o Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental da Cidade de São Paulo (Conpresp) e a Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe).

São Paulo: patrimônio cultural em risco

Após o Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico do Estado de São Paulo (CONDEPHAAT) ter voltado atrás na decisão que impedia a construção de duas torres no terreno adjacente ao Teatro Oficina - colocando em risco o emblemático edifício sede da companhia liderada por José Celso Martinez Corrêa - e tendo em vista a agenda de desestatização de alguns bens tombados na capital paulista, o Instituto de Arquitetos do Brasil – Departamento São Paulo (IABsp) lançou uma carta aberta que manifesta sua preocupação com a atual condição de risco do patrimônio municipal e indica cinco diretrizes a serem seguidas pelas autoridades.

Inovações na proteção do patrimônio cultural em São Paulo

O olhar específico sobre os bens tombados nos conduziu a dois novos instrumentos. O primeiro deles foi a “Recaracterização participativa” da Vila Maria Zélia. O objetivo principal foi a sensibilização da população moradora para o conjunto tombado, através da constituição de um centro de memória e a orientação para a recuperação dos imóveis. Finalmente, a “Fábrica de Restauro” do Bixiga constitui-se da mobilização e gestão compartilhada para a recuperação de conjuntos históricos com suas relações sociais. Três grupos de trabalho propuseram ações concretas. O primeiro, tratando de capacitação e formação “do pedreiro ao restaurador”, definiu cursos e debates. O segundo, analisando recursos passíveis de serem obtidos de forma coletiva e o terceiro, assumindo a articulação de proprietários e cooperativas, incentivando a economia criativa.