1. ArchDaily
  2. Amazonas

Amazonas: O mais recente de arquitetura e notícia

Edifício Manga / Vila Santa Thereza / Laurent Troost Architectures

© Maíra Acayaba© Maíra Acayaba© Maíra Acayaba© Maíra Acayaba+ 27

Amazonas, Brasil
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  1039
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2019
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: Alcoa, Deca, Tigre

Projeto pretende criar centro de aprendizagem flutuante na Amazônia

No final de agosto deste ano ocorreu a terceira edição da AA Visiting School Amazon. Após oito dias de imersão na floresta amazônica, estudando sua natureza e compreendendo conceitos de biomimética, os professores Marko Brajovic, Nacho Martí e Alessandra Araujo, juntos de um grupo internacional de arquitetos e estudantes, projetaram um centro para educar as pessoas do Lago Mamori e ajudá-los a imaginar as mudanças que precisam fazer em suas vidas para se adaptarem às mudanças climáticas e possíveis desastres ambientais decorrentes delas.

Inscrições abertas para o curso de "Arquitetura Flutuante" no Amazonas, realizado pelo AA Visiting School Amazonas

A pesquisa mostra que os níveis do oceano estão aumentando devido ao aquecimento global. As consequências disso colocarão centenas de cidades em risco de serem inundadas. Da mesma forma, os níveis de água no lago Mamori variam muito entre a estação seca e a estação chuvosa, quando o rio pode subir até 14 metros inundando a floresta e alterando a fisionomia da terra. Atualmente, as casas locais são construídas em palafitas para lidar com as variações das marés, mas nos últimos anos, isso nem sempre foi suficiente para evitar a devastação causada pelo rio.

Obras de Severiano Porto são tombadas no Amazonas

Foram oficialmente tombadas, por seu interesse arquitetônico, histórico e cultural, as edificações de projetos do arquiteto Severiano Mário Vieira de Magalhães Porto, construídos no Estado do Amazonas, conforme relacionado no Diário Oficial da Assembléia do Estado do Amazonas.

Segundo o Diário, "em virtude do tombamento efetuado por esta Lei ,fica proibida a demolição ou descaracterização arquitetônica das edificações, sendo obrigatória a aprovação do órgão competente do Município em caso de necessidade de quaisquer intervenções físicas no imóvel tombado."

Em foco: Severiano Porto

Hoje, 19 de fevereiro, um mestre da arquitetura brasileira completa 86 anos. Severiano Porto, conhecido como “arquiteto da floresta” ou “arquiteto da Amazônia” foi o responsável por conceber um modelo único de arquitetura amazônica, que mescla técnicas locais com estratégias que atentam ao rigor do clima e à economia de meios.

Manaus, Território Amazônico: 9 teses relacionadas à cidade e ao território

Manaus: Tese para o Território Amazônico” reúne nove teses de graduação realizadas na Disciplina Arquitetura 6A / Oficina Mediterrânea da Faculdade de Arquitetura, Urbanismo e Desenho da Universidade Nacional de Córdoba, Argentina. Os trabalhos exploram o potencial de associar grandes infraestruturas urbanas com programas arquitetônicos mistos que se apropriem e maximizem a concentração de investimentos e infraestruturas.

Os ensaios, motivados pela experiência do programa S.O.S. Cidades, organizado pela Oficina Sul-americana da FADU-UBA, adotam como caso de estudo a cidade de Manaus, localizada em meio à selva amazônica.

Linking Manaus. Imagem Cortesia de Nahuel RecabarrenManaus +31: Novos Cenários Amazônicos. Imagem Cortesia de Nahuel RecabarrenSalada de Frutas. Imagem Cortesia de Nahuel RecabarrenNovas Redes de Mobilidade como catalizadoras de Projetos Urbanos. Imagem Cortesia de Nahuel Recabarren+ 19

Terceiro Lugar no Concurso de Ideias Nature Observatory of Amazonia (NOA) / Brasil

O Arquideas convidou estudantes de arquitetura e jovens arquitetos a participar do concurso de ideias Nature Observatory of Amazonia (NOA), que buscava soluções para a criação de um centro de aprendizagem e observação do ecossistema através do contato íntimo com a natureza em uma das regiões de maior biodiversidade do mundo: a Amazônia.

A seguir, apresentamos NOA SEAL, a proposta de Aida Salán premiada com o terceiro lugar no concurso internacional.

Segundo Lugar no Concurso de Ideias Nature Observatory of Amazonia (NOA) / Brasil

O Arquideas convidou estudantes de arquitetura e jovens arquitetos a participar do concurso de ideias Nature Observatory of Amazonia (NOA), que buscava soluções para a criação de um centro de aprendizagem e observação do ecossistema através do contato íntimo com a natureza em uma das regiões de maior biodiversidade do mundo: a Amazônia.

A seguir, apresentamos a proposta de Alex Diebalek e Lisa Geiszler (Technische Universität Wien, Áustria), premiados com o segundo lugar nesse concurso internacional de ideias.

Refúgio. Cortesia da Equipe premiada com o segundo lugarZoom. Cortesia da Equipe premiada com o segundo lugarCentro de informação. Cortesia da Equipe premiada com o segundo lugarCorte. Cortesia da Equipe premiada com o segundo lugar+ 9

Primeiro Lugar no Concurso de Ideias Nature Observatory of Amazonia (NOA) / Brasil

O Arquideas convidou estudantes de arquitetura e jovens arquitetos a participar do concurso de ideias Nature Observatory of Amazonia (NOA), que buscava soluções para a criação de um centro de aprendizagem e observação do ecossistema através do contato íntimo com a natureza em uma das regiões de maior biodiversidade do mundo: a Amazônia.

Com 189 propostas apresentadas e um júri composto por Beatriz Colomina (acadêmica da Universidade de Princeton) e Ariadna Cantis (arquiteta e curadora), entre outros jurados, foram selecionadas cinco menções honrosas e três propostas vencedoras.

A seguir, apresentamos a proposta de José Maria Ordovás (Politécnica de Madri, Espanha) e Alejandro Alejandro Fernández-Linares García (Illinois Institute of Technology), que ficaram em primeiro lugar no concurso internacional de ideias.

Seminários de Política Urbana Q+50: a Amazônia urbana

O Estado do Amazonas receberá, nos dias 30 e 31 de agosto, a sétima edição do ciclo Seminários de Política Urbana Q+50. Promovido pelo Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB) e organizado pelo IAB-AM, o evento tem como tema “A Amazônia urbana”. Estarão em debate temas como o passivo socioambiental, saneamento, o sistema hídrico e os impactos climáticos das grandes cidades brasileiras. O seminário acontecerá no auditório do Centro Universitário Luterano de Manaus (CEULM) e terá transmissão ao vivo, online, através da página do IAB.

Eco-Biblioteca Associação Vaga Lume / Davis Brody Bond Aedas