1. ArchDaily
  2. Jogos Olímpicos

Jogos Olímpicos: O mais recente de arquitetura e notícia

Paris quer sediar os Jogos Olímpicos de 2024 sem carros nas ruas

O futuro de uma nova Paris já vem sendo noticiado há alguns meses. Desde que a atual prefeita, Anne Hidalgo, assumiu o cargo, seu desejo de uma cidade com cada vez menos carros vem se realizando em pequenas (ou nem tão pequenas) ações. No entanto, parece que esse objetivo ganhou uma data perfeita para ser alcançado: os Jogos Olímpicos de 2024.

Estudantes da PUC-Rio lançam site que mapeia as transformações que as Olimpíadas trouxeram para o Rio de Janeiro

A escolha do Rio de Janeiro para sediar as primeiras Olimpíadas na América do Sul levou a um boom de projetos e obras que se seguiu a um longo período de estagnação econômica e cultural nesta cidade de 6,3 milhões de habitantes.

Mesmo que muitas promessas tenham ficado no papel – como a despoluição da Baía de Guanabara e a urbanização de 260 favelas - entre outubro de 2009 e agosto de 2016 surgiram arenas, obras viárias, lançamentos imobiliários, edifícios corporativos, museus, hotéis. Além de obras na área portuária que incluíram a demolição de um elevado de 7 km e a abertura de 4km de túneis, com trechos escavados sob alguns dos sítios de maior valor histórico, paisagístico e simbólico da cidade.

Bicicleta nas Olimpíadas, é possível incluir?

Olimpíadas Rio 2016 prestes a começar e a cidade prepara-se para sentir os impactos de um mês completamente diferente. Espalham-se mensagens de restrição à circulação. Pede-se ao carioca que evite determinadas regiões. A novidade talvez, e que gerou mais revolta, é que até mesmo as bicicletas aparentemente não serão bem vindas durante os jogos. Ao menos foi essa a mensagem divulgada em e-mail direcionado a quem comprou ingressos.

A importância de uma mobilidade focada em incentivos é uma das lições olímpicas que certamente ainda não foi compreendida. É preciso deixar de lado as políticas de punição e cerceamento para pensar nas melhores maneiras de ajudar quem se diverte e trabalha durante os jogos, com direito a um legado positivo para a população quando a festa acabar.

Olimpíadas do Rio: aumento de 456% no custo da Vila dos Atletas

A menos de 2 anos dos Jogos Olímpicos de 2016, as obras no Rio de Janeiro estão em marcha e as cifras atribuídas a elas continuam ascendentes. É o que mostra o acórdão do Tribunal de Contas da União publicado no início deste mês, segundo o qual o Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos Rio-2016 destinará R$ 254,9 milhões pelo aluguel do condomínio onde será instalada a Vila dos Atletas, na Barra da Tijuca, valor 456% maior do que a primeira previsão oficial, de R$ 45,8 milhões.

O empreendimento, lançado em conjunto pelas construtoras Carvalho Osklen e Odebrecht, consiste em um projeto residencial para 3.064 apartamentos de 82m² a 320m², com preços que variam de R$ 780 mil a R$ 2 milhões.

O legado arquitetônico dos Jogos Olímpicos de Barcelona de 1992

Durante o último ano o fotógrafo Pol Masip percorreu Barcelona registrando algumas das instalações mais relevantes dos Jogos Olímpicos de Barcelona de 1992. O evento deixou uma importante herança arquitetônica para a cidade e implantou o início de um novo modelo urbanístico que perdura, em grande medida, até hoje.

Mais imagens e informações sobre a série "Postolímpica" de Masip, a seguir.

Estadio Olímpico Lluís Companys (1927), 2013. Image © Pol Masip Palau Sant Jordi (1990), 2013. Image © Pol Masip Europe Square (1992), 2014. Image © Pol Masip Escultura de un Pez de Frank Gehry (1992), 2013. Image © Pol Masip + 16

Suécia recusa Jogos Olímpicos de Inverno de 2022 e evita usar dinheiro público

Grandes eventos esportivos implicam em grandes investimentos públicos, e foi pensando nisso que Estocolmo, capital sueca, optou por não sediar os Jogos Olímpicos de Inverno de 2022.

A decisão foi tomada através de uma votação entre partidos políticos e teve, inclusive, o apoio do prefeito, que não via necessidade da cidade se candidatar à disputa para receber o evento.

O argumento: a cidade tem prioridades mais importantes e o dinheiro público dos contribuintes deve antes ser usado para fins mais democráticos e urgentes. Não se pode negar que se trata de uma argumento bastante convincente e que deveria ser considerado por outras cidades que visam sediar tais eventos.

Vestígios Urbanos dos Jogos Olímpicos: Londres 2012

Desde os diversos âmbitos da vida, quando um ano começa, tentamos olhar para trás e refletir em forma de retrospectiva sobre que experiências e situações ao longo dos 365 dias anteriores resultaram mais ou menos satisfatórias, como tratando de fazer um balanço que nos permita refletir sobre os momentos que o marcaram. Nesta linha, parece-me interessante recuperar em matéria urbanística, o que foi a manifestação territorial do evento e espetáculo esportivo mais importante do mundo: os Jogos Olímpicos.

Vídeo: Estádio Olímpico Londres 2012 / Populous

Os arquitetos do Populous, especialistas em estruturas de entretenimento e desportivas, foram os responsáveis pelo Estádio Olímpico dos jogos de Londres, em 2012. O equipamento mudou a imagem do leste londrino e foi o ponto focal das maiores atividades esportivas do mundo até 13 de agosto. Rod Sheard, o arquiteto por trás do projeto no Studio Populous discutiu como eles aproveitaram o projeto de acordo com o legado e sustentabilidade em mente, e porque o esporte é uma das poucas ferramentas que conseguem unir pessoas.

Londres 2012: o Projeto para os Jogos Olímpicos mais “verde” da história

Time lapse Londres 2012: Basketball Arena

Time Lapse Londres 2012: Estádio Olímpico

Há apenas alguns dias apresentamos o Estádio Olímpico de Londres 2012 realizado por Populous, sua construção levou quatro anos, de 2007 a 2011. Com capacidade para 80 mil espectadores, seu projeto e construção se caracterizaram pelo desenvolvimento de formas simples, minimizando o peso físico, tempo de fabricação e energia gasta em cada componente, assim como em sua montagem.
O vídeo mostra a sequencia construtiva deste importante estádio, onde esta eficiência e ordem do seu desenvolvimento ressalta à vista. Falta menos de um mês para o início dos jogos olímpicos, evento que tornará Londres a primeira cidade a receber este importante evento pela terceira vez na história.

Iluminação LED para os Jogos Olímpicos 2012: Tower Bridge / Citelum

Estádio Olímpico de Londres 2012 / Populous

© Morley von Sternberg

Copa do Mundo e Jogos Olímpicos: “O espetáculo e o mito” / Raquel Rolnik

Inaugurada a Torre/Mirante de Anish Kapoor, rumo aos Jogos Olímpicos de Londres 2012

Pavilhão ‘Coca-Cola Beatbox’ de Pernilla & Asif se incorpora ao Parque Olímpico de Londres 2012

Novo Museu Olímpico de Londres 2012

Centro Aquático dos Jogos Olímpicos de Londres 2012 / Zaha Hadid Architects