1. ArchDaily
  2. Edifícios em altura

Edifícios em altura: O mais recente de arquitetura e notícia

Construção do arranha-céu mais alto do mundo é retomada após 5 anos parada

Após uma pausa de cinco anos, a construção da Torre Jeddah na Arábia Saudita foi retomada. Com o objetivo de se tornar o arranha-céu mais alto do mundo e superar o Burj Khalifa dos Emirados Árabes Unidos, a torre projetada por Adrian Smith + Gordon Gill Architecture começou a ser construída em 2013. O projeto enfrentou muitos atrasos, incluindo uma pausa em 2018 e outros contratempos devido à pandemia de Covid-19.

Construção do arranha-céu mais alto do mundo é retomada após 5 anos parada - Image 1 of 4Construção do arranha-céu mais alto do mundo é retomada após 5 anos parada - Image 2 of 4Construção do arranha-céu mais alto do mundo é retomada após 5 anos parada - Image 3 of 4Construção do arranha-céu mais alto do mundo é retomada após 5 anos parada - Image 4 of 4Construção do arranha-céu mais alto do mundo é retomada após 5 anos parada - Mais Imagens+ 1

Mario Cucinella Architects vence concurso para projetar dois arranha-céus em Viena

Mario Cucinella Architects acaba de ganhar um concurso fechado para projetar duas torres multifuncionais em Viena. Situado no 2º distrito da capital austríaca, onde o empreendimento urbano dinâmico “Viertel Zwei” está em obras há algum tempo, o projeto consiste em dois arranha-céus, ambos de diferentes linguagens arquitetônicas e feitos para diferentes propósitos, que conformarão um complexo urbano.

Mario Cucinella Architects vence concurso para projetar dois arranha-céus em Viena - Image 1 of 4Mario Cucinella Architects vence concurso para projetar dois arranha-céus em Viena - Image 2 of 4Mario Cucinella Architects vence concurso para projetar dois arranha-céus em Viena - Image 3 of 4Mario Cucinella Architects vence concurso para projetar dois arranha-céus em Viena - Image 4 of 4Mario Cucinella Architects vence concurso para projetar dois arranha-céus em Viena - Mais Imagens+ 6

Os 23 projetos mais esperados de 2023

Com o início do novo ano, aguardamos com expectativa os projetos mais emocionantes planejados para 2023. A segunda torre mais alta do mundo está atualmente em construção na Malásia; no Egito, o maior museu arqueológico está quase pronto para abrir suas portas; na Albânia o MVRDV está atualmente trabalhando na requalificação de um importante marco brutalista. De escritórios como Snøhetta, OMA, Studio Gang, Zaha Hadid Architects, BIG, e o mais recente vencedor do Prêmio Pritzker, Francis Kéré, a seleção a seguir reúne projetos localizados em várias partes do mundo, de diferentes escalas e programas, de aeroportos internacionais a galerias de arte e museus.

Vários projetos aqui apresentados também constaram na compilação do ano anterior. A disponibilidade de recursos e as questões trabalhistas geradas pela pandemia também continuaram a influenciar os cronogramas de abertura, mas com um impacto cada vez menor. Seguindo as tendências previstas para 2023, mais e mais projetos envolvem a reutilização adaptativa das estruturas existentes. Um tema subjacente é visível no crescente interesse em expandir os espaços artísticos e culturais e integrar o patrimônio histórico na expressão da arquitetura contemporânea.

Os 23 projetos mais esperados de 2023 - Image 1 of 4Os 23 projetos mais esperados de 2023 - Image 2 of 4Os 23 projetos mais esperados de 2023 - Image 3 of 4Os 23 projetos mais esperados de 2023 - Image 4 of 4Os 23 projetos mais esperados de 2023 - Mais Imagens+ 20

Stefano Boeri Architetti apresenta protótipo de floresta vertical na COP27

O escritório Stefano Boeri Architetti apresentou um novo projeto para uma floresta vertical durante a COP27 em Sharm El-Sheikh, Egito. O protótipo seria para Dubai, a cidade mais populosa dos Emirados Árabes Unidos (EAU) e sede da COP28 em 2023. O ambicioso projeto representaria o primeiro protótipo de uma floresta vertical no MENA (Oriente Médio e Norte da África), e é o mais recente de uma extensa lista de edifícios cobertos de vegetação projetados pelo Boeri Architetti, incluindo o Bosco Verticale em Milão, o Easyhome Huanggang na China e um protótipo da primeira floresta vertical holandesa.

Stefano Boeri Architetti apresenta protótipo de floresta vertical na COP27 - Image 1 of 4Stefano Boeri Architetti apresenta protótipo de floresta vertical na COP27 - Image 2 of 4Stefano Boeri Architetti apresenta protótipo de floresta vertical na COP27 - Image 3 of 4Stefano Boeri Architetti apresenta protótipo de floresta vertical na COP27 - Image 4 of 4Stefano Boeri Architetti apresenta protótipo de floresta vertical na COP27 - Mais Imagens

Skidmore, Owings & Merrill divulga projeto para edifício mais alto de Singapura

Skidmore, Owings & Merrill (SOM) divulgou o projeto 8 Shenton Way, uma torre de 305 metros de altura. Uma vez concluída, ela se tornaria não apenas o edifício mais alto mas um dos arranha-céus mais sustentáveis ​​da Ásia. A torre de uso misto se inspira nas florestas de bambu para criar uma comunidade vertical interna-externa com espaços públicos, escritórios, varejo, hotel e residências. Em parceria com a DCA Architects, o projeto está programado para ser concluído em 2028 e se tornará o mais novo marco na paisagem urbana de Singapura, junto com a Marina Bay e a CapitaSpring Tower.

Skidmore, Owings & Merrill divulga projeto para edifício mais alto de Singapura - Image 1 of 4Skidmore, Owings & Merrill divulga projeto para edifício mais alto de Singapura - Image 2 of 4Skidmore, Owings & Merrill divulga projeto para edifício mais alto de Singapura - Image 3 of 4Skidmore, Owings & Merrill divulga projeto para edifício mais alto de Singapura - Image 4 of 4Skidmore, Owings & Merrill divulga projeto para edifício mais alto de Singapura - Mais Imagens+ 1

Partisans divulga projeto de torre inspirada em nuvem no centro de Toronto

O escritório de arquitetura Partisans divulgou recentemente o projeto de um novo arranha-céu planejado para o centro de Toronto. A forma da torre se inspira no processo de formação das nuvens, mais especificamente no cirro-cúmulo, termo meteorológico que descreve formações onduladas de nuvens. O edifício de 32 pavimentos acomodará 174 unidades residenciais com varandas dedicadas e outras comodidades no condomínio.

Partisans divulga projeto de torre inspirada em nuvem no centro de Toronto - Image 1 of 4Partisans divulga projeto de torre inspirada em nuvem no centro de Toronto - Image 2 of 4Partisans divulga projeto de torre inspirada em nuvem no centro de Toronto - Image 3 of 4Partisans divulga projeto de torre inspirada em nuvem no centro de Toronto - Image 4 of 4Partisans divulga projeto de torre inspirada em nuvem no centro de Toronto - Mais Imagens+ 7

Mecanoo projeta o arranha-céu mais alto de Haia, na Holanda

O escritório de arquitetura holandês Mecanoo revelou seu projeto para o conjunto de arranha-céus mais alto da cidade de Haia, na Holanda. Apelidado de "The Grace", o projeto consiste em duas torres, uma de 150 metros de altura e outra de 180 metros. O projeto residencial vem como uma resposta à crescente demanda por moradias populares, além de promover um maior senso de comunidade.

Mecanoo projeta o arranha-céu mais alto de Haia, na Holanda - Image 1 of 4Mecanoo projeta o arranha-céu mais alto de Haia, na Holanda - Image 2 of 4Mecanoo projeta o arranha-céu mais alto de Haia, na Holanda - Image 3 of 4Mecanoo projeta o arranha-céu mais alto de Haia, na Holanda - Image 4 of 4Mecanoo projeta o arranha-céu mais alto de Haia, na Holanda - Mais Imagens+ 1

Os antigos arranha-céus do Iêmen: como o conflito apaga o patrimônio

Arranha-céus são elementos inerentes às cidades contemporâneas. Seja em São Paulo ou Nova York, em Seul ou Dubai, essas estruturas imponentes são onipresentes no tecido urbano e a imagem convencional que se tem delas é de planos de vidro. Isso não ocorre no Iêmen, onde há exemplos antigos que são bem diferentes dos arranha-céus atuais. No centro do país, a cidade de Shibam é cercada por uma muralha fortificada e é o lar de exemplos deslumbrantes de habilidade arquitetônica: casas em torre que datam do século XVI com até sete andares de altura.

Os antigos arranha-céus do Iêmen: como o conflito apaga o patrimônio - Image 1 of 4Os antigos arranha-céus do Iêmen: como o conflito apaga o patrimônio - Image 2 of 4Os antigos arranha-céus do Iêmen: como o conflito apaga o patrimônio - Image 3 of 4Os antigos arranha-céus do Iêmen: como o conflito apaga o patrimônio - Image 4 of 4Os antigos arranha-céus do Iêmen: como o conflito apaga o patrimônio - Mais Imagens+ 3

Rem Koolhaas sobre o fenômeno dos arranha-céus e o potencial dos Emirados de reinventar a urbanização

Rem Koolhaas, co-fundador do Office for Metropolitan Architecture (OMA), ganhador do Prêmio Pritzker em 2000 e um dos mais proeminentes teóricos do urbanismo hoje em dia, foi um dos primeiros a questionar o fenômeno dos arranha-céus e sua influência na transformação da cidade. Particularmente intrigado com a região do Golfo Pérsico e as ambições urbanas desta área, em 2009, durante a 9ª edição da Bienal de Sharjah, fez uma palestra sobre o potencial de reinventar a urbanização nos Emirados Árabes Unidos.

Por ocasião do jubileu de ouro dos Emirados Árabes Unidos, marcando 50 anos desde que foram fundados em 1971, 50U, publicado pela Archis, explora os diferentes desenvolvimentos no Golfo, esta região que "testemunhou a transformação de uma cidade parcialmente nômade, parcialmente baseada na comunidade em uma sociedade metropolitana globalmente ativa”. Depois de Al Manakh, em 2007, seguido em 2010 por Al Manakh Cont’d, 50U conta a história dos Emirados Árabes Unidos por meio de 50 retratos de pessoas, plantas e lugares. O livro também compartilha um trecho da palestra de Koolhaas em 2009 que reflete sobre as condições contemporâneas, focando especificamente em sua leitura de Dubai, seu envolvimento arquitetônico e suas previsões urbanas futuras.

Futuro da Tour Triangle projetada por Herzog & de Meuron em Paris segue incerto

Depois de mais de uma década de tentativas frustradas, problemas econômicos e disputas legais além de muita resistência por parte da comunidade local, a Tour Triangle (Triangle Tower) projetada pela Herzog & de Meuron finalmente parece estar caminhando para um final a medida que tudo parece indicar que as obras serão iniciadas muito em breve em um terreno próximo ao Parque de Exposições Porte de Versailles no 15º distrito municipal de Paris. Entretanto, enquanto as máquinas ainda estão esquentando os motores, esforços estão sendo feitos para barrar o projeto de forma definitiva.

Segundo edifício mais alto do mundo está em construção na Malásia

Segundo edifício mais alto do mundo está em construção na Malásia - Imagem de Destaque
Cortesia de Fender Katsalidis

No centro de Kuala Lumpur, na Malásia, o Merdeka 118 atingiu sua altura máxima, com 678,9 metros e 118 andares, tornando-se o segundo edifício mais alto do mundo. Cinco anos após o início da construção, a silhueta final da torre é revelada, redefinindo o horizonte da cidade atualmente dominado pelas Torres Petronas e pela Torre de Kuala Lumpur. Projetado pela firma australiana Fender Katsalidis, o edifício mostra uma fachada triangular de vidro facetada inspirada nos padrões encontrados na arte malaia e, juntamente com o parque projetado pelo escritório Sasaki, estabelece uma nova identidade para a região.

Segundo arranha-céu mais alto do mundo será construído na Rússia

O escritório de arquitetura escocês Kettle Collective divulgou seu projeto para um arranha-céu de 703 metros de altura em São Petersburgo, Rússia, que será o segundo edifício mais alto do mundo depois do Burj Khalifa de Dubai. O Lakhta Center II será construído ao lado do Lakhta Center, atualmente o edifício mais alto da Europa e sede da empresa de energia Gazprom.

Segundo arranha-céu mais alto do mundo será construído na Rússia - Image 1 of 4Segundo arranha-céu mais alto do mundo será construído na Rússia - Image 2 of 4Segundo arranha-céu mais alto do mundo será construído na Rússia - Image 3 of 4Segundo arranha-céu mais alto do mundo será construído na Rússia - Image 4 of 4Segundo arranha-céu mais alto do mundo será construído na Rússia - Mais Imagens

200 Amsterdam recebe aprovação e poderá se tornar uma das torres mais altas de Nova Iorque

Com 52 pavimentos, a torre residencial 200 Amsterdam Avenue será em breve o arranha-céu mais alto de Upper West Side em Nova Iorque. O projeto foi concebido pela Elkus Manfredi Architects e está sendo desenvolvido pela SJP Properties e Mitsui Fudosan America. 

200 Amsterdam recebe aprovação e poderá se tornar uma das torres mais altas de Nova Iorque - Image 1 of 4200 Amsterdam recebe aprovação e poderá se tornar uma das torres mais altas de Nova Iorque - Image 2 of 4200 Amsterdam recebe aprovação e poderá se tornar uma das torres mais altas de Nova Iorque - Image 3 of 4200 Amsterdam recebe aprovação e poderá se tornar uma das torres mais altas de Nova Iorque - Image 4 of 4200 Amsterdam recebe aprovação e poderá se tornar uma das torres mais altas de Nova Iorque - Mais Imagens+ 2

10 Maneiras diferentes de medir a altura de um arranha-céu

Como se mede a altura de um edifício? Onde é que devemos amarrar a nossa cota de nível? A história deste trabalho de medição remonta a 1885, bem antes de conhecermos as mais modernas tecnologias de desenho como o AutoCAD ou o Revit. O Home Insurance Building de Chicago, foi o primeiro a se gabar do título de edifício mais alto do mundo. No entanto, foi apenas em 1969 que o Council on Tall Buildings and Urban Habitat (CTBUH) - ou Joint Committee on Tall Buildings, como foi originalmente conhecido - foi fundado com o principal propósito, entre tantos outros, de regulamentar a maneira como se medem as alturas destes edifícios. Reconhecido como a principal autoridade em relação aos arranha-céus, o CTBUH é frequentemente citado quando se fala do edifício mais alto do mundo (ou de um país). No entanto, o CTBUH não é a única organização voltada ao dimensionamento de edifícios em altura; a Global Building Information Database, comumente conhecida por Emporis, também é um importante referente no que se trata de edifícios em altura. De acordo com estas duas instituições, existem dez diferentes maneiras para se medir a altura de um edifício.

UNStudio projeta torre em Dubai com uma das maiores fachadas cerâmicas do mundo

O escritório UNStudio, em colaboração com Werner Sobek, divulgou seu projeto para a Torre Wasl, um arranha-céu de 300 metros de altura em Dubai. Localizado ao longo da via principal que liga os Emirados de norte a sul, a Torre Wasl fica em frente ao Burj Khalifa e, assim que for concluída, contará com uma das fachadas cerâmicas mais altas do mundo.

Que edifício tem o elevador mais rápido do mundo?

O tempo de espera máximo em elevadores de edifícios de escritórios é de 20 segundos - mas parecem 2 minutos quando você está com pressa. Mas com que rapidez os elevadores estão realmente se movendo?

O elevador mais rápido em funcionamento atinge velocidades de 73,8 quilômetros por hora e está instalado na Shanghai Tower. O edifício, projetado pela Gensler, não conta apenas com o elevador mais rápido, mas também com o fosso mais alto do mundo, com 578,5 metros, de acordo com um recente relatório publicado pelo Council on Tall Buildings and Urban Habitat (CTBUH). Com essa velocidade, é possível chegar ao 119º andar em apenas 55 segundos.

Que edifício tem o elevador mais rápido do mundo? - Image 1 of 4Que edifício tem o elevador mais rápido do mundo? - Image 2 of 4Que edifício tem o elevador mais rápido do mundo? - Image 3 of 4Que edifício tem o elevador mais rápido do mundo? - Image 4 of 4Que edifício tem o elevador mais rápido do mundo? - Mais Imagens+ 1

EID Architecture busca redefinir o programa de uso misto de alta densidade na China

Após receber o primeiro prêmio em um recente concurso internacional de projetos de arquitetura, a o escritório EID Architecture, de Xangai, tem como objetivo redefinir o programa de uso misto de alta densidade na Ásia através de sua proposta para o Centro Internacional OCT de Xi'an (OXIC) em Xi'an, na China. Os arquitetos consideram esta abordagem como um estudo de urbanismo vertical; O projeto consiste em uma torre de 320 metros de altura com escritórios e um hotel boutique, outra torre de apartamentos com 220 metros de altura e um edifício de 12 andares para comércio e entretenimento. Visto como um ícone e um marco na paisagem, o projeto é estrategicamente organizado horizontal e verticalmente criando um centro urbano vibrante e permeável.

EID Architecture busca redefinir o programa de uso misto de alta densidade na China - Image 1 of 4EID Architecture busca redefinir o programa de uso misto de alta densidade na China - Image 2 of 4EID Architecture busca redefinir o programa de uso misto de alta densidade na China - Image 3 of 4EID Architecture busca redefinir o programa de uso misto de alta densidade na China - Image 4 of 4EID Architecture busca redefinir o programa de uso misto de alta densidade na China - Mais Imagens+ 15

BIG vence o 2016 International Highrise Award com o VIA 57 West

O VIA 57 West, do BIG, foi escolhido unanimemente como o vencedor do 2016 International Highrise Award (IHA) como o arranha-céu mais inovador do mundo.

Como um dos prêmios arquitetônicos mais importantes do mundo para edifícios altos, ele é apresentado pelo Deutsches Architekturmuseum (DAM) a cada dois anos e entregue ao projeto que melhor exemplifica os critérios de projetos orientados para o futuro, funcionalidade, tecnologia de construção inovadora, integração em esquemas de desenvolvimento urbano, sustentabilidade e eficiência de custo.

BIG vence o 2016 International Highrise Award com o VIA 57 West  - Image 1 of 4BIG vence o 2016 International Highrise Award com o VIA 57 West  - Image 2 of 4BIG vence o 2016 International Highrise Award com o VIA 57 West  - Image 3 of 4BIG vence o 2016 International Highrise Award com o VIA 57 West  - Image 4 of 4BIG vence o 2016 International Highrise Award com o VIA 57 West  - Mais Imagens+ 7