Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Diller Scofidio + Renfro

Diller Scofidio + Renfro: O mais recente de arquitetura e notícia

12 Exposições que mostram que a arquitetura não precisa ser permanente para ser potente

Ao pensar em arquitetura, lembramos, inevitavelmente, das obras do passado. Construções feitas para resistir à passagem do tempo encontram na idade um forte aliado, assegurando-se na história da humanidade. A permanência, porém, é um peso a ser suportado e, nesse sentido, a arquitetura dita efêmera não deve ser considerada inferior. 

Vencedores dos Prêmios ArchDaily Building of the Year 2018

Com quase 100.000 votos nas últimas duas semanas, estamos felizes em anunciar os vencedores dos Prêmios ArchDaily Building of the Year 2018. Este prêmio de arquitetura destaca projetos escolhidos pelos nossos leitores, que filtraram milhares de projetos para eleger os 15 melhores trabalhos apresentados no ArchDaily em 2017.

6 Escritórios famosos são finalistas em concurso de projeto para Adelaide, Austrália

Equipes de seis escritórios foram selecionadas no Adelaide Contemporary International Design Competition, que busca criar um novo museu de arte contemporânea e um parque público de esculturas em um terreno importante perto da Universidade e do Jardim Botânico de Adelaide, na Austrália.

Selecionados de 107 equipes constituídas por mais de 500 escritórios individuais, as seis selecionadas foram escolhidas através da "excelente qualidade" de suas inscrições iniciais e das forças complementares de cada um dos membros da equipe.

"Esta é uma lista extraordinariamente rica de parcerias criativas diversas de arquitetos que procuram complementar seus talentos trabalhando com colegas e práticas talentosas menores. A decisão final foi muito exigente, mas estas são as equipes que nos convenceram pela excelente qualidade de suas propostas", disse Nick Mitzevich, diretor da Galeria de Arte da Austrália do Sul.

As seis equipes selecionadas são:

Diller Scofidio + Renfro projetam exposição sobre moda e catolicismo no Met

O escritório Diller Scofidio + Renfro foi selecionado para colaborar com The Costume Institute em uma nova exposição no Metropolitan Museum of Art de Nova York, focada na relação entre moda, arte religiosa e práticas devocionais e tradições do catolicismo.

Intitulada Heavenly Bodies: Fashion and the Catholic Imagination [Corpos celestes: moda e imaginação católica], a exposição contará com obras de moda e religiosas da coleção do Met, além de mais de 50 objetos e peças de vestuário da sacristia da Capela Sistina, muitos dos quais nunca antes expostos fora do Vaticano.

"A imaginação católica está enraizada e sustentada pela prática artística, e o envolvimento da moda com imagens, objetos e costumes sagrados continua a relação evolutiva entre arte e religião", disse Daniel H. Weiss, presidente e CEO do Met. "A coleção de arte religiosa do Museu, em combinação com a arquitetura das galerias medievais, fornece o contexto perfeito para essas notáveis peças de moda."

Wall Street Journal elege Diller Scofidio + Renfro como o escritório mais inovador de 2017

O Wall Street Journal selecionou o escritório Diller Scofidio + Renfro, com sede em Nova Iorque, como o "escritório de arquitetura mais inovador do ano de 2017".

Dirigido pelos sócios Liz Diller, Ricardo Scofidio, Charles Renfro e Benjamin Gilmartin, durante a última década, o escritório cresceu rapidamente de uma prática amplamente conceitual focada em instalações, performances e obras não construídas até um escritório internacional com projetos em andamento em todo o mundo.

Parque Zaryadye, em Moscou, já recebeu mais de um milhão de visitantes desde a inauguração

© Iwan Baan
© Iwan Baan

Após 50 anos, Moscou inaugurou um novo parque urbano. Trata-se do parque Zaryadye, projetado pelos arquitetos Diller Scofidio + Renfro, Citymakers e Hargreaves Associates, que já alcançou seu primeiro milhão de visitas desde a abertura.

O parque converteu-se em um dos espaços contemporâneos mais importantes de Moscou, exibindo uma alta qualidade de infraestrutura e paisagem, assim como extraordinárias vistas para o Kremlin e a Praça Vermelha.

Novo parque em Moscou por Diller Scofidio + Renfro reproduz microclimas artificialmente

Como parte de uma série de projetos de desenvolvimento urbano espalhados por toda Moscou, o Zaryadye Park, o último a ser inaugurado ainda este mês, tem a missão de ampliar e qualificar os espaços verdes da cidade. Dirigido por Diller Scofidio + Renfro, este consórcio internacional projetou um novo espaço público que incentiva a integração e celebra a amplitude das regiões de toda a Rússia simulando artificialmente cada um de seus climas típicos: a estepe, a floresta, as zonas úmidas e a tundra.

Studio Gang e Diller Scofidio + Renfro entre os selecionados para o Pavilhão dos EUA na Bienal de Veneza 2018

A equipe de curadores do Pavilhão dos EUA na Bienal de Arquitetura de Veneza 2018 divulgou uma lista com sete arquitetos responsáveis pelas principais exposições do pavilhão. Composto por arquitetos, paisagistas, artistas e designers, o grupo produzirá respostas ao tema Dimensões da Cidadania, explorando "o significado da cidadania como um conjunto de direitos e responsabilidades na interseção de afiliações legais, políticas, econômicas e sociais."

Os selecionados são:

7 Escritórios finalistas do concurso para o novo Centro Pompidou em Bruxelas

A Urban Development Corporation (SAU-MSI) anunciou as sete equipes finalistas para projetar a nova filial do Centro Pompidou em Bruxelas, na Bélgica. As equipes foram selecionadas dentre 92 inscrições para o concurso, que buscou propostas para transformar a antiga garagem Citroën Yser, um edifício Art Déco no coração da cidade, em um complexo museológico de uso misto, voltado para a arte e arquitetura contemporânea.

Nomeado Centro Cultural Citroën, o projeto de US$ 135 milhões consistirá em 35.000 metros quadrados de espaços públicos dedicados à cultura, educação e recreação, incluindo 15.000 metros quadrados destinado ao novo Centro Pompidou Bruxelas. Além disso, um espaço de 10.000 metros quadrados abrigará um museu administrado pelo Centro Internacional de Urbanismo, Arquitetura e Paisagem de Bruxelas.

Décadas depois do surgimento do CAD, a arquitetura está se livrando do papel — desta vez é sério

Se você visitar um escritório de arquitetura hoje, talvez sinta uma leve mudança. Os dias de enormes desktops, mouse-pads ergonômicos e grandes pilhas de papéis estão lentamente dando espaço à canetas digitais, tablets e toneladas de desenhos de arquitetura à mão - ambos físicos e digitais. Arquitetos ao redor do mundo estão limpando suas mesas, literalmente, e utilizando ferramentas touchscreen emergentes e programas de desenhar, compartilhar e colaborar. Parece possível que, pela primeira vez em anos, a profissão de arquitetura poderia revisitar o "estúdio sem papel" de Bernard Tschumi que consistiu em uma parte fundamental de sua gestão como reitor da Escola de Arquitetura da Universidade de Columbia em meados da década de 1990. No entanto, desta vez, "sem papel" começa com uma caneta, ao invés de um click.

MoMA divulga projeto de extensão por Diller Scofidio + Renfro e Gensler

Em evento fechado para a imprensa no início deste mês, o Museu de Arte Moderna de Nova York (MoMA) apresentou as reformas concluídas para o extremo leste da área do museu e também divulgou o projeto completo de expansão concebido por Diller Scofidio + Renfro em colaboração com a Gensler.

Com a conclusão da renovação da ala leste, que começou em fevereiro de 2016, o museu criou duas galerias espaçosas no terceiro andar, reconfigurando 1.393,5 metros quadrados de espaço, permitindo uma melhor flexibilidade na instalação do acervo e exposições temporárias.

Vista do Lounge Marlene Hess e James D. Zirin. Imagem © Iwan Baan Vista da escada Bauhaus restaurada, com a Escadaria Bauhaus de Oskar Schlemmer (1932). Image © Iwan Baan Vista do segundo pavimento, olhando para leste, com a nova Loja do Museu, Expresso Bar e o lounge Daniel e Jane Och. Imagem © Iwan Baan Vista do Lounge Marlene Hess e James D. Zirin. Imagem © Iwan Baan + 10

23 Exemplos de museus impressionantes no mundo

Projetar um museu é sempre um desafio arquitetônico emocionante. Os museus muitas vezes vêm com suas próprias necessidades e limitações - desde museus de arte que precisam de espaços especializados para preservar as obras, até enormes coleções que requerem um extenso espaço de arquivos. Em homenagem ao Dia Internacional dos Museus, selecionamos 23 museus emblemáticos que fazem parte de nossa base de dados, com cada editor do ArchDaily explicando o que torna esses edifícios tão impressionantes.

Seis instalações do Salone del Mobile 2017

Com o encerramento do Salone del Mobile 2017, o fotógrafo Laurian Ghinitoiu compartilhou uma série de fotografias da Semana de Design de Milão. Desde protótipos habitacionais até "instalações digitais" imersivas, o evento anual de design - tido como o quarto maior do mundo - reuniu neste ano uma ampla gama de profissionais e empresas de design. Em Milão, colaborações improváveis ditaram o tom do evento.

SO-IL. Imagem © Laurian Ghinitoiu COS × Studio Swine. Imagem © Laurian Ghinitoiu SO-IL. Imagem © Laurian Ghinitoiu DS+R. Imagem © Laurian Ghinitoiu + 58

Pierre Chareau, o misterioso arquiteto por trás da the Maison de Verre

Este artigo foi originalmente publicado na Metropolis Magazine como"New Retrospective Glimpses the Man Behind the Maison de Verre."

Pierre Chareau foi um arquiteto cuja maior parte dos edifícios foi demolida; um designer de interiores cujos projetos foram todos remodelados; e um cenógrafo cujos filmes você não pode ver. Estas nem são as circunstâncias mais auspiciosas para remontar uma retrospectiva, mas uma exposição ainda em curso no Museu Judaico, projetado por Diller Scofidio + Renfro (DS+R), tenta fazer isso.

Chareau, mais conhecido por seu único edifício ainda de pé, a Maison de Verre em Paris, desafia qualquer classificação ordenada. Sem nenhum tipo de formação arquitetônica, trabalhou brevemente como designer de móveis para uma empresa britânica para então seguir sozinho, criando um corpo idiossincrático de mobiliários, projeto de interiores para o cinema e a vida real e uma série de casas.

A varanda do segundo andar que Pierre Chareau projetou para Robert Motherwell em East Hampton, New York, 1947. Imagem Cortessia de Miguel Saco Furniture and Restoration, Inc., Nova York Mesa e Estante (MB960), c. 1930, projetados por Pierre Chareau, nogueira e ferro cru patinado preto, Imagem © Ken Collins, imagem cedida por Gallery Vallois America, LLC Vista da instalação da exposição de Pierre Chareau: Modern Architecture and Design. Projeto executado por Diller Scofidio + Renfro. Imagem Cortesia de Will Ragozzino/SocialShutterbug.com Pierre Chareau, Escritório, 1924, impressão pochoir; 8 13/16 x 10 x 7/16 in. Coleção Privada. Imagem © John Blazejewski, Biblioteca de Marquand, Universidade de Princeton + 11

Elizabeth Diller produzirá uma ópera para o High Line de Nova Iorque

Seguindo a tradição de seu escritório de diluir as linhas entre arquitetura, arte e meio ambiente, Elizabeth Diller, sócia fundadora do Diller Scofidio + Renfro, está produzindo uma ópera para a High Line. Intitulada "Mile Long Opera", a produção será montada ao longo da atração favorita de Nova Iorque, projetada pela DS + R com James Corner e Piet Oudolf e aberta ao público em 2009.

Dois edifícios de Renzo Piano próximos da conclusão no novo campus da Columbia University

A primeira fase do novo Campus de Manhattanville da Universidade de Columbia, composta por dois edifícios do Renzo Piano Building Workshop, está quase concluída, com a inauguração prevista para a primavera de 2017.

O Centro de Ciências de Jerome L Greene e o Centro de Artes Lenfest são os dois primeiros edifícios a serem concluídos dentro do masterplan do campus, concebido por Piano em colaboração com SOM, que abrangerá 19 cabará por abranger cerca de 7 hectare entre as ruas 125 e 133 no noroeste de Manhattan.

Centro de Ciências Jerome L. Greene, do sudeste. Imagem © Columbia University / Frank Oudeman Centro de Ciências Jerome L. Greene, desde a estação de metrô da 125th Street. Imagem © Columbia University / Frank Oudeman Centro de Ciências Jerome L. Greene. Imagem © Columbia University / Frank Oudeman Centro de Ciências Jerome L. Greene: Espaços interativos e de reunião. Imagem © Columbia University / Frank Oudeman + 13

Diller Scofidio + Renfro vence concurso para uma "eco-ilha" na China

O escritório Diller Scofidio + Renfro foi selecionados como os vencedor do concurso internacional South Sea Pearl Eco-Island. O concurso, organizado pelo Governo de Haikou e HNA Infrastructure, foi coordenado por HNA Design e CBC (China Building Centre) e liderado pelo chefe consultor Vicente Guallart, ex-Chefe de Arquitetura de Barcelona, revisaram as 10 entregas dos escritórios participantes em projeto de um centro de turismo ecológico de 250 hectares em uma nova ilha construída na Baía de Haikou, Hainan, que terá moradias, um hotel, atrações turísticas e um porto com capacidade para dois grandes cruzeiros.

A entrega de Diller Scofidio + Renfro foi selecionada como a proposta ganhadora depois de várias rondas de votação por parte do jurado, composto por destacadas figuras arquitetônicas incluindo a Benedetta Tagliabue (IT) e Aaron Betski (EUA), superando as propostas do segundo o terceiro lugar de Foster + Partners e Morphosis.

Veja, a seguir, as demais propostas e comentários do júri.

2nd Prize: Foster + Partners. Image Courtesy of Guallart Architects 2nd Prize: Foster + Partners. Image Courtesy of Guallart Architects Winner: Diller, Scofidio + Renfro. Image Courtesy of Guallart Architects Winner: Diller, Scofidio + Renfro. Image Courtesy of Guallart Architects + 22

Quando gotas criam espaços: Um olhar sobre arquitetura líquida

Ao longo do século passado, a relação da arquitetura com a água tem sido desenvolvida ao longo de uma variedade de diferentes caminhos. Com sua "Casa Cascata", por exemplo, o mestre americano Frank Lloyd Wright confrontou o fluxo dramático da água com linhas horizontais expressivas para aumentar a experiência da natureza. Desde então, o uso da água na arquitetura tornou-se mais variada e complexa. Um espaço feito quase exclusivamente de água surgiu com o projeto de Isamu Noguchi na Expo de Osaka: a água brilhante parecia cair do nada e brilhava no escuro. Mais tarde, com a digitalização e as formas fluidas dos projetos paramétricos, o foco mudou para uma arquitetura líquida feita de água e luz. As interpretações têm variado de formas arquitetônicas modeladas para literais gotas de água, como a visionária “Bubble”, de Bernhard Franken, para a BMW, a instalações espetaculares feitas de linhas de água, transformadas em pixels pela luz.

Pavilhão Islandês. Hannover, Expo 2000. Image © Thomas Schielke Blur Building. Pavilhão de Exposições, Yverdon-Les-Bains, 2002. Arquitetos: Diller Scofidio + Renfro. Image © Diller Scofidio + Renfro Olafur Eliasson: O Corredor Reflexivo, Projeto para parar a queda livre, 2002. (Der reflektierende Korridor, Entwurf zum Stoppen des freien Falls, 2002). Fotógrafo: Werner J. Hannappel. Cortesia de Centre for International Light Art Unna, Germany. Image © 2002 Olafur Eliasson Luce Tempo Luogo, 2011. Milão. Arquitetos: DGT Architects. Fotógrafo: Daici Ano. Image © DGT Architects + 20