Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Diller Scofidio Mais Renfro

Diller Scofidio Mais Renfro: O mais recente de arquitetura e notícia

Expansão do MoMA projetada por Diller Scofidio + Renfro será inaugurada este mês

O projeto de expansão do Museu de Arte Moderna de Nova Iorque, a cargo dos escritórios Diller Scofidio + Renfro e Gensler, foi concluído. Iniciada em 2014, a primeira fase das renovações na ala leste foi finalizada em 2017; a ala oeste foi alterada posteriormente e está agora pronta para ser aberta ao público. A ampliação acrescenta mais de quatro mil metros quadrados de espaços expositivos ao famoso MoMA.

Museum of Modern Art. Imagem © Iwan Baan, Cortesia de MoMA Museum of Modern Art. Imagem © Brett Beyer, Cortesia de MoMA Museum of Modern Art. Imagem © Brett Beyer, Cortesia de MoMA Museum of Modern Art. Imagem © Iwan Baan, Cortesia de MoMA + 20

Analisando o "Manual of Section": o desenho arquitetônico mais intrigante

Para Paul Lewis, Marc Tsurumaki e David J. Lewis, o corte "é muitas vezes entendido como um tipo simplificado de desenho, produzido no final do processo de concepção para descrever condições estruturais e materiais para a etapa da construção."

Esta é uma definição muito familiar para a maioria das pessoas que estudam ou trabalham com a arquitetura. Muitas vezes pensamos primeiramente na planta baixa, pois nos permite abraçar as expectativas programáticas de um projeto e fornecer um resumo das várias funções necessárias. Na idade moderna, programas de software de modelagem digital oferecem cada vez mais possibilidades quando se trata de criar objetos tridimensionais complexos, tornando o corte uma reflexão ainda mais tardia.

Com o seu Manual of Section (Manual do Corte) lançado em 2016, os três sócios fundadores do LTL architects apresentam o corte como uma ferramenta essencial no projeto arquitetônico, e vamos admitir isso, essa leitura pode fazer você mudar de ideia sobre o tema. Para os co-autores, "pensar e projetar o corte requer a construção de um discurso sobre ele, reconhecendo-o como um local de intervenção." Talvez, na verdade, precisamos entender as capacidades dos desenhos em corte tanto para usá-los de forma mais eficiente, quanto para desfrutar ao fazê-los.

Bagsværd Church by Jørn Utzon (1976). Published in Manual of Section by Paul Lewis, Marc Tsurumaki, and David J. Lewis published by Princeton Architectural Press (2016). Image Courtesy of LTL Architects Notre Dame du Haut by Le Corbusier (1954). Published in Manual of Section by Paul Lewis, Marc Tsurumaki, and David J. Lewis published by Princeton Architectural Press (2016). Image Courtesy of LTL Architects United States Pavilion at Expo '67 by Buckminster Fuller and Shoji Sadao (1967). Published in Manual of Section by Paul Lewis, Marc Tsurumaki, and David J. Lewis published by Princeton Architectural Press (2016). Image Courtesy of LTL Architects The Solomon R. Guggenheim Museum by Frank Lloyd Wright (1959). Published in Manual of Section by Paul Lewis, Marc Tsurumaki, and David J. Lewis published by Princeton Architectural Press (2016). Image Courtesy of LTL Architects + 15

Londres inaugura a primeira etapa do parque linear projetado por Diller Scofidio + Renfro

A primeira fase do parque linear projetado por Diller Scofidio + Renfro em Londres acaba de ser inaugurada. Desenvolvido em parceria com o escritório londrino de arquitetura Neiheiser Argyros, o primeiro parque linear de Londres está implantado na península de Greenwich às margens do Tâmisa na zona leste da capital britânica. Chamado de "The Tide", o parque linear é mais um espaço de lazer aberto à comunidade local, contando ainda com uma série de instalações urbanas e obras de arte de rua, oferecendo um ambiente agradável e acessível a todos.

The Tide. Imagem © Charles Emerson The Tide. Imagem © Jeff Moore The Tide. Imagem © Charles Emerson The Tide. Imagem © Jeff Moore + 8

Parque linear de Diller Scofidio + Renfro em Londres será inaugurado em julho

Projetado pelo escritório Diller Scofidio + Renfro, o novo parque linear ao longo do rio Tâmisa, em Londres, será inaugurado em julho deste ano. Em colaboração com Neiheiser Argyros, o escritório novaiorquino projetou o próximo destino cultural e de lazer na capital do Reino Unido, que contará com uma coleção de obras de arte pública disposta ao longo de uma rota paisagística para corridas, caminhadas e meditação. Com 5 quilômetros de extensão, o parque conta com passagens elevadas de 9 metros de altura que fluem através de árvores e esculturas de grande porte.

"Shed" de Diller Scofidio + Renfro é inaugurado em Nova Iorque

Projetado por Diller Scofidio + Renfro em colaboração com o Rockwell Group, o centro cultural The Shed acaba de abrir as portas de sua novíssima e moderna estrutura em Nova Iorque. Depois de mais de uma década do início dos trabalhos, a estrutura telescópica finalmente está pronta para brilhar em Hudson Yards. Revestido com painéis translúcidos de etileno tetrafluoroetileno (ETFE), o Shed se conecta com High Line Park a partir da 30th Street, fornecendo um espaço flexível para a realização dos mais variados eventos culturais que fará pulsar o mais novo bairro de Manhattan.

The Shed. Imagem © Timothy Schenck The Shed. Imagem © Iwan Baan The Shed. Imagem © Iwan Baan The Shed. Imagem © Timothy Schenck + 8

Diller Scofidio + Renfro projetará o novo Museu de Transporte da Hungria

O escritório de arquitetura e design Diller Scofidio + Renfro foi selecionado para projetar o Museu de Transporte da Hungria em Budapeste. Como o novo lar de um dos mais antigos museus de transporte da Europa, o projeto será instalado em um antigo pátio ferroviário. O projeto usa a ideia de transporte terrestre como um princípio organizador central, destacando o papel central do terreno no planejamento urbano e na infraestrutura. O projeto reconfigura o solo escavando, levantando e cortando para produzir ambientes inesperados.

Museu de Transporte da Hungria. Cortesia da Imagem de Diller Scofidio + Renfro Museu de Transporte da Hungria. Cortesia da Imagem de Diller Scofidio + Renfro Museu de Transporte da Hungria. Cortesia da Imagem de Diller Scofidio + Renfro Museu de Transporte da Hungria. Cortesia da Imagem de Diller Scofidio + Renfro + 5

Diller Scofidio + Renfro apresenta novo projeto para a Universidade de Toronto

A Diller Scofidio + Renfro está apresentando seu mais recente projeto no Canadá. Conhecido como 90 Queen’s Park, este novo edifício educacional e cultural está sendo desenvolvido para a Universidade de Toronto. O projeto combina uma variedade de diferentes espaços como salas de aula e espaços públicos, abrigando o programa da nova Escola das Cidades da Universidade de Toronto. O edifício foi concebido para acolher atividades de pesquisa, ensino e extensão relacionadas ao estudo das cidades. Esta nova estrutura de nove pavimentos tornar-se-á a mais nova porta de entrada do campus da Universidade, proporcionando incríveis vistas para o entorno local e para o skyline de Toronto.

90 Queen’s Park. Imagem Cortesia de Diller Scofidio + Renfro 90 Queen’s Park. Imagem Cortesia de Bloomimages 90 Queen’s Park. Imagem Cortesia de Bloomimages 90 Queen’s Park. Imagem Cortesia de Diller Scofidio + Renfro + 5

Diller Scofidio + Renfro apresentam projeto para o novo Centro da Música de Londres

A Diller Scofidio + Renfro apresentou o projeto para o novo Centro da Musica de Londres. Desenvolvido para abrigar o The Barbican, a Orquestra Sinfônica de Londres e a Guildhall School of Music & Drama, o projeto conceitual havia sido lançado anteriormente como parte de um projeto maior. Concebido como o maior e mais importante centro musical de Londres, o novo edifício concebido pela Diller Scofidio + Renfro será a porta de entrada da nova e emergente Cidade da Cultura de Londres.

Concept Design: Centre for Music. Image Courtesy of Diller Scofidio + Renfro Concept Design: Centre for Music. Image Courtesy of Diller Scofidio + Renfro Concept Design: Centre for Music. Image Courtesy of Diller Scofidio + Renfro Concept Design: Centre for Music. Image Courtesy of Diller Scofidio + Renfro + 7

High Line abrirá um novo espaço de arte pública em Nova Iorque

No próximo ano, o icônico High Line, em Nova Iorque, inaugurará um novo espaço público para a arte, projetado por James Corner Field Operations e Diller Scofidio + Renfro, com obras de arte de Simone Leigh. O espaço público será o mais novo trecho do parque elevado dedicado a exposições temporárias de arte contemporânea. A primeira obra de arte será a Brick House, um busto de bronze de dezesseis metros de altura de uma mulher negra, concebida por Simone Leigh.

The Spur & The Plinth. Cortesia de James Corner Field Operations e Diller Scofidio + Renfro The Spur & The Plinth. Cortesia de James Corner Field Operations e Diller Scofidio + Renfro The Spur & The Plinth. Cortesia de James Corner Field Operations e Diller Scofidio + Renfro The Spur & The Plinth. Cortesia de James Corner Field Operations e Diller Scofidio + Renfro + 7

Diller Scofidio + Renfro e O'Donnell + Tuomey divulgam projetos para o museu V&A em Londres

O Victoria & Albert de Londres divulgou novas imagens e informações sobre o novo V&A East, um museu concebido pela O'Donnell + Tuomey além do centro de pesquisa projetado pela Diller Scofidio + Renfro. Localizados no Queen Elizabeth Olympic Park, em Londres, os dois edifícios serão construídos junto ao complexo Here East e ao Stratford Waterfront. Os responsáveis pelo V&A afirmaram que o novo museu abrigará outras duas galerias expositivas para a vasta coleção de uma das maiores instituições do Reino Unido, enquanto o centro de pesquisa foi concebido para tornar-se o mais novo modelo de armazenamento de coleções e exposição de acervos.

V&A East Museum. Imagem Cortesia de O'Donnell + Tuomey V&A East Museum. Imagem Cortesia de O'Donnell + Tuomey V&A East Research Center. Imagem Cortesia de Diller Scofidio + Renfro V&A East Research Center. Imagem Cortesia de Diller Scofidio + Renfro + 7

Liz Diller desenha duas peças para a coleção 2019 da Prada

Elizabeth Diller, sócia do escritório DS+R, projetou duas novas peças para a coleção feminina de primavera/verão 2019 da Prada. Feitas de nylon Prada, como parte do projeto Prada Invites, Diller desenhou uma bolsa de roupas com zíperes e fivelas e uma capa de chuva que se transforma em bolsa. O convite da grife faz parte do recente interesse da empresa nas "representações multifacetadas do feminino contemporâneo".

Yoke Bag. Imagem © Diller Scofidio + Renfro © Kazuyo Sejima © Kazuyo Sejima © Cini Boeri + 10

Fórum Urbano Moscou: Rem Koolhaas, Vladimir Putin e o futuro de Moscou

Vladimir Putin. Imagem Cortesia de MUF
Vladimir Putin. Imagem Cortesia de MUF

Nos últimos oito anos, Moscou acolheu o Fórum Urbano de Moscou, uma reunião anual para especialistas discutirem questões urgentes das metrópoles atuais. Alguns dos mais renomados arquitetos e urbanistas, prefeitos, funcionários do governo, economistas, investidores, acadêmicos, cidadãos e profissionais de diversos campos e nacionalidades se reúnem na icônica cidade russa e seus locais emblemáticos como Menage ou VDNKh. Mas foi a presença de dois dos homens mais influentes do mundo, em suas respectivas áreas de influência, que marcaram a importância do Fórum Urbano de Moscou deste ano: Rem Koolhaas e Vladimir Putin.

O evento faz parte de um processo urbano abrangente e de longo prazo, no qual uma série de projetos coordenados mudou a cara de Moscou, colocando-a ao lado de outras capitais europeias. Antes da Copa do Mundo de 2018, muitos desses projetos foram concluídos, tornando especial a edição do Fórum Urbano de Moscou. O Garden Ring, o Krymskaya Embankment, o renovado Estádio Luzhniki, a reforma do Gorky Park, o Museu Garage, o My Street Program, o Círculo Central de Moscou e o Sistema Público de Bicicletas Velobike, entre muitas outras iniciativas, mostram o compromisso da cidade de melhorar a qualidade de seus espaços públicos. Projetos futuros, como o novo Museu Hermitage, da Asymptote, a V-A-C Foundation in Red October de Renzo Piano, a orla do Rio Moskva, pelo Projeto Meganom e a reforma da Galeria Tretyakov pelo OMA mostram que essa responsabilidade se estende para além da Copa do Mundo.

Steven Holl Architects e Studio Libeskind entre os finalistas para remodelação do Campus da Universidade de Dublin

Após receber 98 inscrições de equipes de 23 países diferentes, o júri do concurso para o futuro Campus da Universidade de Dublin selecionou seis propostas, disponibilizando o projeto de cada escritório ao público em exposição no local do projeto. Os finalistas incluem os escritórios americanos Steven Holl Architects, Studio Libeskind, Diller Scofidio + Renfro e John Ronan Architects, assim como o escritório holandês UNStudio e os arquitetos irlandeses O’Donnell + Tuomey.

O projeto incluirá duas grandes mudanças no campus da UCD em Belfield, localizado a cerca de 5 quilômetros do centro da cidade de Dublin: uma grande atualização para a entrada do campus ao longo da Stillorgan Road, bem como um novo Centro de Projeto Criativo de 8 mil metros quadrados, que abrigará Estúdios de projeto da UCD.

Diller Scofidio + Renfro e Woods Bagot vencem concurso para o projeto do Museu de Arte Contemporânea de Adelaide

Diller Scofidio + Renfro e Woods Bagot são os vencedores do concurso internacional de arquitetura para o projeto do Museu de Arte Contemporânea de Adelaide, na Austrália. O projeto foi desenvolvido para oferecer aos visitantes um espaço dinâmico e contará com um grande saguão, galerias suspensas e um jardim na cobertura.

A proposta apresentada por Diller Scofidio + Renfro em conjunto com o Woods Bagot foi escolhida a partir de um seleto grupo de participantes, incluindo Adjaye Associates, Bjarke Ingels Group, David Chipperfield Architects e HASSELL. No último mês de maio apresentamos os projetos dos seis escritórios finalistas, agora conheceremos em detalhe a proposta dos grandes vencedores.

© Diller Scofidio + Renfro and Woods Bagot © Diller Scofidio + Renfro and Woods Bagot © Diller Scofidio + Renfro and Woods Bagot © Diller Scofidio + Renfro and Woods Bagot + 5

Projetos de Adjaye Associates, BIG e DS+R divulgados para o Adelaide Contemporary Museum

Arts South Australia divulgou seis projetos selecionados para um concurso para o Adelaide Contemporary, um novo destino cultural na quinta cidade mais populosa da Austrália. A lista, que foi anunciada em janeiro, apresenta uma lista de práticas internacionais repleta de estrelas, juntando algumas das empresas mais famosas da Austrália, como Woods Bagot, HASSELL e Durbach Block Jaggers, com nomes internacionais como Adjaye Associates, BIG, Diller Scofidio + Renfro, David Chipperfield Architects e Ryue Nishizawa.

O Adelaide Contemporary vem sendo pensado para transformar o local do antigo Royal Adelaide Hospital (oRAH) e contará com espaços de exposição, pesquisa e educação situados em um parque público de esculturas e local de encontro da comunidade. O museu também abrigará notavelmente a Galeria do Tempo, um espaço inédito para exibir arte aborígine ao lado de arte da Europa e da Ásia, convidando os visitantes a ver a arte australiana em um contexto global. Os seis projetos estão sendo expostos em uma galeria online criada pelo organizador do concurso, Malcolm Reading Consultants, e em uma exposição pública realizada em Adelaide, na Art Gallery of South Australia.

© Adjaye Associates and BVN / Malcolm Reading Consultants © David Chipperfield Architects and SJB / Malcolm Reading Consultants © Diller Scofidio + Renfro and Woods Bagot / Malcolm Reading Consultants © HASSELL and SO-IL / Malcolm Reading Consultants + 25

Torre 15 Hudson Yards de Diller Scofidio + Renfro tem sua estrutura concluída

A primeira torre residencial do empreendimento Hudson Yards, nomeada 15 Hudson Yards, teve sua estrutura concluída, atingindo a marca de 274 metros de altura, e já apresenta mais da metade de seu revestimento externo instalado. Projetada pelo escritório Diller Scofidio + Renfro, em colaboração com o Rockwell Group, a torre terá 285 unidades residenciais, metade das quais já foram vendidas.

15 Hudson Yards. Cortesia de Related-Oxford Vista da fachada. Cortesia de Related-Oxford Centro aquático. Cortesia de Related-Oxford Interior da unidade de cobertura. Cortesia de Related-Oxford + 30

High Line de Nova Iorque recebe Prêmio Veronica Rudge de Desenho Urbano

Foram oito longos e prósperos anos desde que a primeira parte do High Line foi inaugurada em 2009. Como uma peça proeminente da identidade arquitetônica e urbana de Nova Iorque, não é de se admirar que tenha sido premiado com o Harvard GSD Veronica Rudge Green Prize in Urban Design, que reconhece os esforços contínuos dos Friends of the High Line para sua adaptabilidade ao contexto em mudança do parque e seu apoio desde o início pela excelência projetual.

O júri foi particularmente tocado pelo projeto multidisciplinar entre James Corner Field Operations, Diller Scofidio + Renfro e Piet Oudolf, abrangendo os domínios público e privado como modelo de design colaborativo. Também foi comentado sobre a relevância social e política do High Line para salvar um pedaço da história americana da ruína e interagir através de programas de divulgação da comunidade e uma disseminação mais ampla para cidades em todo os EUA.

12 Exposições que mostram que a arquitetura não precisa ser permanente para ser potente

Ao pensar em arquitetura, lembramos, inevitavelmente, das obras do passado. Construções feitas para resistir à passagem do tempo encontram na idade um forte aliado, assegurando-se na história da humanidade. A permanência, porém, é um peso a ser suportado e, nesse sentido, a arquitetura dita efêmera não deve ser considerada inferior.