1. ArchDaily
  2. Budapeste

Budapeste: O mais recente de arquitetura e notícia

Jardim de Infância Vizafogó Budapeste / Archikon

© Tamás Bujnovszky© Tamás Bujnovszky© Tamás Bujnovszky© Tamás Bujnovszky+ 22

  • Arquitetos: Archikon
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área :  1962
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano :  2019
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes :  AGROB BUCHTAL, Alex bútor, Balázs-Diák, Baumit Creative Top, Eibe, +5

Casa da Música Húngara de Sou Fujimoto é aberta ao público

A Casa de Música Húngara de Sou Fujimoto, um marco cultural dedicado à música contemporânea no Parque Municipal de Budapeste abriu oficialmente suas portas ao público. Considerado um dos edifícios mais esperados do ano, o projeto está aninhado entre as árvores do parque e foi projetado como uma extensão da paisagem natural. O museu oferece uma experiência artística única que combina paisagem, arquitetura e design de exposições, tudo dedicado à criação de música e som.

© LIGET BUDAPEST_Palkó GyörgyCortesia do Liget Budapest Project© LIGET BUDAPEST_Palkó GyörgyCortesia do Liget Budapest Project+ 83

Conheça os doze escritórios finalistas do concurso para reformar a Estação Ferroviária Nyugati em Budapeste

Cortesia do BFK
Cortesia do BFK

A cidade de Budapeste, por meio da Agência de Desenvolvimento de Budapeste (BFK), lançou um concurso internacional de projeto no final do ano passado para a ampla reforma da Estação Ferroviária de Nyugati e de seus arredores. A iniciativa busca expandir a capacidade da estação para atingir as metas de transporte ferroviário da capital húngara de dobrar o n´¨mero de trens das redes suburbana e metropolitana. Após uma fase inicial que atraiu 36 participantes, 12 escritórios foram escolhidos para a segunda rodada da competição, dentre os quais estão Benthem Crouwel Architects, Grimshaw Architects, a Zaha Hadid Architects, Foster + Partners, Kengo Kuma & Associates e Sweco.

Zaha Hadid Architects desenvolve projeto de uso misto em Budapeste

© Brick Visual
© Brick Visual

O Zaha Hadid Architects acaba de revelar novas imagens de sua proposta vencedora para o projeto de um empreendimento de uso misto em Budapeste, o qual está composto por edifícios residenciais, de escritórios e áreas comerciais, espaços públicos e áreas de lazer. Concebido de forma a criar uma rede de espaços públicos integrados, o novo empreendimento chamado de Zugló, procura restabelecer o ecossistema natural ao longo do rio Rákos, reconectando a área de desenvolvimento urbano ao entorno existente.

© Tegmark© Tegmark© Tegmark© Tegmark+ 6

Casa da Música Húngara de Sou Fujimoto está próxima de ser concluída

A Casa da Música Húngara se localiza no Parque da Cidade de Budapeste. Com a estrutura e a cobertura do projeto concluídas, estão em andamento as obras no interior do edifício. Aninhado entre as árvores do parque, o projeto desenhado por Sou Fujimoto apresenta um amplo volume de vidro horizontal coberto por um telhado perfurado que permite que a luz natural penetre todos os níveis do edifício.

Cortesia de Liget BudapestCortesia de Liget BudapestCortesia de Liget BudapestCortesia de Liget Budapest+ 24

Pavilhão da Hungria na Bienal de Veneza revisita seu patrimônio arquitetônico socialista

O Pavilhão Húngaro da 17ª Bienal de Veneza explora a arquitetura socialista, muitas vezes desafiadora, e analisa como essa herança poderia ser reconsiderada e ter um novo futuro. Intitulada Othernity - Reconditioning our Modern Heritage, a exposição com curadoria de Dániel Kovács apresenta doze edifícios icônicos modernos de Budapeste e as visões de doze firmas arquitetônicas da Europa Central e Oriental para seu recondicionamento. O projeto do Pavilhão Húngaro estuda como a arquitetura pode construir a partir de seu passado para fomentar a resiliência, sustentabilidade e fortes identidades culturais.

Courtesy of Hungarian Pavilion. Image © Dániel DömölkyCourtesy of Hungarian Pavilion. Image © Dániel DömölkyCourtesy of Hungarian Pavilion. Image © Dániel DömölkyCourtesy of Hungarian Pavilion. Image © Dániel Dömölky+ 25

Série de fotos mostra a construção da Casa da Música Húngara projetada por Sou Fujimoto

Projetada por Sou Fujimoto, a Casa da Música Húngara está em construção no terreno onde antes ficavam os edifícios de escritórios da Hungexpo, em Budapeste. Com inauguração prevista para 2021, a estrutura do edifício está completa e o icônico telhado está tomando forma, assim como as monumentais empenas de vidro.

Cortesia de House of Hungarian MusicCortesia de House of Hungarian MusicCortesia de House of Hungarian MusicCortesia de House of Hungarian Music+ 10

Apartamento Espaço Translúcido / batlab architects

© Norbert Juhász© Norbert JuhászGif 03. Image Courtesy of batlab architects© Norbert Juhász+ 14

  • Arquitetos: batlab architects
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área :  30
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano :  2018
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes :  Paper up!, Studio Nomad

Espaços públicos: lugares de protesto, manifestação e engajamento social

Por definição, “espaço público” é uma terminologia que aborda a noção de propriedade da terra, sugerindo que esse não pertence a ninguém em particular, mas ao próprio estado e portanto, a todos e cada um de nós. Isso significa que a manutenção destes espaços é uma obrigação que recai sobre as administrações públicas, seja em âmbito municipal, estadual ou federal. Abertos, gratuitos e acessíveis, espaços públicos encontram a sua relevância não apenas em suas definições legais, mas principalmente quando assumem um papel ativo em direção à mudança.

Espaços públicos são lugares de protestos e manifestações – poderosas ferramentas de expressão social e transformação política. Desde a marcha em Washington por melhores oportunidades e liberdade de expressão em 1963, passando pela Primavera Árabe em 2010 até a mais recente onda mundial de manifestações em defesa da vida e contra toda forma de discriminação racial, historicamente, espaços públicos operam como uma importante ferramenta de transformação social. Em momentos como esse, enquanto ainda precisamos “ir às ruas” para lutar por nossos direitos, para nos fazer ouvir e sermos vistos, os espaços públicos finalmente voltam à estar no centro das atenções – lançando uma nova luz sobre o seu importante papel na construção da identidade coletiva e como ferramenta de expressão social.

Zócalo, México City. Image © Santiago ArauMartyrs' Square, Beirut. Image © Rami RizkPlaza Alfredo Sadel, Caracas. Image via Shutterstock/ By EddvlpPuerta del Sol in Madrid during the 2011 Spanish protests. Image via Wikipedia By Fotograccion under CC BY-SA 3.0+ 16

Projeto do Museu Húngaro dos Transportes de Diller Scofidio + Renfro é retomado

O governo da Hungria decidiu dar seguimento ao projeto do novo Museu dos Transportes em Budapeste, de Diller Scofidio + Renfro. Nos últimos meses, a pandemia do COVID-19 colocou em dúvida o futuro do projeto, mas as últimas notícias são um sinal positivo em apoio aos esforços das equipes de planejamento e projeto que se preparam para iniciar as obras.

Museu dos Transportes. Cortesia de Diller Scofidio + RenfroMuseu dos Transportes. Cortesia de Diller Scofidio + RenfroMuseu dos Transportes. Cortesia de Diller Scofidio + RenfroMuseu dos Transportes. Cortesia de Diller Scofidio + Renfro+ 6

Pavilhão da Hungria na Bienal de Veneza 2020 revisita 12 ícones modernos de Budapeste

O Pavilhão Húngaro na Biennale di Venezia de 2020 fará um apanhado sobre as principais obras modernistas construídas na cidade de Budapeste. Doze escritórios de arquitetura foram convidados para participar da exposição que pretende apresentar uma visão alternativa de algusn ícones da arquitetura moderna do país, apresentando uma reflexão sobre o valor e o legado do modernismo húngaro e o seu impacto no desenvolvimento da arquitetura contemporânea. Nesta 17ª edição da Exposição Internacional de Arquitetura da Biennale, o pavilhão húngaro terá curadoria de Dániel Kovács, um jovem historiador de arquitetura.

Cortesia de Biennale di Venezia, Pavilhão HúngaroCortesia de Biennale di Venezia, Pavilhão HúngaroCortesia de Biennale di Venezia, Pavilhão HúngaroCortesia de Biennale di Venezia, Pavilhão Húngaro+ 7

Apartamento O / Studio Nomad

© Studio Nomad© Studio Nomad© Studio Nomad© Studio Nomad+ 15

  • Arquitetos: Studio Nomad; Studio Nomad
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área :  60
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano :  2019
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes :  Studio Nomad, Tilka

Apartamento V / Architres Studio

© Gergo Gosztom© Gergo Gosztom© Gergo Gosztom© Gergo Gosztom+ 24

  • Arquitetos: Architres Studio
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área :  61
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano :  2019
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes :  Cole and Son, EQUIPE CERAMICS, Fabrika, GRAPHISOFT, H&M Home, +9

Diller Scofidio + Renfro projetará o novo Museu de Transporte da Hungria

O escritório de arquitetura e design Diller Scofidio + Renfro foi selecionado para projetar o Museu de Transporte da Hungria em Budapeste. Como o novo lar de um dos mais antigos museus de transporte da Europa, o projeto será instalado em um antigo pátio ferroviário. O projeto usa a ideia de transporte terrestre como um princípio organizador central, destacando o papel central do terreno no planejamento urbano e na infraestrutura. O projeto reconfigura o solo escavando, levantando e cortando para produzir ambientes inesperados.

Museu de Transporte da Hungria. Cortesia da Imagem de Diller Scofidio + RenfroMuseu de Transporte da Hungria. Cortesia da Imagem de Diller Scofidio + RenfroMuseu de Transporte da Hungria. Cortesia da Imagem de Diller Scofidio + RenfroMuseu de Transporte da Hungria. Cortesia da Imagem de Diller Scofidio + Renfro+ 5

Snøhetta projeta novo distrito do rio Danúbio para Budapeste

Snøhetta venceu o concurso para criar um novo bairro ligado ao rio Danúbio, em Budapeste. O edital pedia propostas inovadoras para 12.000 estudantes, além de instalações educacionais, recreativas e esportivas. O plano diretor do South Gate para o local de 135 hectares na capital húngara concentra-se nas relações urbanas e conecta o novo bairro da cidade à água para criar uma identidade forte. Aspirando para criar um novo bairro urbano animado, diversificado e colorido, o projeto visa criar uma orla animada para o povo de Budapeste.

4 Edifícios selecionados para o Prêmio Internacional RIBA 2018

O Instituto Real de Arquitetos Britânicos (RIBA) anunciou a lista de quatro projetos finalistas na disputa pelo Prêmio Internacional RIBA de 2018. Um prêmio bienal aberto a qualquer arquiteto qualificado do mundo, o Prêmio Internacional busca nomear o edifício "mais inspirador e significativo" do mundo. Os critérios para consideração incluem a demonstração de “excelência em desenho, ambição arquitetônica e [entrega] de impacto social significativo”.

O prêmio inaugural foi concedido à Grafton Architects em 2016 para o prédio da universidade UTEC em Lima, Peru, descrito como um “Machu Picchu moderno”.

Construção da Casa da Música Húngara, de Sou Fujimoto, está prestes a começar

Será iniciada a construção da Casa da Música Húngara de Sou Fujimoto em um cenário natural idílico ao lado do Lago Városliget, no maior parque de Budapeste. Tendo vencido um concurso de projeto em 2014, o arquiteto japonês projetou uma "casa moderna e extravagante para a música", inspirando-se nos mundos natural e musical.

O esquema faz parte do projeto Liget Budapest, um dos maiores empreendimentos museológicos da Europa, que também inclui o estriado Museum of Ethnography do escritório francês Vallet de Martinis DIID Architectes e o cuboidal PhotoMuseum Budapest e o Museum of Hungarian Architecture da firma húngara Középülettervező Zrt.

© Varosliget Zrt© Varosliget Zrt© Varosliget Zrt© Varosliget Zrt+ 6

Apesar da rígida legislação, arranha-céu de Foster + Partners será construído em Budapeste

O governo húngaro está introduzindo uma nova lei que proíbe a construção de arranha-céus com a esperança de preservar o horizonte de Budapeste. Gergely Gulyás, ministro do gabinete do primeiro ministro do país, declarou recentemente que a proibição afetará todos os edifícios novos com mais de 90 metros de altura em Budapeste. A proibição, porém, não limitará os projetos já aprovados com permissão de planejamento, incluindo a Torre MOL de Foster + Partners, um edifício de grande altura que está sendo construído como parte da nova sede do Grupo MOL. A torre de 120 metros estará isenta pois ganhou previamente a permissão.