1. ArchDaily
  2. Noticias de Arquitetura

Noticias de Arquitetura

Fotografando a obra de Lina Bo Bardi [Parte 3]

Na terceira e última parte do artigo especial para o Dia da Fotografia, Fotógrafos perpetuando visões da arquitetura, aprofundaremos sobre as diferentes miradas às principais obras de Lina Bo Bardi, desde sua Casa de Vidro, passando pela Casa Valéria Cirell, ao MASP, e chegando finalmente ao SESC Pompéia.

Um passeio virtual pela House #8 de Charles e Ray Eames

A Eames Case Study House #8, conhecida popularmente como Residência Eames, é apresentada como um caleidoscópio de detalhes. Até hoje é considerada uma das residências mais funcionais da história da arquitetura, sendo seus residentes, os designers Charles e Ray Eames, arquitetos responsáveis pela obra. Eles registraram o dia a dia como uma celebração, os rituais cotidianos de trabalho e a hospitalidade através do uso do vídeo e da fotografia. Este espetáculo da vida oculta mostra que a casa dos Eames era estruturalmente em si mesma uma espécie de teatro. Ao examinar a residência com um modelo Archilogic 3D interativo é possível revelar certos detalhes que passam desapercebidos inclusive para os mais familiarizados com esta obra.

9 edifícios selecionados para o Prêmio AIA de Projetos Educacionais

William Rawn Associates / The Berklee Tower. Image © Robert Benson Photography
William Rawn Associates / The Berklee Tower. Image © Robert Benson Photography

O Comitê de Arquitetura para Educação (CAE) do Instituto dos Arquitetos Americanos (AIA) anunciou os vencedores do Prêmio de Projetos Educacionais, que reconhece qeuipamentos educacionais que "servem como um exemplo de um excelente lugar para se aprender, promovendo os objetivos do cliente, as metas e o programa educativo e, ao mesmo tempo, demonstrando excelência no projeto arquitetônico."

Uma grande variedade de projetos, como escolas públicas de ensino fundamental, escolas de ensino médio, e instalações de ensino superior, foram submetidos ao Comitê, que observou que muitos dos edifícios incorporam "espaços informais e flexíveis para a colaboração e a interação social ao lado de espaços de ensino", bem como arquibancadas, anfiteatros e espaços de discussão.

Conheça os projetos premiados a seguir:

O Tradicional versus o Moderno no projeto de igrejas

"Espaço, linhas, luz e som" são os componentes essenciais da experiência arquitetônica, e os edifícios mais notáveis têm assimilado esses elementos través de projetos meticulosamente orquestrados. Recentemente, arquitetos que têm feito uso destes elementos primários em projetos de igrejas vêm recebendo críticas do Vaticano por divergirem das formas e iconografias tradicionais da Igreja. De acordo com um artigo recente no The Telegraph, o projeto de Massimiliano e Doriana Fuksas para uma igreja em Foligno, Italia foi classificado como problemático pelo clero e pelo Cardeal Gianfranco Ravasi, presidente do Conselho para Cultura dos Pontífices do Vaticano, pela sua semelhança à um museu ao invés de um lugar de culto - baseado nos valores católicos tradicionais localizados no altar e nas imagens santas. Independentemente do criticismo do Vaticano em relação a abordagem estética dos arquitetos que rompem com a tradição, isso parece mais um problema de falta de comunicação entre os arquitetos e as congregações que encomendaram os projetos que se tornaram alvos de críticas.

Mais sobre o assunto na continuação.

Fotografando a obra de Oscar Niemeyer [Parte 2]

Ontem publicamos a primeira parte desse artigo especial para o Dia da Fotografia: Fotógrafos perpetuando visões da arquitetura. Hoje, a segunda parte do artigo, centrada no olhar sobre a obra de Oscar Niemeyer.

Contra a glorificação da arquitetura de caridade

Há alguns meses, o suplemento Babelia do jornal El País, publicou na capa um retrato da arquiteta hindu Anupama Kundoo. No artigo falava-se sobre seu trabalho, entretanto, o que estava destacado na capa não era um dos seus projetos ou as repercussões sociais deles, mas sim a imagem da personagem. Com um "star-system" em baixa devido às repercussões da crise econômica de 2008, o sistema se reproduz com novos personagens: heróis desinteressados que vão salvar o mundo.

Kundoo - que se incomoda com o rótulo de "arquiteta socialmente responsável" - explicou que é apenas "uma arquiteta", que por sua condição e origem trabalha em certos lugares mas que seu trabalho é como o de qualquer outro profissional. O problema está no fato de que o sistema de difusão - e de educação também - precisa promover e consumir personagens para que a roda continue girando e, por tanto, parece pertinente alertar sobre o perigo da distorção das mensagens, especialmente aos estudantes e jovens arquitetos.

Nova ferramenta para Arquitetos e especificadores: Udifácil

O sistema UDIFÁCIL foi criado pela Udinese® (do grupo Papaiz) como uma nova ferramenta de consulta e treinamento na utilização de seus componentes junto aos principais sistemas de esquadrias utilizados no país. Assista ao vídeo explicativo.

Bienal de Arquitetura de Chicago divulga os vencedores do concurso para o quiosque da orla

A Bienal de Arquitetura de Chicago, em parceria com a Distrito de Parques e a companhia BP, anunciaram os vencedores do Concurso para Quiosque da Orla junto ao lago, que premiou projetos inovadores de quiosques a serem inaugurados na abertura da Bienal, em outubro deste ano.

Além dos vencedores do concurso, a Bienal também fez parceria com as escolas locais - como the Instituto de Tecnologia de Illinois, a Escola do Instituto de Artes de Chicago, e a Universidade de Illinois em Chicago - para construir três quiosques a mais para a exposição da Bienal. Confira, a seguir, o projeto premiado com o primeiro lugar, assim como outros três finalistas do concurso, menções honrosas e as três propostas das escolas de arquitetura.

O que os videoclipes podem nos ensinar sobre arquitetura?

Quando se trata da confluência entre música e arquitetura, talvez a primeira coisa que vem à mente seja a afirmação de Goethe de que "a música é a arquitetura líquida." Goethe, no entanto, viveu antes do surgimento da MTV: os videclipes se tornaram filmes em miniatura, buscando capturar todo o tom, tendências e contexto de uma determinada música e traduzi-los visualmente. Melhor do que isso, a maneira como os videoclipes usam a arquitetura não é a mesma como qualquer documentário ou filme faz; a câmera tenta imitar a forma como as pessoas ouvem a música cortando e tecendo o entorno, projetado para os ouvintes, tanto quanto para os telespectadores. Então, vemos protagonistas voltando-se para o lado, elementos importantes posicionados longe do centro e planos que exploram e dissimulam os espaços em uma tentativa de ajustar a acústica das músicas para o ambiente.

O que isto significa para nós é que os videoclipes podem relacionar-se com a arquitetura e capturar seus tons subjacentes de uma forma que um filme se esforça para fazer. Para um arquiteto perguntando como o público realmente entende e interage com um pedaço de arquitetura ou lembra de um estilo, os videoclipes são uma mina de ouro inexplorada, uma vez que cada localização das filmagens procura mostrar como nossa cultura se relaciona com um edifício. Confira a seguir sete videoclipes que nos dizem muito sobre a arquitetura que eles apresentam.

Divulgadas imagens do primeiro projeto de Souto de Moura nos EUA

Foram divulgadas as imagens do primeiro projeto de Eduardo Souto de Moura nos EUA. Concebido para substituir um posto de gasolina na 2715 Pennsylvanian Avenue NW, em Washington DC, o edifício de cinco pavimentos de tijolo e concreto contará com um restaurante no térreo, oito apartamentos de aproximadamente 190m² com balcões, uma academia e um grande apartamento de cobertura.

Segundo o BizJournals, a proposta está sendo chamada pela EastBanc Inc. como a nova "entrada de Georgetown". O arquiteto português escolheu o tijolo avermelhado "porque parece o mais apropriado para esta parte da cidade."

Fotógrafos perpetuando visões da arquitetura [Parte 1]

Por Andrey Rosenthal, Ana Cláudia Breier e Maíra Teixeira

Gustavo Capanema foi Ministro da Educação e Saúde de 1934 a 1945. Entre as inúmeras tarefas a ele solicitadas, uma em particular não foi concluída, a organização e publicação da “Obra Getuliana”. O livro deveria ser lançado em 1945, durante as comemorações dos quinze anos da Revolução e do governo de Getúlio Vargas. Carlos Drummond de Andrade e Antônio Leal Costa foram encarregados de escrever o capítulo que trataria das questões culturais. Burle Marx, Portinari, Santa Rosa e Guignard seriam os ilustradores e Mario Baldi, Erwin Von Dessaue, Paulo Alves e Erich Hess, os fotógrafos oficiais. Tratava-se de construir uma visão do Brasil e de sua Administração. A tarefa não foi finalizada, mas cerca de 600 fotografias foram especialmente produzidas e, desde então, pouco a pouco, reproduzidas. Tais documentos somaram-se às imagens do Brasil e de seu povo registradas e publicadas por outros profissionais especialmente contratados, como Jean Manzon (pelo DIP) e Marcel Gautherot (pelo SPHAN). Particular atenção recebeu a arquitetura, com os fotógrafos voltando suas lentes para os monumentos “modernos e antigos”. Inaugurava-se assim uma maneira oficial de apresentar a arquitetura nacional. Prática que se manteve ao longo de muitos anos.

Souto de Moura, Chipperfield e Fujimoto entre os 26 escritórios selecionados para transformar o moinho de Doha em um museu

Renzo Piano, David Chipperfield, Sou Fujimoto, Miralles Tagliabue EMBT e ELEMENTAL estão entre os 26 renomados escritórios convidados a participar de um concurso internacional que tem como objetivo transformar os moinhos de farinha do Qatar, no Golfo Arábico de Doha, em um grande "Art Mill" [Moinho de Arte]. Indo adiante, para a segunda fase do concurso, os arquitetos desenvolverão estratégias que focam na conexão do moinho com a cidade. A lista de escritórios inclui:

Dia Mundial da Fotografia 2015: As 10 imagens mais marcadas no Meu ArchDaily

"Toda imagem conta uma estória" - ao menos segundo o cantor Rod Stewart. Mas que estórias são essas? No ArchDaily Brasil, sabemos que as vezes a habilidade necessária para registrar um edifício bem pode ser tão importante quanto a própria qualidade do edifício, então, para celebrar o Dia Mundial da Fotografia, decidimos investigar um pouco as imagens mais populares de nossa página. Selecionamos as fotografias mais marcadas do Meu ArchDaily e entramos em contato com os fotógrafos para saber mais sobre as imagens. Veja a seguir as dez fotos mais populares e conheça as estórias por trás de seis delas.

MGP + estudio.entresitio vencem concurso para o Museo Nacional de la Memoria de Colombia

Em uma cerimônia realizada este mês em Bogotá, os escritórios MGP Arquitectura y Urbanismo (Colômbia) e estudio.entresitio (Espanha) foram premiados com o primeiro lugar no concurso de projeto para o Museo Nacional de Memoria de Bogotá.

Apelando ao "resgate da memória como antídoto efetivo diante da negação, da deformação ou da negligência", o concurso buscou nas propostas apresentadas a conceitualização do edifício como uma "homenagem profunda e comovente às vítimas" do conflito armado colombiano. 

Conheça as propostas premiadas e a opinião do júri, a seguir.

Metropolis Magazine elege Toronto como a melhor cidade do mundo para se habitar

Como comparar cidades? É difícil condensar milhões de experiências individuais subjetivas em um único método de comparação, mas uma técnica popular que vem sendo usada nos últimas anos tem servido de parâmetro para avaliar a "habitabilidade" das cidades. Mas o que essa palavra significa, afina? No ranking de 2015 das cidades mais habitáveis do mundo, a Metropolis Magazine reuniu um grupo de especialistas em planejamento urbano, turismo e arquitetura para subdividir "habitabilidade" em categorias relevantes baseando-se na enorme quantidade de material publicado pela Metropolis para criar um os rankings mais detalhados já produzidos. Conheça os resultados a seguir.

6 dicas para criar o portfólio perfeito e conseguir uma entrevista de emprego

Quando se trata da candidatura para um novo trabalho, em qualquer campo, muitas vezes a parte mais difícil é destacar-se em meio à multidão. Felizmente para arquitetos, no nosso campo, temos uma ferramenta que pode ajudar a fazer exatamente isso: o portfólio. Infelizmente, de acordo com Brandon Hubbard, muitos arquitetos estão errando quando se trata do tema. Neste artigo, originalmente publicado em seu blog no The Architect's Guide, Hubbard descreve seis dicas para criar e enviar um portfólio de duas páginas que aumentará suas chances de conseguir uma entrevista.

Ao candidatar-se para algum emprego de arquitetura eu aconselho o portfólio mais curto possível. Tenho aplicado com sucesso para as principais empresas do mundo com apenas um currículo e um portfólio de DUAS PÁGINAS. A maioria das pessoas surpreendem-se com isso, uma vez que os portfólios típicos que vejo estão na faixa de 20 a 40 páginas. Para ser claro, estou apenas tratando sobre a introdução inicial a uma vaga num escritório, e não sobre a entrevista para admissão. Para essa etapa recomendo um portfólio completo com o comprimento tradicional.

Para o primeiro contato, recomendo um "portfólio amostra", geralmente com duas a cinco páginas. Assim como o currículo, ele é apenas uma passada rápida no seu trabalho e experiência.

Iniciar uma discussão sobre portfólio é difícil, já que grande parte do produto final é baseado na criatividade. No entanto, cobrirei diversas orientações gerais para preparar e submeter um portfólio de amostra.

Conheça o primeiro showroom da Herman Miller na América do Sul, em São Paulo.

Showroom Herman Miller em SP. Image © Fran ParenteShowroom Herman Miller em SP. Image © Fran ParenteShowroom Herman Miller em SP. Image © Fran ParenteShowroom Herman Miller em SP. Image © Fran Parente+ 17

Hoje, será inaugurado o primeiro showroom da Herman Miller® na América do Sul, na cidade de São Paulo. A multinacional norte-americana de mobiliário corporativo e design, a Herman Miller® é reconhecida mundialmente por trabalhar com os mais célebres designers e por ter sido pioneira na criação de projetos de mobiliário corporativo e espaços de trabalho inovadores. No Brasil, a companhia está presente no há mais de 50 anos.

Terras do fim do mundo / Álvaro Domingues

Pelo fundo de encostas abruptas, praticamente esculpidas em pedra, corre o rio que as escavou e que foi deixando, num leito também de pedras, uma cicatriz que aparta uma e outra margem. Por estas bandas, desde os alvores da demarcação do reino e das suas fronteiras, também se disputaram terras de pasto e lameiros.

Álvaro Siza: Dentro do homem moderno, dentro do homem da Europa

Entre 4 de julho de 2014 e 8 de fevereiro deste ano o Museu de Arte Moderna e Contemporânea de Trento e Rovereto - MARt, prestou uma homenagem ao arquiteto português Álvaro Siza com a exposição Álvaro Siza. Dentro do ser humano. Apresentamos a seguir o texto integral de apresentação do curador da exibição, Roberto Cremascoli, ilustrada por fotografias de Fernando Guerra e vídeos dos projetos de São Bento, Chiado e Malagueira.

Campos de golfe abandonados são convertidos em usinas solares no Japão

Com o objetivo de duplicar sua produção de energia renovável até 2030, o Japão começou a converter campos de golfe abandonados em grandes usinas solares. Segundo o jornal Quartz, a Kyocera, companhia, conhecida por suas usinas solares flutuantes, começou a construção de uma usina de 23 megawatts em um antigo campo de golpe em Tóquio (com inauguração prevista para 2017). A companhia também planeja construir ano que vem uma estrutura semelhante, de 92 megawatts, em Kagoshima. A empresa Pacifico Energy também está embarcando em iniciativas similares; com a ajuda da GE Energy Financial Services, a companhia está supervisionando dois projetos em campos de golfe em Okayama. A ideia está se difundindo com rapidez e os EUA já planejam transformar antigos campos de golpe nos estados de Nova Iorque e Minessota em fontes de energia renovável.

Zaha Hadid: "Niemeyer tinha um talento inato para a sensualidade"

Primeira mulher a receber o Prêmio Pritzker de Arquitetura (em 2004) e frequentadora assídua dos primeiros lugares em concurso internacionais de projeto, a arquiteta iraquiana Zaha Hadid conta ao jornal El País que teve a sorte de, quando criança, ter viajado na companhia de seus pais e ter conhecido, assim, algumas das obras de arquitetura e engenharia mais impressionantes da humanidade.

Maravilhada com a Mesquita de Córdoba, Hadid conta que o contraste entre a escuridão e a igreja central de mármore lhe marcou a memória, fazendo desta obra uma de suas construções favoritas ainda hoje, após o reconhecimento de seu trabalho entre arquitetos e o público em geral.

CATable 2.0: o mobiliário perfeito para seus companheiros felinos

Talvez você se lembre da inteligente CATable - projetada pelo estúdio LYCS Architecture - quando ela foi lançada em 2013. A mesa cavernosa de madeira maciça foi concebida para proporcionar um espaço de trabalho que pudesse ser usado por você e também pelo seu gato. Recentemente o estúdio lançou a CATable 2.0, composta por quatro diferentes módulos de madeira que podem ser rearranjados para conformar uma mesa, banquinhos ou até mesmo uma prateleira de livros - criando, ao mesmo tempo, espaços a serem ocupados pelos felinos.

Veja como os gatos se apropriam do projeto no vídeo a seguir.

Kengo Kuma inicia a construção de uma torre para a Rolex em Dallas

O escritório Kengo Kuma & Associates e a incorporadora Harwood International iniciaram a construção de uma torre "torcida" de sete pavimentos para a Rolex em Dallas, EUA. A famosa marca de relógios pretende ocupar o edifício de 12 mil metros quadrados com atividades corporativas. O projeto de Kuma está sendo erguido ao lado de um antigo edifício da marca localizado na Harwood Street, construído em 1984.

Segundo Kuma, o edifício "funde natureza e arquitetura" e contará com um jardim de inspiração japonesa.

Zaha Hadid Architects vence concurso de projeto para a ponte Danjiang em Taiwan

O escritório Zaha Hadid Architects foi anunciado como vencedor da Danjiang Bridge International Competition em Taiwan. Uma colaboração com Leonhardt, Andrä und Partner, a Ponte Danijang conectará uma área adjacente ao Estreito de Taiwan sobre a foz do Rio Tamsui.

Segundo Patrik Schumacher, diretor do ZHA, a nova ponte foi projetada para "criar um marco notável contra o famosos pôr do sol de Tamsui."

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.