Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Representação De Arquitetura

Representação De Arquitetura: O mais recente de arquitetura e notícia

30 Projetos arquitetônicos representados através de GIFs

Para explicar seus projetos e decisões de desenho de forma clara e coerente, arquitetos devem empregar ferramentas criativas e dinâmicas de representação, além das palavras e técnicas tradicionais já usadas. Isso faz parte do trabalho. A qualidade dos desenhos - sejam simples ou complexos - é fundamental para recepção das ideias. A mídia digital permitiu novas formas de representação, incluindo animações e a adição de uma nova dimensão em uma única imagem: os processos de projeto.

Gifs animados podem oferecer a mesma quantidade de informação técnica presente em um corte, mostrar a distribuição do programa tão claramente quanto um diagrama, e apresentar as diretrizes projetuais da mesma forma que um masterplan, além disso, podem representar o progresso e a cronologia do projeto.

Os 30 projetos reunidos a seguir usam gifs animados como uma ferramenta para representar o processo de projeto, detalhes construtivos, uso de camadas e sequências espaciais internas.

Esquemas e diagramas: 30 exemplos de como organizar, analisar e comunicar projetos

VM Houses. Imagem via BIG + JDS + PLOT = BIG + JDS
VM Houses. Imagem via BIG + JDS + PLOT = BIG + JDS

A construção de uma expressão gráfica para organizar e comunicar as ideias essenciais é tarefa inerente ao contexto criativo; é um processo de síntese de informação que - na busca por representar e transmitir uma mensagem clara ao receptor - permite identificar e modificar certos aspectos e componentes centrais do desenho. 

Os esquemas e diagramas, por suas características, ficam relegados às últimas instâncias do processo de projeto, porém, durante o caminho podem ser uma importante ferramenta de análise e organização. O tempo necessário para conceber e produzir estes elementos gráficos pode resultar na compreensão e avanço do projeto, que por vezes pode tomar direções totalmente novas.

Buscando uma aproximação com os esquemas e diagramas, apresentamos, a seguir, uma série de diferentes casos que podem servir como inspiração:

As improváveis representações arquitetônicas de (ab)Normal

Ferramentas contemporâneas de visualização oferecem imagens excepcionais e se mostram cruciais para a representação arquitetônica hoje em dia. No entanto, alguns optam por explorar o tema de outras formas, em vez de mergulhar na "colagem pós-digital", abrindo diferentes instâncias do desenho.

Criado como uma experimentação de narrativas visuais, (ab)Normal é uma colcha de retalhos gráfica que expressa design, cenografia, ilustração, arquiteturas e utopias sociais de uma cultura que gira em torno da internet, jogos e religião. As imagens iconográficas, que se concentram particularmente na representação arquitetônica, exploram os potenciais de renderização, desconstrução e remontagem do foto-realismo com novas hierarquias.

Jesus. Imagem © (ab)Normal Omotesando. Imagem © (ab)Normal The Ten Reincarnations of the Self. Imagem © (ab)Normal Unleashed. Imagem © (ab)Normal + 11

Desenho à mão, um ofício subestimado

© Jim Keen
© Jim Keen

Fiz parte da última geração de estudantes de arquitetura que não usava computadores (estamos falando apenas do início dos anos 90 aqui; havia eletricidade, televisões coloridas, foguetes, só nada de renderizações.) No meu último ano na faculdade, calculei mal quanto demoraria para terminar meu projeto de graduação. À medida que o prazo se aproximava, percebi que era tarde demais para me comparar às apresentações de meus colegas. Na época, Zaha Hadid e suas pinturas desconstrutivistas definiam o estilo da ilustração arquitetônica. Isso significava que muitos projetos de estudantes eram renderizados em tintas a óleo em grandes telas.

Os melhores desenhos de 2018

Com a missão de fornecer ferramentas e inspiração para arquitetos em todo o mundo, os curadores do ArchDaily estão constantemente em busca de novos projetos, ideias e novas formas de expressão. Nos últimos três anos, o ArchDaily apresenta as melhores descobertas do nosso ano e, nesta oportunidade, queremos compartilhar os melhores desenhos de arquitetura publicados durante este ano.

Qual é o papel do desenho contemporâneo na arquitetura? Abordamos a definição de desenho como projeto em si. Desenhos são usados para explicar princípios, fornecer idéias, para construir nova arquitetura e para documentar processos criativos.

Abaixo, você verá a seleção dos desenhos organizados em seis categorias: Contexto, Desenhos Arquitetônicos, Croquis e Desenho à Mão, Colagens Digitais, Desenhos e Diagramas Conceituais e Gifs Animados. Cada desenho escolhido reforça a construção proposta ou aprimora o trabalho construído.

Você também pode revisar as coleções de anos anteriores aqui ou outras postagens relacionadas a desenhos selecionadas pelos nossos editores no link a seguir.

World Architecture Festival abre chamada para o Prêmio de Desenho de Arquitetura 2018

Em parceria com Make Architects e o Museu Sir John Soane, o World Architecture Festival (WAF) abriu as inscrições para a segunda edição do Prêmio de Desenho de Arquitetura. Lançado em 2017, o prêmio foi concebido para celebrar e reconhecer a importância do desenho como ferramenta para registrar e comunicar ideias e espaços.

O Prêmio de Desenho de Arquitetura abrange o uso criativo de ferramentas digitais e renderizações produzidas digitalmente, ao mesmo tempo que reconhece a importância duradoura do desenho à mão. Os organizadores incentivam propostas de todos os tipos e formatos: desde desenhos técnicos ou detalhes construtivos até vistas colagens digitais ou perspectivas - e qualquer coisa entre eles. Os desenhos podem ser totalmente especulativos ou relacionados a projetos reais.

Como o desenho de arquitetura - em todas as suas formas - pode ajudar a ver o mundo de um novo modo

Para que servem desenhos de arquitetura? Transmitir informações visuais sobre o projeto de edifícios. Isso é certo. Mas eles fazem muito mais do que isso. Podem ser idiomáticos e ideológicos, podem expressar a personalidade de quem os cria, e podem ser feitos através de qualquer meio - carvão, lápis, caneta ou programa de computador. Podem inspirar, provocar e radicalizar. Podem ser realistas ou fantasiosos. Ou, claro, podem instruir sobre como construir uma representação tridimensional daquilo que se vê no papel ou nas telas. Inteligência visível, eles também podem ser arte.

Dessa forma, lidar com uma competição aberta de desenhos arquitetônicos de todo o mundo, como o The Architectural Drawing Prize, só pode ser um exercício de julgamento aberto, mesmo quando estes foram classificados em três categorias técnicas: Desenho à mão livre, Digital e Híbrido. Como podemos comparar a intrigante análise digital de Chris Raven de Espaços Publicamente Acessíveis na Catedral de St. Paul com o quase perfeito corte transversal de Xinyuan Cao através da Renovação da Vila de Denggao, dois competidores elogiados na categoria de Desenhos Digitais?

Reconstrução com desenho. Imagem © Mariapia di Lecce 100. Imagem © Riza Aliabadi Momentum Mori: A Peckham Hospice Care Home. Imagem © Jerome Xin Hao Rua Portuguesa. Imagem © Anna Budnikova + 9

Os melhores desenhos de arquitetura de 2017

© Apostrophy's
© Apostrophy's

Nos últimos dois anos, temos nos esforçado para destacar aquilo que está na base da prática arquitetônica: o desenho. Percebemos que, após uma década publicando os melhores projetos do mundo, deveríamos assumir o desafio de destacar os casos excepcionais de representação, levando em consideração todas as variedades e tipos de desenhos. Usando o mesmo critério da compilação do ano passado, todos os desenhos selecionados este ano expressam-se sensivelmente - seja de modo artístico, técnico ou conceitual - e representam o respectivo projeto através da simplicidade, detalhes, texturas, e cores.

Veja, a seguir, a seleção de desenhos organizada em oito categorias: desenhos arquitetônicos, axonométricas, contexto, diagramas, croquis, GIFs animados, detalhes e outras técnicas.

© Shift Architecture Urbanism © Pezo Von Ellrichshausen © ASSISTANT © Atelier TAO+C + 126

WAF divulga resultado do Prêmio de Desenho de Arquitetura

Hybrid: VENCEDOR - Memento Mori A Peckham Hospice Care Home by Jerome, Xin Hao Ng. Cortesia de World Architecture Festival
Hybrid: VENCEDOR - Memento Mori A Peckham Hospice Care Home by Jerome, Xin Hao Ng. Cortesia de World Architecture Festival

O WAF (World Architecture Festival), com os co-curadores Make Architects e o Museu Sir John Soane, anunciou os vencedores do prêmio inaugural de Desenho de Arquitetura, criado para reconhecer a "importância contínua do desenho manual, ao mesmo tempo que abrange o uso criativo de renderizações produzidas digitalmente".

A partir de 166 inscrições de arquitetos, designers e estudantes em todo o mundo, 38 dos melhores desenhos foram selecionados em três categorias: Digital, Desenho à mão e Híbrido. A partir dessa lista, destaques e um vencedor por categoria foram escolhidos, com o grande prêmio geral atribuído ao melhor desenho do ano. As inscrições foram avaliadas quanto a habilidades técnicas, originalidade  e capacidade de transmitir uma ideia arquitetônica, seja para um projeto de construção conceitual ou real.

O vencedor geral foi Momento Mori: a Peckham Hospice Care Home por Jerome Xin Hao Ng, produzido como parte de seu projeto final de graduação na The Bartlett School of Architecture, de Londres.

"[O desenho é] uma visão perspectivada soberbamente concebida e executada, olhando para o edifício a partir do nível da cobertura, e é enaltecido por sua habilidade técnica e a sensibilidade com a qual retratou os espaços encontrados em tais instituições como configurações de interação sociais entre gerações" disse Jeremy Melvin, curador do Festival Mundial de Arquitetura (WAF).

O World Architecture Festival de 2017 acontecerá em Berlim de 15 a 17 de novembro. Saiba mais sobre o Festival aqui. Se tiver a oportunidade de comparecer, use o código de desconto ARCHDAILY17 para receber 20% de desconto. Palestrantes incluem Alison Brooks, Charles Jencks, Pierre de Meuron e Francis Kéré. Além disso, conferências, passeios guiados, palestras e críticas dos projetos selecionados dos prêmios WAF 2017 são alguns dos eventos programados para o festival.

Veja os vencedores e os desenhos selecionados abaixo.

Hand-drawn: VENCEDOR - Scenarios for a post crisis landscape by Dimitrios Grozopoulos. Cortesia de World Architecture Festival Digital: VENCEDOR - Deep Water Purgatory by Christopher Wijatno. Cortesia de World Architecture Festival Digital: Echoessssssss 2 by Sarath Saitongin. Cortesia de World Architecture Festival Hybrid: Deep Rise by Jollie Cheung. Cortesia de World Architecture Festival + 38

Os melhores desenhos de 2017 enviados pelos nossos leitores

Quando se trata de formas de representação arquitetônica, não há um método mais expressivo do que o desenho. Das muitas decisões, desde os utensílios de desenho até o tipo de papel, ou mesmo do estilo de desenho a mão ou desenho digital, as escolhas do que um arquiteto inclui - ou não inclui - em seus desenhos são frequentemente a melhor maneira de revelar as verdadeiras intenções por trás do processo de um projeto.


Em anos anteriores, publicamos nossas imagens favoritas do nosso banco de dados de projetos selecionados (o que ainda faremos em 2017!), mas este ano, queríamos fazer algo um pouco diferente para envolver nossa comunidade: pedimos aos nossos leitores que enviassem seus melhores desenhos. A resposta foi incrível - recebemos mais de 1200 desenhos de nossa rede de leitores em todo o mundo, desde perspectivas até esboços interpretativos e cortes altamente técnicos.


A partir desses envios, a equipe do ArchDaily selecionou 80 dos nossos favoritos, organizados em 7 categorias: Visualizações, Axonométricas - Isométricas, Cortes, Colagens, Contexto, Croquis e Plantas.

Veja eles, abaixo.

O croquis como exercício criativo: Zaha Hadid

Ordrupgaard Museum Extension1  2005. Image Cortesía de Zaha Hadid Architects Phaeno Science Centre 2005. Image Cortesía de Zaha Hadid Architects Terminus Multimodal Hoenheim Nord1  2001. Image Cortesía de Zaha Hadid Architects Rosenthal Center for Contempoary Art 2003 . Image Cortesía de Zaha Hadid Architects + 10

Um ano após a morte de Zaha Hadid, gostaríamos de recordar uma de suas marcas no início de sua carreira como arquiteta: seus croquis.
Algum tempo atrás fizemos uma publicação com uma coleção de suas principais pinturas como ferramenta de representação arquitetônica no processo criativo de suas obras. Desta vez, fizemos uma seleção de seus croquis mais emblemáticos como o exercício formal inicial de pensamento no processo de projeto.

Clássicos da Arquitetura icônicos representados em perspectivas axonométricas

Casa Gropius / Walter Gropius + Marcel Breuer / 1938 . Image Courtesy of Diego Inzunza - Estudio Rosamente Prairie Chicken House / Herb Greene / 1961. Image Courtesy of Diego Inzunza - Estudio Rosamente Casa de Vidrio / Philip Johnson / 1949. Image Courtesy of Diego Inzunza - Estudio Rosamente Casa Farnsworth / Mies van der Rohe / 1951 . Image Courtesy of Diego Inzunza - Estudio Rosamente + 20

O arquiteto e ilustrados Diego Inzunza desenvolveu a série "Architectural Classics" com o objetivo de apresentar mais de 15 obras icônicas do século XX, utilizando uma técnica gráfica de ampla compreensão, já que permite uma leitura geral de mais de seus lados, estabelecendo uma imagem geral.

Os melhores desenhos arquitetônicos de 2016

© Pezo von Ellrichshausen Courtesy of Studio Fuksas Courtesy of OMA via Wülser Bechtel Architekten + 90

Desenhar e construir um projeto é um grande desafio. Entretanto, quando a obra é finalizada ainda há desafios em transmitir o projeto para que possa ser compreendido por um novo público. Isto é particularmente certo nos meios digitais, onde os leitores online não gastam necessariamente o mesmo tempo lendo um artigo como nos meios impressos. Desta forma, toda a representação visual e seus novos formatos - como os GIFs - assumem um papel importante na compreensão do projeto.

No ArchDaily nos motivamos como editores e incentivamos os arquitetos das nossas redes ao aproveitar ao máximo os projetos que recebemos e compartilhá-los com o mundo para assim distribuir conhecimento e inspiração a milhões de pessoas. Os desenhos que escolhemos servem como um método de aprendizagem em temas particulares onde a representação arquitetônica é fundamental.

Independentemente se forem digitais ou feito à mão, todos os desenhos arquitetônicos que selecionamos em 2016 possuem uma expressão sensível sejam artísticos, técnicos ou conceituais. Todos buscam expressar e explicar o projeto apoiados na simplicidade, nos detalhes, nas texturas, nos modelos 3D e nas cores como ferramentas principais.

Este ano queremos destacar uma seleção de 90 desenhos organizados em oito categorias: desenhos arquitetônicos, axonométricas, contexto, diagramas, croquis, GIFs, detalhes e outras técnicas. 

A importância das escalas humanas nos croquis

"Prefiro desenhar do que falar. O desenho é mais rápido e deixa menos espaço para mentiras." (Le Corbusier)

Mesmo com a evolução da tecnologia e a popularização de avançados programas computacionais, a maioria dos projetos de arquitetura ainda começa com uma folha em branco e traços descompromissados. Mais do que representar fielmente um projeto, o croqui serve para estudar uma condicionante, entender uma paisagem ou uma topografia, ou repassar uma ideia a outros membros da equipe ou mesmo ao cliente. Seu intuito principal, no entanto, é estimular a produção de ideias e vencer o medo do papel em branco. Geralmente é realizado através de traços imprecisos, sobrepostos, ambíguos, acompanhado de anotações, flechas, e não carecendo de grande precisão técnica e refinamento gráfico.