Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Render

Render: O mais recente de arquitetura e notícia

Plugin gratuito permite exportar imagens em 360° do SketchUp para plataforma de realidade virtual

Com a popularização da realidade virtual e realidade aumentada, novas formas de explorar as representações de arquitetura se abrem para profissionais e estudantes. Imersão em modelos tridimensionais digitais são cada vez mais comuns, seja através da tela do comuptador, smartphone ou óculos de VR. De encontro a esta realidade, que até alguns anos atrás parecia futurista demais, a plataforma online Tour Fácil disponibilizou um plugin gratuito que permite exportar imagens em 360° do SketchUp que podem ser visualizadas em realidade virtual ou aumentada.

Como usar o Lumion: Tutoriais para melhorar suas visualizações arquitetônicas

Se você vem criando visualizações arquitetônicas por meio do Lumion, os tutoriais a seguir (em inglês) poderão te ajudar bastante. Esses tutoriais maximizarão sua produção e ensinarão dicas práticas e técnicas fáceis de usar.

Aprenda como adicionar objetos, usar luzes, modificar materiais e também criar imagens panorâmicas e em 360 °, vídeos e muito mais.

Esperamos que você aproveite os vídeos a seguir.

10 Tutoriais de pós-produção no Photoshop para representação de arquitetura

Se você pretende melhorar suas representações de arquitetura através de pós-produção no Photoshop, o canal do YouTube do Show It Better pode ser útil. Os tutoriais disponíveis apresentam técnicas e dicas de ferramentas para usar o software em toda sua capacidade.

Reunimos, a seguir, alguns exemplos de tutoriais que abordam representações axonométricas, plantas, cortes, fachadas, diagramas e estilo "pós-digital". 

Melhore suas habilidades de representação com estes tutoriais.

Como adicionar escalas humanas às suas renderizações como um profissional

Não é nenhum mistério o porquê colocamos escalas humanas em nossas visualizações de projetos. Pessoas são o caminho mais rápido para uma conexão emocional. Com as indicações visuais certas, você pode evocar sentimentos profundos, transformando uma simples imagem em uma fonte de admiração ou aspiração. Nas visualizações arquitetônicas, tentamos moldar esses sentimentos, trabalhando com as percepções que a maioria de nós compartilha. Enquanto todos nós somos criaturas de circunstâncias, usando nosso conhecimento experiencial para nos guiar cotidianamente, muito do nosso condicionamento faz o mesmo. É por isso que é tão importante considerar como você usa as escalas humanas ao criar visualizações de seus projetos.

As escalas são seus guias visuais, alertando o espectador para a história ou sentimentos que você deseja transmitir. Às vezes, essa história é de uso, uma explicação de como alguém interage ou se move através de um espaço. Outras vezes, é um pouco mais abstrato. Qualquer que seja a direção, a arte de incluir escalas é realmente um estudo de composição, condicionamento e narrativa. Quanto mais você souber sobre cada tópico, melhor será a sua imagem - especialmente quando você tiver um pedido complicado do cliente.

Nesta parte, gostaria de mostrar a você como abordamos o assunto na Kilograph. Como nossas origens são diversas - artistas, arquitetos, especialistas em marcas e técnicos de realidade virtual - estamos constantemente discutindo sobre como fazer as pessoas se destacarem, do ponto de vista psicológico e estético. Aqui está o que já descobrimos.

Dicas para renderizações melhores e mais rápidas

Se quer um render rápido, economize em tamanho dos modelos complementares de cena, no tamanho das texturas e nas fontes de luz. Aprenda bem a usar o seu software de render, conheça-o profundamente e, finalmente, construa suas cenas de acordo com a necessidade de recursos. De nada vale usar o maior, mais detalhado e o melhor em todos os casos, isso só vai deixar você frustrado com o seu computador e seu software de render, sofrendo na manipulação do modelo e sempre aspirando o último modelo de processador e placa de vídeo, mais memória, e mais dinheiro para atualizar tudo isso! E o pior, sem a menor necessidade.

Se possível, use um renderizador por GPU de sua preferência, como o Thea Render for Sketchup, utilizado nos exemplos desse artigo.

Veja, a seguir, alguns conselhos para tornar suas renderizações mais rápidas e eficientes:

13 Sites que disponibilizam escalas humanas gratuitas de alta qualidade para suas renderizações

Mesmo que a grande maioria das visualizações arquitetônicas adotem estilos semelhantes, isso não significa que você deva seguir a mesma linha. A menos, é claro, que você queira. De todo modo, existem muitos recursos disponíveis para ajudar a criar visualizações em qualquer estilo que você deseja; a seguir, compilamos 13 sites muito úteis que podem lhe ajudar a dar a suas imagens um toque mais humano (ou canino). O número de sites dedicados a representar a diversidade dos 7,6 bilhões de habitantes do mundo está crescendo, o que significa que nossos leitores de todas as partes do globo contam agora com escalas humanas apropriadas e coerentes para povoar suas renderizações. E se você estiver interessado em algo mais dramático do que fotografias de pessoas reais, sites como ARTCUTOUT e cutoutmix oferecem alternativas menos realistas e mais artísticas.

Renders do 53W53 de Jean Nouvel mostram como será o novo arranha-céu de Manhattan

Novas imagens da torre 53W53, de Jean Nouvel, foram recentemente divulgadas ao passo que se aproxima o prazo de conclusão da obra de 82 pavimentos, marcado para 2018. Mostrando o novo ícone em sua completude, o render apresenta uma estrutura afilada, marcada por sua qualidade escultural e por três pavimentos do espaço da galeria na base da torre adjacente ao Museu de Arte Moderna.

© Giles Ashford © Giles Ashford © Giles Ashford © Giles Ashford + 14

9 Dicas de Photoshop para arquitetos

Imagem criada com <a href='http://casasinhaus.com/properties/vivienda-modular-espectacular-modelo-moraira-4d-2p-2-265/'>render por InHAUS</a> licença CC0
Imagem criada com render por InHAUS licença CC0

Este artigo foi originalmente publicado por RenderPlan como "9 Dicas Poderosas para um Fluxo de Trabalho Eficiente".

Um software poderoso como o Photoshop pode transformar uma imagem ou desenho de aparência mediana em um dos itens mais valiosos de um projeto. O truque é aprender a usar alguns dos seus melhores recursos e otimizar seu fluxo de trabalho para obter a máxima eficiência.

Ao longo dos anos, o Photoshop tornou-se a principal ferramenta para qualquer tipo de edição de imagens para os arquitetos. O software tornou-se indispensável graças aos seus versáteis recursos. É uma ferramenta poderosa para ajustar renderizações ou até mesmo criá-las do zero. Alguns dos mais reconhecidos desenvolvedores de imagens dependem fortemente do Photoshop e usam volumetrias bastante cruas feitas em programas 3D como ponto de partida. De renderizações fotorrealistas à edição de fotografias de projetos construídos, o Photoshop pode ser o melhor amigo de um arquiteto.

Guia de Renders 360: tudo o que você precisa saber

A realidade virtual chegou para ficar. Sem dúvida representa uma contribuição enorme ao projeto de arquitetura. Dentre as inúmeras possibilidades que proporciona aos arquitetos, colaboradores e clientes, podemos citar o ambiente virtual de experimentação, uma ferramenta de desenho que auxilia na tomada decisões.

Para aproveitar o que esta ferramenta tem de melhor, o processo de renderização 360 é fundamental. Neste caso, é imprescindível ter como objetivo principal reproduzir o ambiente real meticulosamente, procurando simular com a maior fidelidade possível o que os olhos humanos observam. Não importa qual o software usado para renderizar, neste artigo mostraremos alguns conselhos e conceitos básicos necessários para obter bons resultados ao produzir imagens panorâmicas tridimensionais com realidade virtual.

Animação inédita do projeto não-construído do Parlamento Esloveno de Jože Plečnik

Jože Plečnik é frequentemente citado o maior arquiteto da Eslovênia, apesar de ter deixado este mundo há mais de setenta anos. Seu traço, treinado em Viena sob a tutela de Otto Wagner, pode ser visto por todo o país - e especialmente em Ljubljana. Embora Plečnik seja lembrado por seu trabalho de restauração e renovação do Castelo de Praga na década de 1920, o impacto que deixou na capital eslovena é inconfundível.

A cidade é dominada por um castelo medieval localizado no topo de uma colina, e foi neste local carregado de história que Plečnik propôs uma intervenção radical em meados do século XX. Ele queria construir um novo Parlamento esloveno - um equipamento público para abrigar o poder legislativo da República Popular da Eslovênia dentro da segunda Iugoslávia. Com este plano rejeitado pelas autoridades, Plečnik propôs um segundo projeto, conhecido coloquialmente como a "Catedral da Liberdade", construído e animado virtualmente por Kristijan Tavcar (mostrado no vídeo acima).

Proposta de Jože Plečnik para o Parlamento Esloveno (não construída). Imagem © Kristijan Tavcar Proposta de Jože Plečnik para o Parlamento Esloveno (não construída). Imagem © Kristijan Tavcar Proposta de Jože Plečnik para o Parlamento Esloveno (não construída). Imagem © Kristijan Tavcar Proposta de Jože Plečnik para o Parlamento Esloveno (não construída). Imagem © Kristijan Tavcar + 12

Processadores e placas de vídeo atualizadas melhoram o desempenho do iMac para softwares de arquitetura

Na Apple Worldwide Developers Conference de hoje, a gigante tecnológica anunciou a mais nova série de atualizações de desempenho em sua gama de produtos de softwares e hardwares. Visando desenvolvedores de softwares e outros usuários de alta tecnologia, o evento foi destacado pelo anúncio de significativas melhorias em suas capacidades gráficas e de processamento dos computadores - ou em termos arquitetônicos - os componentes necessários para trabalhar em projetos como criar conteúdo dentro de uma experiência de Realidade Virtual ou renderizações em tempo real.

via Apple Special Event Streaming. 5 de Junho de 2017 via Apple Special Event Streaming. 5 de Junho de 2017 via Apple Special Event Streaming. 5 de Junho de 2017 via Apple Special Event Streaming. 5 de Junho de 2017 + 11

A rua não é um render

Algum tempo atrás, mais precisamente na segunda metade dos anos noventa, saber AutoCAD tinha seu charme. Eu mesmo dei meus primeiros passos com a versão 11 em lentos computadores na fria e escura caverna da sala de computação da escola de arquitetura da Católica (do Chile). Era algo mais parecido ao Pong ou a Logo que ao sofisticado desenho que conhecemos hoje.

Como éramos poucos os que sabiam utilizar o programa e eu era rápido com ele, em um dos meus primeiros trabalhos me colocaram para fazer cortes de rua para o plano diretor de um bairro da Região Metropolitana de Santiago, uma atividade mecânica, repetitiva, mais próxima a fabricação de salsichas do que do desenho urbano (line – offset – extend – trim – insert block e pronto). Em uma manhã poderia fazer dezenas de cortes, somente precisava saber a distância entre linhas de fechamento, a largura da calçada, o número de vias e se havia estacionamentos laterais ou canteiro central para definir a forma de quilômetros de vias. Não, não havia tempo, nem dinheiro, nem vontade para pensar em detalhes. Isso seria visto em planejamentos parciais específicos para cada bairro que seriam realizados em um futuro hipotético.

cutoutmix oferece escalas humanas originais para renders e fotomontagens

A arquiteta e fotógrafa italiana Francesca Perani decidiu que era hora de abordar a questão dos direitos autorais pouco claros e estereótipos cansados das escalas humanas usadas em renders e fotomontagens. Em seu site cutoutmix, explica que ela e sua "gangue criativa" de designers mulheres estão, "melhorando o mundo dos renders com a ajuda e talento de artistas internacionais". Agora, os usuários podem acessar duas das coleções gratuitamente, que estão sob licença creative commons.

A imagem fala: ou, Por que precisamos ir além dos renders

A arquitetura, do mesmo modo que qualquer outra profissão, necessita de ferramentas específicas para acontecer. Como o poeta usa a caneta e o carpinteiro o serrote, o arquiteto também usa alguns instrumentos para traduzir suas arquiteturas imaginárias em paredes, chão e teto. A complexidade, porém, da arquitetura exige mais que caneta e serrote, muito mais que régua e prancheta; atividade coletiva e realizada e múltiplas etapas, até que se faça a arquitetura propriamente dita – aquela concreta – há passos que devem ser seguidos e, para cada um deles, as ferramentas mais adequadas.

Na arquitetura não há quem não tenha fracassado. Dito de outro modo, não há arquiteto ou arquiteta que tenha conseguido, todas as vezes, transformar as ideias em espaço concreto, construído. Aliás, essa espécie de “fracasso” é muito recorrente na profissão; o longo e intrincado processo necessário para trazer uma ideia ao mundo das concretudes faz com que a maior parte de nossos projetos permaneça apenas projeto. Assim, lidamos boa parte do tempo com representações – ou apresentações, já que não existe um referencial concreto a ser re-apresentado.

Como melhorar drasticamente seus renders

Atualmente, a produção de renders de arquitetura se assemelha à uma corrida digital; ao passo que as imagens ficam cada vez mais sofisticadas, mais almejadas elas também se tornam. Neste artigo, publicado originalmente na página ArchSmarter como o primeiro da série "Pro Smarts", Jonn Kutyla, da PiXate Creative, compartilha seu processo de criação de imagens fotorrealistas.

Criar renders fotorrealistas de arquitetura requer planejamento e atenção aos detalhes. Acrescentar pequenos detalhes às imagens pode ser demorado, mas certamente vale o esforço. Alguns dos menores detalhes tem os maiores impactos no realismo das imagens. Neste artigo focaremos no contexto em torno de seu edifício. Este não será um tutorial para um software específico, mas um guia de como usar a natureza para tornar suas imagens mais realistas. 

Drones e renders: Como a fotogrametria aérea insere a topografia real nas visualizações

Corcovado and Christ the Redeemer by Pix4D on Sketchfab

Como já mencionei anteriormente, é o contexto que transforma um render artístico em uma imagem fotorrealista que retrata precisamente um edifício. Com isto em mente, e numa tentativa contínua de melhorar a precisão dos renders, alguns artistas estão agora tirando proveito do uso dos drones para buscar um novo ponto de vista para seus trabalhos.

No passado, registrar imagens aéreas de uma área não era possível sem helicópteros ou aviões, ambos disponíveis a preços bastante elevados. Drones equipados com câmeras podem agora ser adquiridos por uma fração deste preço, tornando a fotografia aérea muito mais acessível. Além de registrar imagens e vídeos, os drones - associados a softwaes específicos - também oferecem a possibilidade de mapear precisamente a topografia de um local, que pode então ser inserida no render, tornando a imagem ainda mais fiel à realidade.

PimpMyDrawing oferece escalas humanas para desenhos vetorizados

Unindo-se às muitas páginas que já oferecem escalas humanas para renders, o website PimpMyDrawing está ampliando sua base de dados de escalas vetorizadas. O site foi lançado por três arquitetos recém-formados que, ao se darem conta da quantidade de desenhos vetorizados que produziram ao longo de seus anos na faculdade, decidiram compartilhá-los gratuitamente.

Tutorial: Vray e Sketchfab para renderizar e compartilhar seus modelos 3D

Neste tutorial, originalmente publicado no blog Sketchfab como "Sketchfab Archvis workflow based on V‌ray baked textures," Tarek Adhami nos guia através de um passo a passo completo necessário para pegar seu modelo 3D, renderizá-lo com Vray e fazer upload em Sketchfab.

Neste artigo estarei falando sobre o meu passo a passo para criar uma cena renderizada 3D em Sketchfab baseado em texturas e luzes realistas do Vray.

Não importa qual software você usa para modelar seus objetos uma vez que o que vou mostrar aqui pode ser aplicado em outros programas que o Vray (ou outro plugin de render similar) pode suportar. Neste exemplo, utilizei o 3ds Max e Marvelous Designer para modelagem e o Vray para iluminação e texturas.