1. ArchDaily
  2. Projeto de interiores

Projeto de interiores: O mais recente de arquitetura e notícia

Interiores urbanos: reinventando cidades de dentro para fora

As paisagens urbanas contemporâneas variam muito de seus precedentes iniciais, abrigando a vida urbana em espaços internos amplos como mega-hotéis, shoppings e hubs de transporte. Átrios imponentes e áreas de circulação agora são uma parte normal da experiência urbana, permitindo atividades públicas "dentro" da cidade. Interiores e urbanismo são frequentemente considerados extremos opostos do espectro espacial, com a arquitetura atuando como mediadora entre os dois. A crescente importância do "urbanismo interno" no funcionamento do ambiente construído demanda a pergunta — como as cidades podem ser reinventadas de dentro para fora?

Interiores urbanos: reinventando cidades de dentro para fora - Image 1 of 4Interiores urbanos: reinventando cidades de dentro para fora - Image 2 of 4Interiores urbanos: reinventando cidades de dentro para fora - Image 3 of 4Interiores urbanos: reinventando cidades de dentro para fora - Image 4 of 4Interiores urbanos: reinventando cidades de dentro para fora - Mais Imagens

18 Projetos de interiores que usam estantes abertas para esconder a bagunça

Espaços domésticos desarrumados e bagunçados podem ser mentalmente exaustivos, tornando-se impossível relaxar nesses ambientes internos. Assim como diz o ditado "espaço arrumado, mente arrumada", ambientes domésticos onde prevalecem linhas limpas (seja com um estilo de vida minimalista, organização ou sistemas de armazenamento retráteis e bem organizados) promovem uma mentalidade mais meditativa. Talvez, no entanto, a demonização dessa desordem crie espaços sem caráter que podem vir a ser um pouco entediantes.

No entanto, a chamada "bagunça" ainda pode despertar alegria quando uma oportunidade é dada. É possível criar elementos decorativos, texturas e, mais importante, superfícies personalizadas, através de espaços de armazenamento abertos como prateleiras, ganchos ou armários sem portas. Podendo guardar memórias preciosas, histórias, conquistas, equipamentos inspiradores ou itens funcionais.

18 Projetos de interiores que usam estantes abertas para esconder a bagunça - Image 7 of 418 Projetos de interiores que usam estantes abertas para esconder a bagunça - Image 2 of 418 Projetos de interiores que usam estantes abertas para esconder a bagunça - Image 15 of 418 Projetos de interiores que usam estantes abertas para esconder a bagunça - Image 3 of 418 Projetos de interiores que usam estantes abertas para esconder a bagunça - Mais Imagens+ 14

Interiores biofílicos: 21 projetos que misturam arquitetura com natureza

Os humanos são programados para responder positivamente à natureza; o som crepitante do fogo, o cheiro de chuva fresca no solo, as características medicinais das plantas e da cor verde, a proximidade dos animais etc. Isso, junto com as condições ambientais críticas de hoje e a rápida urbanização, mudou o foco dos arquitetos para projetos ecologicamente conscientes que aproximam as pessoas da natureza. Eles exploraram várias abordagens: estruturas de taipa, materiais e móveis reciclados, projetos guiados pela luz solar... A prática foi tão impulsionada pela onda verde que as linhas se confundiram entre o que é verdadeiramente sustentável e ecológico e o que é greenwashing. Mas o que proporcionou a conexão biológica mais inata com a natureza foi a biofilia e o ato de "trazer o exterior para dentro" através do design.

Interiores biofílicos: 21 projetos que misturam arquitetura com natureza - Image 1 of 4Interiores biofílicos: 21 projetos que misturam arquitetura com natureza - Image 2 of 4Interiores biofílicos: 21 projetos que misturam arquitetura com natureza - Image 3 of 4Interiores biofílicos: 21 projetos que misturam arquitetura com natureza - Image 4 of 4Interiores biofílicos: 21 projetos que misturam arquitetura com natureza - Mais Imagens+ 20

Como organizar os móveis nos espaços? 7 dicas essenciais

Como organizar os móveis nos espaços? 7 dicas essenciais - Image 1 of 4
© Valeria Montjoy (ArchDaily)

Como verdadeiros orquestradores espaciais, a expertise dos arquitetos se estende além da simples construção de edifícios, muitas vezes transcendo o reino físico do design. Eles possuem a habilidade única de criar espaços que não apenas são visualmente atraentes, mas que também parecem acolhedores, harmoniosos e, acima de tudo, funcionais. Abraçar esse papel fundamental envolve uma consideração cuidadosa de todos os detalhes que compõem um projeto; desde as fundações de um prédio até um sofá, os arquitetos devem garantir que todos os elementos, em todas as escalas, se unam de maneira coesa e influenciem positivamente nossas vidas cotidianas.

O que é uma porta embutida? Maximizando espaço, flexibilidade e estilo

Populares na arquitetura vitoriana, as portas embutidas caíram de moda em meados da década de 1920 e as portas articuladas logo se tornaram a norma. Nos últimos anos, no entanto, um interesse renovado em soluções de economia de espaço e desdobramento trouxe-as de volta ao centro das atenções. O que costumava ser uma característica arquitetônica esquecida tem se tornando cada vez mais comum nos interiores modernos, juntamente com seu toque criativo e inúmeras funções. Essas portas deslizantes e elegantes podem dividir com eficiência, criar transições perfeitas, economizar espaço e contribuir para uma aparência única, sofisticada e elegante. Tudo isso enquanto adicionam um leve toque de poesia à casa; deslizando silenciosamente na parede, convidam os usuários a passarem e explorar o que está além, criando um forte senso de mistério e intriga.

O que é uma porta embutida? Maximizando espaço, flexibilidade e estilo - Image 1 of 4O que é uma porta embutida? Maximizando espaço, flexibilidade e estilo - Image 2 of 4O que é uma porta embutida? Maximizando espaço, flexibilidade e estilo - Image 3 of 4O que é uma porta embutida? Maximizando espaço, flexibilidade e estilo - Image 4 of 4O que é uma porta embutida? Maximizando espaço, flexibilidade e estilo - Mais Imagens+ 24

Do lixo ao luxo: arquitetos e designers dão nova vida a objetos descartados

Um aspecto fundamental em uma economia circular é a transformação de nossa maneira de enxergar o lixo. Rotular um objeto como "resíduo" implica desvalorizá-lo e encerrar seu papel em uma economia linear tradicional. Mesmo que o objeto esteja fora de vista, sua vida continua no aterro sanitário. Essa mudança de perspectiva em relação ao lixo implica em abrir nossas mentes para as oportunidades que a abundância de resíduos apresenta. Os designers e arquitetos reunidos a seguir não apenas conseguiram eficientemente resgatar objetos descartados como também aumentaram seu valor agregado, atribuindo-lhes novo significado por meio de sua cuidadosa curadoria.

Do lixo ao luxo: arquitetos e designers dão nova vida a objetos descartados - Image 1 of 4Do lixo ao luxo: arquitetos e designers dão nova vida a objetos descartados - Image 2 of 4Do lixo ao luxo: arquitetos e designers dão nova vida a objetos descartados - Image 3 of 4Do lixo ao luxo: arquitetos e designers dão nova vida a objetos descartados - Imagem de DestaqueDo lixo ao luxo: arquitetos e designers dão nova vida a objetos descartados - Mais Imagens+ 3

Arquitetura em destaque: uma seleção de projetos escolhidos pelos curadores do ArchDaily em 2023

A biblioteca de projetos da ArchDaily é gerenciada por nossos curadores, que buscam constantemente enriquecer nossa seleção com as obras mais interessantes, evidenciando enfoques e critérios distintos e inclusivos. Este ano, começamos a destacar as escolhas de nossa equipe de curadoria na conta do ArchDaily no Instagram, onde nossos curadores lançam luz sobre alguns projetos que abordam temas interessantes e características únicas.

Arquitetura em destaque: uma seleção de projetos escolhidos pelos curadores do ArchDaily em 2023 - Imagem de DestaqueArquitetura em destaque: uma seleção de projetos escolhidos pelos curadores do ArchDaily em 2023 - Image 1 of 4Arquitetura em destaque: uma seleção de projetos escolhidos pelos curadores do ArchDaily em 2023 - Image 2 of 4Arquitetura em destaque: uma seleção de projetos escolhidos pelos curadores do ArchDaily em 2023 - Image 3 of 4Arquitetura em destaque: uma seleção de projetos escolhidos pelos curadores do ArchDaily em 2023 - Mais Imagens+ 26

A cor do ano de 2024 por líderes da indústria de tintas como AkzoNobel e Sherwin Williams

O ano de 2024 traz uma intrigante variedade de seleções de Cores do Ano selecionadas por famosas marcas de fabricantes de tintas, cada um oferecendo uma perspectiva única sobre as tonalidades que influenciarão nossos espaços de convivência. Na busca por capturar os humores e aspirações do próximo ano, os especialistas em cores optaram por tons suaves e tranquilizadores, na esperança de trazer uma sensação de serenidade para equilibrar as emoções do ano passado. Em contraste com a ousada escolha da Pantone para 2023, a Benjamin Moore adotou uma tonalidade suavemente saturada e matizada, a AkzoNobel enfatiza a calma e a estabilidade, a Sherwin Williams busca inspirar a atenção plena, a Graham & Brown promove o calor e a tranquilidade, e a C2 Paint foca na renovação e sustentabilidade.

A cor do ano de 2024 por líderes da indústria de tintas como AkzoNobel e Sherwin Williams - Image 1 of 4A cor do ano de 2024 por líderes da indústria de tintas como AkzoNobel e Sherwin Williams - Image 2 of 4A cor do ano de 2024 por líderes da indústria de tintas como AkzoNobel e Sherwin Williams - Image 3 of 4A cor do ano de 2024 por líderes da indústria de tintas como AkzoNobel e Sherwin Williams - Image 4 of 4A cor do ano de 2024 por líderes da indústria de tintas como AkzoNobel e Sherwin Williams - Mais Imagens+ 2

Tons neutros no design de interiores: 30 projetos com paleta de cores discreta

A história das 'cores neutras' é uma jornada fascinante pela evolução da estética humana e das sensibilidades de design. Estreitamente relacionada à composição de materiais encontrados organicamente na natureza, a harmonia de cores entre brancos, cinzas e tons terrosos desempenhou um papel fundamental na expressão artística, na moda, design de interiores e arquitetura por milênios. Desde os tons discretos das estruturas arquitetônicas de argila, palha, madeira ou tijolo até o estilo de interiores contemporâneo, agora predominante, as cores neutras transcendem fronteiras culturais e continuam ocupando um lugar especial em nossa paisagem visual — oferecendo uma elegância sofisticada e versatilidade que resistiram ao tempo.

Tons neutros no design de interiores: 30 projetos com paleta de cores discreta - Image 1 of 4Tons neutros no design de interiores: 30 projetos com paleta de cores discreta - Image 2 of 4Tons neutros no design de interiores: 30 projetos com paleta de cores discreta - Image 3 of 4Tons neutros no design de interiores: 30 projetos com paleta de cores discreta - Image 4 of 4Tons neutros no design de interiores: 30 projetos com paleta de cores discreta - Mais Imagens+ 27

Mulheres artistas exploram a interseção entre luz, espaço, tecnologia e comunidade

A luz desempenha um papel essencial no mundo do design de interiores, mas também pode criar espaços públicos imersivos. Enquanto James Turrell, Olafur Eliasson e Dan Flavin são celebrados por sua maestria na transformação de cores, reflexos e contrastes luminosos, é importante notar que o campo da iluminação artística não é exclusivamente dominado por homens. Em resposta à falta de representação de artistas femininas na área da luz, uma perspectiva inovadora e esclarecedora surge dos designers de iluminação britânicos Sharon Stammers e Martin Lupton, do Light Collective.

Após a criação da plataforma "Women in Lighting", o livro delas intitulado Women Light Artists dá um passo audacioso ao nos apresentar 40 mulheres criativas cujo trabalho irradia engenhosidade e brilho. O livro oferece uma variedade de projetos fascinantes, que vão desde piscinas interativas até a dança das sombras coloridas da luz do dia sobre uma ponte em Londres, da projeção tranquila em um marco icônico de Berlim até o arco-íris vibrante que se curva sobre o horizonte de Manhattan. Cada obra incorpora um diálogo único entre luz e espaço. Essa jornada luminosa presta uma valiosa homenagem ao poder das mulheres artistas que, por muito tempo, ficaram nas sombras.

Mulheres artistas exploram a interseção entre luz, espaço, tecnologia e comunidade - Image 1 of 4Mulheres artistas exploram a interseção entre luz, espaço, tecnologia e comunidade - Image 2 of 4Mulheres artistas exploram a interseção entre luz, espaço, tecnologia e comunidade - Image 3 of 4Mulheres artistas exploram a interseção entre luz, espaço, tecnologia e comunidade - Image 4 of 4Mulheres artistas exploram a interseção entre luz, espaço, tecnologia e comunidade - Mais Imagens+ 5

Interiores inspirados nas fachadas dos edifícios

A prioridade quando se trata do material de superfície externa de um prédio é a durabilidade. Tendo que literalmente resistir aos danos causados pela água da chuva, vento, luz solar, variações de temperatura e muitas outras condições climáticas, exigimos muito deles. Por outro lado, nos interiores protegidos, as superfícies tendem a priorizar o acabamento — com cores, padrões e texturas características de materiais como tintas, azulejos cerâmicos ou painéis de madeira.

Tradicionalmente, esses dois mundos, exterior e interior, nunca precisaram se encontrar. Requisitos opostos, pensava-se, exigem soluções opostas. Mas à medida que nossos ambientes externos e internos continuam a se fundir em uma única tipologia de espaço habitável, cada vez mais projetos, de escalas variadas, comerciais e privados, estão buscando inspiração no design de superfícies do mundo exterior. Trazendo os materiais, temas e a história das fachadas para o interior.

Círculos no design de interiores: 27 projetos que abraçam as curvas

Os círculos, como uma forma geométrica fundamental, possuem uma qualidade cativante e harmoniosa que foi integrada perfeitamente à arquitetura e ao design ao longo de várias épocas e estilos. De detalhes sutis a pontos focais ousados, o uso de curvas no design de interiores transcende a mera ornamentação, muitas vezes simbolizando continuidade, conexão e um ritmo visual relaxante. Com suas curvas infinitas e contínuas, eles oferecem uma sensação de unidade, movimento e equilíbrio que pode transformar espaços em ambientes convidativos e esteticamente agradáveis — um efeito especialmente útil para os projetos de interiores. A seguir, reunimos 27 projetos que empregam formas circulares em interiores ao redor do mundo.

Círculos no design de interiores: 27 projetos que abraçam as curvas - Image 1 of 4Círculos no design de interiores: 27 projetos que abraçam as curvas - Image 2 of 4Círculos no design de interiores: 27 projetos que abraçam as curvas - Image 3 of 4Círculos no design de interiores: 27 projetos que abraçam as curvas - Imagem de DestaqueCírculos no design de interiores: 27 projetos que abraçam as curvas - Mais Imagens+ 30

Do Art Nouveau à Bauhaus: como eram os interiores residenciais nos movimentos artísticos do passado

A arte sempre foi um meio pelo qual as pessoas podem se conectar com os espaços, e os movimentos artísticos têm servido como uma plataforma para explorar novas relações com a arquitetura. Ao incorporar a arte em edifícios e espaços internos, eles foram transformados, resultando em uma fusão que cria ambientes bonitos, inspiradores e espiritualmente edificantes. Ao longo da história, vários movimentos artísticos, como o Renascimento no século XVII, o Barroco no século XVIII e o Art Nouveau, Art Déco e Bauhaus no início do século XX, tiveram um impacto significativo na arquitetura. Os arquitetos se inspiraram nos ideais, conceitos, abordagens estilísticas e técnicas desses movimentos, usando-os para criar estruturas habitáveis em grande escala. Como a casa é uma expressão fundamental de um movimento arquitetônico e a moldura mais simples para exibir o ethos artístico de uma determinada época, estudar seus espaços internos fornece uma imagem detalhada da influência da arte na organização espacial, design de móveis, padrões de produtos e interação do usuário.

Do Art Nouveau à Bauhaus: como eram os interiores residenciais nos movimentos artísticos do passado - Image 1 of 4Do Art Nouveau à Bauhaus: como eram os interiores residenciais nos movimentos artísticos do passado - Image 2 of 4Do Art Nouveau à Bauhaus: como eram os interiores residenciais nos movimentos artísticos do passado - Image 3 of 4Do Art Nouveau à Bauhaus: como eram os interiores residenciais nos movimentos artísticos do passado - Image 4 of 4Do Art Nouveau à Bauhaus: como eram os interiores residenciais nos movimentos artísticos do passado - Mais Imagens+ 18